Archive for dezembro, 2011

29/12/2011

Rodolfo Abrantes: Existe uma pressão para que eu volte a ser o que era


O programa Rock Estrada, exibido pela Multishow, acompanhou a vida de Rodolfo Abrantes. O que ele faz antes de tocar, como ele se prepara, a tensão do backstage e o testemunho de fé do cantor é retratado no episódio que foi ao ar na última sexta-feira, dia 23.

“Existe uma pressão para que eu volte a ser o que eu era antes”, diz o cantor no início da entrevista. “Muita gente acha que o cara aceita a Jesus, cai um raio na cabeça, no dia seguinte ele sai da banda e vira um cristão fevoroso”.

Rodolfo conta como foram os primeiros contatos com as ‘irmãs’ da igreja que frequentavam sua casa às segundas-feiras. “Na primeira reunião dessas eu fugi, fui para o Guarujá surfar porque não queria encontrar com os crentes”.

A vida do cantor começou a mudar quando, mesmo sem entender direito o que estava fazendo, fez uma oração entregando sua vida a Jesus.

“Tenho encontrado níveis de alegria e felicidade que nunca encontrei na grana, nunca encontrei nos discos de ouro, nunca encontrei nos grandes festivais”, exclama Rodolfo. “Meu chamado é anunciar esse Jesus que me salvou”.

Fonte: Guia-me

29/12/2011

Jonas Maciel é o novo contratado da Central Gospel


O cantor Jonas Maciel é o novo contratado da Central Gospel Music. Ele que é um sucesso nas rádios cariocas e também mineiras assinou contrato com a gravadora no dia 22 de dezembro e se prepara esse novo tempo em sua carreira.
Jonas é um cantor sertanejo que lançou recentemente o CD Pra Todo Mundo Ouvir. Com estilo sertanejo universitário esse trabalho traz canções de autoria do próprio cantor e de outros compositores. As 11 faixas falam de questões do dia a dia.
Entre as mais pedidas estão as canções Boas Notícias e Telefone que já são sucesso entre os ouvintes de rádios como Melodia (RJ) E 107 FM (MG).
Jonas começou seu ministério quando tinha apenas 8 anos de idade, compondo sua primeira música para o conjunto de crianças de sua igreja. Depois disso ele não parou mais e aos 14 anos gravou seu primeiro CD em dupla com um primo, até que surgiu  desejo de seguir carreira solo.
Este é o terceiro álbum solo de Jonas Maciel, sendo que o primeiro, Quero Dizer, foi lançado em 2009, o segundo Só por me Amar, foi lançado em 2010 e Pra Todo Mundo Ouvir em 2011. Com o contrato assinado com a Central Gospel o cantor já começa a desenhar novos projetos para 2012.  “Deus me deu essa oportunidade e eu tomei posse dela. Para 2012 espero viver o melhor de Deus para mim”, disse ele.

29/12/2011

Diante do Trono e Pregador Luo no Caldeirão do Huck nesse sábado


Neste sábado (31) o Diante do Trono e o Pregador Luo estarão se apresentando no “Caldeirão do Huck” da Rede Globo, cantando alguns sucessos de sua carreira.

O feito foi gravado em Fortaleza, nas edições de verão do programa, que estão sendo produzidos no Beach Park. Este será um programa muito especial, pois será o último do ano, e levará a Palavra de Deus a milhares de espectadores e fãs do programa.

Marque aí na sua agenda: Sábado, logo após o “TV Xuxa”, a partir das 15h35, na tela da Globo tem Diante do Trono e Pregador Luo no Luciano Huck.

Fonte: Notícias Cristãs com informações do Portal DT

29/12/2011

Acusado de abuso contra menores, padre irlandês de 72 anos é deportado do Brasil


A Polícia Federal prendeu em São Paulo um padre irlandês de 72 anos acusado perante a Justiça de Dublin em 55 processos penais por supostos abusos sexuais contra menores. Ele foi deportado sumariamente para a Irlanda na noite de segunda-feira, 26.

P. J. Kennedy foi localizado na manhã de segunda por agentes da PF que atuam no escritório da Interpol em São Paulo – a Interpol é a Polícia Internacional que reúne corporações de 190 países.

A ação foi discreta. Os policiais abordaram o acusado, que confirmou sua identidade e ouviu os motivos de sua detenção, expostos em mandado de prisão expedido pela Justiça irlandesa.

Kennedy, nascido em 2 de março de 1939, foi imediatamente conduzido ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica. Às 23h30 de segunda, sob escolta, ele partiu para Londres, onde autoridades irlandesas o aguardavam no aeroporto.

A Interpol informou que desde 2003 o alvo estava no Brasil. Ele fixou residência em Osasco, na Grande São Paulo, e depois mudou-se para a capital. Para se manter, dava aulas de inglês.

No início de 2004, a Interpol solicitou formalmente a localização do religioso ao lançar seu nome na difusão azul – lista de cidadãos contra os quais não há mandados de prisão nos países onde eles se ocultam.

Em janeiro de 2004, Kennedy foi citado em dossiê da Procuradoria de Dublin. O documento informa que, em agosto de 2003, o acusado se comprometeu a desembolsar “a mais alta compensação financeira em juízo” para indenização de uma vítima. Os crimes atribuídos a Kennedy ocorreram nos anos 80.

Depois do acordo judicial, Kennedy migrou para o Brasil com passaporte inglês.

A PF vigiava os movimentos do religioso havia quatro meses, mas aguardava a formalização de documentação para detê-lo.

O plano era embarcar Kennedy às 18h46 de segunda-feira em voo da British Airways. A operação foi adiada e o embarque ocorreu por outra companhia aérea.

Deportação sumária

O Brasil e a Irlanda não mantêm tratado de extradição. A Polícia Federal agiu com cautela e sigilo para evitar eventual recurso judicial de Kennedy que impedisse ou retardasse sua deportação.

A deportação é a devolução compulsória ao Estado de origem de estrangeiros que ingressam irregularmente em outro território. Ela pode ter amparo em casos de uso de documento falso, como visto de entrada, ou no exercício de atividade profissional não autorizada.

Quando pleiteou a transformação de provisório em definitivo do protocolo de permanência no Brasil, Kennedy assinou uma declaração alegando que não respondia a nenhuma acusação judicial em seu país. A PF cancelou a emissão do documento.

Fonte: Estadão

29/12/2011

Milagre de recuperação de jovem dado como morto faz amigos ateus voltarem à Igreja


Um jovem universitário do Arizona, que sofreu um acidente automobilístico e teve morte cerebral decretada pelos médicos, está se recuperando. O fato foi considerado um verdadeiro milagre pela família e equipe médica.

Sam Schimdt, de 21 anos, respirava com a ajuda de aparelhos, como consequência de um acidente de carro, e já estava sendo preparado para doar seus órgãos. Entretanto, ele recentemente começou a responder aos estímulos do tratamento, quando ele apertou o dedo dos médicos que testavam as suas reações.

De acordo o ABC News, sua mãe, Susan Reagan declarou que ele está se recuperando totalmente e isso está fazendo com que seus amigos ateus decidissem voltar à igreja,

“Ninguém poderia me dar um presente de Natal melhor do que esse. Nunca, nunca. Eu tenho amigos ateus que me ligaram e disseram que estão voltando para a igreja após esse milagre”, confirmou Susan.

Schimdt teve lesões em seu cérebro bastante graves depois do acidente sendo necessário um helicóptero para transferí-lo até um hospital especializado em neurologia, em Phoenix, Arizona. Lá foram realizadas cirurgias para a retirada do aneurisma que estava ameaçando a sua vida.

Dois meses após a cirurgia, ele saiu do estado de coma. Hoje, ele já consegue respirar sem a ajuda de aparelhos, andar com a ajuda de muletas e conversar normalmente.

Sam também é confiante na interferência de Deus em sua recuperação. “É um milagre. Vendo como eu estava antes e agora, vejo que progredi bastante”, comemora o jovem, ainda com a fala vagarosa, característica que deve melhorar com o tempo e com os tratamentos, segundo informou o site ABC News.

O renomado neurocirurgião Robert Spetzler designou a recuperação de Sam como ‘espantosa’ e se disse ‘realmente surpreso’. “Tinha tudo para dar errado. Ele tinha hemorragia, um aneurisma e teve um derrame. Eu fiquei realmente surpreso com sua melhora em tão pouco tempo”.

Sam agora só quer voltar a ter uma vida normal, com os movimentos de caminhar e a fala fluente. Os médicos já garantiram que isso é inteiramente possível, com a fisioterapia e o período de reabilitação.

Fonte: Christian Post

29/12/2011

‘Não haverá cristãos em Belém dentro de 20 anos’, diz líder religioso em Israel


Com o aumento dos assentamentos judaicos na região de Belém, em Israel, a cidade tem se tornado cada vez mais impenetrável aos cristãos. é o que diz o padre Ibrahim Shomali, sacerdote de Beit Jala, uma paróquia em Belém.

Ele cita o aumento dos assentamentos judaicos entre Jerusalém e Belém como um obstáculo praticamente intransponível, que nem mesmo o próprio Jesus, se hoje fosse vivo, conseguiria transpor.

“Se Jesus viesse esse ano, Belém estaria fechada”, diz Shomali ao periódico Sydney Morning Herald. Segundo ele, Jesus teria que nascer em um posto de controle ou em um muro de separação. E Maria e José precisariam de permissão israelense ou entrar como turistas.

As comunidades judaicas impedem que os palestinos entrem em Jerusalém Oriental ou em Belém, sem a licença de turista. Segundo o líder religioso, a pergunta é: o que acontecerá quando os palestinos forem fechados do lado de fora?

Um dos assentamentos mais invasivos é Har Homa, uma comunidade de quase 20 mil pessoas. O assentamento foi construído na localidade os líderes cristãos acreditam que os anjos revelaram aos pastores a respeito do nascimento de Jesus.

Os cristãos árabes, que representam somente 2% da população israelense, podem se tornar uma “raridade” no país nos próximos anos.

As celebrações de Natal estão em vias de extinção em muitas cidades israelenses. Comunidades cristãs, como é o caso de trabalhadores filipinos e peregrinos africanos estão comemorando o feriado natalino em espaços públicos em bairros de Tel Aviv e Nazaré.

“Quando olho para os registros dos nomes de famílias tradicionais da igreja, vejo que muitas delas já se foram”, conta Shomali. Ele acredita que “em 20 anos não haverão mais cristãos em Belém”.

Apesar da situação descrita pelo líder religioso, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu fez um discurso para os cristãos exortando que os peregrinos e turistas visitem Israel durante a época de Natal e celebrem abertamente o Natal.

Segundo Netanyahu, “em uma região onde há pouca tolerância com a fé dos outros, Israel quer garantir os lugares sagrados das grandes religiões e a liberdade de culto para todos”, concluiu.

Fonte: The Christian Post

29/12/2011

Padres e Monges trocam socos e vassouradas na igreja da Natividade


Padres e Monges trocam socos e vassouradas na igreja da Natividade

Nesta quarta-feira, 28, cerca de 100 padres e monges das igrejas Ortodoxa Grega e Apostólica Armênia trocaram socos e vassouradas dentro da igreja da Natividade, em Belém, na Cisjordânia. O motivo da briga foi a limpeza natalina do local que é ocupado por seis denominações cristãs diferentes.
Para poder controlar a briga a polícia palestina foi chamada e os oficiais precisaram passar pela porta da humildade que é bem estreita e pequena para poder chegar dentro do templo. As confusões na Basílica são consideradas normais.
Vagas Abertas na Garoto, empresa do ramo de alimentos que oferece diversas vagas em São Paulo e no Espírito Santo, conheça as oportunidades.
A igreja de Belém foi construída no século 6 marca o local do nascimento de Jesus e por isso é muito visita por peregrinos. Além de ser a igreja mais antiga da Terra Santa o local tem esse “pequeno” problema: é dividido por seis denominações cristãs e controlado por uma família de muçulmanos.
De acordo com informações a limpeza anual para as celebrações do Natal ortodoxo sempre terminam em confusão, a data será celebrada na próxima semana e por isso os padres e monges estavam negociando quem iria limpar o templo.

29/12/2011

R.R. Soares negocia horário nobre na Rede TV!


Por não ter renovado seu contrato com a Band, o missionário R.R. Soares passou a negociar o horário nobre da Rede TV, segundo informou o jornalista Lauro Jardim do Radar On Line da revista Veja.
Recentemente a emissora divulgou a grade de programação para 2012 e o programa Show da Fé não aparece nela. Há meses surgiram boatos de que a Band teria aumentado o valor do aluguel do horário para que o líder da Igreja Internacional da Graça de Deus não renovasse o contrato.
Apesar do alto preço, R.R. Soares se mostrava disposto a pagar a quantia necessária para manter o programa no horário nobre da emissora. Como as negociações não tiveram êxito o missionário passou  a negociar com a emissora onde ele já tem um horário, a programação da Internacional da Graça passa na Rede TV a partir das 17 horas.
A oferta pelo horário não foi revelada, mas o jornalista escreve que  o religioso pretende desembolsar um pouco mais de dinheiro. Dinheiro esse que virá em boa hora, pois a emissora paulista está enfrentando processos judiciais por ter atrasado os salários de seus funcionários.

Fonte: Gospel Prime

28/12/2011

Pesquisa mostra o que as pessoas esperam da religião de seus descendentes


A pesquisa revelou, entre outras, que as mulheres são mais confiantes de que seus filhos seguirão a religião que elas adotaram.

Uma pesquisa feita com mil pessoas entre setembro e outubro pela consultoria OThink, de gestão de negócios, apontou que 18% dos entrevistados acreditam que os filhos, netos e bisnetos terão a mesma religião que eles em 2050.

Para 27%, os descendentes terão uma religião diferente. E 55% responderam não saber se seus herdeiros seguirão a mesma fé.

As mulheres são mais confiantes que os homens de que seus filhos e netos seguirão a religião que elas adotaram: 22%, contra 16% dos homens.

A chamada “classe A” é a que menos acredita que a religião de seus descendentes continuará a mesma da deles: 16%, contra 21% da faixa de população definida como “classe C”.

Fonte: Folha de São Paulo

28/12/2011

Na Holanda, igrejas estão fechando as portas


Há anos o número de fiéis está em declínio. A tendência toma conta de toda a Europa Ocidental. A Igreja Protestante perde sozinha, a cada ano, cerca de 60 mil fiéis na Holanda.

A Igreja está sofrendo um êxodo drástico na Holanda. Com duas igrejas fechando a cada semana, um homem se tornou o principal consultor do país sobre como reaproveitar as construções antes sagradas. Algumas são demolidas, enquanto outras encontram nova vida como mesquitas, lojas e até mesmo centros de recreação.

Os bancos da igreja são vendidos de acordo com o tamanho. Os menores, com 3,6 metros de comprimento, podem ser comprados por 40 euros, enquanto os mais longos, de 6 metros, por 60 euros. Os fiéis da cidade holandesa de Bilthoven já levaram 17 bancos de seu santuário.

Os bancos não serão um problema, diz Marc de Beyer. Mas o órgão e a pia batismal, pesando centenas de quilos, no fundo da igreja, serão mais difíceis.

Marc de Beyer é um historiador da arte em Utrecht, localizada a meia hora de trem de Amsterdã, mas alguém poderia chamá-lo de liquidante. Ele é o homem que fecha as igrejas. Quando uma paróquia é dissolvida, quando uma igreja é fechada, De Beyer está lá. E ele tem muito a fazer.

Ainda existem cerca de 4.400 igrejas na Holanda. Mas, a cada semana, aproximadamente duas fecham as portas para sempre. Isso afeta principalmente os católicos, que serão forçados a ficar sem metade de suas igrejas nos próximos anos.

“E está apenas começando”, diz De Beyer.

Sua voz ecoa no prédio abobadado, onde a fraca luz de outono entra diagonalmente pelas janelas. De Beyer está atrás de um bloco do tamanho de um freezer. Até 1º de julho de 2006, ele era o altar da Igreja de São Lourenço, em Bilthoven, ao norte de Utrecht. Mas naquele dia a igreja se tornou um imóvel no mercado e o altar, onde os fiéis foram abençoados, casaram e lamentaram, se transformou em um pedaço de cimento.

Inicialmente, foi discutida a conversão da igreja em um centro comunitário. Mas os católicos queriam vendê-la rapidamente e uma empresa comprou a propriedade consagrada. No ano que vem, São Lourenço será demolida, dando espaço a 62 apartamentos.

“Arquitetonicamente, a perda é suportável”, diz De Beyer. A igreja foi construída nos anos 60, quando as comunidades católicas em Bilthoven e De Bilt cresciam tão rapidamente que os dois distritos passaram a precisar de três igrejas. Ela foi construída de forma rápida e simples.

Bancos vazios

Há anos o número de fiéis está em declínio. A tendência toma conta de toda a Europa Ocidental, com igrejas também sendo forçadas a fechar na França e na Bélgica. Mas na Holanda, o recuo do cristianismo na sociedade tem sido particularmente drástico. A Igreja Protestante perde sozinha, a cada ano, cerca de 60 mil fiéis. Nesse ritmo, ela deixará de existir por lá até 2050, calculam representantes da Igreja.

A tendência tem levado a fusões de igrejas de várias comunidades. São Lourenço, em Bilthoven, consolidou sua congregação com a de oito outras igrejas. Mas nenhuma dessas amálgamas precisa de mais do que uma igreja, um órgão e um altar. Todos os outros cálices, cruzes e bancos precisam ser descartados. O problema, diz De Beyer, é que itens sagrados particularmente não vendem bem. Os prédios, ao contrário, encontram rapidamente novos locatários.

Em Helmond, cerca de 80 quilômetros ao sul de Bilthoven, um supermercado se mudou para uma antiga igreja em 2001. Uma livraria abriu em uma antiga igreja dominicana em Maastricht, enquanto igrejas em Utrecht e Amsterdã foram transformadas em mesquitas. Dentre os 17 milhões de habitantes da Holanda, cerca de 850 mil praticam o islamismo. Ainda assim, muitas outras igrejas serão simplesmente demolidas.

De Beyer vem fechando igrejas nos últimos três anos. Ele estava presente quando um “plano estratégico” foi desenvolvido para transformar o Convento de Santa Catarina em um museu. Juntamente com a fundação para o patrimônio de arte religiosa, ele também escreveu um manual com instruções para o fechamento de uma igreja em seis passos – do inventário ao espólio. O guia foi distribuído entre as diferentes paróquias a partir de abril e, em breve, será traduzido para o inglês.

‘A melhor solução’

Recentemente, De Beyer participou de um simpósio na Alemanha e logo falará na Bélgica. Afinal, as igrejas não estão morrendo apenas na Holanda. Quando ele chega ao ponto 5.4 em seu manual, intitulado “demolição”, as pessoas frequentemente precisam recuperar o fôlego, ele diz.

“Mas quando uma igreja tem pouco propósito, valor emocional ou importância histórica, essa pode ser a melhor solução”, acrescenta De Beyer.

Ainda assim, De Beyer vê a si mesmo como um salvador de templos. Ele quer preservar o valor delas. Suas instruções visam ajudar a distinguir entre o que tem valor e o que não tem. Ele frequentemente visita as igrejas para fornecer orientação e apoio. Bancos e Bíblias costumam ser vendidos para os membros da congregação.

“Os altares frequentemente encontram um novo lugar no Leste Europeu”, diz De Beyer. “Há grande demanda lá, porque novas igrejas estão sempre sendo construídas.”

Há poucas semanas, uma paróquia em Arnheim decidiu por um uso totalmente novo para sua igreja, que permaneceu vazia por cinco anos. No final de novembro, a Igreja de São José reabriu como um parque para skatistas, com rampas e obstáculos na nave, cobrando 3,50 euros para passar o dia praticando entre imagens santas. Desde então, o número de frequentadores da igreja tem sido respeitável.

Fonte: Der Spiegel

%d blogueiros gostam disto: