Justiça nega abertura do sigilo bancário de integrantes da Igreja Universal


 

Rede Record de Televisão retirou a programação da IURD da grade de sete cidades

Ontem fou julgado pelo Supremo Tribunal de Justiça um recurso do Ministério Público que pretendia ter acesso à quebra de sigilo bancário de integrantes da Universal nos Estados Unidos. Seria decidico se as provas já obtidas em razão de um acordo internacional de cooperação entre polícias do Brasil e dos EUA poderiam ser usadas na Justiça brasileira.

 

O caso foi retomado com a apresentação do voto do ministro Teori Zavascki, no julgamento do mérito do recurso. Até então estava valendo a liminar dada pelo presidente Ari Pargendler rejeitando a possibilidade de o MP paulista usar, com base no acordo de cooperação jurídica, tais dados em um inquérito que apura se integrantes da IURD teriam desviado dinheiro e remetido para fora do país para enriquecimento pessoal.

O julgamento do mérito estava suspenso desde dezembro, e no final da tarde de ontem o STJ decidiu que o MP não pode ter acesso à quebra de sigilo da Universal.

Fonte: Gospel Prime

 

Escreva Aqui seu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: