Pastor que se envolveu em escândalos sexuais é capa da maior revista gay americana


No mês de fevereiro Ted Haggard é capa da revista The Advocate, a maior revista gay dos Estados Unidos. Em letras garrafais está a pergunta: Can you forgive Ted Haggard? (Você pode perdoar Ted Haggard? Uma pergunta difícil para ser respondida por cristãos, mas que, para o público da revista não será tão complicada assim.

Em 2006 o pastor americano Ted Haggard foi alvo de um escândalo que destruí seu ministério à frente da Igreja New Life que começou em 1985 com pequenas reuniões em sua casa. Nessa época o templo tinha 14 mil membros.

O pastor discursava constantemente contra o casamento homossexual, posição igual a 74% da população americana segundo pesquisa realizada pela Pew Research Center em 2010. Mas naquele ano, Mike Jones, um garoto de programa de Denverm resolveu se pronunciar depois de ouvir um sermão de  Haggard no rádio contra a homossexualidade.

Imediatamente, ele ligou para a emissora e contou que havia passado uma noite com o pastor em um motel e os dois haviam consumido metanfetamina. Diante dessas acusações Haggard viu ruir seu ministério e família.

“Sim… Eu o chamei. Pedi para comprar metanfetamina, mas não usei… joguei fora. Ele só fez uma massagem em mim”, conta Haggard em uma versão diferente da dada pelo garoto de programa. Mas depois da repercussão do caso o pastor passou então a encarar a “hipocrisia evangélica”.

Ele recebeu críticas de dentro e de fora da igreja e a diretoria da New Life o afastou do cargo e recomendaram que ele se mudasse do Colorado. De volta ao estado, Haggard está à frente da igreja Saint James (São Tiago), mas apenas algumas dezenas de pessoas estão dispostas a ouvir o sermão do pastor.

Sexualidade e dependência química são temas constantes de suas pregações. Perguntado recentemente por repórteres sobre sua opinião a respeito do casamento de pessoas do mesmo sexo, Haggard afimou: “O plano ideal de Deus para o casamento é a união de um homem e uma mulher”.

Mesmo com essa afirmação o convite que faz para sua igreja é pouco ortodoxo: “Se você é gay, hétero, bi, alto, baixo, um viciado, ou tem um viciado na família, saiba que tem uma família na Saint James”.

Fonte: Gospel Prime / Cepavi

 

Escreva Aqui seu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 369 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: