Archive for fevereiro 12th, 2011

12/02/2011

Marco Feliciano apresenta projeto de Lei para ensino religioso nas redes públicas


Pastor Marco Feliciano é candidato a Deputado Federal 250x157 Marco Feliciano apresenta projeto de Lei para ensino religioso nas redes públicas  O Deputado Federal Pastor Marco Feliciano protocolou na última quarta-feira, dia 9, junto aos órgãos competentes sua primeira Proposição de Projeto de Lei.

Trata-se de da apresentação do Projeto de Lei n. 309/2011, pelo Deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que: “Altera o art. 33 da Lei n.º 9.394/96, para dispor sobre a obrigatoriedade do ensino religioso nas redes públicas de ensino do país”.

Segundo o texto da Lei de Diretrizes e Bases (LDB 9394/96), de dezembro de 1996, o ensino religioso é de matrícula facultativa, a ser ministrado dentro do horário normal das escolas de ensino fundamental sem que haja ônus para os cofres públicos.

Se for aprovada, a lei apresentada pelo pastor Marco Feliciano tornará obrigatório, não mais facultativo, o ensino religioso no Brasil.

Saúde

Em seu primeiro discurso durante uma Sessão Ordinária na Câmara dos Deputados, o pastor Marco Feliciano faz um agradecimento aos mais de 200 mil votos recebidos, ao partido PSC e diz que em conversa com o Ministro da Saúde, falou sobre a falta de atendimento médico nos hospitais públicos.

“Ontem a noite tivemos uma reunião com sua Excelência, Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em conversa com ele fiquei emocionado, porque  talvez eu seja um dos poucos parlamentares que sepultou um filho por falta de atendimento médico”, disse. Segundo o pastor, ao ouvir sua história o Ministro se comprometeu em mudar esse quadro tão drástico na saúde pública do Brasil. “Tive da palavra do senhor Ministro que ele vai trabalhar com muito afinco por isso”, encerra Marco Feliciano.

Fonte: Gospel Prime

12/02/2011

Cristãos e governo dos Estados Unidos se unem contra a pornografia


Cristãos e governo dos Estados Unidos se unem contra a pornografiaGrupos cristãos e membros do congresso estão urgindo para a administração de Obama para “vigorosamente” fazer cumprir as leis federais de obscenidade contra a pornografia ilegal.

Grupos tais como o The Ethics & Religious Liberty Comission e CitizenLink – a filial da Focus on the Family para a promoção familiar – enviaram uma nota urgente, na quarta-feira, aos partidários para exercer pressão sobre o Departamento de Justiça.

“Lamentavelmente, nosso governo não está fazendo cumprir as leis federais contra a pornografia. Pedimos a vocês sua ajuda neste momento para reverter este curso,” disse o presidente da ERCL, o Dr. Richard Land.

As leis federais, adicionou, proíbem a maioria das formas de distribuição de pornografia, inclusive através de Internet e televisão a cabo ou satélite.

A ERLC e CitzenLink se encontram entre quase 60 grupos nacionais e estatais que tem formado uma coalizão chamada Guerra contra a Pornografia ilegal. Ela existe para pressionar o Departamento de Justiça a processar obscenidade ilegal, já que estão ampliamente disponível para o público.

Conduzindo o esforço, o senador Orrin Hatch (R-Utah) e os Representantes da Câmara, Mike Mclntyre (DN.C.) e Randy Forbes (R-Va.) enviaram cartas, fechadas na quarta-feira, ao Fiscal Geral Eric Holder, chamando-o para combater o “crescente flagelo da obscenidade” nos Estados Unidos.

Lamentaram que apesar de que a evidência dos danos – como a violência, o vício e o tráfico sexual – de pornografia de adultos, é maior hoje mais que nunca, as leis atuais não estão sendo cumpridas.

“O Congresso tem posto as leis nos livros, mas essas leis não serão efetivas até que sejam cumpridas,” disse Hatch.

Mclntyre e Forbes fizeram eco do sentimento. “O Congresso aprovou leis que há décadas tratam de diminuir a produção e distribuição de material pornográfico obsceno, inclusive internet. Um compromisso coerente e forte para fazer cumprir estas leis pode ter um impacto significativo.”

Também assinalou em sua carta que a obscenidade de adultos não está protegida pela Primeira Emenda.

Fonte: Christian Post

12/02/2011

Pastores lançam livro com descrições épicas das profecias de João em Apocalipse


Pastores lançam livro com descrições épicas das profecias de João em Apocalipse

Mudanças, avanços da tecnologia e muitas expectativas. Novos conflitos, catástrofes, enfim qual é a explicação para todos esses fenômenos?

Tim Lahaye e Craig Parsahall apresentam histórias emocionantes e descrições fortes em “ À beira do Apocalipse”. Fatos corriqueiros, do dia-a-dia tornam-se grandes eventos para a história escrita no último livro da Biblia.

Lahaye é pastor , autor de uma série de obras ficcionistas, fundador e presidente de um grupo religioso de difusão de valores Cristãos e do PreTrib (centro de Pesquisas Pré-Tribulacionistas).

Parsahall é vice-presidente sênior e conselheiro geral da National Religious Broadcasters e autor de sete romances de suspense campeões de venda.

Os autores trazem descrições corriqueiras, onde as pessoas podem ser surpreendidas num momento de lazer com a família. De repente, ao final do espetáculo, ouve-se um estrondo e o pânico instala-se por todos os cantos da cidade. Quem saía do espetáculo, não conseguia compreender o que acontecia nas ruas.

Taxi, ônibus e automóveis não paravam. Inicia-se uma série de acidentes, confusões no trânsito de Nova York. O caos era instalado pela cidade.

Alguns usavam seus celulares atônitos, desesperados. Outros queriam ter mais informações e o desespero tomava conta das pessoas que desejavam chegar logo a um local seguro.

Essa é uma das várias descrições feitas por Parshall e Lahaye para descrever um pouco o “princípio das dores” , conforme escrito por João no livro das revelações. Se vai acontecer ou não, não sabemos, pois segundo os estudiosos, o apóstolo o escreveu em linguagem simbólica e dá margem a diversas interpretações pelos diversos segmentos cristãos.

Com certeza os dois autores escreveriam uma excelente ficção sobre as últimas tempestades no hemisfério sul, especialmente os fenômenos causados pelas fortes tempestades que causaram profundas marcas na Região Serrana do Rio de Janeiro, Venezuela, Colombia e Austrália.

Afinal, será que as chuvas e esse desequilíbrio do planeta são os sinais do começo do fim? Vale a pena ler os capítulos de “À beira do apocalipse”.

Fonte: Livros Só Mudam Pessoas

12/02/2011

´Todos Verão Jesus`em Araruama (RJ)


´Todos Verão Jesus`em Araruama (RJ) O fim de semana em Araruama (RJ) terá atrações para todos os públicos. Além dos shows “seculares” na Praça Antonio Raposo, a Prefeitura de Araruama, por conta da programação dos 152 anos de Emancipação Político-Administrativa da cidade, promove, nesta sexta e sábado, o evento gospel “Todos Verão Jesus”, na Praça de Eventos da Pontinha, sempre a partir das 21 horas.

Abrindo o evento, quem sobe ao palco nesta sexta-feira é Natinho Batera e Oficina G3. No sábado tem grupo Kainon, Comunidade Evangélica de Nilópolis, Os Arrebatados e Davi Sacer. Todos os shows são gratuitos e abertos ao público.

Fonte: Nova Saquarema / Guia-me

12/02/2011

Nos Estados Unidos a Bíblia será matéria obrigatória nas escolas públicas


O Senado aprovou um projeto de Kentucky, quarta-feira, 09 de fevereiro de 2011, que objetiva acrescentar classes de Bíblia para o currículo nas escolas públicas. O Senado votou 34-1 para aprovar no Senado o projeto de lei 56.

A medida direciona à Diretoria de Ensino de Kentucky para criar diretrizes em um currículo em torno da Bíblia. Segundo a proposta, os alunos seriam capazes de fazer um curso de Bíblia como um dos estudos sociais eleitorais centrados na Bíblia hebraica, o Antigo Testamento da Bíblia, o Novo Testamento, ou uma combinação das Escrituras Hebraicas e o Novo Testamento da Bíblia.

O senador Joe Bowen (R-Owensboro), defensor do projeto, disse que o objetivo da legislação é a alfabetização Bíblica.

Ele disse que a intenção é familiarizar os estudantes com um livro que teve enorme impacto sobre a sociedade americana e da cultura ocidental, de acordo com a Associated Press.

O conhecimento de personagens bíblicos e narrativas serve como “pré-requisitos para a compreensão da sociedade contemporânea e da cultura, incluindo a literatura, arte, música, costumes, oratória e políticas públicas,” afirmou a proposta.

Enquanto as escolas em Kentucky podem dar aulas sobre a Bíblia, a lei iria padronizar o curso.

O senador David Boswell (D-Owensboro) patrocinou uma lei semelhante no ano passado, que foi aprovada pelo Senado de Kentucky, mas falhou na Câmara. Boswell ano passado, disse que a lei era constitucional porque a Bíblia não poderia ser ensinada a partir de um ponto de vista religioso, mas sim literário.

O projeto de lei 56 do Senando agora segue para a Câmara estadual.

Fonte: Christian Post

12/02/2011

Guia turístico cristão teme futuro no Egito


Guia turístico cristão teme futuro no Egito Um guia turístico cristão que trabalha no Egito se mostrou preocupado com as transformações políticas que o país possa sofrer com a queda de Hosni Mubarak, após 30 anos de ditadura. Em entrevista ao site da Veja, aos 41 anos, Aid Gabala Samuel, que é formado em arqueologia, teme que a Irmandade Muçulmana assuma o poder e transforme a sua vida em caos.

Dois cadeados separam Samuel das ruas do Cairo. Em seu apartamento, com a segurança da porta reforçada, protege-se das manifestações que ocorrem ao seu redor. Do lado de dentro, respira-se a preocupação com o futuro do país.

O nome bíblico Samuel deixa evidente que ele é um dos 12 milhões de cristãos do Egito que não serão tolerados caso o grupo de radicais islâmicos chegue aos cargos mais altos do país. “Se isso acontecer, terei que sair”, disse, por telefone, ao site de VEJA.

Samuel frisa que apoia os protestos contra Hosni Mubarak, e que também quer um novo governo – desde que não seja comandado pelos “irmãos islâmicos”, como os chama. Ele sabe que, dentre os diferentes movimentos presentes na Praça Tahrir, a Irmandade é a mais bem organizada e com maior número de seguidores. E teme os desdobramentos prováveis disso tudo.

“Eles não pedem o governo para eles agora. São espertos. No momento, atendem aos pedidos dos jovens manifestantes de combater à corrupção do governo atual. O medo dos cristãos é de que, quando mudar o sistema vigente, eles (a Irmandade Muçulmana) mostrem a segunda cara”, explica.

Para Samuel, o ideal seria a formação de um conselho com a presença de diversos movimentos da sociedade de onde sairia uma nova constituição, laica. “Longe da religião”, imagina o arqueólogo. Atualmente, apesar de haver liberdade de culto, são muitos os obstáculos à prática cristã. Construir uma igreja no Egito, por exemplo, é uma cruzada. “O Cairo cresceu, e novas cidades surgiram. Elas querem ter igrejas, mas é complicado. Tem que ter assinatura de oficiais do alto da hierarquia. Agora, não é uma liberdade completa, mas podemos orar, pelo menos. Com os islamitas, ficará impossível”, lamenta desde já.

Para piorar a insegurança de Samuel em relação ao futuro, pesa o fato de ser guia turístico e arqueólogo. “Para a Irmandade Muçulmana, as ruínas são símbolo do paganismo. É um pensamento radical. Não acredito que destruiriam as pirâmides, mas aqui temos muitos museus ao ar livre. Isso me preocupa.” Neste momento, a história do país está guardada por homens do Exército. Samuel continua em casa, sem trabalho. O último grupo de turistas que atendeu se despediu às pressas no dia 29 de janeiro. Eram brasileiros aflitos para deixar o Egito. “E eu tentava acalmá-los. Dizia que isso sempre acontecia. Guia sempre finge que está tudo tranquilo”, diz.

Neste momento, todo o esforço de Samuel é para acalmar a si mesmo. Sua sensação é de que a cada dia a situação piora, mas ele tenta se convencer de que vai melhorar. A polícia voltou às ruas, ele já tem coragem de sair um pouco – sempre de dia.

Fonte: Portas abertas/ Veja

12/02/2011

Ana Paula Valadão, Asaph Borba e Pastores Márcio Valadão e Piragibe se unem em evento nos Estados Unidos para líderes


Ana Paula Valadão, Asaph Borba e Pastores Márcio Valadão e Piragibe se unem em evento nos Estados Unidos para líderesEles estão longe do país, mas falam português. Mas nem por isto estão longe da oportunidade de ouvir uma palavra de esperança e impacto. Terminou nesta quinta-feira, dia 10, em Nova York a Conferência para pastores e líderes no Idioma Português nos Estados Unidos e Canadá. Realizado no Stamford – CT – em Nova York o mega evento contou com as mensagens dos pastores Márcio Valadão, Jeremias Pereira, Carlito Paes e Paschoal Piragine Júnior.

Iniciada no dia 08 de fevereiro com a ministração de Ana Paula Valadão, Asaph Borba e do Ministério de louvor Jamp Praise da Primeira Igreja Batista Brasileira em Nova York, o evento contou com a participação de 450 pessoas.

No primeiro dia uma mensagem de encorajamento foi dada pelo pastor Jeremias Pereira, da 8ª Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte (MG). O encerramento do culto coube ao pastor Márcio Valadão da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte (MG). Ele orou pedindo a graça de Deus pelos líderes que, mesmo convivendo com a saudade e as diferenças culturais, levam a palavra de Deus naquele país.

Segundo o pastor Elias Dantas, presidente Center for Studies in Global Christiany, objetivo do evento é o de colocar juntos, em um mesmo local, pastores e líderes de muitas Igrejas nos Estados Unidos e Canadá para serem encorajados em áreas chaves do ministério e vida pessoal. “ Muitos pastores estavam desanimados e com dificuldades financeiras e este evento veio trazer esperança e saber que mesmo longe há grupo de pessoas intercedendo por eles no Brasil”, declarou.

Fonte: Creio

12/02/2011

Mesmo após escândalo e ordem, líder da Igreja Universal não devolve passaporte especial


Mesmo após escândalo e ordem, líder da Igreja Universal não devolve passaporte especialAntes do fim de seu mandato Lula havia concedido ao bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, Romualdo Panceiro Filho, o passaporte especial que concede tratamento diferenciado ao seu portador em aeroportos e alfândegas no exterior (leia a matéria completa aqui), ao assumir o governo a presidente Dilma Rousseff determinou a revisão do direito de possuir esse documento (leia a matéria completa aqui) porém, a exemplo dos netos do ex-presidente Lula, Romualdo não cumpriu a promessa de devolução do passaporte diplomático.

Panceiro foi denunciado em janeiro de 2011 pelo jornal Folha de São Paulo por ter recebido o passaporte a pedido do senador Marcelo Crivella (PRB – RJ). Conforme o decreto 5.798/2006 apenas membros que estejam representando o Brasil em serviços diplómaticos podem receber tal benefício.

De acordo com o Itamaraty a justificativa do bispo ter recebido o passaporte em “caráter exepcional” era por “interesse do país”. Após a denúncia feita o Ministério alterou as regras de entrega desses documentos que agora só poderão ser feitos por meio de uma “solicitação formal fundamentada” e com a devida divulgação da concessão no “Diário Oficial da União”.

Fonte: Gospel+

%d blogueiros gostam disto: