Archive for novembro 29th, 2011

29/11/2011

Moradores do Pacaembu se incomodam com eventos religiosos que acontecem no estádio


Moradores do Pacaembu se incomodam com eventos religiosos que acontecem no estádio

Os moradores do bairro do Pacaembu, em São Paulo, estão incomodados com as autorizações que a prefeitura da capital liberou para que eventos religiosos acontecessem no estádio. Os moradores dizem que a grande quantidade de pessoas prejudica “a segurança, o sossego e a saúde do bairro”.

Este ano foram dois eventos evangélicos no estádio, um organizado pela Igreja Universal do Reino de Deus que realizou ali uma partida de futebol entre pastores e recentemente a comemoração do Centenário das Assembleias de Deus. Esses dois eventos reuniram cerca de 70.000 pessoas, incomodando os vizinhos do estádio.

“Nosso receio é que a vida por aqui volte a ser um inferno”, afirma Iênidis Benfati, presidente da associação Viva Pacaembu por São Paulo.  O Ministério Público também está investigando quem autorizou o evento das AD, já que existe lei proibindo reuniões não esportivas no local.

Eventos de entretenimento também estão incomodando os vizinhos do Estádio do Morumbi, mas a SPTuris, empresa de turismo e eventos de São Paulo, por meio de seu executivo, Caio Luiz de Carvalho, diz à revista Veja que essa questão de incomodo precisa ser reavaliada pelos moradores desses bairros.

Com informações VEJA

29/11/2011

Estreia do filme Renúncia tem ingressos esgotados


Estreia do filme Renúncia tem ingressos esgotadosO filme Renúncia foi o assunto do dia na cidade de Imperatriz (MA).  E até domingo, os ingressos para todas as sessões estão praticamente esgotados.

Uma longa fila se formou para a primeira sessão e uma grande multidão se aglomerava na porta para entrar e assistir o segundo horário. A estreia foi nesta quarta-feira (23), no Auditório Palácio do Comércio. Foram exibidas duas sessões, às 19 e 21 horas. Mas o filme fica em cartaz até o dia 27, sempre com duas apresentações. No domingo (27), excepcionalmente, haverá várias sessões das 15 às 22 horas.

Segundo o autor e roteirista do filme, Luaran Lins, o objetivo é alcançar os jovens em geral, mas principalmente os universitários. “Em conversa com alguns professores das universidades de Imperatriz, fui informado que Renúncia é o assunto mais discutido entre os universitários na sala de aula”. 

Ele informou ainda que todas as denominações da cidade se uniram e estão adquirindo os ingressos em grande quantidade para que toda a juventude possa assistir. “Tudo está além da nossa expectativa. A compra de ingressos dessas igrejas vai de 30 a 50 entradas de uma só vez. Durante a exibição do filme muita gente quebrantada pela presença do Espírito Santo, muitos chorando. Esses fatores na reação do público mostram que o Renúncia foi muito além das nossas expectativas”

A fila que se formou não era só de  jovens evangélicos. Pessoas afastadas dos caminhos do Senhor, católicos, espíritas e também pessoas sem religião fizeram parte da multidão que se aglomerou para conseguir  um bom lugar para assistir o filme.  Como é o caso da jovem Ana Paula Oliveira, 19 anos. “Sou católica, mas quero muito assistir esse filme. Ele mostra a nossa realidade e me identifico com muitos dos personagens do filme. O Renúncia chamou minha atenção”.

A jovem Tâmara Tatmam está afastada dos caminhos do Senhor  e considerou o filme excelente. “A mensagem é comovente e me fez refletir sobre a necessidade de voltar para Cristo”. Natália Mendes, 16 anos, também afastada da Casa do Senhor, reconheceu a importância da mensagem. “ O filme mexeu comigo e me fez refletir sobre a importância de voltar para Cristo. Me identifiquei muito com várias cenas do filme”.

Dainny Cristina Souza, católica romana não praticante, ficou impactada com o filme. “ A mensagem é forte e chamou minha atenção”. Para a espírita Maísa Teixeira o filme é uma realidade. “Ele mostra o que a juventude vive hoje em dia. A mensagem vai fazer muitos refletirem sobre o que anda fazendo com suas vidas e vou trazer meus filhos também para assistir”.

Se o filme evangélico agradou a quem não é crente, imagine a opinião do povo de Deus? Milena Mota, de 16 anos, disse que o filme é simplesmente interessante e impactante. “É uma maneira diferente de falar do amor de Deus”. Para Rosilene Albuquerque 42 anos, o filme foi maravilhoso. “Recomendo para todo mundo assistir. Superou muito a minha expectativa. Trouxe minha filha e duas amiguinhas dela”.

A jovem que interpretou o papel de Eduarda, Dinamara Cardoso, disse que o filme mexeu com o público. “Muita gente se emocionou durante o filme e tenho certeza de que Deus vai nos ajudar a alcançarmos nosso objetivo que é o de ganhar almas para Cristo e conscientizar os jovens da importância da santificação”.

Pastor Raul Cavalcante, líder da AD em Imperatriz, estava muito feliz e grato a Deus. “ A reação dos jovens e o apoio do povo foi além da expectativa. Isso é Deus e não temos palavras para agradecer ao Senhor. Vivemos um momento maravilhoso no sobrenatural de Deus”.

No final das sessões, o Ministério Geração do Avivamento louvou ao Senhor com a trilha sonora do filme e também fez o apelo, onde 13 pessoas aceitaram Jesus como Salvador. Ao final, a equipe foi aplaudida de pé por uma platéia completamente emocionada.


Por Gilda Júlio
Fonte:  CPAD News

29/11/2011

Missionário desafia televangelistas a pregarem o evangelho da prosperidade no sertão nordestino


Missionário desafia televangelistas a pregarem o evangelho da prosperidade no sertão nordestino

Um pastor do sertão cearense fez um apelo aos televangelistas para pregarem o evangelho da prosperidade no sertão nordestino, para ver se essa filosofia realmente funciona.

O missionário que não teve o nome anunciado desafia os pastores que tudo que “tocam viram ouro” para irem até a região menos evangelizada do Brasil, tentar mudar o quadro de miséria e tentar aumentar o índice de desenvolvimento humano que é um dos menores.

“Eu faço um apelo a vocês, se vocês quiserem conhecer uma das localidades menos evangelizadas do Brasil, e tudo que vocês tocam viram ouro, pode vir aqui transformar a vida desse povo. Ai sim nós iremos dar credibilidade ao falso evangelho da falsa prosperidade”, diz ele.

O pastor diz também que as dificuldades financeiras da região são tão extremas que “até urubu morre de fome”. Em seu discurso ele desafia esses pastores a deixarem suas riquezas para cumprirem o chamado no Nordeste.

“Quero ver vocês construírem suas catedrais, comprarem aviões, viverem luxuosamente através de um local como este. Fica aqui o meu apelo, use o dinheiro que vocês estão gastando na compra de jatinhos, na compra de mansões, na compra de ternos de R$15 mil, R$20 mil reais, relógios caros para pregar o evangelho”.

Assista o desabafo:

Evangelho no Nordeste

No Sertão Nordestino apenas 4% da população é evangélica, números que em cidades menores e mais afastadas podem chegar a 2% e a 1%. De acordo com dados do ministério Antioquia, tem pelo menos 12.000 comunidades rurais e vilarejos que não possuem nenhuma igreja.

Pensando em expandir o evangelho nessa região a Missão Antioquia está organizando o Congresso Nacional de Evangelização do Sertão Nordestino que pretende reunir 1.000 líderes de diversas denominações para tratar dos assuntos necessários para propagar a Palavra de Deus no interior dos nove estados que compõe a região.

O objetivo é traçar planos para que em dez anos pelo menos 20% da população do Nordeste seja evangélica. Os principais problemas para o evangelho chegar à essa região são as superstições religiosas e as fortes raízes do catolicismo.

Com informações PADOM

29/11/2011

Lutador de MMA descarta convite de desfilar no carnaval por ser evangélico


Adriano Martins comemora com com o cinturão do Jungle Ao ser o campeão da 34ª edição do Jungle Fight, o lutador de MMA peso-leve, Adriano Martins, disse que não pretende desfilar o carnaval pela escola de samba Mangueira. Ele diz que é evangélico e por isso não gosta muito de carnaval, mas se mostrou bastante feliz por conhecer a quadra da escola onde aconteceu a competição. “Sou evangélico, não gosto muito de carnaval”, disse ele que pertence a uma família de mangueirense. O lutador esteve na quadra da escola lutando contra Neilson Gomes e por sua vitória conquistou o cinturão interino. “A gente tem vários planos, mas entrego minha carreira nas mãos de Deus”, disse ele que vence cinco das seis competições que participou em 2011. A única luta que perdeu foi contra Francisco Massaranduba, ele não descarta uma luta de revanche, mas diz que não é ele quem escolhe os adversários. “Se acontecer, vamos receber o desafio com muita honra”, declarou ele. A popularização do MMA no Brasil tem revelado diversos atletas evangélicos como é o caso de Vitor Belfort, Wanderlei Silva, Erick Silva e outros que encaram o vale-tudo como um esporte, uma profissão e não como uma briga violenta.

Ao ser o campeão da 34ª edição do Jungle Fight, o lutador de MMA peso-leve, Adriano Martins, disse que não pretende desfilar o carnaval pela escola de samba Mangueira. Ele diz que é evangélico e por isso não gosta muito de carnaval, mas se mostrou bastante feliz por conhecer a quadra da escola onde aconteceu a competição.

“Sou evangélico, não gosto muito de carnaval”, disse ele que pertence a uma família de mangueirense. O lutador esteve na quadra da escola lutando contra Neilson Gomes e por sua vitória conquistou o cinturão interino.

“A gente tem vários planos, mas entrego minha carreira nas mãos de Deus”, disse ele que vence cinco das seis competições que participou em 2011. A única luta que perdeu foi contra Francisco Massaranduba, ele não descarta uma luta de revanche, mas diz que não é ele quem escolhe os adversários. “Se acontecer, vamos receber o desafio com muita honra”, declarou ele.

A popularização do MMA no Brasil tem revelado diversos atletas evangélicos como é o caso de Vitor Belfort, Wanderlei Silva, Erick Silva e outros que encaram o vale-tudo como um esporte, uma profissão e não como uma briga violenta.

Tags: , , , ,
29/11/2011

Da Cracolândia para o Coral da Cristolândia


Da Cracolândia para o Coral da CristolândiaDependente de LSD e de todo tipo de psicotrópico desde jovem, Ailton da Silva Ferreira, de 52 anos, que já tinha chegado ao crack, considera-se recuperado há dois anos. Francis Almeida, de 36, que foi da maconha à cracolândia em uma década, também conta uma história de final feliz. Hideraldo Pussick Laval, de 34, entrou no vício há três anos, recém-chegado de Guiné-Bissau, e se diz “limpo” há 1 ano e 8 meses.

Os três fazem parte do Coral da Cristolândia, conjunto formado por 200 ex-viciados recolhidos na cracolândia, centro de São Paulo. Sob a batuta do maestro Roberto Minczuk, regente titular da Orquestra Sinfônica Brasileira, eles apresentam amanhã o Coral das Luzes na Praça Princesa Isabel, também no centro.

O programa de recuperação de viciados é uma iniciativa da Primeira Igreja Batista de São Paulo, cujo templo fica na própria praça, a menos de 500 metros da cracolândia. Livres das drogas, Ferreira e seus companheiros se dizem agora “viciados em Jesus”. Eles enchem os pulmões para cantar em altos brados versos como “Senhor, eu sou livre para te adorar”.

Muito agradecido à Igreja, que tem 3 milhões de cristãos no Brasil, Laval diz que, em seu tempo de cracolândia, a Prefeitura não fazia “nada de representativo para recuperar os viciados”. “Passavam expulsando a gente.”

O maestro Minczuk, que é evangélico, acredita que sua participação no concerto “é pequena, em comparação com o resgate de vidas que os voluntários vêm realizando”. “Sou paulistano, moro na Praça Roosevelt, no centro da cidade, e estou muito próximo da realidade dura dos viciados em crack.”

‘Radicais’. Soraya Machado, de 46 anos, coordenadora do projeto, explica que trabalha com um grupo de 14 “radicais”, como são chamados os jovens voluntários de todo o País que vão à cracolândia tentar recuperar viciados. “Primeiro, nós os atraímos para um café da manhã. O alimento é uma ferramenta importante”, diz ela, que estima em 300 o número de ex-viciados que hoje são fiéis da Igreja, 80% deles homens.

Entre o café, a recuperação em clínicas parceiras e reabilitação social dos ex-viciados, o pastor Paulo Eduardo Vieira, de 48 anos, presidente da Igreja, diz que já foi gasto R$ 1 milhão. Não há colaboração de órgãos públicos. “São só donativos de fiéis”, conta.

Saiba Mais:

Missão Cristolândia atua retirando viciados do mundo das drogas

 

Fonte: Estadão/ CPADNews

29/11/2011

Trabalho missionário leva esperança a jovens na África


Trabalho missionário leva esperança a jovens na ÁfricaA obra missionária tem rendido preciosos frutos na África Ocidental, região de onde um missionário da Junta de Missões Mundiais manda ótimas notícias. Ali, o Evangelho é compartilhado através de um curso de informática ministrado pelo missionário a jovens com poucas oportunidades e nenhuma esperança.

A localidade onde o missionário mora tem uma grande concentração de estudantes. Os alunos estudam até o último ano antes do ensino superior, mas a maioria não passa no exame final, equivalente ao vestibular.

Diante dessa situação, o missionário da JMM sentiu no coração o desejo de tentar mudar a triste realidade desses jovens iniciando uma formação em informática.

A primeira turma teve 14 alunos, dos quais apenas três haviam visto ou tocado em um computador alguma vez na vida. O missionário começou o projeto com três computadores do tipo netbook para iniciar as aulas e teve que fazer revezamento para atender a todos os alunos.

Outra dificuldade encontrada pelo obreiro é a falta de energia elétrica. “Era necessário voltar para casa logo após as aulas da manhã e ligar o gerador para carregar os computadores”, conta o obreiro. “Assim que os computadores carregavam, eu podia voltar para dar as aulas da tarde”, acrescenta.

O missionário louva a Deus por ter formado os 14 alunos desse primeiro grupo. “Um dos alunos foi para a faculdade cursar a área de tecnologia e estava muito feliz com as ferramentas que havia aprendido nas aulas”, conta.

Durante a entrega dos certificados de conclusão de curso, o missionário pôde compartilhar um Salmo e falou que eles deveriam ser sempre gratos a Deus pelas oportunidades, além de terem a responsabilidade de passarem o conhecimento para aqueles que não tiveram a mesma chance que eles.

“As portas estão se abrindo para compartilhar sobre o motivo real do meu trabalho aqui”, diz o missionário, que pede oração pela continuidade do projeto e para que vidas sejam transformadas naquele lugar.

Fonte: Junta de Missões Mundiais

29/11/2011

Diante do Trono abre inscrições para o Congresso de Louvor e Adoração


Já estão abertas as inscrições para o 13º Congresso de Louvor e Adoração Diante do Trono. Evento que vai acontecer entre os dias 5 e 7 de abril no ExpoMinas em Belo Horizonte que tem capacidade de receber 20 mil pessoas.

Todos os anos evangélicos de várias partes do Brasil vão até a capital mineira para participar desse congresso que tem a participação de diversos pastores e cantores. O evento é organizado pela Igreja Batista da Lagoinha e diretamente por Ana Paula Valadão e os outros integrantes do grupo Diante do Trono.

As inscrições custam R$110,00 e podem ser feitas através da internet. A edição do Congresso de Louvor Diante do Trono 2011 teve seus 6 mil lugares preenchidos em menos de 48 horas, o que levou a coordenação da igreja  a procurar outro lugar para realizar a edição de 2012.

“Depois da “corrida” pelas inscrições em 2011, quando 6 mil lugares foram preenchidos em menos de 48 horas, em 2012 oferecemos 20 mil assentos para que mais pessoas desfrutem deste banquete espiritual!”, diz Ana Paula Valadão em um texto do hotsite.

Para mais informações acesse: www.diantedotrono.com

%d blogueiros gostam disto: