Archive for dezembro 14th, 2010

14/12/2010

Campanha ateísta em ônibus é frustrada por leis municipais em Porto Alegre e Salvador


Diga não ao preconceito contra ateus 250x171 Campanha ateísta em ônibus é frustrada por leis municipais em Porto Alegre e SalvadorA campanha da Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos, que seria veiculada em ônibus de Porto Alegre, foi suspensa.

Segundo a Associação dos transportadores de passageiros, uma lei municipal impede a publicação nos chamados “busdoor” de peças contendo pornografia, bebida alcoolica, manifestações religiosas, entre outros.

Os cartazes continham frases como “Religião não define caráter” e “A fé não dá respostas. Ela só impede perguntas”. No site da associação, uma mensagem informa que a mesma campanha também foi suspensa em Salvador.

A entidade diz que estuda medidas legais, e que parte dos recursos arrecadados para a campanha será destinada a ações jurídicas.

No site a associação também afirma que o objetivo da campanha é diminuir preconceito contra ateus.

Fonte: Zero Hora  / Gospel Prime

14/12/2010

Conheça o Monte Ararat, local onde segundo a Bíblia repousou a Arca de Noé


O Monte Ararat 250x177 Conheça o Monte Ararat, local onde segundo a Bíblia repousou a Arca de NoéO Monte Ararat é tido como o lugar onde a Arca de Noé repousou após o fim do grande dilúvio, como contado no livro de Gênesis. Ponto culminante da Turquia, o monte fica perto das fronteiras do país com o Irã e a Armênia. Seu ponto mais alto fica a 5.165 metros do nível do mar.

O Ararat é, na verdade, um vulcão adormecido. Não se sabe ao certo quando foi sua última erupção, mas há relatos de um tremor de terra ocasionado por ele em 1840, sem a liberação de lava. Atualmente, um terço da montanha é permanentemente coberto de neve e gelo. Ao seu lado está o Pequeno Ararat, pico mais baixo, com 3.896 metros.

Era considerado impossível de ser escalado até 1829, quando o naturalista alemão Friedrich Parrot (à esquerda) e o escritor armênio Khachatur Abovian (à direita) chegaram ao seu topo. Ainda hoje, a escalada é difícil – as expedições levam cerca de 5 dias, com o tempo bom, para chegar ao cume.

Ao longo dos anos, muitos grupos de exploradores subiram ao Ararat na esperança de achar resquícios da famosa arca que Noé construiu, incumbido por Deus, para salvar sua família e várias espécies de animais de uma grande inundação que o Senhor lançaria sobre a terra para exterminar a raça humana, então dominada pela corrupção e violência (leia Gênesis 6:13). Há relatos sobre a crença na presença de restos da arca no monte turco feitos pelo historiador romano Flavio Josefo, por volta do ano 70 depois de Cristo (d.C), e pelo explorador veneziano Marco Polo, por volta de 1300.

Segundo os relatos bíblicos, Deus fez chover sobre a face da terra durante 40 dias e 40 noites. Ordenou ao patriarca Noé que construísse um grande barco segundo as especificações divinas, no qual ele refugiaria sua família e sete pares de animais considerados “limpos” e apenas um casal dos ditos animais “imundos”, para a perpetuação das espécies após a baixa das águas (leia Gênesis 7).

Questão de tradução

A Bíblia conta que a inundação durou 150 dias. Quando a água baixou, a arca repousou sobre “as montanhas de Ararat”. Este é um ponto que gerou discussão entre estudiosos da Bíblia por vários anos. No Livro Sagrado, Ararat é citada em outras duas passagens (II Reis 19:37 e Jeremias 51:27), onde fica claro que a referência é feita a uma região. Teólogos e historiadores alegam que a palavra “Ararat” se refere ao original “Urartu”, que foneticamente são muito parecidas, pois as vogais são praticamente suprimidas ao se falar. E “Urartu”, derivado da antiga Bíblia hebraica, era tanto o nome de um antigo reino da Idade do Ferro quanto uma expressão que significava “terra distante” ou “terra ao norte”. Em todo caso, o reino de Urartu era vasto, encerrando a região onde hoje se situa a Armênia e parte da Geórgia. Na tradução bíblica mais conhecida no Brasil, a de João Ferreira de Almeida, o texto está escrito literalmente “nas montanhas de Ararate”, não passando a ideia de um monte específico, podendo significar qualquer das outras regiões montanhosas da vasta área urartiana.

A despeito de ser o Monte Ararat o real local de repouso da grande arca, vários exploradores fazem até hoje expedições à montanha. Alguns, frequentemente, afirmam achar resquícios da Arca de Noé, descoberta que faria inveja até a um Indiana Jones. Sobre essa constante procura pela glória da descoberta, o arqueólogo brasileiro Rodrigo Silva, responsável pelo Museu de Arqueologia Bíblica Paulo Bork, no interior paulista, é categórico: “Até hoje, 43 ‘exploradores’ afirmaram achar resquícios da Arca de Noé. Só que cada um em um lugar completamente diferente do outro. Definitivamente, nunca foi achado qualquer indício da grande arca no Monte Ararat ou outro local.”

Grande fronteira

O complexo do Ararat, incluídos o Grande e o Pequeno, tem cerca de 40 quilômetros de diâmetro, na região da Anatólia, na Turquia, onde o monte é chamado Ağrı Dağı (“montanha da dor”). O ponto culminante do maciço do Ararat fica a 16 quilômetros a leste do Irã e a 32 quilômetros ao sul da fronteira com a Armênia. O monte é um dos símbolos nacionais da Armênia, dominando o horizonte de sua capital, Erevan (ou Yerevan), constando do brasão oficial do país (à esquerda).

Mesmo que o Ararat não seja o local onde a Arca de Noé “atracou”, ou se a grande embarcação sequer existiu, como acreditam alguns, o importante é a lição dada na história por Noé em acreditar no Senhor quando todos riam dele. Há relatos do grande dilúvio em outras culturas, algumas até com um grande barco que salvaria a poucos, como no épico babilônico de Gilgamesh. Rodrigo Silva é pontual em sua colocação quanto aos “descobridores” da arca, precisão necessária à sua profissão. Mas o arqueólogo brasileiro tem uma ótima resposta para quem questionar sua fé: “Para mim, basta o relato bíblico. Se está na Bíblia descrito, é mais do que suficiente para eu acreditar.”

Fonte: Arca Universal / Gospel Prime

14/12/2010

Pastor dinamarquês enforca criatura “demoníaca” para “salvar o Natal”


Rejeitamos o Satanás ele escreveu 250x167 Pastor dinamarquês enforca criatura demoníaca para salvar o NatalO pastor Joh Knudsen, de cidade de Jutland Vendsyssel, na Dinamarca, enforcou um boneco de elfo e o dependurou na fachada de sua igreja (foto) para ‘salvar o Natal’, porque se trata de uma ‘criatura do diabo’.

Os elfos são semideuses da mitologia nórdica. Na literatura medieval, são descritos como criaturas belas e luminosas que vivem sob o solo das florestas. Em países nórdicos, eles são enfeites de Natal.

Para o pastor, contudo, os elfos são representantes do diabo que adoecem as criancinhas, entre outras maldades. Disse que enfeitar o Natal com elfos equivale a hastear bandeiras nazistas em festa religiosa.

No boneco enforcado, Joh Knudsen colocou uma mensagem: “Rejeitamos o Satanás e todas as suas obras e promessas vazias”.

Alguns fiéis deram apoio ao ‘enforcamento’ e outros acharam que o pastor exagerou. Um destes tirou de madrugada o elfo da forca e deixou recado ao pastor de que a criatura ficará em lugar seguro até a passagem do Ano Novo.

Knudsen deu queixa na polícia e disse saber quem ‘salvou’ a criatura do diabo. A polícia afirmou que não podia cuidar do caso porque, nesta época do ano, ter coisa mais importante que fazer do que investigar o roubo de um boneco de pelúcia.

Fonte: Paulopes /Gospel Prime

14/12/2010

Campanha “#EuVouCasarVirgem” idealizada por Felippe Valadão é destaque no twitter


EuvouCasarVirgem 250x113 Campanha #EuVouCasarVirgem idealizada por Felippe Valadão é destaque no twitterUma campanha que propõe aos jovens a virgindade até o casamento está chamando a atenção no Twitter. O pastor de jovens e cantor Felippe Valadão, da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte (MG), lançou #EuVouCasarVirgem!, que ganhou o apoio de centenas de jovens no microblog.

Felippe afirma ter se casado virgem com a também pastora e cantora gospel Mariana Valadão. “Eu me casei virgem, foi muito difícil, mas nunca tive vergonha. Eu sabia que Deus iria me honrar, hoje tenho um casamento maravilhoso”, escreveu o cantor no Twitter. Aos que já não são mais virgens, ele fala sobre consagração e afirma que não é tarde para recomeçar.

A campanha é uma novidade no Twitter, mas antes muitas celebridades já defendiam essa postura, como o jogador de futebol Kaká, que declarou que se casou virgem; os meninos dos Jonas Brothers, que inclusive usam anéis de castidade e até mesmo o ídolo teen do momento, o cantor Justin Bieber, 16, que não usa anel, mas garante que pretende o momento certo.

Só depois do casamento

Fieis da Igreja Batista Filadélfia, no bairro Consolação, em Vitória, o casal Rafaella Farias, 22, e Guilherme Gavazza, 23, resolveram se guardar para a noite de núpcias. O casamento está marcado para agosto do ano que vem. “Eu já pensava de forma diferente das minhas amigas antes de frequentar a igreja. Quando não há sexo, o casal tem oportunidade de se conhecer melhor”, conta Rafaella.

O noivo Guilherme admite que não é fácil, mas defende que vale a pena. “Evitamos ficar sozinhos por muito tempo e costumamos sair sempre com os amigos, mas namoro não é só beijo e abraço. Precisa existir muita comunicação”, diz o jovem, fiel da igreja desde os 18.

O apóstolo da Igreja Batista Filadélfia, Ozenir Correia, lembra de outro movimento que prega a abstinência sexual antes do casamento, o Anel de Prata. “Surgiu nos Estados Unidos e, há dois anos, é amplamente divulgado no Estado. Essas iniciativas só reforçam a orientação que damos aos jovens”, afirma.

Eles não pensam só em namorar

Além de se manterem firmes no propósito de se casarem virgens, há jovens que também optaram por namorar só depois de completar 18 anos. Esse é o caso de Amanda Suave Silva, 14 anos. Ela diz que na escola os colegas falam muito de sexo, mas ela prefere se afastar. “Duas meninas da minha sala, com 14 anos, ficaram grávidas. Não quero isso para mim. Meus colegas de escola falam de sexo o tempo todo, mas decidi não ser igual a todo mundo”, diz a adolescente.

Seu irmão, Wilbert Suave Silva, já tem 18 anos, mas ainda não pensa em se amarrar. “No passado, gostei muito de uma menina, mas vi que não era a hora de namorar. Acredito que o namoro ?quebra? a adolescência. Vejo namorados na escola muito amarrados, que acabam se isolando, além de passarem por problemas que não deveriam enfrentar ainda”, conta Wilbert, que é alvo constante de brincadeiras na escola.

Já Julielly Silva, 20, foi criada desde pequena na igreja e, por isso, diz que não sofre tanta pressão dos amigos. “Todos, tanto na época da escola quanto agora na faculdade, me respeitam. Escuto algumas brincadeiras bobas, mas não fico chateada, eu já esperava por isso. Não existe uma pessoa perfeita, mas dizemos muito que estamos à procura de um príncipe e de uma princesa encantada. Estou determinada a esperar”, afirma a estudante.

“Nós fomos nos descobrindo juntos”

Eles se casaram virgens e não se arrependeram. Diego Alberto, 22, e Ana Paula Correia, 22, estão juntos há quase dois anos e já esperam um herdeiro, que se chamará Calebe. Grávida de seis meses, a jovem diz que sofreu com o preconceito. “Ouvi dos outros que eu tinha casado porque estava grávida ou por pressão dos meus pais”, afirma Ana Paula.

Diego também sofreu pressão dos tios, principalmente aos 15 anos. “Eles quiseram impor o teste da masculinidade e fizeram vários convites. Foi difícil, mas eu soube lidar com isso”. Sobre o fato de ter planejado a perda da virgindade, Ana Paula confessa. “Deu um frio na barriga antes do casamento, mas conversei com meus pais e amigas casadas. Nós fomos nos descobrindo juntos”, conta.

Veja algumas manifestações dos jovens que aderiram à campanha:

“Não ceda a pressão da sociedade, muito menos do seu namorado (a)”

“Sexo seguro existe e se chama Casamento!”

“Antes ser careta do que apoiar a inversão de valores desse mundo”

“Não porque tenho medo da minha 1ª vez, é porque sei que se eu esperar, todo meu casamento será abençoado!”

“Apoiamos a campanha #euVouCasarVirgem. Muito Bom! Mas fica uma pergunta: o que é ser virgem pra você?”

“Jovem, seja forte, renuncie suas vontades”

“Não abra mão da sua promessa, quem ama espera, não não tenha pressa”

“Já estou noivo! O que custa espera mais um pouco?

Fonte: Gazeta Online / Gospel Prime
Via: Jovem X

14/12/2010

Falsa endemoniada é desmascarada por pastor no programa do Ratinho!


Ratinho 250x176 Falsa endemoniada é desmascarada por pastor no programa do Ratinho!Uma mulher da platéia surpreendeu o apresentador Carlos Massa ao manifestar um suposto demônio em seu programa. O “imprevisto” aconteceu ao vivo no Programa do Ratinho do dia 07/12.

Durante uma reportagem sobre possessão maligna uma mulher da platéia começou a debater-se como se estivesse endemoniada. Um pastor que participava do debate tentou expulsar impondo a mão na cabeça da mulher e orando. Vendo que ela não melhorava o pastor revelou a todos “Isso não é demônio, quando é demônio obedece”.

Após o intervalo comercial o apresentador se justificou revelando que a produção havia armado a cena. Segundo Ratinho nem ele e nem o pastor sabiam da armação. A produção do programa revelou que a situação foi criada para testar veracidade do pastor.

14/12/2010

Ludmila Ferber participa do Domingão do Faustão


Ludmila Ferber participa do Domingão do FaustãoA compositora e cantora evangélica, Ludmila Ferber, participou ontem do programa da TV Globo, Domingão do Faustão.
O convite partiu da Direção do programa, e abordou  o tema “Tolerância Religiosa”. Para isso, a Produção convidou também o Padre Fábio de Mello, que participou do mesmo quadro, junto com a cantora Ludmila.

Em sua página no twitter, a cantora agradeceu os internautas pelas orações durante a participação no programa do Faustão. “Uma grande batalha foi vencida, com proporções e desdobramentos favoráveis, para a glória de Deus, que apenas começaram a acontecer”, disse ela.


%d blogueiros gostam disto: