Archive for dezembro, 2010

31/12/2010

Trazendo a Arca é ouro


O Trazendo a Arca e a Graça Music já têm muito o que comemorar neste finalzinho de 2010. Em menos de dez dias após o lançamento do CD Entre a fé e a razão, que marca a entrada do ministério de louvor na nova gravadora, o álbum já ultrapassou a marca de 40 mil cópias ganhando registro de Disco de Ouro. Produzido por Ronald Fonseca, o trabalho se destaca pela qualidade técnica e o ministério já está cheio de planos para 2011: de 06 a 09 de janeiro, o grupo estará em Moçambique na África.

31/12/2010

“Qual foi a primeira igreja, a igreja original? É a primeira igreja, a igreja original, a verdadeira igreja?”


A capacidade de desenhar uma linha no tempo que volte ao passado até a “primeira igreja” através da “sucessão apostólica” é um argumento usado por várias igrejas diferentes para afirmar que sua igreja é “a única igreja verdadeira”. A Igreja Católica Romana faz tal alegação. A Igreja Ortodoxa Grega faz esta alegação. Algumas denominações protestantes fazem esta alegação. Alguns dos cultos “cristãos” fazem esta alegação. Como saberemos que igreja é a correta? A resposta bíblica é: isto não importa!

A primeira igreja, seu crescimento, doutrinas e práticas foram registradas para nós no Novo Testamento. Jesus, assim como Seus apóstolos, previram que falsos mestres se levantariam, e sim, é visível em algumas epístolas do Novo Testamento que estes apóstolos tiveram que lutar contra falsos mestres ainda no passado. Ter um pedigree de sucessão apostólica ou ser capaz de encontrar as raízes de uma igreja no passado, na “primeira igreja”, não é algo que esteja dito em lugar algum das Escrituras como um teste para ser a verdadeira igreja. Mas as Escrituras registram repetidas comparações entre o que um falso mestre ensina e o que a primeira igreja ensinava. Se uma igreja é a “igreja verdadeira” ou não, é determinado se compararmos seus ensinamentos e práticas com os da igreja do Novo Testamento, como registrado nas Escrituras.

Por exemplo, em Atos 20:17-38, o Apóstolo Paulo tem uma oportunidade de falar aos líderes da igreja na grande cidade de Éfeso uma última vez, face a face. Nesta passagem, ele os adverte que falsos mestres não somente surgirão entre eles, mas também DENTRE eles (versos 29-30). Paulo não expressa o ensino de que eles deveriam seguir a “primeira” igreja organizada como segurança para a verdade, mas ele os encomenda a segurança de “Deus e à palavra de Sua graça” (verso 32). Por esta razão, a verdade poderia ser determinada ao se depender de Deus e da “palavra de Sua graça” (ou seja, as Escrituras; veja João 10:35).

Esta confiança na Palavra de Deus, ao invés de seguir certos “fundadores” individuais, é vista mais uma vez em Gálatas 1:8-9, onde Paulo afirma: “Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.” Por isto, a base para se diferenciar a verdade da mentira não é baseada em QUEM está ensinando, “nós mesmos ou um anjo do céu”, mas se é o mesmo evangelho que eles já receberam: e este evangelho está registrado nas Escrituras.

Outro exemplo desta confiança na Palavra de Deus é encontrado em II Pedro. Nesta epístola, o Apóstolo Pedro está em luta contra falsos mestres. Fazendo isto, Pedro começa mencionando que nós temos “mui firme palavra” para confiar, mais do que até ouvir a voz de Deus dos céus como aconteceu na transfiguração de Jesus (II Pedro 1:16-21). Esta “mui firme palavra” é a escrita Palavra de Deus. Pedro diz a eles novamente para serem cuidadosos “das palavras que primeiramente foram ditas pelos santos profetas, e do nosso mandamento, como apóstolos do Senhor e Salvador” (II Pedro 3:2). Tanto as palavras dos santos profetas quanto os mandamentos que Jesus deu aos apóstolos estão registrados nas Escrituras.

Como determinamos se uma igreja está ensinando a correta doutrina ou não? O único padrão infalível que temos, segundo as Escrituras, é a Bíblia (Isaías 8:20; II Timóteo 3:15-17; Mateus 5:18; João 10:35; Isaías 40:8; I Pedro 2:25; Gálatas 1:6-9). A tradição faz parte de qualquer igreja, mas esta tradição deve ser comparada com a Palavra de Deus, sob pena de ir contra o que é verdadeiro (Marcos 7:1-13). Mesmo sendo verdade que os cultos e às vezes as igrejas ortodoxas torçam a interpretação das Escrituras para apoiar suas práticas, as Escrituras, quando tomadas em contexto e estudadas com fé, são capazes de guiar-nos à verdade.

A “primeira igreja” é a igreja que está registrada no Novo Testamento, especialmente no Livro de Atos e nas Epístolas de Paulo. A igreja do Novo Testamento é a “igreja original” e “a igreja verdadeira”. Podemos saber disto porque ela está descrita, em grandes detalhes, nas Escrituras. A igreja, como registrada no Novo Testamento, é o padrão de Deus e base para Sua igreja. Sobre esta base, vamos agora examinar a alegação dos católicos romanos de que constituem a “primeira igreja”. Em nenhum lugar do Novo Testamento encontraremos a “única igreja verdadeira” fazendo qualquer das seguintes coisas: orando a Maria, orando aos santos, venerando Maria, submetendo-se ao papa, tendo um sacerdócio selecionado, batizando um bebê, observando as ordenanças do batismo e a Ceia do Senhor como sacramentos ou passando a autoridade apostólica a sucessores dos apóstolos. Todos estes são elementos centrais da fé católica romana. Se a maioria dos elementos centrais da Igreja Católica Romana não são praticados pela Igreja do Novo Testamento (a primeira e única igreja verdadeira), como então pode a Igreja Católica Romana ser a primeira igreja? Um estudo do Novo Testamento claramente revelará que a Igreja Católica Romana não é a mesma igreja descrita no Novo Testamento.

O Novo Testamento registra a história da igreja desde aproximadamente 30 d.C. a aproximadamente 90 d.C. No segundo, terceiro e quarto séculos, a história registra várias doutrinas e práticas católicas romanas entre os cristãos primitivos. Não é lógico que fosse mais provável que os cristãos primitivos entendessem o que os apóstolos queriam realmente dizer? Sim, é lógico, mas há um problema. Os cristãos do segundo, terceiro e quarto séculos não eram realmente os primeiros. Repetimos, o Novo Testamento registra a doutrina e prática dos primeiros cristãos… e o Novo Testamento não ensina o Catolicismo Romano. Qual é a explicação para que a igreja do segundo, terceiro e quarto séculos tivesse começado a mostrar sinais do Catolicismo Romano?

A resposta é simples: a igreja do segundo, terceiro e quarto século (e em diante) não possuía o Novo Testamento completo. As igrejas tinham partes do Novo Testamento, mas o Novo Testamento (e a Bíblia completa) não estava comumente disponível até depois da invenção da imprensa em 1440 d.C. A igreja primitiva fez o melhor que pode em passar adiante os ensinamentos dos apóstolos através da tradição oral, e através de uma disponibilidade extremamente limitada da Palavra na forma escrita. Ao mesmo tempo, é fácil ver como as falsas doutrinas puderam se infiltrar em uma igreja que tinha acesso apenas ao Livro de Gálatas, por exemplo. É muito interessante observar que “A Reforma Protestante” se seguiu logo depois à invenção da imprensa e tradução da Bíblia nas linguagens comuns às pessoas. Uma vez que as pessoas começaram a estudar a Bíblia por si mesmas, tornou-se muito claro quão longe a Igreja Católica Romana tinha se afastado da igreja descrita no Novo Testamento.

As Escrituras nunca mencionam “que igreja veio primeiro” como a base para determinar qual a “verdadeira” igreja. O que elas ensinam é que se deve usar as Escrituras como o fator determinante para sabermos qual igreja está pregando a verdade e desta forma é fiel à primeira igreja. É especialmente importante comparar as Escrituras com os ensinamentos de uma igreja em termos dos assuntos centrais, como a total divindade e humanidade de Cristo, a expiação pelo pecado através de Seu sangue no Calvário, a salvação do pecado pela graça por meio da fé e a infalibilidade das Escrituras. A “primeira igreja” e “a igreja verdadeira” estão registradas no Novo Testamento. Esta é a igreja que todas as outras igrejas devem seguir, tentar igualar ou superar e ter como modelo.

Fonte: GotQuestions

31/12/2010

Evangélico ganha na loteria e decide investir o dinheiro em sem-tetos


Evangélico ganha na loteria e decide investir o dinheiro em sem-tetosUm dólar que sobrou da compra de uma garrafa de leite foi multiplicado. Em breve deverá alimentar 150 pessoas, tudo graças a uma bênção divina e a generosidade de um homem.

Blair Noles foi até uma loja de conveniência em seu bairro para comprar leite algumas semanas atrás. Ele e sua namorada, Kimberly Huffstetler, tinham acabado de voltar do Toy Hellfighters Run, evento que distribui brinquedos para crianças carentes. Eles estavam planejando aquecer-se com um pouco de chocolate quente, mas estavam sem leite em casa. Foi então que Noles decidiu ir até o mercado Garrison Express.

Noles usou uma nota de 5 dólares para pagar o leite. Seu troco foi US$ 1.03. Sabendo que não poderia comprar muita coisa com apenas um dólar, pediu ao funcionário um bilhete da loteria Powerball, deixando o computador escolher os números para ele. Colocou os três centavos no copo de gorgetas do balcão e foi para casa.

Poucos dias depois soube que alguém havia ganhado 10.000 dólares no primeiro sorteio de dezembro do Powerball. Ele nem imaginava que poderia ser o ganhador. Esperava apenas que o contemplado soubesse usar bem o dinheiro. Quando Noles conferiu seu bilhete, viu que tinha os números certos em mãos. ”Então eu chorei”, disse Noles.

Dois anos atrás, Noles perdeu seu emprego como gerente de peças de uma equipe da corrida da NASCAR. Ele tentou encontrar trabalho, mas as tentativas mal-sucedidas acabaram dando lugar a um sentimento de desespero. ”Eu perdi a fé durante algum tempo”, disse Noles, que é evangélico. ”Eu realmente perdi a minha fé.”

Noles pensou que outros poderiam se beneficiar de algum tipo de incentivo, por isso criou uma página no Facebook chamada “Hope for a hopeless day”[Esperança para um dia sem esperança]. O site pretende ser um lugar onde outras pessoas que estão enfrentando dias difíceis podem desabafar, pedir ajuda ou oferecer apoio. Até então, apenas 81 pessoas “curtiam” a página no Facebook.

Compartilhar

Quando Noles que ganhou o prêmio da loteria, cerca de 6.800 dólares após o desconto dos impostos, seu primeiro pensamento não foi comprar um carro ou alguma outra coisa grande. Seu desejo era compartilhar isso de alguma forma. Ele decidiu que vai alimentar pessoas que estejam sem-teto e famintas no dia 1 de janeiro, na sede do Exército da Salvação na cidade de Gaston, Carolina do Norte, onde ele mora.

“É uma coisa que eu sempre quis fazer. Sempre disse que se algum dia ganhasse uma boa quantia de dinheiro, iria compartilhar”, afirma Noles, que continua desempregado.

Ele diz que aprendeu com sua mãe, Ruth, a dividir o que possui com os outros. Ela faleceu em 2007, mas sempre ajudou os outros e ensinou generosidade aos seus filhos.

Noles convidou sua família para ajudar a colocar um plano em prática. Sua filha Keri, suas irmãs Carolyn e Nancy Price, e também a namorada dele, Kimberly, estão ajudando a organizar o almoço grátis batizado justamente de “Esperança para um dia sem esperança”. O cardápio será cachorro-quente e hambúrguer e eles esperam alimentar 150 pessoas. Além disso, irão distribuir sacolas com luvas, gorros, cachecóis nessa época em que muitas famílias de sua cidade passam frio.

Mais voluntários

“Muitas pessoas têm se prontificado a ajudar”, disse Noles. A igreja Solid Rock, que ele frequenta, e a Primeira Assembléia de Deus de Gaston estão contribuindo. Noles disse que tem bastante voluntários para trabalhar nesse dia, mas quem quiser ajudar pode fazer uma doação em dinheiro ou em alimentos na sede da igreja.

“Deus o colocou para trabalhar”, disse sua irmã Carolyn.

Noles deseja fazer desse almoço grátis uma tradição a cada dia de Ano Novo. ”Você nunca sabe no que Deus pode transformar um único dólar”, garante ele.

Fonte: Gaston Gazette / Gospel+

31/12/2010

Ministério ajuda desabrigados a sobreviverem ao inverno de NY


Ministério ajuda desabrigados a sobreviverem ao inverno de NY Ministério com sede em Nova Iorque fez parceria com igrejas e voluntários para ajudar milhares de pessoas desabrigadas a manter-se aquecidas neste inverno.

Muitas partes do país têm registrado temperaturas extremamente baixas e a recente nevasca deste fim de semana do Natal despejou mais de dois metros de neve no nordeste.  Foi uma das seis piores tempestades de neve da cidade de Nova Iorque desde 1869.

O Life Inner City, ministério urbano do Campus Cruzada para Cristo Internacional, está trabalhando com voluntários de todo o país para fornecer cerca de 6.000 kits para os desabrigados. Os kits contêm cobertores, luvas, chapéu, cachecol, meias, artigos de higiene e outras necessidades.

“Essas doações podem muitas vezes fazer a diferença entre a vida e a morte para as mulheres sem-teto, pais desesperados, crianças aterrorizadas, e  pessoas que nunca esperavam estar vivendo nas ruas”, disse John Sather, diretor nacional do Life Inner City, em um comunicado.

Sather enfatiza: “Os kits Homeless Care são concebidos não só para atender às necessidades imediatas e físicas dos pobres, mas também para conectá-los com o carinho dos voluntários que faz uma diferença duradoura em suas vidas”.

Através dos kits, ministério pretende criar relação com destinatários a fim de os conduzirem para Cristo.

O Life Inner City está empenhado em ministrar à pessoa inteira – corpo, mente e espírito. Ele mobiliza a Igreja a buscar o coração de Deus para os pobres, a fim de que todos possam crescer espiritualmente em Cristo e se multiplicarem, diz em sua declaração de missão.

Fonte: Christian Post / CPAD News

31/12/2010

OAB fiscaliza acordo de prisão e TV gospel


OAB fiscaliza acordo de prisão e TV gospel

Em carta enviada ao site Gospel+, o diretor dos Centros de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresps) São Cristóvão e Centro-Sul de Minas Gerais, Luis Fernando de Souza, afirmou que, diferente do que foi noticiado pela Folha de S. Paulo, os 20 televisores de LCD, que exibem a programação evangélica da Rede Super de Televisão, também exibem outros canais e são compartilhados com outras religiões. A reportagem da Folha insinuou que os presos estariam obrigados a assistir a programação, gerada pela igreja do diretor, 24 horas por dia. A polêmica levou a Ordem dos Advogados do Brasil seção Minas Gerais (OAB-MG) a agendar uma visita no local e possibilitar medidas cabíveis caso constatadas irregularidades. A exclusão dos canais não é descartada pela entidade.

Luis Fernando de Sousa, o diretor, reforçou o trabalho de reabilitação que o programa de iniciativa da Igreja Batista da Lagoinha criou e reafirmou que o conteúdo escolhido para ser exibido é o melhor para os detentos, já que não seria uma boa opção exibir canais com pornografia, violência e outras tipos de conteúdo que poderia atrapalhar a reabilitação dos educandos.

A possível afronta ao livre exercício religioso será apurada durante o mês de janeiro de 2011. Segundo o presidente da Comissão de Assuntos Penitenciários da OAB-MG, Adilson Rocha, se a programação estiver sendo imposta aos presos, a entidade pode ordenar que apenas sejam exibidos canais sem ligação religiosa, como Rede Minas e TV Justiça. “O ideal seria retirar os canais religiosos, ou então, os televisores deveriam estar em locais de uso coletivo, como salões”, avalia Rocha.

Na carta, o diretor Sousa afirma que a parceria, intitulada TV Cela e firmada com a Rede Super, não representou ônus para os cofres públicos. “A Lagoinha  disponibilizou televisores com finalidade de viabilizar aos presos acesso a filmes educativos, que transmitam uma mensagem de vida, que enalteçam a moral, a virtude, o caráter, que falem sobre honestidade, enfim , que façam bem à psiquê daqueles indivíduos que se encontram à disposição do Estado. É importante frisar que a única finalidade é a recuperação e a preparação para que eles voltem à liberdade melhores do que lá entraram”, redigiu o cristão.

Para o presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-MG, Willian dos Santos, existe o receio de que os direitos dos aprisionados sejam “atropelados”. “A intenção não é má, mas é uma discussão nova, que deve ser analisada”, ressalta o advogado.

Sem imposição

De acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), os aparelhos da “TV Cela” não ficam ligados em todo o tempo. Segundo o órgão, os televisores são desligados pontualmente às 22h todos os dias.

O diretor ressaltou também que não há discriminação, pois o acesso também se dá a canais católicos e educaticos. Também salientou que as tevês também são utilizadas como fonte de contato dos presos com padres, pastores, psicólogos, assistentes sociais e profissionais de saúde. “Não existe proselitismo, como foi divulgado pela folha, existe sim, orientação e assistência religiosa através dos voluntários da Pastoral Carcerária, seja evangélica ou católica. Vale a pena lembrar que quem patrocinou os televisores foi a Rede Super de Televisão, porém não ficou condicionada a exibição apenas desta emissora, e tenho certeza que qualquer outra igreja, emissora de TV ou empresas que quiserem doar aparelhos para outras unidades prisionais, com intuito de promover a ressocialização do preso, serão bem vindos”, defende-se.

A “TV Cela” foi inaugurada há três meses, após a instalação dos aparelhos, doados pela Igreja Batista da Lagoinha, que mantém a Rede Super. Outros canais posteriormente também foram incluídos na programação: dois religiosos, além da Rede Minas e TV Justiça.

Fonte: Redação CPAD News / Gospel+ / O Tempo

31/12/2010

23% da Alemanha aceitaria chip no corpo


23% da Alemanha aceitaria chip no corpo

Pesquisa feita pela Associação Alemã das Empresas de Informação, Telecomunicação e Novas Mídias (Bitkom) revela que 23% dos moradores da Alemanha aceitariam sem problemas ter um microchip inserido no próprio corpo, contanto que isso venha a trazer benefícios concretos a eles.

O levantamento, realizado com cerca de mil pessoas de várias cidades, foi divulgado na feira de tecnologia Cebit, que vai até o próximo sábado (7), em Hannover. A pesquisa tem como objetivo mostrar que a divisão entre vida real e vida digital é cada vez mais estreita. O tema da Cebit neste ano é “Connected Worlds” (mundos conectados).

“Esse é um grande exemplo de quão longe as pessoas querem que as redes cheguem”, disse o presidente da Bitkom, August-Wilhelm Scheer.

Situação britância

Na Inglaterra, uma pesquisa semelhante fora feita no final de 2006, e revelou que um em cada vinte adultos se dizia disposto a usar um microchip no corpo para evitar o uso de cartões de crédito ou dinheiro vivo nas compras.

O estudo, promovido pelo Instituto Britânico para o Estudo do Setor da Alimentação (IGD), mostrava ainda que a proporção aumentava de um para dez quando o público entrevistado era composto por adolescentes.

Os microchips subcutâneos estão aprovados nos EUA para uso em humanos desde 2004 e se tornaram verdadeira coqueluche lá e também na Europa. Segundo especialistas, a tendência é um aumento em larga escala e não é de hoje. Em matéria publicada em abril de 2006 no Mensageiro da Paz, órgão oficial das Assembleias de Deus no Brasil, já era real a utilização de microchips para entrar em casa sem usar chaves, ter consumo em bares e rastrear estudantes na Califórnia.

“Aos poucos, vai se consolidando a expectativa de o produto, antes proibido para seres humanos, se tornar em pouco tempo uma grande moda, inclusive sendo utilizado para facilitar o comércio, o que alarma muitos cristãos, que vêem no Chip a semelhança com o sinal da besta em Apocalipse 13.16-17. Afirma a passagem bíblica: ‘E faz a que todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas; para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome’,” informou o jornal Mensageiro da Paz.

Redação CPAD News / Folha / Notícias Cristãs

31/12/2010

Aline Barros- Capa do Novo CD Estraordinário Amor de Deus


A MK Music acaba de divulgar a capa do novo CD de Aline Barros. Intitulado ‘Extraordinário Amor de Deus”, o novo CD inédito da Aline Barros será lançado em janeiro de 2011, após alguns atrasos.

O CD contará com 14 faixas que foram gravadas metade em estudios e metade ao vivo, na Comunidade Evangélica Internacional da Zona Sul. Tem novidades tambem na produção musical, assinada pelos integrantes do Grupo Roupa Nova, Ricardo Feghali e Cleberson, primeira vez na MK, ja que eles produziram 4 CDs da Aline por outras gravadoras.

31/12/2010

Pastor e técnico, Müller quer decolar na nova carreira


Pastor e técnico, Müller quer decolar na nova carreira “Fora do campo sou pastor, um servo de Deus, mas sempre colocando as coisas no seu devido lugar”, afirma Müller.

Quando Müller chegou ao Estádio Emília Mendes Rodrigues para ser o técnico do Imbituba no Catarinense 2011, alguns torcedores fizeram uma comparação com um personagem bem conhecido do futebol catarinense: “Esse aí é bom e tem tudo para se dar bem como o Silas no Avaí”, profetizaram.

Silas e Müller jogaram juntos no São Paulo em 1985 e 1986 e, além de terem se destacado na Seleção Brasileira, também buscaram em um clube de Santa Catarina a chance de decolar na carreira de treinador, façanha já conseguida pelo ex-técnico do Avaí e agora perseguida pelo atual comandante do Imbituba.

Aos 44 anos, com a fala pausada e tranquila, Müller quer fazer parte da geração de “treinadores emergentes” que se deram bem no futebol brasileiro nos últimos três anos. Antes, ele comandou o Grêmio Maringá-PR, Sinop-MT e Ipatinga-MG.

“A mentalidade em torno do perfil mudou, os técnicos mais jovens, em início de carreira, estão ganhando mais espaço. Espero repetir o sucesso que esses colegas, entre eles o Silas, conseguiram”, arrisca.

O ex-atacante ainda mantém o físico dos últimos anos como atleta, o que o faz parecer mais um dos boleiros do Imbituba. Mülller tem uma maneira peculiar de trabalhar com o grupo: sem os discursos inflamados e cheios de palavrões, o técnico do Imbituba adota uma conversa firme, onde o convencimento procura ter mais efeito junto aos jogadores.

É com esse jeitão “conciliador” que Müller quer tentar fazer história em Santa Catarina. O técnico passa as festas de fim de ano em Florianópolis, cidade que classifica como excepcional, e depois retorna ao Ninho da Águia para ajustar o time.

“A minha defesa está pronta e o ataque funciona bem. Só falta definir uma peça no meio para que o time fique 100%, afirma. “Não misturo ser pastor com treinamento”

Confira abaixo a íntegra da entrevista do Diário Catarinense com Müller, que destaca a sua relação entre futebol e religião.

Diário Catarinense
– Como jogador, Müller era rápido e goleador. E o técnico como é?
Müller – Sou muito resolvido, mas também muito companheiro dos jogadores. Minha palavra é bastante light no dia a dia do time. Treinador não deve ser ditador, mas um conciliador; precisa ter autoridade, mas jamais ser autoritário.

DC – Quando parou de jogar você virou pastor. Até onde é possível o pastor se juntar ao técnico?
Müller – Não dá para misturar as duas coisas, se misturar a gente se atrapalha e se complica diante do trabalho. Fora do campo sou pastor, um servo de Deus, mas sempre colocando as coisas no seu devido lugar.

DC – A sua trajetória como jogador sempre foi vitoriosa, e a torcida vai exigir essas vitórias também agora como técnico.
Müller – A torcida precisa entender que o técnico agora não é mais aquele jogador vencedor, mas um ex-jogador que está em seus primeiros passos como treinador para ser vitorioso também fora de campo.

DC – O Imbituba é um time que tem menos recursos se comparado aos clubes tradicionais. Como tentar se destacar?
Müller – Sabemos das nossas limitações, mas a partir do momento que se forma um time competitivo e determinado, com a mentalidade vencedora, podemos conseguir.

DC – Sobre a Copa no Brasil, qual sua expectativa?
Müller – O futebol é uma paixão nacional e quem critica a Copa no Brasil é porque não gosta do futebol, apenas uma minoria. A Copa vai ser um sucesso total e o país vai ganhar muito com isso.

Fonte: Diário Catarinense

31/12/2010

Aline Barros no show da virada


Aline Barros no show da virada O Show da Virada deste ano da Rede Globo vai contar com a presença da cantora Aline Barros.

Transmitido todos os anos pela emissora, o evento que reúne diversos artistas vai ao ar no dia 31 de dezembro, com uma pausa para a queima de fogos, ao vivo, das principais capitais do país e continua no dia 1º de janeiro.

Esse ano os shows foram gravados nos dias 23 e 24 de novembro em São Paulo, no Credicard Hall. Aline Barros será a única representante da música gospel na atração.


Fonte: MK Music

31/12/2010

Prefeitura do Rio de Janeiro apela para espírito de cacique para que não chova durante o réveillon de Copacabana


Prefeitura do Rio de Janeiro apela para espírito de cacique para que não chova durante o réveillon de CopacabanaNo que depender das forças do além, a chuva não vai atrapalhar a queima de fogos no réveillon da praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio. A médium Adelaide Scritori, presidente da Fundação Cacique Cobra Coral, promete recorrer aos espíritos para garantir o tempo bom na noite do dia 31.

Segundo a assessoria de imprensa da fundação, mesmo com o contrato suspenso com a Prefeitura do Rio, o prefeito Eduardo Paes pediu a médium que ela montasse um “quartel general” na Avenida Atlântica para concentrar os trabalhos e as orações para São Pedro. A entidade afirma que o espírito do Cacique Cobra Coral já teria sido de Galileu Galilei e Abraham Lincoln.

A Fundação explicou que o contrato com a Prefeitura do Rio foi suspenso no final de outubro, quando a Secretaria municipal de Obras e a Geo-Rio deveriam enviar relatórios com as obras realizadas e planejadas para conter os problemas climáticos, como chuvas e enchentes.

Ainda de acordo com a Fundação Cobra Coral, o material só foi entregue no último dia 23 de dezembro e será analisado pelos técnicos da entidade espírita no início de janeiro.

Segundo Osmar Santos, assessor da entidade, a médium que recebe as mensagens do cacique Cobra Coral deixou de passar o réveillon no Sul da França para orar pelo tempo bom no Rio.

“Desde o show do Roberto Carlos estamos com essa operação para manter o tempo bom. Recebemos pedidos de Nova York e da Europa para viajarmos e orarmos para acabar com a nevasca, mas optamos em atender aos pedidos dos cariocas e turistas que vem ao Rio. Nesse caso, vamos pedir que a chuva não caia no Rio e chegue às regiões mais necessitadas e vítimas da seca”, ressaltou o assessor.

Fonte: G1 / Gospel+

%d blogueiros gostam disto: