Archive for fevereiro 24th, 2011

24/02/2011

Morre em Curitiba,Pr. José Pimentel, um dos grandes nomes da Assembléia de Deus no Brasil


A vida do pastor José Pimentel de Carvalho, que nasceu em 8 de fevereiro de 1916, sempre esteve ligada ao ensino da Palavra de Deus. Quando se converteu, aos 14 anos, foi incumbido de ensinar a Bíblia Sagrada para os demais, por ser a única pessoa na sua congregação que sabia ler.

Morreu na manhã de hoje (24), aos 95 anos, o pastor José Pimentel de Carvalho, líder da Assembleia de Deus em Curitiba (PR) e um dos grandes nomes das Assembleias de Deus no Brasil, tendo, inclusive, presidido a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), órgão máximo da denominação no país, nos anos 60, 70 e 80.

A vida do pastor José Pimentel de Carvalho, que nasceu em 8 de fevereiro de 1916, sempre esteve ligada ao ensino da Palavra de Deus. Quando se converteu, aos 14 anos, foi incumbido de ensinar a Bíblia Sagrada para os demais, por ser a única pessoa na sua congregação que sabia ler. 

Ele foi consagrado pastor em 18 de maio de 1945. Pastor Pimentel chefiou o Departamento de Escola Dominical da CPAD por oito anos, e foi responsável pela criação das primeiras lições bíblicas para crianças. 

Presidiu a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) em seis mandatos e a presidência da Convenção das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus do Estado do Paraná (Cieadep) por vários mandatos, além de ter fundado o Instituto Bíblico das Assembleias de Deus no Paraná e a Associação Educacional do Paraná. 

Durante um culto realizado em uma fazenda na cidade onde morava, quando o então adolescente José Pimentel era mais uma vez o pregador da noite, ele lia o capítulo 25 do Evangelho de Mateus enquanto, do lado de fora, uma turba mandada pelo fazendeiro, que se opunha aos pentecostais, ficou a observá-lo. 

Pastor Pimentel casou em 24 de maio de 1938 com Rosa Maria da Conceição (já falecida), com quem teve 9 filhos. No Rio de Janeiro, pastoreou as ADs em Cordovil e Penha, ambas na zona norte da capital fluminense. Liderou ainda a AD em Cabuçu, Itaboraí, no interior do Estado. 

Em 1962, a convite do pastor Agenor Alves de Oliveira, assumiu a presidência da AD em Curitiba (PR). Presidiu a CGADB de 1964 a 1966, de 1973 a 1975, de 1975 a 1977, em 1977 mais uma vez, de 1981 a 1983 e de 1985 a 1987. Chegou ainda a ser secretário da CGADB por oito anos consecutivos. Desde 2006, é presidente de honra da Convenção das ADs no Paraná (Cieadep). Ele é também autor de dois hinos da Harpa Cristã, hinário oficial da denominação: os hinos 541 (“Calvário, Revelação do Amor”) e 620 (“Na Jornada para o Céu”). 

Pimentel termina a sua carreira com milhares de vidas conquistadas para Jesus, um ministério aprovado por Deus, 81 anos de vida com Jesus e 66 anos de profícuo ministério pastoral. Como Paulo, pode dizer: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé; espera-me agora a coroa de justiça que receberei das mãos do meu Senhor”. 

Fonte:  CPAD News
24/02/2011

É bíblica a infalibilidade papal?


A Igreja Católica Romana ensina que o papa é infalível quando fala de sua posição de autoridade sobre um assunto ou doutrina em particular (falando ex cathedra). Muitos têm um entendimento errôneo da “infalibilidade papal” como indicando que tudo que o papa diz é infalível. Isto não é o que a Igreja Católica Romana quer dizer com “infalibilidade papal”. De acordo com a Igreja Católica Romana, esta infalibilidade do papa, somente quando estiver falando ex cathedra, é parte do magisterium da Igreja Católica Romana, ou “autoridade de ensinar da Igreja”, que Deus deu à “Igreja mãe” para a guiar sem falhas. Esta “autoridade de ensinar da Igreja” é constituída da habilidade infalível de ensinar do papa, a habilidade infalível de ensinar dos concílios da igreja convocados pela autoridade do papa e do magistério ordinário dos bispos (autoridade de ensinar doutrinas religiosas). Este magistério ordinário envolve, entre outras coisas, bispos em vários lugares começando a ensinar as mesmas doutrinas (por exemplo, o ensinamento de que Maria foi concebida sem pecado), e se este ensinamento ganha aceitação através da igreja como um todo, isto indica que o Santo Espírito trabalha através dos bispos e que este ensinamento vem de Deus. O Papa pode, depois, reconhecer tal e proclamar, infalivelmente, que isto vem de Deus e deve ser aceito por todos os católicos romanos.

A questão é se este ensinamento está em concordância com as Escrituras. A Igreja Católica Romana vê o papado e a autoridade infalível de ensinar da “Igreja mãe” como sendo necessária para guiar a Igreja, e usa isto como argumento lógico para a provisão de Deus neste assunto. Mas examinando as Escrituras, acharemos o seguinte:

1) Apesar de Pedro ter sido central na distribuição do Evangelho nos primeiros tempos (parte do significado atrás de Mateus 16:18-19), o ensinamento das Escrituras, visto em contexto, em lugar algum declara que ele, Pedro, estava em autoridade acima dos outros apóstolos ou acima de toda a Igreja (veja Atos 15:1-23; Gálatas 2:1-14; I Pedro 5:1-5). Nem ao menos uma vez sequer, as Escrituras ensinam que o Bispo de Roma deveria ter supremacia sobre a Igreja. Ao contrário, há apenas uma referência nas Escrituras de Pedro escrevendo da “Babilônia”, um nome às vezes aplicado a Roma, encontrado em I Pedro 5:13; basicamente disto e do aumento histórico da influência do Bispo de Roma vem o ensinamento da Igreja Católica Romana sobre a primazia do Bispo de Roma. Entretanto, as Escrituras mostram que a autoridade de Pedro era dividida com outros apóstolos (Efésios 2:19-20) e que a autoridade de “ligar e desligar” a ele atribuída era da mesma forma dividida com as igrejas locais, não apenas seus líderes (veja Mateus 18:15-19; I Coríntios 5:1-13; II Coríntios 13:10; Tito 2:15; 3:10-11). Então, o alicerce para a infalibilidade papal… a existência do próprio papado não tem base nas Escrituras.

2) Em lugar algum as Escrituras afirmam que para manter a igreja livre de erro, a autoridade dos apóstolos foi passada adiante àqueles que eles ordenaram (ensinamento da Igreja Católica Romana chamado “sucessão apostólica”). A sucessão apostólica é uma leitura forçada destes versos que a Igreja Católica Romana usa para apoiar esta doutrina (II Timóteo 2:2; 4:2-5; Tito 1:5; 2:1; 2:15; I Timóteo 5:19-22). Paulo NÃO chama os crentes em várias igrejas para que recebam Tito, Timóteo e outros líderes da igreja baseado na sua autoridade como bispos, mas baseado no fato de serem colaboradores com ele (I Coríntios 16:10; 16:16; II Coríntios 8:23). O que as Escrituras ensinam é que falsos ensinamentos se levantariam mesmo dentre os líderes aceitos pela igreja, e que os cristãos deveriam comparar os ensinamentos destes líderes de igreja com as Escrituras. Só elas são infalíveis, como diz a Bíblia. A Bíblia não ensina que os apóstolos são infalíveis, exceto quando algo por eles escrito é incorporado nas Escrituras (II Timóteo 3:16; II Pedro 1:18-21). Paulo, falando aos líderes da igreja na cidade de Éfeso, faz menção à vinda de falsos mestres, e para lutar contra tal erro ele não recomenda os apóstolos e aqueles que têm autoridade”, mas recomenda “a Deus e à palavra da sua graça…” (Atos 20:28-32).

3) Em nenhum lugar as escrituras dão o ensinamento sobre o “magisterium” ou magistrado dos bispos tratando-o como de igual peso com as Escrituras. O que mostra a história é que quando alguma outra fonte de autoridade é tratada como sendo de igual peso com as Escrituras, a segunda autoridade sempre termina substituindo as Escrituras (o que é o caso com os outros escritos aceitos dos Mórmons e com a revista “ A Sentinela”, publicada pelas Testemunhas de Jeová). Assim também acontece com a Igreja Católica Romana. Repetidamente o Catecismo Católico afirma que muitas de suas doutrinas não são encontradas ou baseadas nas Escrituras (Maria como co-redentora e co-mediadora, sem pecado, concebida sem pecado; sua assunção; orar a santos e venerá-los, assim como suas imagens; etc.). Para os católicos romanos, é a “Igreja mãe” a autoridade final, não as Escrituras, mesmo dizendo eles que o magisterium é “servo das Escrituras”. Mais uma vez, a Bíblia ensina que somente as Escrituras devem ser usadas como padrão para que se separe a verdade da mentira. Em Gálatas 1:8-9, Paulo afirma que não é QUEM ensina, mas O QUE é ensinado que deve ser usado para determinar o que é verdade e o que é engano. E apesar da Igreja Católica Romana continuar a pronunciar maldição de inferno àqueles que rejeitarem a autoridade do papa, as Escrituras reservam esta maldição àqueles que ensinarem um evangelho diferente daquele que já foi dado e registrado no Novo Testamento (Gálatas 1:8-9).

4) Enquanto a Igreja Católica Romana vê a sucessão apostólica e o infalível magisterium da igreja como algo logicamente necessário para Deus guiar a Igreja sem erros, as Escrituras afirmam que Deus providenciou para sua igreja através:

(a) das infalíveis Escrituras (Atos 20:32; II Timóteo 3:15-17; Mateus 5:18; João 10:35; Atos 17:10-12; Isaías 8:20; 40:8; etc.),

(b) o sumo-sacerdócio incessante de Cristo no céu (Hebreus 7:22-28),

(c) a provisão do Espírito Santo, que guiou os apóstolos à verdade após a morte de Cristo (João 16:12-14), que dá o dom aos crentes para a obra no ministério, incluindo o do ensino (Romanos 12:3-8; Efésios 4:11-16) e que usa a Palavra escrita como Seu maior instrumento (Hebreus 4:12; Efésios 6:17).

Resumindo, a Bíblia fala de apenas um guia duradouro, “tangível” e infalível deixado por Deus para Sua igreja. É a Palavra escrita de Deus, não um líder infalível (II Timóteo 3:15-17). E da mesma forma que Ele deu seu Santo Espírito para guiar os homens santos para que escrevessem tais Escrituras (II Pedro 1:19-21), também Ele deu Seu Santo Espírito para que habitasse, enchesse, guiasse e distribuísse dons aos membros da Sua igreja nos dias de hoje, para o propósito de direcioná-la através da correta interpretação da Palavra escrita (I Coríntios 12; 14; Efésios 4:11-16). Que haja facções ou falsos ensinamentos hoje, não deveria ser surpresa, pois a Bíblia também nos alerta de que haveria falsos mestres que “torceriam” o significado da Palavra escrita (II Pedro 3:16) e que estes falsos mestres se levantariam de dentro das igrejas (Atos 20:30). Por isto, os crentes deveriam voltar-se para Deus e para a “palavra de Sua graça” para que fossem guiados (Atos 20:32), determinando a verdade não por QUEM a disse, mas comparando-a com o evangelho já recebido pela igreja primitiva, o evangelho registrado a nós nas Escrituras (Gálatas 1:8-9; veja também Atos 17:11).

24/02/2011

Povos indígenas são alcançados por rádio no Equador


 

O HCJB está enviando várias equipes para o Equador no próximo ano, para atender à diferentes necessidades, desde músicos a programadores de web

A rádio cristã do Equador HCJB Global está comemorando a criação de programas destinados aos povos indígenas que falam as línguas Cha’palaa e Shuar. A rede que é a primeira estação de  rádio missionária no mundo, em parceria com a Vozandes Media, começou recentemente a radiodifusão de música e de leituras bíblicas nas duas línguas.

 

Para os povos da linguagem Shuar já haviam hinos que foram gravados em fitas e posteriormente digitalizados, essas músicas são transmitidas diariamente durante uma hora e meia na programação.

Outra meia hora do dia  é dedica à linguagem Cha’palaa, alimentando ouvintes com as gravações das Escrituras pelo parceiro Wycliffe Bible Translators sempre os deixando com um versículo para memorizar.
O HCJB está enviando várias equipes para o Equador no próximo ano, para atender à diferentes necessidades, desde músicos a programadores de web.E por isso eles pedem oração para que as comunidades sejam alcançadas com o Evangelho, como resultado deste ministério.

Fonte: Gospel Prime

24/02/2011

“Tecno Culto”: Fiéis recebem mensagens bíblicas e letras de hinos em dispositivos móveis durante culto


As igrejas do Chile realizaram um culto muito diferente no último domingo, dia 20, o chamado “Tecno Culto” foi realizado pelo presidente do Concílio Nacional das Igrejas Evangélicas do Chile, Eduardo Duran, ministrado apenas pelo uso do telefone celular.

Os atendentes da Igreja Pentecostal da Estação Central no Chile utilizavam a Bíblia RV1960, um aplicativo para celulares, mp4, Ipad e notebook que contém o conteúdo do Velho e do Novo Testamento.

A cerimônia foi patrocinada pela empresa SONDA e 3 Génesis, companhia de telecomunicações móveis da comunidade evangélica que tem a missão de, principalmente, desenvolver a acessibilidade aos textos fundamentais ao Cristianismo.

No culto tecnológico cada um levou seu aparelho pessoal e durante a reunião, os assistentes receberam os conteúdos das mensagens bíblicas, anotações do sermão e as letras dos hinos religiosos através do Bluetooth, Wi-Fi, banda larga e outras formas de conexão sem fio existentes no lugar.

O objetivo desta experiência é estabelecer precedentes de como funcionará uma reunião habitual de uma Igreja estruturada somente com suportes eletrônicos e ao mesmo tempo determinar até onde é possível adaptar o exercício religioso no mundo digital.

Segundo os organizadores a iniciativa vai consolidar uma tecno-comunidade crescente cristã chilena, que vem se configurando desde o ano passado através da homologação das tecnologias de informação e que se espera que este ano possa chegar a milhões de evangélicos.

Fonte: Gospel Prime / Christian Post

24/02/2011

greja Universal perde espaço na programação da Rede Record


Rede Record de Televisão retirou a programação da IURD da grade de sete cidades

De acordo com o blog Radar OnLine da revista Veja, essa semana a Rede Record de Televisão retirou a programação da Igreja Universal do Reino de Deus da grade de sete cidades. Os programas religiosos que iam ao ar entre as 13h3 e 14hs foram suspensos das cidades de Fortaleza, Belo Horizonte, Porto Alegre, Goiânia, Salvador, Belém e Fortaleza.

O motivo seria a queda de Ibope, pois durante esse horário a audiência da emissora despencava. A média de treze pontos caía para três o que era muito ruim para a emissora. As pregações continuarão nas madrugadas dentre das 1h às 5hs todos os dias em toda a rede.

Fonte: Gospel Prime

24/02/2011

Posse e despedida de presidentes da Assembléia de Deus de Joinville


Culto de transmissão de cargo do pastor presidente Arcelino de Melo para o pastor Sérgio Melfior será no dia 06 de março

No dia 06 de março, às 19h, será realizado o culto de transmissão de cargo do pastor presidente Arcelino de Melo para o pastor Sérgio Melfior, no templo sede da Igreja Evangélica Assembléia de Deus de Joinville (IEADJO).

O presidente da IEADJO, pastor Arcelino de Melo, após o falecimento do pastor Valmor Leonel Batista, no dia 26 de novembro de 2006, assumiu a Igreja por determinação da Junta Executiva da Convenção Catarinense. Nos quatro anos de administração, a Igreja cresceu numericamente, agregando quatro mil novos crentes, construção e ampliação de vários templos espalhados pela cidade, o acréscimo de novos distritos e congregações. Hoje a IEADJO conta com 35 distritos e 145 congregações. Incentivou as melhorias da faculdade teológica que em breve estará recebendo a autorização do MEC para curso de teologia, apoiou o aumento de potência da emissora 107,5 FM para 5 KW, incentivou a programação dinâmica da emissora, colocando-a no topo da lista de emissoras mais ouvidas em Joinville.

Além disso, é o presidente da Convenção das Igrejas Evangélicas Assembléias de Deus de Santa Catarina e Sudoeste do Paraná (CIADESCP) e segundo secretário da CGADB. No dia 06 de março deixa a IEADJO com 35 anos de integração e 27 anos de ministério dedicados na presidência de diversas igrejas no estado catarinense: São Bento do Sul, Curitibanos, Otacílio Costa, Concórdia, Içara, São José, Chapecó, Criciúma e Joinville.

Quem assumirá a IEADJO será o pastor Sérgio Melfior, primeiro secretário da CIADESCP e presidente da IEAD Caçador/SC. Nascido em Trindade do Sul/RS, em 08 de dezembro de 1963, aceitou a Jesus aos 15 anos em Xaxim/SC, aos 16 começou a pregar e destacou-se na liderança da juventude e trabalhou como auxiliar em pontos de pregações e programas de rádio na cidade.

Aos 21 anos casou-se com Maria Helena e dessa união nasceram três filhos: Eliseu, Eliã  e Lucas. Foi separado ao diaconato e ao presbitério da Igreja na cidade de Xaxim/SC. Por indicação do pastor José Paulo Evaristo e a convite do pastor Arcelino Victor de Melo, saiu para trabalhar integralmente na Obra do Senhor nas cidades de: Itá, Ipumirim, Concórdia, Caxambu do Sul, Chapecó, Lages, Blumenau, Fraiburgo e Caçador. É formado pela EETAD – Escola de Educação Teológica das Assembléias de Deus (Campinas – SP) e graduado em Teologia pela FAETEL-SP.

Trabalhou como vice-presidente de três pastores: Leonel Tavares da Silva, Arcelino Victor de Melo e Nilton dos Santos. Sua primeira presidência foi na cidade de Fraiburgo/SC, onde deixou o Templo Sede praticamente concluído, oito novas congregações foram agregadas e o trabalho cresceu. No dia 01 de janeiro de 2007 assume a IEAD de Caçador/SC, e “amplia a tenda”. Igrejas são construídas e reformadas, o departamento de discipulado ganha espaço, e é implantado os Departamentos de Adolescentes e de Casais. A Igreja Evangélica Assembléia de Deus de Caçador possui hoje 22 Congregações e inúmeros pontos de cultos, 15 obreiros integrados e 32 missionários espalhados por todo o mundo.

O pastor Arcelino de Melo deixará a presidência da IEADJO aos 65 anos e, deseja, na vontade de Deus, dedicar-se apenas à presidência de nossa convenção catarinense, na qual nos últimos cinco anos adquiriu um grande terreno para a construção da sede própria da CIADESCP em Itajaí/SC. “O nosso desejo, se Deus quiser, é construir um grande prédio para receber com muito carinho os 1,5 mil pastores que temos em nosso estado catarinense e no sudoeste do Paraná”, salientou o pastor.

Fonte: IEADJ / CPAD NEWS

24/02/2011

Carnaval: Presbítero da Igreja Renascer comanda a bateria da Mangueira


A notícia é de fato curiosa, um presbítero da igreja Renascer em Cristo está conduzindo a bateria da escola de samba carioca Mangueira. Ailton André Nunes se tornou a pouco mais de um mês no mestre da bateria da Verde e Rosa, criado no meio da comunidade, ele conta ao jornal O Dia que desde pequeno tinha talento para os tambores.

O percussionista profissional de 39 anos fez parte da escola de samba antes de converter, chegou a ser um dos diretores e também o primeiro repique. Nesse período, conta ao jornal, que começou a ter condutas que estavam quase destruindo sua família, foi quando ele passou a freqüentar a igreja.

Na caminhada de lá para cá, trabalhou com música, rodou a Europa como percussionista e reencontrou amigos no Brasil. Mas demorou oito anos para aceitar o convite de voltar a tocar na escola. Agora, no comando da “Bateria Surdo Um” ele pretende ganhar nota 10 para a Mangueira.

Sobre cair em tentação em meio à festa da carne o presbítero diz: Todos nós somos pecadores. Só que tem um porém: eu tenho consciência que sou pecador, mas hoje não vivo pelo pecado”, responde ao jornalista do jornal carioca.

Fonte: Gospel Prime

 

24/02/2011

Pastor que se envolveu em escândalos sexuais é capa da maior revista gay americana


No mês de fevereiro Ted Haggard é capa da revista The Advocate, a maior revista gay dos Estados Unidos. Em letras garrafais está a pergunta: Can you forgive Ted Haggard? (Você pode perdoar Ted Haggard? Uma pergunta difícil para ser respondida por cristãos, mas que, para o público da revista não será tão complicada assim.

Em 2006 o pastor americano Ted Haggard foi alvo de um escândalo que destruí seu ministério à frente da Igreja New Life que começou em 1985 com pequenas reuniões em sua casa. Nessa época o templo tinha 14 mil membros.

O pastor discursava constantemente contra o casamento homossexual, posição igual a 74% da população americana segundo pesquisa realizada pela Pew Research Center em 2010. Mas naquele ano, Mike Jones, um garoto de programa de Denverm resolveu se pronunciar depois de ouvir um sermão de  Haggard no rádio contra a homossexualidade.

Imediatamente, ele ligou para a emissora e contou que havia passado uma noite com o pastor em um motel e os dois haviam consumido metanfetamina. Diante dessas acusações Haggard viu ruir seu ministério e família.

“Sim… Eu o chamei. Pedi para comprar metanfetamina, mas não usei… joguei fora. Ele só fez uma massagem em mim”, conta Haggard em uma versão diferente da dada pelo garoto de programa. Mas depois da repercussão do caso o pastor passou então a encarar a “hipocrisia evangélica”.

Ele recebeu críticas de dentro e de fora da igreja e a diretoria da New Life o afastou do cargo e recomendaram que ele se mudasse do Colorado. De volta ao estado, Haggard está à frente da igreja Saint James (São Tiago), mas apenas algumas dezenas de pessoas estão dispostas a ouvir o sermão do pastor.

Sexualidade e dependência química são temas constantes de suas pregações. Perguntado recentemente por repórteres sobre sua opinião a respeito do casamento de pessoas do mesmo sexo, Haggard afimou: “O plano ideal de Deus para o casamento é a união de um homem e uma mulher”.

Mesmo com essa afirmação o convite que faz para sua igreja é pouco ortodoxo: “Se você é gay, hétero, bi, alto, baixo, um viciado, ou tem um viciado na família, saiba que tem uma família na Saint James”.

Fonte: Gospel Prime / Cepavi

 

24/02/2011

PL contra heterofobia


 PL contra heterofobiaSe os homossexuais têm a sua PL-122, os heterosseuxais acabam de ganhar um projeto lei novinho em folha. Trata-se da PL-7382/2010 proposto pelo deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que penaliza a discriminação a heterossexual em até três anos de prisão.

O tal projeto visa contrapor-se a PLC-122/06, apelidada por alguns evangélicos de ditadura gay, que prevê punição equivalente em casos de homofobia. Segundo o nobre deputado, “o Poder Executivo, dentro de sua esfera de competência, penalizará os estabelecimentos comerciais e industriais e demais entidades que, por atos de seus proprietários ou prepostos, discriminem pessoas em função de sua heterossexualidade”, diz no texto do projeto.

Cunha também diz que será punido aquele que “impedir ou restringir a expressão de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público”.

Controvérsias

O deputado Eduardo Cunha foi um dos que votaram contra na votação que beneficiaria a classe trabalhadora brasileira, com um aumento do salário mínimo para R$600. O nobre deputado, cujo slogan de campanha é “o nosso povo merece respeito”, é pivô de um escândalo envolvendo a estatal FURNAS, um golpe de R$ 73 milhões.

Para o Bispo e conferencista Hermes Fernandes o projeto pode ter um outro pretexto: “Até que ponto a tal PL proposta por Cunha não seria mais uma cortina de fumaça? Parece melhor para sua imagem estar envolvido numa controvérsia entre gays e heteros, do que ter seu nome ligado a um escândalo de corrupção”.
Fonte: Notícias Cristãs com informações do Gospel+

 

24/02/2011

História de Marina Silva deve virar filme


A vida da ex-senadora e candidata derrotada à presidência da República nas últimas eleições, Marina Silva, poderá virar filme. A ideia é da cineasta Sandra Werneck, que dirigiu também a cinebiografia Cazuza – O tempo não para. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira pela colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

O filme seria baseado na biografia da política, chamada Marina – A vida por uma causa.

Neste livro, a autora conta a história da líder política, com destaque para os seus problemas de saúde, seus desafetos e sua alfabetização tardia.

Fonte: O Dia / Folha de São Paulo

%d blogueiros gostam disto: