Archive for novembro 10th, 2011

10/11/2011

Câmara presta homenagem aos 60 anos da Igreja do Evangelho Quadrangular


Câmara presta homenagem aos 60 anos da Igreja do Evangelho QuadrangularEm comemoração aos 60 anos da Igreja do Evangelho Quadrangular, aconteceu na terça-feira, 8, uma Sessão Solene na Câmara dos Deputados, em Brasília, para homenagear os trabalhos  da instituição não só referentes a pregação do evangelho como também sobre os trabalhos assistenciais.

Entre os parlamentares que homenagearam a igreja durante a sessão estava o deputado e pastor Roberto de Lucena que falou em nome da Igreja O Brasil Para Cristo. “Ela se destaca também por sua obra social, pelos inúmeros projetos e programas sociais que desenvolve, de norte a sul do Brasil, e também pela literatura que produz, pela formação de líderes e pastores e pelo envio de missionários aos mais diversos países do mundo”, afirmou.

Lucena também lembrou da coragem e ousadia da Igreja Quadrangular em ordenar mulheres como pastoras e obreiras e vez questão de homenagear a pastora Ozáide, da cidade de Limeira. “Lembrando que esta é uma Igreja que nasceu pelo ministério de uma mulher, a inesquecível evangelista Aimee Semple McPherson. E aqui, me permitam fazer uma homenagem a todas as pastoras e obreiras quadrangulares e esta homenagem quero fazer em nome da nossa querida Pastora Ozáide, da cidade de Limeira, do Estado de São Paulo. Uma mulher de fibra, um ministério de grandes realizações, uma líder de valor”, disse.

O deputado Federal Marcelo Aguiar (PSD-SP) também falou sobre a data comemorativa e elogiou o trabalho deste ministério que tem 15.000 templos espalhados pelo Brasil. “Como cristão eu sinto muito orgulho de poder vir a esta Tribuna falar desta comemoração que é um marco no Evangelho porque são 60 anos de um trabalho feito com seriedade, com forte caráter evangelista e social, refletido no resgate de vidas e de famílias”.

A homenagem na Câmara reuniu cerca de 600 pessoas entre  parlamentares, líderes e convidados. A Sessão Solene  foi convocada pelos deputados Jefferson Campos, Mário de Oliveira, Josué Bengtson, André Zacharow e Sabino Castelo Branco.  O evento foi transmitido ao vivo pela TV Senado e também pelo Portal Quadrangular Brasil.

Fonte: Gospel Prime

10/11/2011

Caverna na França pode ser “prova” da existência da Arca de Noé


Caverna na França pode ser “prova” da existência da Arca de NoéImagens de animais em situações “não naturais”, onde carnívoros e herbívoros andam lado a lado e todos parecem hipnotizados. Seria essas pinturas encontradas em uma caverna na França o relato mais antigo e definitivo sobre a Arca de Noé descrita na Bíblia?

As cavernas de Chauvet, chamadas de “cavernas dos sonhos esquecidos” foram descobertas em 1994.  Alguns estudiosos acreditam que as pinturas rupestres têm mais de 20 mil anos.

Os animais são mostrados saindo de um lugar retangular, ligeiramente inclinado e escuro como breu. Segundo os relatos do Livro de Gênesis capítulo 6, a Arca de Noé era retangular coberta por uma camada de piche (ou breu) que servia como isolante.

A caverna tem vista para a Pont d’Arc (ponte do arco-íris), a ponte natural mais alta da Europa. Deus fez um pacto de nunca mais inundar a terra que foi confirmado por um “arco-íris” em Gênesis 9:13.  Dentro da caverna existe uma espécie de altar sacrificial, e a Bíblia fala que uma das primeiras coisas que Noé fez foi erguer um altar e sacrificar animais a Deus (Gn 8:20).

Cientistas que tiveram acesso às cavernas dizem se tratar de uma cena de caça, mas é improvável, pois se vê um rinoceronte (herbívoro) atrás de leões. As dificuldades de explicar as cenas desse imenso mural fizeram com que eles o dividissem em três grandes temas: “Painel do rinoceronte”; “painel do cavalo ‘ e ‘painel dos leões”.

Os desenhos nas paredes mostram 13 variedades de animais, alguns deles inclusive já estão extintos. O que intriga os pesquisadores é como algum homem primitivo que fez os desenhos pudesse conhecer tantos animais diferentes, que não eram encontrados naquela região.  Acredita-se que os desenhos só foram conservados porque a entrada da caverna foi fechada por um desmoronamento e ficou milênios selada, sem ligação com o mundo exterior.

As cavernas de Chauvet possuem uma variedade de ossos de animais, incluindo dois esqueletos de cavalos, e muitos de ursos, mas não foram encontrados ossos humanos. Noé também plantou uma vinha (Gn 9:20) e ainda hoje há um belo vinhedo em frente à caverna.

Os mais céticos dirão que existe uma explicação razoável para todos esses fatos. Mas o mistério continua. O relato bíblico aponta que a arca desceu no monte Ararate, atual Turquia, bem longe da França…

Mesmo que sejam apenas coincidências, com o relato bíblico, depois de terem encontrado a caverna, o governo francês fechou o acesso, permitindo apenas que um pequeno número de cientistas entrasse lá regularmente.

Ainda há muito para ser dito sobre essa que é a mais antiga “galeria de arte” conhecida. O cineasta Werner Herzog fez um documentário sobre o lugar chamado “Caverna dos Sonhos esquecidos” que mostra parte da caverna e de sua história.

Boa parte dessa nova discussão sobre as imagens encontradas na caverna e sua ligação com o relato do Antigo Testamento devem-se ao lançamento recente do livro “God´s Steed” que aborda o assunto. A questão também foi tratada na edição de novembro da revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, onde um artigo sobre a análise do DNA das tintas usadas na arte rupestre confirmam a datação de mais de 25.000 anos.

Assista o trailer do documentário (inglês):

http://youtu.be/oZFP5HfJPTY

10/11/2011

Cristianismo cresce na Índia apesar de movimentos contrários a pregação do Evangelho


Cristianismo cresce na Índia apesar de movimentos contrários a pregação do EvangelhoA Índia possuí 1 bilhão de habitantes que em sua maioria professam a fé hindu, seguido por religiões indianas que possuem a mesma base como o sikhismo, jainismo e budismo. Mas o cenário religioso tem começado a mudar e hoje cerca de 70 milhões de indianos já se declaram como evangélicos, segundo dados da Missão Operação Mundial.

O salto do número de cristão se deve ao surgimento de uma igreja totalmente nacional que se adéqua aos costumes locais, fazendo com que a população seja atraída sem criar choques culturais. A recém-criada igreja cristã indiana tem crescido principalmente entre os mais pobres e analfabetos.

O crescimento de evangélicos é maior entre os indianos da casta dalit, que são considerados impuros pelos indianos e por esse motivo estão destinados a se humilharem diante das outras castas. A revista Cristianismo Hoje divulgou o dado de que há 150 milhões de pessoas que fazem parte desse grupo.

Bangarraju é missionário e faz parte desta casta, ele tem evangelizado os seus e tem criado uma nova cara para a índia cristã. Seu ministério começou em 1996 quando ele passou a evangelizar os moradores de vilas feitas de tubos de captação de água pluvial.

O missionário ensinava as crianças analfabetas formando uma escola informal que se reunia debaixo de uma árvore. Ele também organizava visitas médicas sem falar de Jesus logo de cara, e assim foi ganhando a confiança da população.

Se os dados da Operação Mundial estiverem corretos, a Índia vai ficar entre as oito maiores populações cristãs do mundo, logo atrás de Filipinas e Nigéria, e maior do que em nações de forte tradição protestante, como Alemanha ou Reino Unido. Acontece que a realidade da Índia é completamente diferente da dos outros países: lá há quase 300 milhões de deuses e grupos religiosos extremistas.

Por esses motivos o evangelho na Índia não tem muito espaço para ser propagado, mas mesmo assim as oportunidades para espalhar as boas novas do Evangelho parecem estar em todo lugar. Muitos missionários se mudam para regiões específicas e montam escolas para oferecer desenvolvimento econômico e treinamento para a  população local. Outra alternativa encontrada para expandir a pregação foi criar igrejas domésticas.

O missionário T.V. Joy, que implanta igrejas no norte da Índia, diz que as mudanças econômicas e sociais que estão acontecendo no país contribuem para quebrar com as tradições religiosas.  “O hinduísmo é uma ferramenta para nos oprimir. E o Evangelho é uma mensagem de libertação, não apenas para o céu. Ele tem palavras de liberdade. A verdade é que Deus fez o homem à sua imagem”, diz ele.

Ele acredita que essas mudanças e a mensagem do evangelho acabam enfraquecendo as concepções tradicionais sobre as castas. Talvez por isso que a maioria dos evangélicos indianos pertence à casta dalits, entre 70% a 90% dos cristãos evangélicos indianos. Por causa dessas conversões os outros grupos reforçam o desprezo que sente por eles, sentimento comum entre os brâmanes, a elite religiosa, e os militares, proprietários rurais e trabalhadores, que ocupam as outras castas.

Com informações Cristianismo Hoje

10/11/2011

Dilma Rousseff e políticos oram ´Pai Nosso´ pela saúde de Lula


Dilma Rousseff e políticos oram ´Pai Nosso´ pela saúde de Lula

Nesta segunda-feira (7), os líderes partidários que estavam reunidos no Palácio do Planalto dedicaram um momento de oração pela saúde do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva que descobriu um câncer maligno na laringe e começou tratamento de quimioterapia.

O momento foi ideia do senador Magno Malta (foto) que pediu a todos os presentes que fizessem o oração do Pai Nosso. Até mesmo a presidente Dilma Rousseff participou do momento de oração.

Na semana passada uma declaração do governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que orações e a fé do povo brasileiro podem ajudar Lula a se recuperar dessa doença e logo no início da semana os representantes que estavam reunidos em Brasília aproveitaram para se unirem em oração em favor do presidente mais popular que o país já teve.


Fonte: Gospel Prime com informações Radar On-line
Foto: Site oficial do senador Magno Malta

10/11/2011

Ex-desenhista da Disney largou tudo para fazer animações bíblicas


Ex-desenhista da Disney largou tudo para fazer animações bíblicas

“Deus é um artista cheio de imaginação e de criatividade”, disse o veterano animador, Davy Liu, que agora é produtor de filmes independentes, além de ilustrador e diretor de arte. ”Os melhores artistas e músicos da história criaram as suas melhores obras para Deus, que merece o nosso melhor”.

Profissional experiente, trabalhou para a Disney em desenhos como “A Bela e a Fera”, “Aladdin”, “Mulan” e “O Rei Leão”. Também fez trabalhos para George Lucas e o departamento de animação da Warner Bros. Suas ilustrações marcaram as páginas de várias revistas e jornais.

Em uma entrevista recente, Liu disse que abandonou seu emprego de salário milionário como animador em Hollywood, a fim de realizar um sonho. Agora está produzindo uma série de 12 animações que espalham a mensagem do evangelho. Com confiança, persistência, sonho e paixão, Liu está determinado a oferecer o seu melhor para Deus.

Aos 19 anos, Liu tornou-se o primeiro animador chinês da Disney, onde aprendeu quase tudo que sabe. Quando estava trabalhando em “O Rei Leão” teve a vontade de criar uma série de filmes de animação com temas bíblicos. Ele explica que a trama de “O Rei Leão” é parcialmente inspirada na história de José, relatada na Bíblia.

Assim como José, Simba, o filho de Mufasa, deveria se tornar uma pessoa poderosa, mas deixou seu reino e foi para um lugar distante até que resgata sua identidade para poder assumir o trono. O filme da Disney mostra o pequeno Simba em busca de sua própria identidade até chegar à maturidade necessária para ser rei.

Com a inspiração de “O Rei Leão”, Liu decidiu que filmaria uma série de animações de histórias da Bíblia numa perspectiva diferente: a dos animais. Em 1999, aos 30 anos, renunciou o seu trabalho na Disney no auge de sua carreira. Ele começou do zero, assumindo responsabilidades por todos os detalhes do seu projeto, inclusive escrever roteiros, desenhar os cenários e criar personagens.

O artista já tem vários de seus scripts prontos, que devem virar filmes com cerca de 90 minutos de duração. Alguns deles já foram publicados em formato de livro: “Leaf Giant”, “Peixe Fire”, “Convidado da Jordânia”, e “A Festa da Royal.”.

Liu estima que cerca de 50 milhões de dólares serão necessários para a produção de todas as animações. Devido a sua complexidade, cada uma deve demorar cerca de dois anos para ser terminada. Mas Liu ainda não encontrou investidores que entendam sua proposta, que não é simplesmente ganhar dinheiro com o cinema.

“Folha Gigante”, por exemplo, é a história da Arca de Noé visto através da perspectiva de alguns dos animais que entraram nela. “Peixes de fogo” é a história de Moisés cruzando o Mar Vermelho contada pelos peixes, “Convidado da Jordânia” é a história da crucificação de Jesus vista pelo burrinho que o carregou. “O Banquete Real” é a história de Daniel contada pelos leões.

“Recebi as inspirações para essas histórias enquanto fazia meu devocional”, lembra. Por exemplo, quando li Gênesis 6, fiquei muito curioso para saber como Deus chamou todos os animais para entrar na arca?

“Folha Gigante” conta a história de Kendu, uma raposa que se viu durante um sonho boiando em uma folha gigante em meio a muita água. Ao acordar, ela inicia uma jornada para chegar a esse refúgio e encontra um macaco chamado Yitzhak e uma coala chamada Odelia. Ao chegar à arca eles encontram alimento em abundancia e descobrem seus pares estavam lá esperando por eles.

“Quando eu era pequeno, pensava que Jesus era como um animal que comia um décimo de tudo que tinha. A maioria das pessoas têm ideias erradas sobre Jesus e não entendem a cultura dos tempos da Bíblia. No entanto, quando as histórias da Bíblia forem mostradas no cinema, o público vai se perguntar onde está o refúgio de suas vidas?

Parece algo complexo demais para uma criança? “A verdade é que adultos também gostam de assistir animações. As crianças nem sempre entendem a mensagem escondida, mas seus pais sim”. Ele lembra que sucessos de bilheteria recentes como “Toy Story 3″ e “Up – Altas Aventuras”, da Pixar, tinham mensagens positivas e comoventes..

Desde que Liu deixou Hollywood para seguir o chamado de Deus em sua vida, já experimentou a desaprovação de sua família e grandes pressões financeiras. Mas ele não desiste, pois acredita firmemente que nada é mais importante do que ganhar vidas para o Senhor. Ele criou a produtora Kendu filmes e explica. “Quando eu trabalhava na Disney, pensava comigo mesmo por que os filmes e obras de arte produzidas por cristãos muitas vezes são feitos com orçamentos baixos ou são pouco atraentes? Eu perguntei isso a Deus em oração. O Senhor me disse que é porque bons artistas deram o seu melhor para o mundo.”

Foi então que Liu decidiu dedicar-se ao trabalho para o reino de Deus. ”Decidi me dedicar no momento em que ainda estava jovem e saudável para fazer a obra de Deus. Deus merece o melhor. Eu não quero esperar até a aposentadoria aos 65 anos antes de fazer isso, quero dar o meu melhor para Deus.”
Apesar de ainda não ter conseguido os investidos necessários para fazer todas suas animações, Liu acredita profundamente que Deus o chamou para fazer isso e é apenas uma questão de tempo. ”Mesmo que eu morra amanhã, não vou me arrepender. A vida presente é muito curta. Espero usar meu talento para glorificar a Deus e ajuntar tesouros no céu “.

Ele já está na fase de pré-produção de “A Folha Gigante”, que deve chegar aos cinemas em 2013 no formato 3D.

Mais informações kendufilms.com
 


Fonte: Gospel Prime/ Gospel Herald e Kendu Films

Tags: ,
10/11/2011

Instituição cristã apoia iniciativa para acrescentar medida anti-aborto na legislação dos EUA


Instituição cristã apoia iniciativa para acrescentar medida anti-aborto na legislação dos EUA

Uma iniciativa para definir na legislação americana que pessoas passam a existir como ser no momento da concepção tem gerado polêmica entre os movimentos pró-vida nos EUA, mas já recebeu o apoio da instituição cristã Family Research Council (FRC), uma das mais influentes organizações pró-vida e pró-família do país.

Ken Blackwell, um membro sênior da FRC, disse ao programa de Chris Matthews na MSNBC que sua organização apoia a iniciativa nacional para “a legislação que reconhece a natureza humana” de um ser desde o momento da concepção.

Uma ação para aprovar a tese na legislação do Colorado falhou no ano passado, segundo o Lifesitenews, quando os eleitores rejeitaram a proposta de emenda constitucional. Mas uma iniciativa semelhante estará em votação no Mississipi, onde há expectativa de ser aprovada.

Blackwell justificou seu apoio para que a medida seja incluída entre as leis, pois é um fato que a ciência e a opinião pública já têm como verdadeiro: que a vida humana começa no momento da concepção.

“O que temos no momento da concepção é um pequeno ser humano. Não é uma bola de tecido. Não é algo que pode ser facilmente descartado, definido e desprezado. É um ser humano”, enfatiza Blackwell.

Questionado sobre se a legislação pode afetar a utilização de contraceptivos indutores de aborto e métodos de fertilidade, como procedimentos de fertilização in vitro, que muitas vezes envolvem a destruição de óvulos fertilizados, Blackwell disse que essas questões não são abordadas diretamente pela legislação.

Segundo ele reforça, o objetivo da medida é focar que no momento da concepção existe um ser humano e isso reflete o que a ciência e também com uma ampla camada da opinião pública diz.

Fonte: Christian Post

%d blogueiros gostam disto: