Archive for fevereiro 26th, 2011

26/02/2011

Fernanda Brum grava participação para Programa da Eliana


Fernanda Brum no Programa da Eliana no SBT

Após gravar com as cantoras Marina de Oliveira e Aline Barros, a próxima atração gospel do programa da Eliana será com Fernanda Brum. Em seu blog oficial já estão postadas algumas fotos do making off da gravação e em seu Twitter oficial, a artista postou uma atualização na manha desta quinta-feira (24/02).

“Bom dia indormiveis! Saindo para a gravação do programa da Eliana no sbt oremos!”, disse.

Com programas como o do Raul Gil e da Eliana, o SBT tem investido em atrações do meio gospel. Além das participações dos cantores famosos, se apresentando e participando de brincadeiras – como no Raul Gil – o programa da Eliana também terá um quadro que buscará novos talentos musicais do segmento.

O programa da Eliana, com a participação de Fernanda Brum vai ao ar no dia 13/03.

Fonte: Guia-me / Cepavi

26/02/2011

IR: Declarar parceiro homossexual como dependente causa polêmica entre bancada evangélica


A declaração do Imposto de Renda deste ano tem uma novidade: a inclusão de parceiros homossexuais como dependentes para fins de dedução fiscal. Diante disso, a Consultoria de Orçamento da Câmara montou uma nota técnica para barrar essa medida adotada pela Receita Federal considerada por eles como “ilegal”.

Concluído ontem, dia 24, o parecer jurídico sustenta que renúncias fiscais dessa natureza só podem ser feitas por meio de lei, que precisam ser debatidas na Câmara e no Senado antes de virarem realidade, e não por meio de uma “canetada” do Executivo.

Nesta sexta-feira, dia 25, o deputado Ronaldo Fonseca (PR-DF) entrará em contato com o presidente da Frente Parlamentar Evangélica no Congresso, deputado João Campos (PSDB-GO). Eles vão discutir medidas para cassar a possibilidade prevista na entrega das declarações de IR, que começa daqui a quatro dias.

Fonseca diz que vai tomar uma das três medidas sugeridas na nota: ajuizar uma ação popular contra a permissão de dedução tributária, apresentar um projeto de decreto legislativo para suspender a medida da Receita ou pedir que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, compareça à Câmara para prestar explicações.

A nota técnica, assinada pelo consultor Francisco Pereira Filho, do núcleo que fiscaliza os gastos do Executivo, contesta o parecer 1.530/10, da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), que embasou a decisão da Receita. No ano passado, a Portaria 513/10 do Ministério da Previdência considerou os parceiros homossexuais como dependentes em caso de pensões.

Já a nota da Consultoria da Câmara ressalta o artigo 226 da Constituição Federal que diz que apenas “é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher”. O documento alega ainda que a concessão desse benefício aos homossexuais abrirá brecha para outros segmentos da sociedade exigirem novas isenções de imposto.

O texto cita como exemplo os irmãos solteiros que moram juntos; os filhos solteiros que permanecem morando com os pais, às vezes adotando filhos; e as pessoas celibatárias que vivem juntas fraternalmente.  “Hoje, um irmão não pode colocar o outro como dependente. Por que os homossexuais podem? É uma classe especial?”, critica Ronaldo Fonseca.

Em nota ao Congresso em Foco, o procurador-Geral Adjunto de Consultoria e Contencioso Tributário, Fabrício da Soller, afirmou que a PGFN não ultrapassou suas competências ao definir o conceito de “companheiro e companheira”. Ele garantiu que a interpretação se baseou nos princípios constitucionais, como a proibição da discriminação por questões de gênero, e julgamentos do Judiciário.

Fonte: Gospel Prime / Cepavi

26/02/2011

Jogador Rivaldo fala sobre sua conversão e afirma que “Deus é contra o divórcio”


Uma entrevista publicada no domingo pelo jornal Folha de São Paulo mostrou o lado cristão do jogador Rivaldo, que voltou ao Brasil para jogar com a camisa 10 do São Paulo Futebol Clube. Aos 38 anos o jogador conta como se converteu e faz declarações sobre bebida, fama, dinheiro, divórcio e claro sobre futebol.

O jogador é evangélico, se converteu em 2004 após uma experiência com Deus dentro de seu carro. Rivaldo tem cinco filhos, dois com Rose, com quem foi casado de 1994 a 2003. E os outros três, nascidos na Grécia, com Eliza, sua atual mulher.

A família da sua atual esposa é toda evangélica e foi por intermédio dela que ele aceitou a Cristo. Em 19 de abril de 2004, data do seu aniversário, Rivaldo estava voltando de Mogi Mirim e há 20 dias ouvia vozes dizendo que ele morreria em um acidente de carro.

“Tava voltando de Mogi Mirim e ouvi: ‘É hoje, é hoje que você vai morrer’. Eu vinha na [rodovia dos] Bandeirantes, sempre na última pista, para ficar bem longe de caminhão. Mas também ouvia: ‘Se você me aceitar, não morre’. Cheguei no apartamento e disse pra minha esposa: ‘Hoje eu quero aceitar Jesus’. Ela pegou a Bíblia, orou comigo e aí nunca mais escutei aquilo. Se eu já conhecesse Jesus, jamais teria me separado, porque Deus é contra o divórcio”, contou ao repórter da Folha.

Rivaldo disse que quando seu primeiro casamento chegou ao fim na época que ele estava jogando no Milan e chegou a ser considerado o pior jogador da Itália. Ele acredita que o divorcio tenha mexido com a sua estrutura emocional. “Uma separação sempre é difícil, especialmente por causa das crianças, que voltaram pro Brasil. Você está bem para jogar, mas não tem cabeça. Não gosto de dar como desculpa, mas se perguntar a especialistas nesse lugar [aponta a cabeça], elas dirão que afeta um pouco”, relatou.

O repórter chegou a perguntar por que ele pediu para não fazer comercial de bebidas e cigarros e o que ele acha sobre o Ronaldo e o Mano Meneses que aceitaram fazer. A resposta foi pessoal sem fazer comentários contrários aos atletas que aceitam esses trabalhos.

“Podem me pagar uma fortuna que eu não faço, mas cada um é cada um. Nunca vou criticar o Ronaldo, o treinador, o Cafu, esses que estão fazendo. Procuro ver o meu lado e eles procuram ver o deles”, comentou Rivaldo.

Em 1994 ele chegou a aceitar ser garoto propagando de um comercial da Brahma e hoje ele se arrepende, apesar de, na época, ter recebido um cachê alto. “Hoje eu vejo como um erro, mas estava com 20, 21 anos. Graças a Deus, eu superei isso, porque nunca bebi, nunca fumei. Sou um atleta e quero ser um exemplo, principalmente para as crianças que gostam de esporte. Tenho meus 38 anos e estou jogando futebol, e isso pode servir de exemplo”, diz.

Fonte: Gospel Prime /  Folha de São Paulo / Cepavi

 

26/02/2011

Qual a diferença entre católicos e protestantes?


Há várias diferenças importantes entre católicos e protestantes. Apesar das tentativas, através dos últimos anos, de se achar coisas em comum entre os dois grupos, o fato é que as diferenças continuam existindo, e elas são tão importantes hoje como foram no começo da Reforma Protestante. Segue-se um rápido resumo de algumas das mais importantes diferenças:

Uma das primeiras grandes diferenças entre o Catolicismo e o Protestantismo é a questão da suficiência e autoridade das Escrituras. Os protestantes crêem que somente a Bíblia é a única fonte da revelação especial de Deus à humanidade, e como tal ela ensina a nós tudo o que é necessário para nossa salvação do pecado. Os protestantes vêem a Bíblia como o padrão pelo qual todo o comportamento cristão deverá ser medido. Comumente se refere a esta crença como Sola Scriptura e é uma das “Cinco Solas” (sola é a palavra latina para “única”) que veio da Reforma Protestante como resumo de algumas diferenças importantes entre os católicos e protestantes.

Apesar de haver muitos versos na Bíblia que estabelecem sua autoridade e sua suficiência em todas as questões de fé e prática, um dos mais claros é II Timóteo 3:16-17, onde vemos que “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” Os católicos, por outro lado, rejeitam a doutrina da Sola Scriptura e não crêem que somente a Bíblia seja suficiente. Eles crêem que tanto a Bíblia quanto a sagrada tradição católica romana igualmente se combinam no Cristianismo. Muitas doutrinas católicas romanas, tais como a do purgatório, orações aos santos, adoração ou veneração a Maria, etc, têm pouca ou nenhuma base nas Escrituras, mas são baseadas apenas nas tradições da Igreja Católica Romana. Essencialmente, a posição da Igreja Católica Romana de negar a Sola Scriptura e sua insistência em que tanto a Bíblia quanto suas “Tradições Sagradas” se equivalem em autoridade enfraquece a suficiência, autoridade e integridade da Bíblia. A visão que se tem das Escrituras está na raiz de muitas, se não todas, as diferenças entre católicos e protestantes.

Outra grande diferença entre Catolicismo e Protestantismo é a que diz respeito à posição e autoridade do papa. De acordo com o Catolicismo, o papa é o “vicário de Cristo” (vicário significa substituto), e toma o lugar de Jesus como o líder visível da Igreja. Como tal ele tem a capacidade de falar ex cathedra (com autoridade em assuntos de fé e prática), e quando ele o faz, seus ensinamentos são considerados como não passíveis de erro, devendo ser obedecidos por todos os cristãos. Por outro lado, os protestantes crêem que nenhum ser humano está livre de erros e que somente Cristo é o líder da igreja. Os católicos confiam na sucessão apostólica como uma forma de tentar estabelecer a autoridade do papa. Mas os protestantes crêem que a autoridade da igreja não vem da sucessão apostólica, mas sim da Palavra de Deus. O poder espiritual e a autoridade não estão nas mãos de simples homens, mas na própria Palavra de Deus registrada nas Escrituras. Apesar de o Catolicismo ensinar que somente a Igreja Católica pode, de forma apropriada e correta, interpretar a Bíblia, os protestantes crêem que a Bíblia ensina que Deus enviou o Santo Espírito para habitar todos os cristãos renascidos, dando a eles capacidade para que compreendam a mensagem da Bíblia.

Isto pode ser claramente visto em passagens como João 14:16-17: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.” (Veja também João 14:26 e I João 2:27). Apesar de o Catolicismo ensinar que somente a Igreja Católica Romana tem a autoridade e poder de interpretar a Bíblia, o Protestantismo reconhece a doutrina bíblica do sacerdócio de todos os crentes, e que cristãos individuais podem confiar no Espírito Santo para que os guie em ler e interpretar a Bíblia por si mesmos.

A terceira maior diferença entre o Catolicismo e Protestantismo é como a pessoa é salva. Outra das “cinco solas” da reforma era a Sola Fide (somente pela fé), que afirma a doutrina bíblica da justificação somente pela graça, através somente da fé, por causa somente de Cristo (Efésios 2:8-10). Contudo, de acordo com o Catolicismo Romano, o homem não pode ser salvo somente pela fé, somente em Cristo. Eles ensinam que o Cristianismo deve confiar na fé mais “obras de mérito” para salvação. Os Sete Sacramentos são essenciais à doutrina Romana Católica de salvação, que são: Batismo, Crisma, A Eucaristia, Penitência, Extrema-unção, Ordem e Matrimônio. Os protestantes crêem que baseados na fé apenas em Cristo, os crentes são justificados por Deus, quando todos os seus pecados são pagos por Cristo na cruz e Sua justiça é a eles imputada. Os católicos, por outro lado, crêem que a justiça de Cristo é concedida ao crente pela “graça através da fé”, mas em si mesma não é suficiente para justificar o crente. O crente deve “suplementar” a justiça de Cristo a ele concedida com obras meritórias.

Católicos e protestantes também discordam no que significa ser justificado perante Deus. Para os católicos, a justificação envolve que se seja feito justo e santo. Eles crêem que a fé em Cristo é apenas o início da salvação, e que a pessoa deve fazer que isto cresça com boas obras, pois “o homem deve fazer por merecer a graça de Deus da justificação e eterna salvação”. Logicamente que esta visão de justificação contradiz o claro ensinamento das Escrituras em passagens como Romanos 4:1-12; Tito 3:3-7, assim como muitas outras. Por outro lado, os protestantes fazem distinção entre o ato único de justificação (quando somos declarados justos e santos por Deus com base em nossa fé na expiação de Cristo na cruz), e santificação (o processo contínuo de ser justificado que continua através de nossas vidas na terra). Apesar de os protestantes reconhecerem que as obras são importantes, eles crêem que estas são o resultado ou fruto da salvação, mas nunca o meio para ela. Os católicos misturam justificação e santificação em um processo contínuo, que leva à confusão sobre como se é salvo.

A quarta grande diferença entre católicos e protestantes tem a ver com o que acontece após a morte do homem. Enquanto ambos crêem que os incrédulos passarão a eternidade no inferno, há diferenças significantes e importantes no que diz respeito ao que acontece aos crentes. Por causa de suas tradições da igreja e sua confiança em livros não-canônicos, os católicos desenvolveram a doutrina do purgatório. O purgatório, de acordo com a Enciclopédia Católica, é um “lugar ou condição de punição temporal para aqueles que, deixando esta vida na graça de Deus, não estão totalmente livres de faltas menores, ainda não pagaram totalmente a reparação devida por suas transgressões”. Por outro lado, os protestantes crêem que por sermos justificados por Cristo apenas, e que a justiça de Cristo é a nós imputada, quando morremos, iremos direto para o céu para estarmos na presença do Senhor (II Coríntios 5:6-10 e Filipenses 1:23).

Ainda mais perturbadora do que a doutrina católica do purgatório é o fato de que eles crêem que o homem deve ou mesmo pode pagar ou compensar por seu próprio pecado. Isto, juntamente com a concepção errônea de que a Bíblia ensina sobre como o homem é justificado perante Deus, resulta em uma baixa visão da suficiência e eficiência da expiação de Cristo na cruz. Colocando de forma simples, o ponto de vista sobre a salvação da Igreja Católica Romana implica que a expiação de Cristo na cruz não foi pagamento suficiente pelos pecados daqueles que Nele crêem, e que até mesmo um crente deve expiar ou pagar por seus próprios pecados, tanto através de atos de penitência como passando tempo no purgatório. Mas a Bíblia ensina repetidas vezes que somente a morte de Cristo pode satisfazer ou aplacar a ira de Deus contra os pecadores (Romanos 3:25; Hebreus 2:17; I João 2:2; I João 4:10). Nossas obras de justiça nada podem acrescentar ao que Cristo já realizou.

Apesar de haver muitas outras diferenças entre o que os católicos e protestantes crêem, estas quatro diferenças devem servir para estabelecer que há sérias diferenças entre os dois. Da mesma forma como os Judeus que disseram que os cristãos gentios deveriam obedecer à lei do Velho Testamento para serem salvos, sobre os quais Paulo escreveu em Gálatas, os católicos, fazendo as obras necessárias para que sejam justificados por Deus, terminam tendo um evangelho totalmente diferente. As diferenças entre os católicos e os evangélicos protestantes são importantes e significativas.

Oramos para que Deus abra os olhos de qualquer pessoa que esteja lendo este artigo, e que esteja colocando sua fé ou confiança nos ensinamentos da Igreja Católica. Esperamos que todas as pessoas compreendam e creiam que suas “obras de justiça” não são capazes de os justificar, ou santificar (Isaías 64:6). Oramos para que todos, ao contrário, coloquem sua fé somente no fato de que “Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue.” (Romanos 3:24-25a). Deus nos salva “Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo, Que abundantemente ele derramou sobre nós por Jesus Cristo nosso Salvador; Para que, sendo justificados pela sua graça, sejamos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna (Tito 3:5-7).

26/02/2011

Mãe entra na justiça contra marido que é Testemunha de Jeová e proibiu filho de receber transfusão de sangue


Uma criança de dois anos de idade estava internada no Hospital Regional da Transamazônica, localizado na cidade de Altamira, cidade de 105 mil habitantes do Pará, com anemia crônica e diarreia e somente uma transfusão de sangue poderia salvá-la da morte. Mas seu pai, que é Testemunha de Jeová, enviou uma carta ao hospital proibindo o procedimento.

Diante dos fatos a mãe da criança se rebelou contra a autoridade do marido e entrou na justiça para anular o documento e assim conseguiu autorizar o tratamento médico da criança que agora está fora de perigo.

“Será que Deus quer que uma criança morra? Isso não é normal, não”, disse a avó materna ao jornal local. O fato deixou a família abalada.

Os Testemunhas de Jeová proíbem a transfusão de sangue se baseando em alguns versículos bíblicos, fato que causa grande polêmica em várias partes da sociedade, principalmente quando a vida de alguém está em risco, como no caso desta criança.

Fonte: Gospel Prime / Diário do Pará / Cepavi

 

26/02/2011

Mais de 50 mil cristãos em manifestação na Índia


 

 Mais de 50 mil cristãos em manifestação na Índia

Mais de 50 mil cristãos manifestaram no último domingo, em Mangalore, no Estado indiano de Karnataka, contra o Relatório da Comissão Somasekha sobre os ataques contra dezenas de igrejas em 2008. Os manifestantes marcharam em silêncio, vestidos de preto e com a boca coberta por uma mordaça, para expor a falsidade de um Relatório que – dizem – escondem os verdadeiros responsáveis pelas violências anti-cristãs. Também alguns bispos participaram da manifestação. Eis o que disse à Rádio Vaticano o Arcebispo de Bangalore, capital do Estado de Karnataka, Dom Bernard Blasius Moras.

“No dia 28 de janeiro de 2011 foi divulgado o Relatório final da Comissão que tinha sido anteriormente apresentado ao governador de Karnataka. Para nosso espanto, o Relatório é absolutamente hostil à comunidade cristã enquanto absolveu de qualquer responsabilidade o governo estadual, o partido no poder, o BJP (Bharatiya Janata Party), os grupos fundamentalistas como o Bajrang Dal, e até mesmo a polícia, que fora acusada no Relatório preliminar.

Além disso, eles ainda acusaran os cristãos de serem eles mesmos os autores destes ataques, e fizeram acusações de conversões em larga escala, apesar de afirmar que a Igreja Católica não faz proselitismo: procuram assim um modo de dividir a fé católica das outras confissões cristãs”.

“O Relatório – continuou o arcebispo – pede também que estes grupos cristãos sejam colocados sob o controle do governo, e há sinais de esteja em preparação uma lei anti-conversão. Deseja também que os fundos e as doações provenientes do exterior sejam administradas pelo governo, e se sugere a criação de um cadastro das religiões. Tudo isso é muito, muito anti-cristão e contra a religião”.

Fonte: Notícias Cristãs / RV /Cepavi

 

26/02/2011

Hollywood prepara versão apocalíptica de Noé


  Hollywood prepara versão apocalíptica de NoéO diretor Darren Aronofsky ficou conhecido por trabalhos como Réquiem para um Sonho, O LutadorCisne Negro (que concorre ao Oscar este ano). Seu próximo projeto deve ser o segundo filme do super-herói Wolverine. Porém, em um anúncio recente ele afirmou que fará um filme baseado na história bíblica da Arca de Noé.

Para testar a viabilidade de sua ideia, ele antes lançará o projeto em forma de história em quadrinhos. O roteiro de  “Noé” é baseado em um poema que Aronofsky escreveu aos 13 anos, quando estudava em uma escola de Nova York , e que lhe deu o primeiro lugar em um importante concurso promovido pelas Nações Unidas. Mas não se trata de uma versão convencional, pois descreve um Noé vivendo no final dos tempos.

Alguns anos atrás Aronofsky deu uma entrevista ao The Guardian, explicando: “Noé foi o primeiro ambientalista, a primeira pessoa a plantar uma vinha, beber vinho e ficar bêbado. Isso está na Bíblia. Foi uma das primeiras coisas que ele fez quando chegou à terra seca. Há uma certa culpa pela sobrevivência sendo mostrada. Noé é um personagem complicado, sombrio. (…) As coisas ruins que fazemos uns aos outros estão bem relatadas nos jornais. Claramente nosso planeta está morrendo, e estamos morrendo com ele (…) É sobre o final do mundo e o segundo navio mais famoso da história – o primeiro é o Titanic. Acredito que essa é a hora certa para filmar. O apocalipse do clima, para mim, é o grande tema do momento, veja o que está acontecendo no planeta.”

O artista escolhido para ilustrar a revista foi o canadense Nico Henrichon (de “Os Leões de Bagdá“). Essa não é a primeira aventura do diretor no mundo dos quadrinhos. Ele já escreveu o roteiro de “The Fountain”, que depois virou filme.

Aronofsky já tentou produzir essa versão apocalíptica do herói bíblico antes, mas sem sucesso. Hoje, com a carreira em ascensão, acredita que não terá dificuldades para conseguir dinheiro para o filme. Além disso, trata-se de uma história bastante conhecida. “Noé” deve ser lançado em 2012, mas não há previsão quando o filme será rodado.

Fonte: Pavablog / Cepavi

 

26/02/2011

XIII Encontro para a Consciência Cristã 2011


 XIII Encontro para a Consciência Cristã 2011A Visão Nacional para a Consciência Cristã – VINACC, realizará entre os dias 2 e 8 de março deste ano a 13ª edição do Encontro para a Consciência Cristã, no Parque do Povo, em Campina Grande, na Paraíba. O evento acontece no período do carnaval.

O Encontro para a Consciência Cristã, segundo a coordenação, tem como objetivo exaltar a pessoa de Jesus Cristo, edificar a Igreja, defender os princípios da fé cristã e propagar o evangelho. Além disso, o evento também tem forte apelo social na cidade, pois contribui para o aquecimento do turismo e do comércio local, tendo em vista que durante o período do Carnaval o evento atrai até Campina Grande um grande número de turistas provenientes de vários lugares do país. 

Em 2011, a Consciência Cristã conta com 19 eventos paralelos, 38 preletores, 112 palestras, diversas participações musicais, além das setes pregações noturnas.

Serviço:

XIII Encontro para a Consciência Cristã 2011
De 02 A 08 De Março de 2011
Campina Grande – Paraíba

Local: Representação do Tabernáculo Bíblico – Parque do Povo

Pregador: Pastor Hernandes Dias Lopes – IPB/ES

Participações musicais:

Luiz  de Carvalho  – SP

Orquestra Átrios de Louvor – Assembléia de Deus – CG/PB

Coral Silvino Silvestre- Assembléia de Deus – CG/PB

Para mais informações clique aqui .

Fonte: CPAD News / Cepavi

26/02/2011

Mais de 50 mil cristãos protestam contra a violência “religiosa” na Índia


No último domingo mais de 50 mil cristãos manifestaram em Mangalore, no Estado indiano de Karnataka, contra o Relatório da Comissão Somasekha sobre os ataques contra dezenas de igrejas em 2008. O relatório cheio de mentiras, escondeu os verdadeiros responsáveis pelas violências anti-cristãs.

Os manifestantes marcharam em silêncio, vestidos de preto e com a boca coberta por uma mordaça. O relatório final da Comissão foi divulgado em 28 de janeiro de 2011 e, segundo o Arcebispo de Bangalore, capital do Estado de Karnataka, Dom Bernard Blasius Moras, tinha um conteúdo “absolutamente hostil à comunidade cristã”, pois absolveu os verdadeiros culpados pela violência que são o governo estadual, o partido do poder, o BJP (Bharatiya Janata Party), os grupos fundamentalistas como o Bajrang Dal, e até mesmo a polícia, que fora acusada no Relatório preliminar.

“Além disso, eles ainda acusaram os cristãos de serem eles mesmos os autores destes ataques, e fizeram acusações de conversões em larga escala, apesar de afirmar que a Igreja Católica não faz proselitismo: procuram assim um modo de dividir a fé católica das outras confissões cristãs”, disse o Arcebispo à Rádio Vaticano.

De acordo com Dom Bernard o relatório pede também que estes grupos cristãos sejam colocados sob o controle do governo. “Há sinais de esteja em preparação uma lei anti-conversão. Fora isso, o relatório deseja também que os fundos e as doações provenientes do exterior sejam administrados pelo governo, e se sugere a criação de um cadastro das religiões. Tudo isso é muito, muito anti-cristão e contra a religião”.

Fonte: Gospel Prime

Com informações Notícias Cristãs

 

26/02/2011

Após orações Said Musa é liberto da prisão


 Após orações Said Musa é liberto da prisão

A Bíblia orienta a confessar as culpas uns aos outros, e orar uns pelos outros, para que sareis. “A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” Tiago 5.16.

Desde o ano passado muitos cristãos estavam orando pela libertação do cristão Said Musa e semana passada a oração produziu o resultado esperado, a libertação do afegão.

Said Musa, que perdeu a perna de uma mina terrestre enquanto servia o exército afegão, trabalhou com amputados companheiros do Comitê Internacional da Cruz Vermelha há 15 anos e há oito se converteu ao cristianismo. Ele foi preso em maio e provavelmente seria executado por se converter do islamismo para o cristianismo.

O International Christian Concern (ICC) relata que Musa foi liberto da prisão na semana passada. “O convite veio no 21 de fevereiro de um funcionário da Embaixada dos EUA em Cabul, confirmando que Said Musa foi para outro país em segurança”.

Durante as últimas semanas, a história de Musa ganhou a atenção na Europa e nos Estados Unidos, com artigos publicados no London Sunday Times e The Wall Street Journal, juntamente com uma campanha pelo Twitter.

Musa, que foi sexualmente e fisicamente abusados na prisão, foi discretamente transferido para uma prisão diferente no ano passado depois que ele escreveu uma carta ao presidente Barack Obama detalhando o abuso e implorando por ajuda. Sua esposa e seis filhos fugiram para o Paquistão.

Mas enquanto a família de Musa comemora e agradece a Deus, a família de Shoaib Assadullah, um cristão afegão preso por dar uma Bíblia a um homem que depois denunciou às autoridades, chora porque ele está preso.


O CPAD News relatou os esforços para libertar o cristão Said Musa:

Cristão afegão preso e maltratado por confessar a Cristo escreve a Obama

Fundo Barnabé lança campanha para salvar cristão

Aliança Evangélica Global: Execução de afegão é ilegal

Líderes cristãos lançam campanha no Twitter para evitar a execução de Said Musa

Fonte: Charisma News / Redação CPAD News

 

%d blogueiros gostam disto: