Obama confessa ser seguidor da Igreja Cristã Batista


Depois de três semanas da oficialização de sua candidatura à reeleição, o presidente dos EUA, Barack Obama, teve de provar aos americanos que nasceu em Honolulu, no Havaí, às 19h24 de 4 de agosto de 1961. Ontem, a Casa Branca divulgou uma cópia autenticada da certidão de nascimento de Obama, providenciada na segunda-feira. A iniciativa busca pôr um ponto final nas teorias conspiratórias de setores mais radicais da oposição republicana de que o presidente é estrangeiro. “Não temos tempo para esse tipo de bobagem”, declarou o próprio Obama.

Na última semana, a suspeita foi disseminada novamente pelo bilionário Donald Trump, pré-candidato republicano para as eleições presidenciais de 2012. Em entrevista à CNN, Trump foi além de seu conhecido bordão de que a certidão de nascimento de Obama havia “desaparecido” e afirmou ter encomendado investigações no Havaí. “Disseram-me que o documento não existe. Isso é um grande problema”, disse o empresário.

Com o cuidado de não mencionar Trump, Obama alcunhou indiretamente o bilionário de “camelô de carnaval”. Argumentou que o período eleitoral cria “debates sérios”, como convém a uma democracia. Mas advertiu que não eles serão realizados a contento se os candidatos passarem o tempo “difamando uns aos outros”.

Embora apimentada pela disputa eleitoral já em curso, essa suspeita acompanha Obama desde sua candidatura à presidência, em 2008. Há dois anos, a Casa Branca desmentiu a “ficção absurda” sobre o nascimento de Obama fora dos EUA. Agora, publicou a cópia da certidão no seu site na internet. Mas outra paranoia eleitoralmente mais perigosa para o candidato democrata continua alimentada pelos republicanos: a de que o presidente seria muçulmano.

Pesquisa do jornal USA Today concluiu que, dos 1.013 consultados, 38% estão certos de que o presidente nasceu nos EUA. Outros 18% disseram que “provavelmente” ele é americano e apenas 9% mostraram-se certos de que Obama é estrangeiro. Segundo pesquisa do Pew Research, caiu de 47% para 34% o porcentual de americanos que acreditam que seu presidente é cristão. Subiu de 12% para 18% o número de americanos que acreditam que ele é muçulmano. Obama se confessa seguidor da Igreja Cristã Batista.


Fonte: O Estado de S.Paulo

Escreva Aqui seu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: