Archive for agosto 1st, 2012

01/08/2012

DVD Glória e Honra de Nívea Soares já está nas lojas


A Onimusic já distribuiu para todo o Brasil o DVD “Glória e Honra” da cantora Nívea Soares. O álbum foi gravado ao vivo na Igreja Batista Central de Luxemburgo, em Belo Horizonte (MG), tendo Gustavo Soares, esposo da cantora, como produtor.

O mesmo culto resultou também na gravação do CD de mesmo nome que foi lançado no primeiro semestre deste ano. O DVD tem cerca de uma hora a mais de gravação em relação ao CD, contendo 18 faixas.

Entre essas faixas extras podemos citar a canção “Emanuel”, “Teu amor não Falha” e muita adoração espontânea. . “Foi uma noite muito especial em que eu fui marcada, vidas foram marcadas pela Glória de Deus. Anseio para que quem assista este DVD possa compreender a mensagem de que toda Glória e Honra são dadas ao único digno: Cristo Jesus, nosso Salvador”, disse Nívea Soares.

O DVD conta também com uma ministração feita pela própria contadora com o título “Marque sua geração com a presença de Deus”. Para deixar esse trabalho ainda mais especial há uma faixa bônus com a canção “Todo olho verá” produzida com vídeos feitos por pessoas que estavam no dia da gravação e que postaram suas imagens no Youtube.

Assim como foi com o CD o encarte do DVD “Glória e Honra” foi assinado pela equipe da Quartel Design que assina o projeto gráfico de diversos artistas evangélicos.

01/08/2012

Cresce o número de mulheres cristãs sequestradas por muçulmanos


Cresce o número de mulheres cristãs sequestradas por muçulmanos

Cresce o número de mulheres cristãs sequestradas por muçulmanos

Cristãos coptas continuam sendo a maior comunidade cristã do Oriente Médio, por esse motivo são alvos constantes de violência e discriminação. Maior prova disso é a violência sexual cometida por muçulmanos contra as mulheres cristãs egípcias.

Muitas igrejas no Cairo, capital do Egito, tem sido queimadas e as mulheres fisicamente abusadas. “Eu continuo me perguntando, onde eu estaria agora se esses homens não tivessem me poupado”, disse uma cristã copta chamada Ann.

Ela só sobreviveu porque conseguiu proteção na Embaixada dos Estados Unidos e agora busca asilo no país. Ann participou de uma audiência em Washington há algumas semanas falando atrás de uma parede para poder esconder sua identidade e assim proteger sua família que continua no Egito.

Em seu relato para uma comissão parlamentar ela contou que quase foi sequestrada no ano passado, ela teve muita sorte em conseguir escapar o que não aconteceu com dezenas de outras pessoas.

Um novo relatório da Christian Solidarity International informou que o número de desaparecimentos e sequestros entre as mulheres coptas estão em ascensão. O objetivo dessa violência é converter as cristãs ao islamismo.

O deputado americano Chris Smith que organizou a audiência comentou que esses abusos nada mais são do que uma guerra para atingir aos cristãos. Mas há casos onde a violência física não é a única estratégia usada, Michele Clark, da Christian Solidarity afirma que muitos muçulmanos tentam forçar casamento com as mulheres cristãs.

Os mais audaciosos tentam seduzi-las para poder forçá-las a se converterem ao islamismo para assim poderem se casar. “Eles vão e fazem com que as meninas se apaixonem por eles”, disse Michele.

Para Walid Phares, especialista em assuntos do Oriente Médio, essa prática pode ser considerada como uma campanha para impor o que ele chama de agenda islâmica. “A prática de abusar, torturar e forçar conversões de mulheres coptas ou quaisquer outros grupos da sociedade é um ato terrorista”, disse.

Diante de tanta violência o número de petições de asilo nos Estados Unidos está aumentando, tendo muitas vítimas como Ann na lista. “Ainda hoje quando penso no assunto agradeço a Deus por ter sido poupada”, disse ela. “Mas então eu penso sobre nas outras pessoas que não foram poupadas. O que aconteceu com elas?”, conclui.

Traduzido de CBN News

01/08/2012

Casal negro é impedido de se casar em Igreja Batista dos EUA


Casal negro é impedido de se casar em Igreja Batista dos EUA

De acordo com a BBC Brasil um casal foi proibido de se casar na Igreja Batista da cidade de Crystal Springs, no estado de Mississipi (EUA) por serem negros. O pastor Stan Weatheford explicou que “uma minoria” dos fiéis se opuseram ao casamento e por isso a cerimônia precisou se realizada em outra igreja.

Charles e Te’Andrea Wilson são membros da referida igreja e se preparavam para oficializar a união. Os convites já estavam entregues constando o endereço da igreja, mas na véspera do casamento eles foram informados de que não poderiam se casar naquele templo.

Para a agência Associated Press, Charles lamentou o ocorrido. “Minha filha de nove anos estava indo para a igreja conosco, mas como você explica para ela que não poderíamos casar porque – adivinhe, minha querida! – somos negros”.

A cerimônia foi celebrada em outra igreja e contou com a participação do pastor batista. Representantes da denominação disseram que qualquer um é bem-vindo na congregação, independentemente da cor da pele.

Mas apesar da nota da Primeira Igreja Batista da cidade, a história do templo de Crystal Springs é outra quando o assunto é casamento de negros. Fundada no século XIX, a igreja nunca celebrou um casamento entre duas pessoas negras em suas dependências.

O casal Wilson vai consultar um advogado para poder decidir o que fazer contra esse caso de racismo.

Fonte: Gospel Prime

Tags:
%d blogueiros gostam disto: