Archive for agosto 7th, 2012

07/08/2012

Chacina na Nigéria: novo ataque mata membros de igreja pentecostal


O grupo terrorista Boko Haram ainda não assumiu o atentado

Atiradores mataram 16 quando abriram fogo contra pessoas que estavam em uma igreja cristã pentecostal no Estado central de Kogi, na Nigéria, durante o culto noturno desta segunda-feira (6), afirmou a polícia nesta terça-feira (7).

“Um grupo de três homens não identificados invadiu a Igreja Deeper Life, em Okene, e abriu fogo contra eles, disse o porta-voz da polícia do Estado de Kogi, Simeon Ille. Quinze pessoas morreram na hora, e outras quatro não resistiram aos ferimentos mesmo após serem socorridas.

Uma testemunha, que pediu para não ser identificada por medo de se tornar um alvo, disse que cerca de 10 atiradores bloquearam as saídas da igreja antes de atirarem nas pessoas que ficaram presas.

Ille disse que as forças de segurança no mês passado impediram um suspeito homem-bomba de detonar explosivos em outra igreja em Okene, uma cidade há cerca de 225 quilômetros ao sul da capital Abuja. O suspeito homem-bomba fugiu, ele disse.

A seita islâmica Boko Haram atacou diversas igrejas este ano na Nigéria mas, o ataque desta segunda-feira foi mais ao sul do que os usuais alvos do grupo.

Os ataques do grupo estão se alastrando cada vez mais pela Nigéria, o maior produtor de petróleo da África. Cidades pelo norte e na capital Abuja foram atingidas nos últimos meses por ataques suicidas, nunca vistos antes no ano passado no país.

A seita matou centenas este ano em sua insurgência contra o governo do presidente Jonathan Goodluck. O grupo quer ter um Estado islâmico dentro da Nigéria, um país com mais de 160 milhões de habitantes, separados quase igualmente entre cristãos e muçulmanos.

Fonte Verdade Gospel

07/08/2012

Psicólogos cristãos estão sendo intimidados por Conselho Regional de Minas Gerais


O Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos (CPPC) recebeu uma notificação oficial da Comissão de Orientação e Fiscalização do Conselho Regional de Psicologia (CRP) de Minas Gerais para que retirasse do site da associação (cppc.org.br) as palavras: “Psicólogo”, “Cristão” e “Psicologia Cristã”, como também informações sobre os profissionais associados. Sob pena de sofrer penalidades, inclusive do Conselho Federal de Psicologia. Detalhe, o termo“Psicologia Cristã” não consta no site da associação.

Segundo o CPPC, a questão foi discutida na Diretoria Nacional e junto com o Conselho Consultivo foi buscada assessoria de advogados para a questão. Porém, segundo a constituição e as leis que os criaram, os Conselhos profissionais têm competência para fiscalizar o exercício da profissão de psicólogo, mas não têm competência para controlar associações civis, como é o caso do CPPC. Até porque a associação não presta serviços de Psicologia.

O Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos está aguardando o posicionamento do Conselho Regional sobre a questão.

Em comunicado aos associados da CPPC, inclusive os de Minas Gerais, o presidente da associação, Karl Kepler, pede serenidade. “Que nos juntemos em oração, pois é só de Deus que depende o bom resultado desse confronto. Que Ele nos conceda a coragem para continuar como testemunhas da Verdade, inclusive sobre nossa fé, mas com a sabedoria e mansidão necessária para falar aos que não partilham dela”, diz a nota.

Fonte: Verdade Gospel

07/08/2012

Sensação das Olimpíadas de Londres diz que “Deus é o segredo do meu sucesso”


Gabrielle “Gabby” Douglas, dos Estados Unidos, entrou para a história ontem. Ela foi a campeã do individual geral da ginástica artística nos Jogos Olímpicos de Londres. Sua pontuação foi 62.262, vencendo as russas Viktoria Komova, medalha de prata e Aliya Mustafina, que terminou com o bronze. A brasileira mais bem colocada foi Bruna Leal, que terminou na 36ª colocação.

Com apenas 16 anos, Gabrielle, que ganhou o apelido de “esquilo voador”, não era a favorita. A maioria esperava que o primeiro lugar ficasse com Jordyn Wieber, que foi ouro no concurso no Mundial de ginástica artística de Tóquio, em 2011. Mas Gabby tornou-se uma espécie de “sensação” dos Jogos nesta quinta-feira por ser a primeira ginasta negra a vencer o título individual olímpico. Ela já havia ganhado um ouro na prova por equipes no último domingo.

A quinta ou sexta ginasta na escala hierárquica da equipa norte-americana arrebatou todas as atenções nesta quinta-feira. E o ouro olímpico. Gabrielle Douglas, repetiu o feito agora na prova individual.

Além de chamar atenção pela vitória considerada “inesperada”, Gabrielle também deu um testemunho de fé. No dia anterior à prova de equipes, postou em sua conta do Twitter o versículo de Josué 1:9.

“Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar”, escreveu ela.

Após se classificar para as finais, tuitou: Eu creio em Deus. Ele é o segredo do meu sucesso. É ele que dá talento às pessoas.

Após ganhar a primeira medalha de ouro, comemorou com outro versículo (Mt 6:33)
“Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas”, postou @gabrielledoug.

Ontem, antes de entrar na final individual, retuitou o conhecido versículo de Hebreus 1:11.

Depois de subir ao pódio pela segunda vez, escreveu mais uma mensagem de fé na rede social; “Obrigado a todos! Estou MUITO grata por que Deus realmente me abençoou! Lembrem-se de SEMPRE dar glórias a Ele, pois Ele é DEMAIS! <3”.

Fonte: Gospel Prime

07/08/2012

Brasil derrota Espanha no basquete e atleta cristão é destaque


Brasil derrota Espanha no basquete e atleta cristão é destaqueCom uma vitória de virada nos minutos finais, o Brasil derrotou a Espanha no basquete olímpico por 88 a 82 nesta segunda-feira (6). Destaques da partida, o atleta de Cristo Tiago Splitter, considerado o melhor brasileiro no garrafão brilhou ao lado de Leandrinho Barbosa, que marcou 23 pontos e Marquinhos, que contribuiu com mais 13 pontos e 3 roubos de bola.

O triunfo contra o time que é atual medalha de prata abriu caminho para o Brasil avançar às quartas de final, com 9 pontos, ficando em segundo no grupo B atrás da Rússia.

Já a Espanha fica com 8 pontos e finaliza a chave em terceiro lugar. O outro time classificado é a Austrália. Grã-Bretanha e China já se despediram de Londres.

Mas o grande desafio ainda está por vir. O time verde e amarelo está na rota para enfrentar o “dream team” e além dos norte-americanos já tem lugar garantido na chave dos times mais fortes do mundo.

Os dois times tentaram se poupar durante o primeiro tempo, mesmo por causa da perspectiva futura de enfrentar o poderoso time dos EUA mais para frente. Mas no fim o Brasil mostrou que estava disposto a sair com a vitória e diante da apatia do adversário conseguiu reverter o resultado.

“A gente veio para jogar e para ganhar de todo mundo. Para conquistar uma medalha, você tem que ganhar de todo mundo. Se quer ser campeão, tem que ganhar de todo mundo. É com essa cabeça que chegamos aos Jogos”, disse Anderson Varejão, em entrevista à Record.

Os próximos episódios trarão confrontos duros onde o time brasileiro terá que mostrar todo seu talento. Já a Espanha terá um caminho teoricamente mais fácil. Pegam agora a França nas quartas de final e, caso avancem à semi, enfrentariam o vencedor do duelo entre Rússia e Lituânia.

Fonte: Gospel Prime

07/08/2012

Seminário Carisma completa dez anos de atividades


Seminário Carisma completa dez anos de atividadesSeminário Carisma completa dez anos de atividades

Nos últimos dez anos o Seminário Teológico Carisma já formou seis mil alunos, homens e mulheres de Deus que foram treinados para levar o evangelho de Cristo para todas as partes do Brasil e também do mundo.

O seminário é promovido pela Igreja Batista da Lagoinha, mas é interdenominacional, ou seja, ministros de quaisquer denominação pode participar desse curso que é realizado em Belo Horizonte e em Betim.

As aulas oferecem 100% de matérias bíblicas, tendo como um dos professores o pastor Márcio Valadão, que ministrar algumas disciplinas do seminário que é dirigido pelo pastor Leonardo Capochim.

“Nossa visão é treinar ministros na Palavra e no Espírito de forma a impactar a nossa pátria e o mundo com o evangelho de Jesus Cristo, e nossa missão é anunciar, advertir e ensinar a todo homem em toda a sabedoria, a fim de apresentar todo homem perfeito em Cristo, para o desempenho do seu serviço e para a edificação do Corpo de Cristo”, diz o pastor Capochim.

O nome do curso é baseado no capítulo 4 do livro de Efésios quando o apóstolo Paulo fala sobre os dons ministeriais, já que a palavra Carisma – em grego, khárisma, e em latim, Charisma – significa “dons do Espírito Santo”.

Interessados de diversas partes do país vão até Minas para participar desse preparo que não inclui apenas aulas teóricas, mas muitas atividades práticas que faz com que esses alunos participem de um dos quase 200 ministérios da Igreja Batista da Lagoinha. Para reforçar os ensinamentos recebidos ao longo do curso, os seminaristas participam de grupos de estudo, escola de oração, workshop, conferências e outras atividades.

Fonte: Gospel Prime

07/08/2012

Ramadã é a melhor época para evangelizar, diz cristão egípcio


Enquanto os muçulmanos festejam o Ramadã (20 de julho a 18 de agosto) os cristãos que moram em países de maioria islâmica sofrem ainda mais por não terem as mesmas práticas religiosas desse período de jejum.

E para falar um pouco sobre o que acontece durante esses 29 dias, um cristão egípcio relatou como as relações são afetadas já que os muçulmanos mais vulneráveis por ficar mais de 16 horas por dia sem comer absolutamente nada, o cansaço físico, segundo o relato, faz com que eles fiquem “mais hostis e agressivos”.

“No trabalho, não podemos comer ou beber na frente dos nossos colegas muçulmanos, se quisermos evitar olhares de desprezo e reprovação! Ter uma xícara de café em nossa mesa, já seria considerado um grande pecado! Cozinhar um almoço saboroso é certamente um crime!”, diz trecho do relato que não foi assinado.

Até mesmo as crianças que convivem com muçulmanos são alvos da incompreensão. “Muitas crianças cristãs são desprezadas e ridicularizadas por seus amigos muçulmanos, porque não jejuam durante o Ramadã”, revela o autor do texto.

Mas apesar de tudo isso o período é indicado para construir ligações com esses religiosos, mostrando amor e respeito por eles e assim ganhar a confiança. “De todos os meses do ano, o Ramadã é o momento em que nós, cristãos egípcios, devemos nos dedicar mais à oração por nossos amigos e vizinhos muçulmanos. Este é o melhor momento para mostrar-lhes o verdadeiro amor de Cristo, em vez de se isolar em uma sala vazia e escura!”

Leia o relato do site Portas Abertas:

Muitas lanternas decorativas do Ramadã são intaladas nas janelas e varandas. As crianças brincam nas ruas desde a festa do pôr do sol, que encerra o jujum do dia, até as primeiras horas da manhã seguinte.

A vida noturna é muito vibrante, alegre e autêntica. Os ruídos da rua parecem não ter fim! A vida diurna no Ramadã, porém, é muito diferente – e de muitas maneiras desafiadora! Os muçulmanos estão sempre cansados, exaustos e impacientes. Sem nada para comer ou até mesmo água para beber por 16 horas ou mais durante o dia. Dessa forma, dominados pela exaustão física, eles tendem a ser mais hostis e agressivos do que o habitual.

Agora, pare e pense, o que as famílias cristãs têm de enfrentar durante esse mês. Para os muçulmanos, nós somos as pessoas que “não-jejuam”! Somos vistos como estranhos, incrédulos, uma vez que não jejuamos com eles durante o “mês sagrado”. No trabalho, não podemos comer ou beber na frente dos nossos colegas muçulmanos, se quisermos evitar olhares de desprezo e reprovação! Ter uma xícara de café em nossa mesa, já seria considerado um grande pecado! Cozinhar um almoço saboroso é certamente um crime!

De muitas maneiras, vemos um ambiente triste e deprimente, durante o jejum. Se você deseja obter documentos legais em qualquer agência governamental, esqueça: as pessoas não demonstrarão o minimo interesse em você, sentem-se cansadas e fracas, quando não estão do lado de fora, estão orando em um canto reservado do escritório!

As crianças cristãs são por vezes confrontadas por seus amigos muçulmanos com perguntas difíceis, como: “Por que vocês cristãos não festejam como os muçulmanos? O jejum é um dever religioso … o jejum é ordenada por Deus …! “Muitas crianças cristãs são desprezadas e ridicularizadas por seus amigos muçulmanos, porque não jejuam durante o Ramadã!

Nas mesquitas em todo o Egito, muitos imãs usam o “mês sagrado” do ramadã, para fazer discursos fortes, para intimidar os cristãos que vivem em suas comunidades, declarando que “o Islã é a resposta”. Eles deixam claro que, de acordo as crenças islâmicas, a fé cristã em muitos aspectos, não é aceitável.

Como cristãos, podemos seguir um dos dois padrões de comportamento para lidar com este tipo de situação entre os nossos vizinhos muçulmanos, durante o Ramadã. Muitos cristãos egípcios escolhem se esconder. “Nós vamos ficar fora do seu caminho, até o mês do jejum acabar!” Eles decidem.
Mas há outra opção, escolher ficar perto de nossos amigos muçulmanos, usando este mês especial para construir pontes, mostrando-lhes amor e respeito. O amor nunca falha. O amor é o caminho que nos faz brilhar, para trazer a luz de Jesus e vencer as trevas em muitos corações.

De todos os meses do ano, o Ramadã é o momento em que nós, cristãos egípcios, devemos nos dedicar mais à oração por nossos amigos e vizinhos muçulmanos. Este é o melhor momento para mostrar-lhes o verdadeiro amor de Cristo, em vez de se isolar em uma sala vazia e escura!

Foonte: Gospel Prime

07/08/2012

Maioria dos filhos de ateus mudam de ideia quando adultos


Pessoas que crescem em um lar ateu são menos propensos a manter as suas crenças sobre a religião quando adultos, indica um estudo realizado pelo Centro de Pesquisa Aplicada do Apostolado, da Universidade de Georgetown.

Apenas cerca de 30% das pessoas que foram criadas em um lar ateu continuaram sendo ateus depois de adultos. Esta “taxa de retenção” é a menor entre as 20 diferentes categorias do estudo.

Foram ouvidos 1.387 ateus na pesquisa. Quatrocentos e trinta e dois entrevistados disseram ter sido criados por pais ateus. Desses, apenas 131 se identifica como ateu hoje.

“Os resultados mostram que os ateus americanos, em sua maioria, se “tornou” incrédulo quando adulto, mesmo tendo sido criado em outra fé. Parece ser muito mais desafiador criar uma criança ateia e fazê-la manter essa identidade por toda a sua vida “, explica o Dr. Mark Gray , um dos pesquisadores .

Gray também observou que, “entre os que foram criados como ateus, hoje 30% estão filiados a uma denominação protestante, 10% são católicos, 2% são judeus, 1% são mórmons, e 1% são pagãos”.

Os Hindus tiveram a maior taxa de retenção de 84%, seguido pelos judeus (76%), muçulmanos (76%), ortodoxos gregos (73%), mórmons (70%) e católicos (68%).

Entre os cristãos protestantes, os Batistas teve a maior taxa de retenção (60%), seguido por Luteranos (59%) e pentecostais (50%).

Testemunha de Jeová (37%), membros da Igreja Congregacional (37%) e da Igreja Holiness (32%), tem as menores taxas de retenção. Entre aqueles que cresceram sem uma fé religiosa ou sistema de crenças em particular, 38% permaneceram dessa forma.

O estudo utilizou como base os dados do Fórum Pew sobre Religião e Vida Pública dos EUA de 2008.

Traduzido e adaptado de Christian Post

07/08/2012

Estudo revela que mentir faz mal para saúde


Que mentir é pecado todo cristão já sabe, mas que faz mal à saúde nem todos sabiam. Uma pesquisa realizada por psicólogos afirmam que o ato de mentir causa problemas físicos e psicológicos em curto prazo.

Para chegar a essa conclusão os pesquisadores da Universidade de Notre Dame, nos Estados Unidos, analisaram por dez semanas os efeitos da honestidade em uma pessoa.

Foram cem indivíduos analisados com idades entre 18 e 71 anos, os psicólogos dividiram em dois grupos, sendo que metade deles foram instruídos a evitar perguntas que pudessem acarretar em mentiras e a outra metade liberada para enganar.

Semanalmente os responsáveis pelo estudo examinavam os pacientes através de polígrafos e chegaram à conclusão de que o grupo honesto apresentou uma saúde melhor que os mentirosos apresentando em média quatro vezes menos queixas ligadas à saúde mental e três vezes menos reclamações de dores físicas.

A psicóloga que liderou o estudo, Anita Kelly, explicou que a intenção da pesquisa era saber se viver honestamente pode melhorar a saúde já que nos Estados Unidos a média é que cada pessoa minta 11 vezes por semana.

Kelly percebeu que os participantes da equipe honesta conseguiram reduzir o número de mentiras em torno da quinta semana de prática, uma mudança no comportamento que resultou na melhora das relações mais próximas.

Para não mentir muitas pessoas conseguiram contornar perguntas complicadas fazendo outras perguntas e trocando de assunto, em outras condições falar a verdade foi a escolha que fez com que muitos dos participantes evitassem inventar desculpas.

%d blogueiros gostam disto: