Archive for dezembro 28th, 2010

28/12/2010

Pastor Silas Malafaia anuncia que seu programa “será exibido em mais 200 nações”


A Associação Vitória em Cristo anunciou que acaba de assinar um contrato com a rede de televisão mundial Daystar, para exibir o programa Vitória em Cristo dublado em inglês em mais 200 nações. Segundo a assessoria de imprensa da Associação “esta é mais uma conquista que demonstra que o ministério está em constante expansão”.

O programa dublado continua sendo exibido pela Inspiration Network, que alcança, via satélite, até 127 milhões de lares. Mas, com essa nova parceria, o programa Vitória em Cristo passará a ser transmitido para até 670 milhões de residências; o que pode representar mais de um bilhão de telespectadores.

O programa do pastor Silas Malafaia será exibido, a partir de 12 de janeiro, todas as quartas-feiras, de 18h às 18h30min (horário do leste) pela Daystar.

Em julho deste ano o próprio Pastor Silas Malafaia havia anunciado ter assinado um contrato para exibir seu programa para 127 nações, agora com o anúncio oficial da exibição “para mais 200 nações” o número oficial divulgado pela Associação Vitória em Cristo deve chegar a 327 países alcançados pelo programa.

Fonte: Gospel+

28/12/2010

Esta é Uma Mensagem de Deus pra Você.


Mas agora, assim diz o SENHOR que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.

Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.

Porque eu sou o SENHOR teu Deus, o Santo de Israel, o teu Salvador; dei o Egito por teu resgate, a Etiópia e a Seba em teu lugar.

Visto que foste precioso aos meus olhos, também foste honrado, e eu te amei, assim dei os homens por ti, e os povos pela tua vida.

Não temas, pois, porque estou contigo; trarei a tua descendência desde o oriente, e te ajuntarei desde o ocidente.

Direi ao norte: Dá; e ao sul: Não retenhas; trazei meus filhos de longe e minhas filhas das extremidades da terra.

A todos os que são chamados pelo meu nome e os que criei para a minha glória, os formei, e também os fiz.

Trazei o povo cego, que tem olhos; e os surdos, que têm ouvidos.

Todas as nações se congreguem, e os povos se reúnam; quem dentre eles pode anunciar isto, e fazer-nos ouvir as coisas antigas? Apresentem as suas testemunhas, para que se justifiquem, e se ouça, e se diga: Verdade é.

Vós sois as minhas testemunhas, diz o SENHOR, e meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá.

Eu, eu sou o SENHOR, e fora de mim não há Salvador. (Isáias 43 1 a 11).

28/12/2010

Diante do Trono confirma presença em evento no RJ


Diante do Trono confirma presença em evento no RJ Depois de cancelar, remarcar e cancelar novamente, Ana Paula Valadão participará de um show no Complexo do Alemão, que foi desocupado pelo tráfico há um mês.

Desta vez, o culto não será só do Diante do Trono, mas contará também com a presença de outros ministérios, como: Tropa de Louvor (Bope) e Ludmila Ferber. O local já está escolhido, será na Quadra do Canitá, o horário ainda não foi confirmado, mas a data escolhida foi o dia 30 deste mês (quinta-feira).

A Secretaria de Segurança do RJ aconselhou o Diante do Trono, semanas atrás, a não mais realizar o show que estava previsto para o dia 18 no Complexo tendo em vista que o processo de desocupação ainda estava acontecendo na região. Esta é mais uma oportunidade de proclamar “Vem Jesus, vem! Vem Jesus, vem! Vem Jesus, o Príncipe da Paz.”

Fonte: Guia-me

28/12/2010

Ataques na Nigéria no Natal


Ataques na Nigéria no Natal

Os ataques e atentados com explosivos que causaram a morte de pelo menos 86 pessoas na Nigéria desde a noite de Natal deram uma nova dimensão às tensões entre cristãos e muçulmanos neste país.

Os confrontos ocorridos no Natal no centro da Nigéria, onde convivem cristãos e muçulmanos, deixaram 86 mortos, superando em mais que o dobro as cifras fornecidas até agora, segundo informou nesta terça-feira uma agência governamental.

A polícia, que informou sobre 35 mortos (32 na sexta-feira e três no domingo) em Jos, continua afirmando que o saldo é muito menor que o fornecido por esta entidade governamental, a Agência Nacional de Situações de Emergência, que insiste que seus dados, obtidos em hospitais, são corretos.

Uma onda de enfrentamentos foi registrada no fim de semana na Nigéria e três igrejas foram atacadas no norte do país.

Jos, capital do estado de Plateau, fica no meio do caminho entre o norte predominantemente cristão e o sul, habitado majoritariamente por comunidades cristãs.

Um grupo islamita, que pode ser a seita Boko Haram, reivindicou nesta terça-feira em um site os atentados.

O grupo, que promoveu uma sangrenta sublevação em 2009, advertiu que continuará atacando os “ímpios e seus aliados”.

“Nações do mundo, saibam que os ataques de Suldaniyya (Jos) e Borno na véspera do Natal foram cometidos por nós, Jama’atu Ahlus-Sunnah Lidda’Awati Wal Jihad”, diz a declaração postada na internet.

O nome do grupo significa “Povo consagrado aos ensinos do Profeta para a propagação da guerra santa” (Jihad).

Os atentados marcam “o começo das vingança depois das atrocidades cometidas contra os muçulmanos nessas regiões e no país”, afirma o comunicado.

“Seguiremos atacando os ímpios e seus aliados e todos aqueles que os ajudam até o triunfo de Alá”, conclui o texto.

O Papa Bento XVI denunciou no domingo a “violência absurda” contra cristãos depois dos ataques contra cristãos nigerianos.

Os confrontos intercomunitários deixaram nos últimos anos centenas e mortos em Jos e seus arredores. No entanto, os atentados a bomba ocorridos na sexta-feira passada são os primeiros desse tipo. O uso de explosivos representa uma intensificação da crise, segundo Chidi Odinkalu, diretor do programa africano da Open Society Justice Initiative, uma ONG que promove os valores democráticos.

Grupos de defesa dos direitos humanos nigerianos afirmam que mais de 1.500 pessoas foram vítimas da violência entre cristãos e muçulmanos apenas este ano.

As eleições na Nigéria estão marcadas para o mês de abril, e observadores internacionais já alertaram para um aumento da violência ligado à aproximação do pleito.

O presidente nigeriano, Goodluck Jonathan, prometeu no sábado que o governo faria todo o possível para que os responsáveis pela morte de “nigerianos inocentes, tanto cristãos quanto muçulmanos”, fossem levados à justiça.

Mas, para muitos militantes dos Direitos Humanos, o Estado nigeriano é incapaz de levar ante a justiça os autores da violência em Jos, seja por razões políticas ou outra qualquer razão.

Para os observadores, a tensões nigerianas são o resultado de uma complexa mistura de problemas étnicos, religiosos, políticos e econômicos.

O colonialismo britânico e sua herança de fronteiras artificiais também têm um papel importante na situação.

Na região de Jos, os Beroms e outras etnias cristãs se julgam os autóctones da região, enquanto que os muçulmanos Hausas e Peuls são tidos como os “colonos”, mesmo que tenham chegado ao centro do país há várias décadas.

Os Hausas se instalaram na região de Plateau (centro) para trabalhar na indústria do estanho há mais de um século. Os Peuls, que são nômades, chegaram à zona buscando pastos para alimentar seu gado.

Estes dois grupos étnicos se mesclaram para depois combater os Beroms, a fim de tomar o poder político e econômico da região.

Os observadores opinam que muitos políticos utilizam esta situação incitando as diferentes etnias à violência e recrutando jovens sem emprego e mergulhados na pobreza.


Fonte : AFP

28/12/2010

Cristãos de Gaza celebram o Natal em Belém


Cristãos de Gaza celebram o Natal em Belém

Mais de 500 membros de uma comunidade cristã na Faixa de Gaza deixaram o território, que está bloqueado, para poderem participarem das celebrações de Natal em Belém.

Cerca de 3.500 cristãos vivem em Gaza entre 1,5 milhão de muçulmanos. As relações têm sido tradicionalmente boas, embora tenha havido violência esporádica desde que o movimento islâmico Hamas tomou o controle há três anos. Moradores que deixaram Gaza minimizaram as diferenças com o Hamas, dizendo que eles estavam solidários aos palestinos na luta contra Israel.

“Claro que estou muito feliz que vou ver meus parentes e juntá-los para o Natal. Acontece apenas uma vez por ano”, disse Hatem Al-Far. “O único problema é que eles [os israelenses] não emitiram licenças para todos os meus filhos.”

Após o Hamas assumir o poder, vândalos saquearam um convento católico romano e uma escola adjacente, quebrando cruzes e destruindo a face de uma escultura de Jesus de cerâmica. Nos meses seguintes, assaltantes não identificados detonaram uma bomba de fora de uma escola cristã, bombas incendiárias em uma livraria cristã, que matou um cristão que estava trabalhando. Hamas disse que está empenhado em proteger a minoria cristã, mas nenhuma prisão foi feita em nenhum dos incidentes. Os cristãos representam menos de 2% da Cisjordânia e de Gaza, em comparação com 15% em 1950. Como muitas outras comunidades cristãs em todo o Oriente Médio, muitos fugiram para nações vizinhas devido às tensões políticas e em busca de oportunidades econômicas.

O reverendo David Neuhaus, vigário católico romano para a população de língua hebraica de minoria cristã na Terra Santa, disse que a violência contra os cristãos de Gaza foi em grande parte “justiça pelas próprias mãos islâmicas fundamentalistas” e não o regime do Hamas. No entanto, ele disse, que a vida era extremamente difícil. “Eles não são orientados pelas autoridades, mas a vida não é simples quando você quer viver minuto a minuto de acordo com os costumes de diferentes religiões.

Fonte: Portal Padom / Blog Floriano Gospel

28/12/2010

Quais são as funções do marido e da esposa em uma família?


Apesar do fato de que o homem e a mulher são iguais em seu relacionamento com Cristo, as Escrituras listam funções específicas para cada um no casamento. O marido deve assumir a liderança no lar (1 Coríntios 11:3; Efésios 5:23). Essa liderança não deve ser ditatorial, condescendente ou uma liderança que trate sua esposa com ares de superioridade, mas deve ser de acordo com o exemplo de como Cristo lidera a Igreja. “Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra” (Efésios 5:25-26). Cristo amou a Igreja (Seu povo) com compaixão, misericórdia, perdão, respeito e abnegação; assim também devem os maridos amar suas esposas.

As esposas devem se submeter à autoridade de seus maridos. “Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor; Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos” (Efésios 5:22-24). Ser submissa não é apenas a responsabilidade de mulheres que têm maridos Cristãos. Não devemos nunca nos submeter aos nossos maridos se isso significa desobedecer a Deus; o relacionamento que temos com Ele deve ser mais importante (Deuteronômio 6:5). No entanto, pregar, implicar constantemente, reclamar e recusar-se a servir vai apenas levar um marido descrente para mais longe de Deus. Ao invés, mostrar ao seu marido o amor de Cristo com um comportamento que agrada a Deus, servi-lo e amá-lo, vai mostrar a esse marido um exemplo maravilhoso de como Cristo serviu e amou a igreja. Se uma mulher Cristã tem um marido incrédulo, ela não deve deixá-lo se ele ainda quer ficar com ela. Da mesma forma, se um marido Cristão tem uma esposa incrédula, ele não deve abandoná-la se ela ainda quer ficar com ele. No entanto, se o cônjuge incrédulo quer ir embora, não tem problema em deixá-lo partir (1 Coríntios 7:12-15).

Apesar das mulheres terem que se submeter aos seus maridos, a Bíblia também diz várias vezes como os maridos devem tratar suas esposas. O marido não deve agir como um ditador, mas deve mostrar respeito pela sua esposa e por suas opiniões. “Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja” (Efésios 5:28-29). “Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido” (Efésios 5:33). “Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas” (Colossenses 3:18-19). “Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações” (1 Pedro 3:7). Podemos ver por essas passagens que amor e respeito são características das funções dos maridos e das esposas. Se amor e respeito estão presentes no relacionamento, autoridade, liderança, amor e submissão não vão ser um problema para o marido ou para a sua esposa.

Quanto à divisão de responsabilidades no lar, a Bíblia instrui os maridos a providenciar por suas famílias. Isso significa que ele trabalha e ganha dinheiro suficiente para providenciar por todas as necessidades diárias da sua esposa e filhos. Falhar em fazer isso tem grandes consequências espirituais. “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel” (1 Timóteo 5:8). Um infiel é um incrédulo. Um homem que não se esforça para providenciar para a sua família não pode chamar-se de Cristão. Isso não significa que a esposa não pode ajudar em sustentar a família – Provérbios 31 demonstra que uma esposa que agrada a Deus com certeza pode fazer isso – mas providenciar para sua família não é sua responsabilidade principal – e sim do seu marido. Da mesma forma, o marido deve ajudar com as crianças e tarefas do lar (assim demonstrando amor por sua esposa). Provérbios 31 também deixa claro que o lar é para ser a área de influência e responsabilidade principal da mulher. Note que suas atividades empresariais não a atrapalham de preparar comida e vestimenta para os do seu lar (v.13-24). Mesmo se ela precisa ficar acordada até tarde e acordar cedo, sua família é muito bem cuidada. Esse não é um estilo de vida fácil para muitas mulheres – principalmente em civilizações ocidentais afluentes – e muitas mulheres estão cansadas e esgotadas por tentarem cumprir mais funções do que realmente devem. Quando isso ocorre, tanto o marido como a esposa devem em oração reorganizar suas prioridades e seguir as instruções da Bíblia para os seus papéis.

Conflitos sobre a divisão do trabalho no casamento provavelmente vão surgir, mas se o marido e a esposa são submissos a Cristo, esses conflitos vão ser poucos. Se um casal percebe que discussões sobre esse assunto são frequentes e rancorosos, ou se já se tornaram um padrão no casamento, o problema é um problema espiritual, e os dois devem se resubmeter à oração e submissão a Cristo primeiro, e então um ao outro, com uma atitude de amor e respeito.

Fonte: GotQuestions

28/12/2010

Estudantes de teologia continuam sem seminário na Indonésia


Dois anos e meio após um ataque islâmico num seminário na Indonésia, centenas de alunos continuam sem instalações definitivas. Eles ainda estão em abrigos temporários, pois o governo não os compensou pela perda dos oito edifícios.

Os alunos do Evangelical Theological Seminary (Setia) têm até o final deste mês para deixar o prédio e não têm nenhum abrigo alternativo definido. Ao mesmo tempo, a escola ainda discute com o governo de Jacarta sobre compensação dos edifícios.

Mais de 100 estudantes protestaram em frente ao Setia de Jacarta sobre compensação de sua propriedade que é esperado há mais de um ano. Eles reivindicam das autoridades o pagamento de 7.000 milhões de rúpias.

Com esses recursos, eles pretendem comprar um prédio para acomodar mil estudantes, que atualmente estão em abrigos improvisados em Jacarta. “Exigimos que o governador cumpra suas promessas imediatamente”, disse o presidente dos estudante do Setia, identificado apenas como Suriedi.

No dia 25 de julho de 2008, um grupo de muçulmanos, que afirmava ser moradores, atacou o campus do seminário, deixando mais de mil alunos sem instalações e moradia.

Suriedi disse que os estudantes estão cansados da exploração e do abandono durante esses dois anos e meio. “Esse episódio interrompeu claramente o processo de aprendizagem”, disse ele.

O reitor da Setia, reverendo Matheus Mangentang, disse que a recente reunião com o chefe do Serviço de Polícia Civil de Jacarta, Effendi Anas, ainda não havia produzido um acordo.  “Eles queriam pagar 5,3 milhões para os oito prédios de propriedade de Setia, enquanto nós queremos 7 milhões de rúpias”, disse ele.

Em reuniões anteriores, Mangentang disse que lamentou que o governador de Jacarta não estava lidando com a questão diretamente, mas sim o tinha entregue para polícia. “Vamos continuar na luta, porque o prazo do contrato vence no final de dezembro. Devemos estender o período do contrato ou do aluguel que vai subir de 290 milhões de rúpias para 700 milhões de rupias”.

O Governo Provincial de Jacarta afirmou ter alocado recursos no orçamento de 2009 para os edifícios do Setia. O vice-governador de Jacarta, Prijanto, disse, em fevereiro do mesmo ano, que pagaria os oito edifícios de acordo com preços de mercado.


Fonte: Charisma News
Foto: Compass Direct

28/12/2010

Missionários levam o Evangelho a trabalhadores de minas na África


Missionários levam o Evangelho a trabalhadores de minas na África

Há um ano atuando como missionários de Missões Mundiais da CBB na cidade de Welkom, na África do Sul, o casal pastor Joel e Lúcia Martiniano tem atuado na igreja local, junto a centenas de homens que trabalham nas minas de ouro e diamantes e entre as crianças, através da implantação do primeiro PEPE naquele país.

Em novembro, um grupo de sete pastores brasileiros esteve em Welkom para um período de três dias de ajuda ao ministério missionário. Eles pregaram tanto na mina quanto na estação moçambicana (ponto de pregação dentro das minas), além de um grande culto ao ar livre com a presença de centenas de mineiros de várias etnias. “Alcançamos várias etnias ao mesmo tempo. Glórias a Deus por isso! Precisamos de suas orações para que os mineiros moçambicanos e de outras etnias se despertem para estudar a Palavra”, disse o pastor Joel Martiniano.

Também em novembro, o pastor Mayrinkellison Peres, coordenador dos missionários da JMM na África, esteve em Welkom para visitar o trabalho missionário. “Apesar do pouco tempo, apenas uma semana, creio que ele teve tempo suficiente para ver ver, pessoalmente, o trabalho que está sendo desenvolvido aqui”, disse o pastor Joel, acrescentando, que a passagem do Pr. Mayrinkellison ficou marcada também pelas mensagens nas estações nas minas. “Depois que o pastor pregou, uma jovem fez uma oração, em voz alta, entregando sua vida a Cristo. O trabalho de pregação nas estações é uma grande e dura semeadura. Não veremos o resultado da maioria dessas sementes que estão sendo lançadas, mas Deus também tem nos dado o privilégio de poder, em alguns casos, fazer mais que semear a Palavra”.

Outra grande conquista foi a realização do primeiro treinamento para implantação do PEPE na África do Sul. A expectativa é que, em 2011, a primeira unidade do programa de educação seja implantada na Igreja Batista em Welkom. A missionária Lúcia Martiniano, que coordenou as mais de 30 unidades do programa no Peru durante os anos em que serviu naquele país, é a responsável pela criação e manutenção unidade e, também, pela coordenação de outras unidades em 15 países africanos. “Estamos começando com apenas uma unidade, mas sonhamos com muitos outros PEPEs em diferentes regiões da África do Sul. Ore pela expansão deste ministério em todo o país e no continente”, encerra o pastor Joel Martiniano.


Fonte: JMM

%d blogueiros gostam disto: