Archive for maio 28th, 2011

28/05/2011

“A Sharia é o suficiente para nós”, diz líder da Irmandade Muçulmana


Temores de que a Irmandade Muçulmana possa implantar um regime islâmico no Egito são infundados, conforme disse um dos líderes do grupo, recentemente legalizado, na segunda-feira (23/5), explicando que a sharia já está na Constituição egípcia.

“Se você vai a qualquer tribunal no Egito, a aplicação da sharia [lei islâmica] está em primeiro lugar. Isso é mais do que suficiente para nós “, disse o Dr. Ashraf Abdel Ghaffar, um dos líderes da Irmandade Muçulmana egípcia, à Hürriyet Daily News em uma entrevista.

Se a Irmandade Muçulmana assumir o poder, entretanto, ela apenas apoiará as atividades turísticas que não “ferirem as crenças do povo egípcio”, como ele disse.

“O povo egípcio é composto de pessoas muito religiosas, sejam elas muçulmanas ou cristãs; só não podemos permitir coisas como pessoas desfilando sem roupa em uma aldeia, ou jogos de azar em cassinos”, disse Abdel Ghaffar. “Mas se alguém quiser vir ao Egito, a fim de visitar as pirâmides ou Alexandria, é mais do que bem-vindo.”

Haverá uma separação completa entre o braço político da Irmandade Muçulmana e o religioso, disse Abdel Ghaffar, observando que o Partido Liberdade e Justiça também tem candidatos cristãos, como o Vice-Presidente Dr. Habib Rafik.

“O Partido Liberdade e Justiça vai funcionar sem qualquer interferência do movimento”, disse ele.

Pedidos de oração

• Ore para que de fato as mudanças políticas no Egito não resultem em um Estado Teocrático que possa oprimir ainda mais a comunidade cristã do país.

• Peça a Deus que dê sabedoria e discernimento aos seus filhos para que sejam luz nesse importante momento no qual vive o país.

Fonte: Portas Abertas

28/05/2011

Pastor é condenado à prisão por vender Green Cards falsificados


Pastor é condenado à prisão por vender Green Cards falsificadosO pastor evangélico Felipe de Jesus Coronel Pacheco, 55 anos, e seu comparsa Luis Angel Tovar Cisneros, 38 anos, foram condenados, no último dia 20, a 1 ano de detenção pela acusação de fazer e distribuir “Green Cards” (documento que comprova a residência permanente) falsos.

O pastor é líder do Ministério Epicentro Onde Nasce a Bendição, em Austin e em meados de 2010 se mudou para San Antônio, no Texas, se passando por agentes do Departamento de Imigração.

Segundo documentos da Corte americana os réus são naturais do México e assumiram a culpa referente à acusação de conspirar para manufaturar cartões falsos de residência permanente.

O Juiz Fred Biery os condenou a 12 meses e um dia de prisão. Cisneros, que vive nos EUA desde 2004, enfrentará a deportação certa e Pacheco, que possui o Green Card, pode também ser deportado.

Quando aplicou para a cidadania, o pastor indicou em sua aplicação que nunca havia sido preso posteriormente ou acusado de qualquer delito, entretanto, ele já havia sido preso por dirigir alcoolizado e enfrentou acusações relacionadas às drogas na década de 80. O juiz o repreendeu por não praticar aquilo que ele pregava e por mentir. “Isso não é hipocrisia?”

Durante cinco meses, agentes do ICE encomendaram documentos falsos a Cisneros por US$ 160 e, secretamente, observaram ele os obtendo de Pacheco. Após vasculhar a residência dos suspeitos, os agentes encontraram Green Cards falsos, 1 máquina de plastificar, computadores e impressoras.

O assistente de Promotoria Pública, Bill Baumann, disse ao juiz que os réus venderam 5 conjuntos de documentos aos agentes, mas que eles admitiram ter vendido entre 60 e 100 documentos ao todo.

Fonte: Gospel Prime /Brazilian Voice

28/05/2011

Justiça condena igreja a devolver recursos


A ação ajuizada pelo Estado de Mato Grosso do Sul, condenou a igreja a devolver aos cofres públicos a quantia de R$ 21.271,50.

Por unanimidade, os desembargadores da 4ª Turma Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul negaram recurso de igreja evangélica contra sentença proferida pelo juízo da 2ª Vara de Fazenda Pública e Registros Públicos da Comarca de Campo Grande.

A ação era de cobrança ajuizada pelo Estado de Mato Grosso do Sul, que condenou a Sociedade Evangélica Beneficente (SEBE) e a recorrente a devolverem aos cofres públicos a quantia de R$ 21.271,50, acrescida de correção monetária pelo INPC-IBGE, acumulada desde abril de 2005.

Consta dos autos que o Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Fundação de Trabalho e Qualificação Profissional (FUNTRAB), realizou convênio com a SEBE e a igreja evangélica citada, com o objetivo de conceder apoio financeiro ao projeto intitulado “Futuro Feliz”. O projeto consistia na ampliação de duas salas de aula no imóvel de propriedade da Igreja, onde seriam realizados cursos de qualificação.

Foi depositado na conta bancária da Igreja o repasse no valor de R$ 40 mil, proveniente do Fundo de Investimentos Sociais (FIS), porém, após a apresentação das contas, a Auditoria-Geral do Estado verificou a existência de inúmeras irregularidades na execução do projeto.

Foram encontrados fortes indícios de falsidade das notas fiscais emitidas por uma empresa de materiais de construção no valor de R$ 20.350,00, e também o fato de haver um repasse no valor de R$ 33.400,00 aos representantes da instituição, pastores E. A . A . e J. B. M.B., que ficaram encarregados comprar o material para a reforma, ato proibido pelo artigo 20, parágrafo único II, do Decreto nº Estadual nº 11.261/2003.

Além disso, as diferenças encontradas entre as dimensões indicadas no croqui e as dimensões reais da edícula não correspondem ao proposto na documentação técnica. Assim, a obra foi realizada de maneira irregular sem a documentação de Licenciamento de Obra e Habite-se, entre ouras irregularidades.

Em sua defesa, a SEBE afirmou que o projeto foi devidamente cumprido, que todas as medidas tomadas no imóvel reformado estão de acordo com o projeto, que a igreja evangélica é a responsável pela regularização da obra e que as irregularidades nas notas fiscais são de responsabilidade das empresas emissoras. A igreja alegou que ocorreu prescrição e, assim, não cabe ação de cobrança.

Para o desembargador relator do processo, Dorival Renato Pavan, a construção da obra agregaria valor ao imóvel de propriedade da igreja, então esta deveria assumir responsabilidades, sob pena de enriquecimento sem causa. “ A responsabilidade da apelante decorre do fato de que se beneficiou com o convênio, pois foi agregado valor ao seu imóvel sem que o objetivo do convênio tenha sido alcançado, ou seja, o contrato não foi executado da forma adequada, além de ter seu representante legal recebido 60% do valor repassado à convenente , circunstância não acordada”, explicou em seu voto.

O fato registrado nos autos é que o autor comprovou serem ilegítimos os documentos fiscais apresentados pela Igreja e, conforme relatório, os objetivos do convênio não foram alcançados, uma vez que no local funciona consultório odontológico a serviço da igreja e que, desde a época da reforma, a instituição não ocupa mais o local.

Fonte: TJ/MS / Folha Gospel

28/05/2011

Brasil vai sediar Ecos de Lausanne III


Brasil vai sediar Ecos de Lausanne IIINo próximo mês, entre os dias 13 e 15 de junho, o Brasil vai sediar o Ecos de Lausanne III para a Igreja Latino-Americana. O evento será voltado para professores cristãos, líderes de igrejas e de ministérios e acontece na Faculdade Teológica Batista de São Paulo.

O Congresso Internacional sobre Evangelização Mundial Lausanne III foi realizado em 2010 na Cidade do Cabo, na África do Sul, e o Brasil sediará o desdobramento do evento para a América Latina.

Os preletores René Padilla, Antonia Leonora van der Meer (Tonica), Ariovaldo Ramos, Durvalina Barreto Bezerra, Ed René Kivitz, Margaretha N. Adiwardana e Silvia Kivitz abordarão os seguintes temas:

Temas:
• O movimento de Lausanne: retrospectiva e desafios.
• Caminhos de Lausanne e as trilhas da Missão Integral: diálogos e descompassos.
• Missão integral em contextos de catástrofe.
• Contribuição da mulher na missão integral.
• Perspectivas da Missão Integral na Igreja Brasileira.
• Fundamentos bíblicos da missão integral.
• A missão integral e o futuro do movimento evangélico.

Segundo a presidente da Associação dos Professores de Missões do Brasil (APMB), Analzira do Nascimento, cerca de 200 pessoas devem participar deste evento. Os interessados devem se apressar em fazer sua inscrição, pois as vagas são limitadas.

O prazo para as inscrições vai até o dia 6 de junho. Para mais informações, apmb@apmb.org.br ou (11) 4437-1244.
Fonte: JMM

28/05/2011

Muller diz que não deixou de acreditar em Deus e nega que esteja falido


Muller diz que não deixou de acreditar em Deus e nega que esteja falidoO ex-jogador de futebol e atual comentarista, Muller, afirma que as reportagens que saiaram recentemente, falando que ele estava passando por problemas financeiros, foram sensacionalistas.

A matéria foi ao ar pela TV Record e vários outros veículos retransmitiram, dizendo que o ex-atacante do São Paulo estava desempregado e vivendo no ostracismo. De acordo com essa reportagem Muller estava morando de favor na casa de um amigo.

Muller chegou a ser pastor evangélico e por esse motivo muito se falou de que ele chegou nessa situação financeira por dar muito dinheiro para a igreja. Hoje ele não é mais pastor.

Ao portal de esportes da UOL o comentarista do Sportv diz que está bem e que ainda frequenta uma igreja mas não tão ativamente como antes.

“Houve sensacionalismo. Estou bem sim. Alguns começaram a pensar que eu não tinha nada, o que não é verdade. Já ouvi também que a Globo acertou comigo só para me ajudar. Mas eu já tinha recebido convite da Globo há um ano. Acertei porque me sinto bem comentando na Globo e não por desespero”, disse.

Sobre a sua fé ele diz: “Não estou participando ativamente como antes, mas continuo com os princípios religiosos. Não tem qualquer relação com perda de dinheiro.”

Fonte: Gospel Prime / Uol

28/05/2011

Bancada evangélica fez o correto ao trocar suspensão do kit gay por omissão no caso Palocci? Opine!


Bancada evangélica fez o correto ao trocar suspensão do kit gay por omissão no caso Palocci? Opine!A tática usada pela Frente Parlamentar Evangélica (FPE) para que o material do Ministério da Educação conhecido com “Kit Gay”  não fosse entregue nas escolas públicas gerou muita polêmica no meio cristão.

As cartilhas e os vídeos que, para muitos, incentivariam os alunos de escolas públicas a serem homossexuais, só foram suspensos pela presidente Dilma Rousseff porque as bancadas evangélica e católica ameaçaram cobrar explicações sobre as movimentações financeiras do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci.

O ministro está envolvido em uma investigação financeira, seu patrimônio cresceu cerca de 20 vezes nos últimos quatro anos. Se a presidente não tivesse retirado o kit gay a FPE chamaria Palocci para explicar essa movimentação atípica em suas contas bancárias.

Um dos que se manifestaram sobre esse assunto foi o pastor Marcelo Lemos Gonçalves da Igreja Anglicana Reformada, em seu blog, apesar de comemorar a suspensão do kit do MEC, o pastor não apoiou os meios que os parlamentares evangélicos usaram para conseguir esse feito.

“O Kit não caiu por se provar que o mesmo não cabe em nossa sociedade, mas sim porque a Bancada Evangélica vendeu-se a já famosa corrupção Brasileira,” escreveu o pastor.

O pastor parte daquela premissa de que os fins jamais devem justificar os meios.

“Que vergonha senhores políticos de GEZUIS!(sic) Quer dizer que vão fechar os olhos para a corrupção apenas para aprovar um projeto pessoal? Quer dizer que estão mais preocupados com o tal Kit que com o dinheiro supostamente roubado dos pobres e das viúvas?”

Outro blogueiro que escreveu sobre o assunto foi o assembleiano Gutierres Siqueira, do blog Teologia Pentecostal, ele também não apoia essa “barganha” que fizeram com a presidente.

“Meu Deus! Não se corrige um erro com outro grande erro! Até quando veremos os deputados evangélicos nos levando a vergonha?” escreve.

Na sua opinião, a bancada evangélica fez o correto? Opine!

Fonte: Gospel Prime

28/05/2011

Augustus Nicodemus fala sobre decisão das Presbiterianas dos EUA e da Escócia de aceitarem pastores gays


Open in new windowPara ele essa atitude é resultado de uma igreja que considera a Bíblia como um livro antigo e passou a abrir espaço para a cultura moderna.

O reverendo Augustus Nicodemus Lopes escreveu um artigo comentando a decisão da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos (PCUSA) e da Igreja Presbiteriana da Escócia que aprovaram a ordenação de pastores homossexuais.

O pastor escreve tentando entender e, ao mesmo tempo, explicar os motivos que essas denominações tiveram e chega a três respostas: a teologia liberal que foi aceita por estas igrejas, a conseqüente rejeição da autoridade infalível da Bíblia e a adoção dos rumos da sociedade moderna como norma.

No primeiro fator pesa o fato de considerar a Bíblia como um livro escrito de acordo com as regras sociais daquela época, regras que hoje não funcionam mais para a sociedade.

Em segundo lugar está a mudança cultural entrando nos templos que já não consideram a Palavra de Deus como verdade absoluta. E em último lugar a autoridade bíblica sendo trocada pelas referencias da sociedade moderna.

“A igreja cristã moderna, de acordo com este pensamento, vive num novo tempo, onde o homossexualismo é comum e aceito pelas sociedades, inclusive com a aprovação do Estado para a união homossexual e benefícios decorrentes dela,” escreve.

Fonte: Folha Gospel

28/05/2011

Eliã Oliveira: nova contratada Patmos Music


Eliã Oliveira: nova contratada Patmos Music Trajetória de um fiel. Esse é o título do novo CD da cantora pernambucana Eliã Oliveira que será lançado em junho pela Patmos Music. E não é para menos. Depois da assinatura do contrato em 06 de maio, a gravadora e a cantora estão a todo vapor para os retoques finais no novo trabalho.

Em visita rápida ao Rio de Janeiro para produção final do projeto gráfico do CD, Eliã não escondeu a alegria. “Creio que será mais uma benção de Deus. Estar na Patmos Music é cumprimento das promessas de Deus na minha vida!”.

Segundo Geziel Damasceno, gerente da gravadora, a contratação de Eliã Oliveira reforça ainda mais o casting das cantoras pentecostais. “Temos uma das cantoras regionais mais reconhecidas do Nordeste. Tenho certeza que Deus nos orientou e está a frente de mais essa contratação”, afirma.

Com quase 30 anos de carreira, vigésimo trabalho fonográfico gravado e dois discos de ouro, Eliã conta que a escolha do repertório para esse CD durou pouco mais de um ano. “Com oração e lágrimas, pedimos a orientação de Deus para esse projeto. Tudo foi se ‘encaixando’ para a glória de Deus”.

Produzido por Kleyton Martins Trajetória de um fiel inclui 10 canções (sendo seis assinadas pela cantora) no melhor do gênero pentecostal. Um das características marcantes dos hinos é o conteúdo das letras, com a história dos personagens bíblicos. “É como se mergulhássemos dentro da Bíblia, na história daqueles que inspiram nossas vidas”, declara Geziel entusiasmado. Não é diferente, com a faixa 2, que dá título ao CD. Segundo Eliã, é impossível não se identificar com a letra que conta a história de José, o que ele viveu e como foi exaltado como é a vida cristã ‘com lutas, mas certos da vitória’.

Trajetória de uma fiel

Como já foi citado no texto acima, Eliã Oliveira, têm quase 30 anos de carreira, 20 trabalhos gravados e dois discos de ouro. O que muita gente não sabe é como essa história de vitória foi construída por muitas lutas.

Nascida em Recife (PE), ela foi criada em um lar cristão. Aos 3 anos, mudou-se para o interior de Pernambuco, precisamente na cidade de Cortês, onde deu os primeiros passos na fé. Dois anos mais tarde, já louvava ao Senhor durante os cultos.

Acostumada a freqüentar as reuniões do Círculo de Oração, com 8 anos, ela recebeu o batismo com Espírito Santo acompanhado de promessas de Deus em usá-la através do louvor. Eliã lembra que Deus a mostrava através de sonhos, os planos que tinha para a vida dela. “Muitas vezes, acordava chorando e chamava o meu pai, e lhe contava o que Deus havia me mostrado no sonho. Via uma multidão de crentes e eu era convidada para cantar. No sonho, subia aos púlpitos das igrejas tremendo muito, mas quando começava a louvar a Deus a glória do Senhor invadia o lugar. Sentia a unção de Deus de uma forma tão poderosa que não conseguia terminar as canções e descia do lugar onde estava cheia da glória e chorando”.

Ainda sentindo a alegria das revelações, Eliã contava ao pai que também se emocionava e respondia. “Minha filha, seja fiel a Deus e Ele cumprirá na sua vida tudo isto que Ele tem lhe revelado”.

Em 1983, aos 15 anos, Eliã gravou o primeiro LP intitulado Sagrada Lei. Desde então não parou mais. No ano seguinte, gravou o segundo (Quem é como Deus) e depois o terceiro com o título Cristo é a nossa Bandeira. Eliã lembra que não havia muita divulgação a época, mas cada vez mais ela ficava conhecida no estado. Depois de dois, foi a vez do quarto LP, chamado Novo Amanhecer.

Em 1991, ela se casou com o hoje, presbítero Erivaldo Mariano e fixou residência em Alagoas. Os frutos desse casamento, Leônidas Neto e o Erivaldo Júnior, logo chegaram. Apesar dos afazeres domésticos, a promessa com o louvor permanecia de pé. Passados 7 anos, Deus lhe concedeu a oportunidade de voltar a gravar seu  quinto trabalho, dessa vez em LP e CD intitulado A Maior Dor!.

Desde então ela não parou mais. Em 2004 foi à vez do sétimo trabalho, o CD Mensagem de Alerta, que marcou o retorno da cantora a Cortês (PE). Nessa época, Eliã passava por uma doença na garganta. Segundo os médicos ela não poderia cantar. Entretanto, Deus havia se revelado a ela de uma forma muito especial e poderosa enquanto orava. “Deus falou ao meu coração dizendo: ‘Cante e diga que sou Fiel e você vai ver o que vou fazer na sua vida’. Toda a vez que cantava a música Meu Deus é Fiel, era como se alguém cantasse aos meus ouvidos dizendo: Meu Deus é Fiel”. Além da cura, Eliã viveu a consolidação da carreira, com o primeiro disco de ouro.

Em 2006, Eliã gravou o primeiro DVD, fruto do CD Momento de Deus. Com o CD, o segundo disco de ouro da carreira da cantora. Hoje, a cantora reside com sua família em Caruaru (PE) e congregam na Assembleia de Deus presidida pelo pastor presidente Ailton José Alves. 

Sobre o novo trabalho da cantora, Trajetória de um Fiel, lançamento Patmos Music, Eliã é categórica. “Apesar das lutas e dificuldades que enfrentamos, devemos continuar servindo ao Senhor e louvando seu Nome com alegria, maiores têm sido as vitórias alcançadas das mãos de Deus. Ele é Fiel em todas as suas promessas na vida daquele que espera nele confiantemente!”.

O lançamento oficial do CD acontece em Recife, nos dias 04 e 05 de junho, às 19hs, durante o Congresso de Mulheres do Estado de Pernambuco, promovido pela Assembleia de Deus do estado, presidida pelo pastor Ailton José Alves. Não perca!

Por Gláucia Montes, Assessora de Imprensa

28/05/2011

Igreja Universal constrói escola de formação profissional na Angola


Igreja Universal constrói escola de formação profissional na AngolaA Igreja Universal do Reino de Deus começou a construção de uma escola profissionalizante na cidade de do Lubango, província de Huíla, na Angola.

O projeto contará com seis salas de aula com capacidade para 210 alunos. Nela serão oferecidos cursos de eletricidade, serralharia, carpintaria, mecânica e informática.

De acordo com responsável evangelístico de Angola, bispo Augusto Dias, o objetivo é oferecer formação profissional para os jovens, principalmente, para os que se encontram desempregados, deficientes físicos e órfãos.

A obra está orçada em 200 mil dólares e será edificada numa área de 940 metros quadrados, que comportará áreas administrativas (gabinetes para diretores), pátio, áreas de recreação, oficinas e lavatórios.

A construção da escola terá a duração de três meses e vai proporcionar 20 empregos diretos.

Além dessa escola, a IURD pretende ainda construir outros centros de formação profissional nas províncias de Benguela, Kwanza Sul e um de saúde em Malanje.

Luta contra o analfabetismo

A IURD trabalha desde 1991 com o programa contra o analfabetismo, o Projeto Ler e Escrever, que começou no Rio de Janeiro, se espalhou pelo Brasil e hoje também é oferecido na Argentina, Angola, Moçambique e Portugal, procurando, além da educação, levar a seus alunos amor e dedicação.

Fonte: Gospel Prime / Arca Universal

28/05/2011

Moças cristãs sofrem assédio sexual


Moças cristãs sofrem assédio sexualUm caso foi registrado contra sete jovens muçulmanos no vilarejo vizinho, Titla, declarando-se que eles constantemente assediam as moças nos eventos cristãos.

Lok Mondol, secretário geral da Igreja de Bangladesh no distrito de Meherpur, disse à Compass que o assédio às moças cristãs em encontros sociais e religiosos sempre foi um problema.

“Antes, tomávamos iniciativas falando com os aldeões muçulmanos vizinhos para resolver este problema, mas não adiantou nada”, informou. “Agora, recorremos à lei registrando uma queixa, porque o problema está se tornando cada vez mais insuportável; fomos colocados contra a parede.”

Mikha Mollick, um cristão que pertence a uma congregação local da Igreja de Bangladesh, contou à Compass que esse contínuo assédio contra as moças cristãs é uma tentativa de enfraquecer o convívio social dos cristãos.

“Às vezes nos fazem sentir como se não fizéssemos parte desta sociedade, por causa do mau comportamento deles,” disse Mollick. “Aqui nós vivemos em uma sociedade predominantemente muçulmana que é totalmente falha com relação ao respeito pelos cristãos. Não temos onde reclamar contra eles. Os líderes políticos locais só se importam conosco por causa dos votos, mas não gostam de nós realmente.”

A indecência dos aldeões muçulmanos, principalmente dos jovens, é uma fonte constante de irritação, mas normalmente os cristãos deixam de reclamar ou registrar queixas para evitar problemas posteriores, declarou Mollick.

O inspetor da polícia de Gangni, Motiur Rahman, disse à Compass que as autoridades estão tomando “as medidas apropriadas” para resolver a queixa dos cristãos, mas até agora só prenderam um dos sete muçulmanos suspeitos – por assédio às moças e não por agressão.

“Mas esse caso só foi registrado na polícia após o espancamento de um jovem cristão por seu protesto contra o assédio dos rapazes muçulmanos às moças cristãs em um evento cultural. Tanto os rapazes cristãos quanto os mulçumanos participaram de uma briga naquele dia.”

Fonte: Portas Abertas

%d blogueiros gostam disto: