Archive for junho 1st, 2011

01/06/2011

Dedé Santana é internado no Rio após hemorragia no estômago, diz hospital


Humorista está internado no CTI, após hemorragia no estômago (Foto: Blenda Gomes/ TV Globo)

O humorista Dedé Santana, de 75 anos, está internado no Hospital Barra D’Or, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. De acordo com as informações divulgadas pelo hospital, o comediante permanece neste domingo (29) no Centro de Tratamento Intensiva (CTI), mas o estado de saúde dele é considerado estável pelos médicos.

Ainda de acordo com o hospital, Dedé Santana deu entrada na unidade na sexta-feira (27), após passar mal e sofrer um princípio de desmaio. Os exames constataram que o humorista estava com hemorragia estomacal. Segundo os médicos, o problema teria sido causado por uma doença diverticular.

No sábado (28), Dedé foi submetido a uma colonoscopia, procedimento usado para ver como está o funcionamento do cólon e do reto. A assessoria de imprensa do Barra D’Or informou que apesar de o sangramento ter sido interrompido, Dedé adquiriu uma anemia devido à intensa perda de sangue.

Por precaução, os médicos optaram pela internação do humorista no CTI. No entanto, ele respira espontaneamente, sem ajuda de aparelhos. O hospital informou ainda que Dedé Santana recebeu neste domingo a visita de parentes e amigos. Ainda não há previsão de alta para o humorista.

Fonte: G1

01/06/2011

SBB produz a Bíblia de número 100 milhões


SBB produz a Bíblia de número 100 milhões A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) acaba de realizar um feito histórico para o País e para o mundo. A SBB imprimiu e encadernou a Bíblia de número 100 milhões, em cerimônia interna, realizada na Encadernadora da Bíblia, à qual compareceram cerca de 100 pessoas, entre membros da Diretoria, funcionários e convidados. A expressiva marca é contabilizada desde setembro de 1995, quando a Gráfica da Bíblia, instalada na Sede Nacional da SBB, em Barueri (SP), foi inaugurada.

“Trata-se de um momento histórico. Celebramos hoje os 100 milhões de Bíblias que Deus nos concedeu para a semeadura de sua Palavra a todas as nações”, afirmou o presidente da SBB, Adail Carvalho Sandoval, complementando que “a história da Gráfica da Bíblia é também a história de nosso País, que queremos evangelizar e abençoar com a glória de Deus”.

Um dispositivo digital foi instalado nas máquinas da unidade de encadernação para fazer a contagem regressiva até o tão esperado centésimo milionésimo exemplar A Bíblia símbolo dessa marca mundialmente inédita foi justamente uma edição comemorativa, alusiva a essa conquista. A publicação é composta por duas traduções a Tradução Brasileira, uma tradução histórica, de 1917, a primeira a ser feita totalmente no Brasil, e a Nova Tradução na Linguagem de Hoje, tradução pioneira, lançada no ano 2000, responsável por trazer o conteúdo bíblico em uma linguagem mais simples e fácil de ser compreendida pela população brasileira.

O diretor executivo da SBB, Rudi Zimmer, homenageou todas as pessoas envolvidas no trabalho de produção bíblica, desde a inauguração da Gráfica da Bíblia. “Todos tiveram papel fundamental para que chegássemos a esse número, mas esse feito, alcançado em tão pouco tempo, não é nosso. É de Deus. A Bíblia nos mostra em diversas passagens que Deus sempre multiplica o que a ele interessa. E Deus quer que esta boa notícia seja abundante, para fazer brotar e espalhar seu perdão e amor”, declarou.

O secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert, reiterou a gratidão a Deus: “Quando a Gráfica foi inaugurada, nenhum de nós imaginava que esse momento abençoado chegaria tão rápido. É hora de agradecer e reverenciar a difusão da Palavra de Deus.”

Desde a sua inauguração, a Gráfica da Bíblia representou um verdadeiro divisor de águas na produção, encadernação e distribuição de literatura bíblica no Brasil. Hoje, constitui-se um dos maiores centros produtores de Bíblias do mundo.

Ação de graças

Para celebrar a marca de 100 milhões de Bíblias, a SBB promoverá um grande culto de ação de graças, no dia 10 de junho, no Ginásio Poliesportivo José Corrêa, no centro de Barueri (Avenida Guilherme P. Guglielmo, 100), a partir das 18h30. Nesta data, também será comemorado o 63º aniversário da SBB. “Esse é um momento especial de agradecimento e oração a Deus. Todos esses exemplares foram distribuídos a milhões de pessoas, que tiveram a oportunidade de ter seus corações semeados com a Palavra que transforma vidas”, diz o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert, lembrando que esta é uma festa do Livro Sagrado e de todas as igrejas cristãs que contribuíram para disseminá-lo.

Na programação estão previstos momentos emocionantes, entre os quais depoimentos de pessoas que tiveram suas vidas transformadas pela Palavra de Deus e o agradecimento a Deus de representantes de cerca de 100 países pelas edições das Escrituras impressas em mais de 2,5 mil idiomas. “Esta também será uma ocasião para louvar a Deus”, reforça Seibert. Grupos de música gospel foram convidados a conduzir hinos cristãos e estimular a participação do público, entre eles está o Arautos do Rei, Asaph Borba e Rachel Novaes.

Todos os participantes, que se inscreverem antecipadamente através do site http://www.100milhõesdebiblias.org.br concorrerão ao sorteio de 50 exemplares de uma edição da Bíblia comemorativa e a 10 kits contendo uma seleção de obras bíblicas voltadas para o estudo.

 A Gráfica da Bíblia

Criada para servir as igrejas cristãs no Brasil e no mundo, a Gráfica da Bíblia tem excelência reconhecida além das fronteiras nacionais, permitindo que a SBB exporte para mais de 100 países das Américas, África, Ásia e Europa. De suas instalações saem exemplares em português, espanhol, inglês, francês, árabe e até em ioruba, idioma falado em países africanos.

‘’Do total de Bíblias e Novos Testamentos produzidos, 20% foram destinados à exportação. Isto significa que 100 milhões de pessoas, não apenas no Brasil, mas em vários lugares do mundo, contam com esse verdadeiro tesouro que é a Palavra de Deus em suas mãos”, complementa Seibert.

Produzindo um exemplar da Bíblia a cada três segundos, anualmente, a Gráfica da Bíblia responde por uma produção média de 8,5 milhões de Bíblias. Por mês, são utilizadas 800 bobinas de papel que, se desenroladas, equivalem a 24 mil quilômetros. O papel consumido em um ano seria suficiente para dar 7,2 voltas na Terra.

Fonte: SBB

01/06/2011

Casal Canadense Cria Bebê ‘Sem Sexo’ e defende que ele escolha se é menino ou menina


A mãe de Storm Stocker, o bebê canadense que está sendo criado com apenas poucas pessoas sabendo o seu sexo, defendeu a escolha da família de criá-lo sem designar o gênero.

O casal Kathy Witterick e David Stocker decidiram criar seus filhos sem falar o sexo, homem ou mulher. Witterick explica: “Na verdade, em não dizer o sexo do meu bebê precioso, eu estou dizendo para o mundo, ‘Por favor, você pode simplesmente deixar Storm descobrir por si mesmo o que é (ele) quer ser?’” O casal reivindica que esse tipo de coisa está funcionando bem para os seus filhos mais velhos, Jazz e Kio.

Jazz de fala suave, olhos castanhos, mantém seus cabelos longos e gosta da cor rosa. Ele adora pintar suas unhas e usar um cravo rosa em uma orelha. Kio tem seus cabelos loiros ondulados abaixo do queixo. O garoto de dois anos, adora a cor roxa.

“Como resultado, Jazz e agora Kio são quase que exclusivamente assumidos serem meninas,” diz Stocker. é a escolha dos meninos se eles querem oferecer uma correção.

Sem divulgar o sexo de Storm, de 4 meses de idade, os pais estão negando à criança a maneira de posicionar-se por si mesmo, num mundo em que você é homem, mulher ou no meio, segundo um psicólogo no artigo Parent Central. Os efeitos disso é que isso pode marginalizar a criança.

“Eu acredito que isso coloca restrições nesse bebê em particular que nesta cultura o bebê será uma pessoa singular que não está sendo dada uma oportunidade de encontrar seu sexo verdadeiro, também com base no que está dentro deles.”

Na forbes, Victoria Pynchon disse que tem sentimentos misturados sobre a situação, mas acha que o poisitivo disso é que pelo menos eles não são homeschoolers cristãos.

“É mais comum os pais limitarem as oportunidades de seus filhos do que mães e pais abrirem aos seus filhos todas as possibilidades imagináveis.”

Fonte: The Christian Post

01/06/2011

“O desejo deles é a CPAD”, afirma José Wellington sobre Silas Malafaia e Samuel Câmara


“O desejo deles é a CPAD”, afirma José Wellington sobre Silas Malafaia e Samuel CâmaraEm sua sala no Belenzinho, em São Paulo, no subsolo do templo da Assembleia de Deus, pastor José Wellington Bezerra da Costa, de 77 anos, recebeu a equipe do Creio para um bate papo. Na pauta o centenário da Assembleia de Deus e o futuro da denominação, a maior do Brasil. Desde 1987 à frente da Convenção Geral das Assembleias de Deus (CGADB), rebate as críticas de seus opositores, Silas Malafaia e Samuel Câmara, e confirma que a denominação está unida. ”A Igreja não é de A ou B”

Vindo do Ceará, pastor José Wellington reafirma sua postura firme fruto do ensinamento que recebeu de família. “É melhor dormir com fome, do que acordar com dívida”, repetiu o ensinamento dado por sua mãe. Desde 1987 à frente da CGADB, eleito por sete vezes, ele diz que não dá nenhum passo fora da direção de Deus. “Se Deus disser basta, eu entrego a direção, não vejo problema”, dispara o líder que tem em seu ministério 2,3 mil congregações e se vê envolvido na construção de um grande templo para 10 mil pessoas.

Com saúde de ferro – item comemorado- o assembleiano disse que ficou muito desgastado na última eleição da Convenção. “ Foram muitas calúnias”, declarou: “ O desejo deles é a CPAD. Quando assumi a entidade tinha R$ 1,5 milhão em duplicatas. Assumi a empresa, profissionalizei a gestão com irmão Ronaldo. Hoje, mesmo sem fins lucrativos, a empresa caminha com excelência”

Sobre a identidade assembleiana, José Wellington continua sua tese: “Nós temos influência dos suecos, temos doutrina firme. Nosso objetivo é salvação e edificação. O deles é baseado nos americanos com atos midiáticos e comércio. Eles se amoldam a determinados costumes que não nos adaptamos.” Sobre o futuro da Assembleia de Deus ele finaliza: “A AD é uma árvore que dá muitos frutos. Unidos nós estamos.”

Fonte: CREIO

01/06/2011

Canal cristão comemora 15 anos no mundo árabe


Canal cristão comemora 15 anos no mundo árabe A rede de canais SAT-7 está comemorando 15 anos de difusão de programas cristãos no Oriente Médio e Norte da África.

O ministério começou com um canal único, mas ao longo dos anos adquiriu novos canais e agora transmite para SAT-7 árabe, SAT-7 Pars, SAT-7 Kids e SAT-7 Turk.

O canal infantil, SAT-7 Kids, continua a ser o primeiro canal com 24 horas de programação cristã exclusivamente para crianças árabes.

O SAT-7 teve sua primeira transmissão no dia 31 de maio de 1996. Mesmo com o medo de represálias do governo, a mídia ultrapassou amplamente os limites da comunidade árabe cristã.

A diretora-executiva do SAT-7, Rita El Mounayer, estava lá quando o canal fez sua primeira transmissão. “Temos visto o quanto os nossos programas estão impactando as pessoas, especialmente aqueles que estão enfrentando crises”.

O 15º aniversário coincide com a Primavera Árabe, que varre todo o Oriente Médio e Norte da África.

Embora a agitação seja difícil para muitas pessoas, o canal SAT-7 tem usado os recentes acontecimentos como uma oportunidade para ajudar as comunidades cristãs árabes.

“Recentemente, fui muito tocada de ver como os iraquianos incentivavam os egípcios durante a recente agitação”, conclui El Mounayer.


Fonte: Christian Today / Redação CPAD News

01/06/2011

Justin Bieber se une em oração com a cantora Rihana e Ora por Sean Kingston


Justin Bieber e outros artistas como Rihana, estão orando pelo cantor de rap Sean Kingston que foi hospitalizado e está em estado crítico depois de um acidente de jet ski em Miami, Flórida.

O cantor famoso de 21 anos estava com uma passageira e ambos foram feridos no acidente. Um velejador resgatou os dois na água, e equipes de resgate de Miami o levaram ao Hospital. Por seu estado, ele está sendo tratado na ala de trauma.

Bieber, que colaborou com Sean na canção Eenie Meenie, postou em seu twitter: “Estou com meu amigo @seankingston em minhas orações esta noite. Um verdadeiro amigo e irmão mais velho. Por favor mantenha-os em suas orações esta noite também.”

Rihana escreveu: “Sean estamos orando por você bebê.”

Quando a notícia do acidente se espalhou, o porta-voz de Kinston disse Sean sofreu um acidente hoje. Não há mais detalhes disponíveis no momento, ele e sua família agradecem a todos pelos desejos de melhoras.”

A parte disso, Justin Bieber está feliz por reunir forças com a duquesa da família real de Cambridge, Pippa Middleton, que garantiu um acordo para vender uma gama de mercadorias de Bieber através de seu site especializado para festas infantis.

A variedade inclui pratos, copos, e guardanapos entre outros com o ídolo adolescente. Isso foi revelado na revista online dos Middleton Party Times, que é produzido pela irmã mais nova de Kate, Pippa com um slogan: “Nós pegamos a febre de Bieber.”

Ele estava entre os muitos tweets de apreciação para Pippa Middleton depois do casamento real.

“Parabéns a William e Kate … e a irmã de Kate. Ela foi um sucesso,” escreveu ele.

O garoto agora é febre internacional.

Fonte: The Chrisitan Post

01/06/2011

CPAD realiza 4ª edição do Prêmio Professor do Ano


CPAD realiza 4ª edição do Prêmio Professor do AnoA Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) está com as inscrições abertas para a 4ª edição do Prêmio Professor de ED do Ano. O educador  selecionado será contemplado com um prêmio de R$ 10 mil reais em cheque nominal e o Troféu Antonio Gilberto. Além disso, a CPAD também vai entregar para a congregação da qual o educador é membro um vale-compra com o mesmo valor para ser trocado em livros numa das filiais da editora em todo o Brasil. O período de inscrições para a edição 2011 será de 31 de maio a 30 de setembro.

A programação faz parte das ações de incentivo da Casa para a área do ensino bíblico,  para a qual também realiza os Cursos de Aperfeiçoamento para Professores de Escola Dominical (Caped’s), Conferências de Escola Dominical, congressos e seminários no sentido de divulgar a Palavra de Deus e reforçar seu compromisso com a didática bíblica.

A proposta de também premiar a congregação do educador surgiu da ideia de que um professor, para realizar um bom trabalho, precisa do apoio de sua igreja. “As igrejas são grandes parceiras da CPAD na cruzada de ensino da Palavra de Deus que a editora vem empreendendo em todo o país nos últimos anos. Também são os locais onde os professores são formados. Primeiro como alunos e daí em diante vem a vocação, capacitação e chamada. Por isso, a CPAD não poderia, no momento do reconhecimento, deixar de lado quem tanto ajuda”, destaca Ronaldo Rodrigues de Souza, diretor-executivo da CPAD.

A irmã Sônia Terezinha, ganhadora da primeira edição e conduz um trabalho de destaque no município de Santa Maria (RS), estimula os demais a participarem. Segundo a educadora, ela jamais imaginaria que seria a contemplada com o prêmio. “Eu tenho apenas o antigo colegial, não tenho tanto estudo. Isso foi resultado do amor e da dedicação à obra. Por isso, digo aos irmãos que se sentem constrangidos de participar que não temam, pois é o Senhor quem os capacita”, orienta Terezinha.

Para os candidatos, é importante salientar que a comissão organizadora destaca a validação dos trabalhos enviados. As normas indicadas para o ato de inscrição são indispensáveis. O educador será considerado apto para disputar o prêmio deve apresentar justificativa, objetivo, conteúdo, metodologia e relevância pedagógica. Para participar do concurso, o candidato deve estar exercendo a função, independente de sua faixa etária, em todo o território nacional; os mesmos devem ter desenvolvido experiências pedagógicas com o Novo Currículo de Escola Dominical, as quais deverão ter sido realizadas (e possam ser comprovadas) no período de janeiro de 2007 a dezembro de 2010. Para auxiliar os interessados, a organização do Prêmio publica abaixo mais informações a serem seguidas.

Os trabalhos que chegarem após o prazo estipulado serão automaticamente desclassificados. Os candidatos deverão enviar seus trabalhos pelos Correios (por meios que comprovem o seu recebimento, tais como carta registrada ou sedex). Não serão considerados trabalhos via e-mail. Os trabalhos que chegarem, dentro do prazo determinado, estarão inscritos no prêmio. Os materiais deverão ser enviados ao seguinte endereço: Casa Publicadora das Assembleias de Deus, Setor de Educação Cristã – Av. Brasil, 34.401, Bangu – Rio de Janeiro (RJ), CEP: 21.852-002.

Cada igreja poderá inscrever dois projetos desenvolvidos por professores de faixas etárias distintas. O projeto, mesmo tendo sido elaborado e/ou realizado por mais de um professor, deve ser inscrito no nome de apenas um educador, bem como deve conter os nomes, ou telefones e e-mails do pastor presidente da igreja e do superintendente da Escola Dominical. Os funcionários da CPAD, que trabalham na matriz e filiais como também da CGADB não poderão participar. A editora premiará somente o educador em nome do qual o trabalho foi inscrito, não se responsabilizando pela divisão do prêmio entre as demais pessoas envolvidas no projeto.

O trabalho deve ser digitado em fonte Times New Roman, corpo 12, espaço simples, em folhas de papel tamanho A4 (ofício), contendo no mínimo duas e no máximo seis folhas. O trabalho deve conter a descrição de uma experiência educativa com o Novo Currículo de Escola Dominical da CPAD, bem como a(s) Justificativa (s) (os motivos que levaram o educador a realizá-la); o(s) Objetivo(s) (os alvos estabelecidos pelo professor); Metodologia (o passo a passo do desenvolvimento do projeto); Conteúdos (Relação dos temas trimestrais do Novo Currículo utilizados durante a experiência); Avaliação (do processo de aprendizagem dos alunos e do fazer pedagógico do professor); Autoavaliação (relacionamento com os alunos, com a superintendência, com o corpo discente, assiduidade, compromisso profissional); Inclusão de portadores de necessidades especiais (se houver). Não devem ser enviados outros materiais (fotos, vídeos, etc.), além dos supracitados.

As etapas do processo seletivo serão as seguintes: análise de todos os trabalhos enviados; seleção dos quatro melhores trabalhos enviados; escolha de um premiado como o Professor de Escola Dominical do Ano. Os trabalhos serão avaliados pela equipe de pedagogos do Setor de Educação Cristã. A premiação do Professor de Escola Dominical do Ano vai acontecer nos dias 27 a 30 de outubro de 2011 na 22ª Conferência de Escola Dominical, na cidade de Campinas, São Paulo.

Os quatro trabalhos selecionados serão divulgados pela revista Ensinador Cristão, um em cada número, na ordem crescente de suas respectivas classificações no prêmio. A CPAD arcará com as despesas de transporte e estada do professor por ocasião da 22ª Conferência de Escola Dominical.

É de inteira responsabilidade do(a) professor(a) que se inscreveu o ônus relativo aos direitos autorais de textos, imagens e outros que possam fazer parte do trabalho. O participante autoriza automaticamente, com sua inscrição, a CPAD a utilizar, editar, publicar e reproduzir por meio de jornais, revistas, televisão, rádio e internet, imagens, conteúdos e outras informações, sem qualquer restrição. Todos os trabalhos encaminhados a CPAD para participar do Prêmio não serão devolvidos sob hipótese nenhuma. A escolha do Professor de Escola Dominical do Ano, bem como o julgamento de casos omissos nesse regulamento, será de inteira responsabilidade da Casa Publicadora das Assembleias de Deus, de forma soberana e irrecorrível. A participação no Prêmio Professor de Escola Dominical do Ano implica a aceitação irrestrita deste regulamento.

Por Eduardo Araújo/Redação CPADNews

01/06/2011

Igrejas em Jerusalém farão encontro de oração pela paz na Terra Santa


No dia 11 de junho próximo as Igrejas em Jerusalém realizarão um encontro de oração pela reconciliação, a unidade e a paz dos cristãos na Terra Santa.

O encontro chega este ano à sua sexta edição.

A oração comunitária, que terá lugar na igreja do Patriarcado Latino de Jerusalém e será presidida pelo Patriarca Fouad Twal, se realizará em coincidência com a Vigília de Pentecostes, que este ano todos os cristãos celebrarão na mesma data.

Tal iniciativa teve início em 2005, em Jerusalém, por iniciativa de um grupo de monges e leigos durante uma Vigília de oração noturna no Santo Sepulcro.

Por fim, conta no programa deste ano também uma Véspera solene que será feita em latim, árabe e hebraico, na Vigília de Pentecostes.

Fonte: Rádio Vaticano / Folha Gospel

01/06/2011

A influência de Rick Warren e John Piper sobre líderes evangélicos do Brasil


A influência de Rick Warren e John Piper sobre líderes evangélicos do BrasilApesar de receber algumas críticas pelo livro Uma Vida Com Propósitos, Ricky Warren tem ajudado diversos pastores com o livro “Igrejas Com Propósitos”, levando a ideia da plantação de igrejas baseado nos princípios do seu livro de comunhão, discipulado, adoração, ministério e evangelismo.

Na América Latina esse livro ajudou muitos pastores também, um deles é Juan Carlos Flores, presidente da fundação de liderança e Inovação Liderinnova desde 2002, juntamente com sua esposa Orietta Oreamuno começaram a ensinar e compartilhar todos os ensinamentos e recursos globalmente do paradigma desse livro dentro e fora da Costa Rica, principalmente aos países de fala espanhola.

A fundação já tem alcançado o México, Costa Rica, Colômbia, Argentina, Venezuela. A fundação promoveu uma conferência em 2007, na Venezuela, em que centenas de pastores e líderes cristãos se reuniram para falar do paradigma da Igreja Com Propósito, e trazer saúde às Igrejas para um crescimento natural.

No Brasil, o movimento de plantação de Igrejas baseado nesse modelo veio em 1998, quando o livro foi publicado. Em 2008 o modelo já havia sido adotado por mais de 500 congregações. O modelo tem satisfeito gente que busca uma maneira de conciliar a institucionalização com a espiritualidade.

“É uma proposta de crescimento espiritual. O crescimento numérico é apenas consequência,” disse o pastor batista Carlito Paes, presidente do Ministério Propósito fundado no Brasil, em 2002.

Um exemplo de sucesso foi a Primeira Igreja Batista de São José dos Campos, que pulou de 600 para mais de 3 mil membros.

Mas apesar dos bons resultados o pastor Ricky Warren é considerado por muitos pastores como um pregador sem muita soliz. Essa é a opinião de Augustus Nicodemus Lopes, pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil.

“Eu sou mais da linha do John Piper, pois ele é mais reformado doutrinariamente. Ele tem mais solidez bíblica do que Rick Warren. E o Rick Warren é mais voltado para o crescimento da Igrejas, ele é muito pragmático nas colocações dele,” disse.

Quem também concorda com ele é outro pastor presbiteriano, o reverendo Leandro Lima que também disse que o Jonhn Piper é mais consistente, que ele tem uma teologia muito mais sólida do que o Rick Warren. “O livro de Rick Warren é bom, ajuda os Cristãos a buscarem um propósito para as suas vidas.”

Ele apontou que uma limitação do livro é que ele fala pouco sobre a “redenção, da mensagem da salvação cristã que tem a ver com a cruz de Cristo.” E ele concordou que o Rick Warren tem uma perspectiva mais pragmática, e o Piper tem uma perspectiva mais cristocêntrica.

Dr. Davi Charles Gomes, Professor da Universidade Mackenzie, acredita que o livro tem uma proposta central de uma vida organizada com Deus é “muito correta e muito boa. No começo ele estava trazendo uma ênfase que estava meio perdida e me agradei muito.”

No entanto, Gomes percebeu que com o passar dos anos, isso foi virando “um movimento onde ter propósito se tornou o propósito principal. Ser uma Igreja com propósito virou um propósito em si, ai eu me preocupei.”

Para ele Rick Warren é “o mais popular, e o que é mais respeitado é o John Piper.” Ele diz que uma explicação para a sua popularidade foi o fato de ele ter um apelo de várias estirpes de Igrejas, de diferentes denominações.

O Jhon Piper, segundo ele, é mais sério e comprometido com a palavra, e tem uma posição mais conservadora teologicamente.

Fonte: Gospel Prime /The Christian Post

 

01/06/2011

Pastor desliga-se da Igreja Betesda por ser orientado a aconselhar e aceitar união gay


Pastor desliga-se da Igreja Betesda por ser orientado a aconselhar e aceitar união gayO pastor Edney Melo, da Igreja Betesda de Fortaleza (CE) comunicou seu desligamento com a igreja de Ricardo Gondim por diversas divergências de pensamento, acerca de temas como a volta de Jesus, a ressurreição e também sobre a posição da igreja sobre aceitar casais homossexuais e ainda pedir aos pastores que façam aconselhamento de casais como se fossem casais heterossexuais.

Melo estava a 24 anos no ministério, mas tomou a decisão de sair e escreveu em seu blog suas razões. Uma delas é que, segundo ele, as características da Betesda têm mudado, “tem adquirido características institucionais e de pensamento, que, a princípio, apenas demonstravam sua pluralidade”.

Outro motivo seria discordar da orientação de aconselhar casais homossexuais. “No entanto, ano passado, em conversa com um dos principais pastores da Betesda, eu o ouvi falar de uma reflexão que estava sendo feita sobre a questão homossexual, que, deveria ser considerada pela igreja, normal. Inclusive, disse ele estar disposto a aconselhar casais homossexuais em sua comunidade, como se foram héteros, com a restrição de não serem promíscuos.”

O pastor também escreveu em seu blog que outro motivo que o levou a se desligar do ministério de Gondim foi não aceitar o fato da liderança da Betesda ter questionado as doutrinas da ressurreição e da volta de cristo “A partir daí, passei a ter uma série de conversas com a liderança cearense da Betesda, com quem questionei esses e outros pressupostos, contidos no consciente coletivo da igreja, como a volta de Jesus, a ressurreição e outras questões que considero irrefutáveis.”

Confira o texto na íntegra:

Percebendo o tamanho da repercussão com relação ao meu desligamento da Betesda, decidi romper o silêncio. Não sou neófito ou irresponsável. Sou pastor de uma comunidade punjante, bonita, leve e com características únicas, como qualquer comunidade cristã nordestina, que luta pela própria sobrevivência e pretende levar a sério seu amor a Jesus, o Nazareno e à sua mensagem da Cruz.

Estive, há 24 anos na igreja Betesda. Fui, durante seus momentos mais difíceis, um de seus principais elaboradores, mantenedores emocionais, um ferrenho lutador. Em todos esses anos, sob a tutela de Allison Ambrósio, que me ensinou a ser líder. Amei, trabalhei, orei e me empenhei por essas comunidades com afinco por muitos anos. Formei líderes, cuidei de novos membros e tenho tido meus melhores amigos ligados à Betesda. Tenho autoridade para falar da Betesda em todos os seus segmentos. Conheço a fundo sua estrutura e seus bastidores mais discretos. Eu conheço essa igreja como a palma de minha mão. E, infelizmente, hoje, eu a percebo tão cruel quanto qualquer instituição religiosa. Pensamentos novos em práticas antigas.

Procurarei não ser ofensivo em minhas próximas palavras, diferentemente do que tem acontecido contra mim. Isso me admira muito, visto que a idéia da tolerância, da compreensão e da graça, sempre foram alardeadamente pregada nos ambientes da Betesda. Uma igreja não é constituída, ela é formada, estabelece-se, desenvolve-se e vai assumindo características que a identificam e a solidificam no decorrer dos anos. Assim, a Betesda, minha amada igreja, também tem mudado. Tem adquirido características institucionais e de pensamento, que, a princípio, apenas demonstravam sua pluralidade. Com o passar dos anos, não havia mais pensamentos plurais, mais opostos. Mas percebo, que, o que começou a se desenvolver, foi um grupo de pessoas confusas, teológica e institucionalmente. Agi como podia. Mas as questões levantadas, as palestras ministradas, sempre desconstruíam, mas tinham uma proposta construtiva incipiente.

Com a morte do Pastor Allison, mesmo sem perceber, comecei a perder o afinco e o amor que tinha pela instituição. Mesmo assim, tentei segurar os fios que ligavam sua frágil estrutura, inclusive, mentoreando novas lideranças. No entanto, ano passado, em conversa com um dos principais pastores da Betesda, eu o ouvi falar de uma reflexão que estava sendo feita sobre a questão homossexual, que, deveria ser considerada pela igreja, normal. Inclusive, disse ele estar disposto a aconselhar casais homossexuais em sua comunidade, como se foram héteros, com a restrição de não serem promíscuos. A partir daí, passei a ter uma série de conversas com a liderança cearense da Betesda, com quem questionei esses e outros pressupostos, contidos no consciente coletivo da igreja, como a volta de Jesus, a ressurreição e outras questões que considero irrefutáveis.

Quando essas questões, durante esse ano, começaram a ser expostas no youtube e em revista de circulação nacional, novamente me posicionei. Percebi, então, que estávamos completamente divididos dentro da própria instituição. Falávamos ser uma comunidade de pensamento polifônico, mas, na verdade, tornamo-nos um ajuntamento destoante de instrumentistas. Nossos púlpitos e nossas conversas nos encontros são incongruentes. Parece haver diálogo. Mas, na verdade, o que existe é um grupo que elabora questões elevadas, um outro que finge que concorda, outro que finge que entende e a igreja perdida, sem referenciais. Todos os limites entre estes grupos começaram a se confundir, mudando a imagem pública da Betesda, que não sabe se é ou não evangélica. Quem discorda dos pensamentos elaborados, ou não entendeu ou é fundamentalista. Rótulos e jargões,são detestados mas apenas criaram-se novos, de acordo com novos pressupostos.

Eu decidi sair em silêncio, não por ser dissimulado, maquiavélico, traidor. Eu conheço o meu significado para a Betesda e sabia que traria uma grande repercussão. Tentei preservar os que são ligados a mim do rótulo de conspiradores. Tentei preservar minha comunidade de reuniões intermináveis. Ela cobrava de mim uma posição a tempos. E, obviamente, precisei fazer isso com o mínimo de planejamento. Eu o faria com mais calma. Tive que acelerar o processo, por causa da notícia, que me chegara, de que oito pastores estavam querendo se organizar para algum tipo de decisão. Por isso, quase imediatamente, quis sair. Não queria ser envolvido em nenhum racha. Quanto à minha comunidade já ter um nome, isso não foi planejado exaustivamente. Não queríamos ser conhecidos como dissidentes. Queríamos ir em direção à nossa própria identidade. Em um dia, concordamos com o nome: Comunidade de Cristo Maranata. Peço perdão aos que me amam. Mas tomei essas decisões para sua preservação.

A minha saída é a minha última mensagem para a Betesda. Gostaria que ela tivesse re-avaliado suas posturas, sua repercussão pública com mais respeito a quem pensa diferente. O futuro da Betesda não será a polifonia, será a solidão. Se, não houver uma profunda reformulação de pensamento e jornada. Não gostaria de ser procurado. Minha maior atitude e sinal de coerência é minha partida, com os meus.

Em paz, mas em jornadas diferentes.

EDNEY MELO

Confira o texto no blog aqui.

Fonte: Gospel Prime

%d blogueiros gostam disto: