Pessoas tuitam mais sobre igreja do que sobre cerveja


Pessoas tuitam mais sobre igreja do que sobre cerveja

Em um esforço para identificar as diferenças culturais, uma empresa de análise de dados selecionou duas palavras que eles acreditam exemplificar uma divisão na maneira de ver o mundo. A pesquisa foi feita através da rede social Twitter, e as palavras escolhidas foram “cerveja” e “igreja”.

Segundo o estudo publicado pelo site Floatingsheep.org , as pessoas tuitam mais sobre igreja do que sobre cerveja, mas há clara uma divisão regional entre os tuites.

Os tuites sobre Igreja são mais comum no sudeste dos Estados Unidos, enquanto tuites sobre cerveja são maioria no nordeste.

“Descobrimos que há algumas diferenças geográficas claras no Twitter”, disse o Dr. Matthew Zook, professor de geografia da Universidade de Kentucky e co-fundador da Floatingsheep. ”Temos essas diferenças culturais na vida real que estão sendo reproduzidas no mundo virtual”.

O grupo liderado por Zook investigou cerca de 10 milhões de tuites com identificadores geográficos entre 22 e 29 junho e descobriu que 17,686 tuites tinham a palavra “igreja”, enquanto 14,405 tuites continham “cerveja”.

A decisão de selecionar especificamente estas palavras é porque os pesquisadores acreditam que religião e bebida alcoólica mostram uma diferença clara entre estilos de vida diferentes.

“Estamos fazendo isso durante algum tempo, e temos um conjunto de palavras que realmente demonstram as diferenças regionais”, disse Zook.

Segundo o relatório, que foi publicado pela primeira vez pelo jornal britânico The Guardian, San Francisco foi a cidade que mais mencionou ‘cerveja’ em seus tuites (191 vezes contra apenas  46 para a ‘igreja’). Por outro lado, Dallas é o local com mais tuites com identificadores geográficos contendo o termo ‘igreja’, com 178 menções contra apenas 83 sobre “cerveja”.

O estudo também constatou que a mesma lógica vale para outros locais. “Lugares com um elevado número de tuites sobre igreja revelam padrões de comportamento similares as e… municípios com tuites sobre cerveja seguem a mesma lógica”.

A rede social Twitter permite que os usuários indiquem o local de onde estão mandando suas mensagens, que segue as coordenadas do sistema GPS. Embora o relatório enfatize que os tuites com localização sejam raros – representam entre 1% e 3% dos tuites – essa pequena porcentagem foi usada para fortalecer a pesquisa.

Os resultados do estudo “igreja ou cerveja” confirma as tendências apontadas em outras pesquisas da Floatingsheep.org, dizem os analistas. Afinal, em média, as pessoas tuitam mais sobre assuntos que lhes são mais relevantes. Essa amostragem indica que falar sobre o que se crê é mais comum no Twitter do que comentar sobre o que se bebe.

Traduzido e adaptado de Religion News

//

Anúncios

Escreva Aqui seu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: