Archive for agosto 17th, 2012

17/08/2012

Aonde estavas Tu, Deus, quando o meu filho necessitava?


A Mãe deu um pulo assim que viu o cirurgião a sair da sala de operações.

Perguntou:
– Como é que está o meu filho? Ele vai ficar bom?
– Quando é que eu posso vê-lo?

O cirurgião respondeu:
– Tenho pena. Fizémos tudo mas o seu filho não resistiu.

Sally perguntou:
– Porque razão é que as crianças pequenas tem câncer? Será que Deus não se preocupa?
– Aonde estavas Tu, Deus, quando o meu filho necessitava?…

O cirurgião perguntou:
– Quer algum tempo com o seu filho? Uma das enfermeiras irá trazê-lo dentro de alguns minutos e depois será transportado para a Universidade.

Sally pediu à enfermeira para ficar com ela enquanto se despedia do seu filho. Passou os dedos pelo cabelo ruivo do seu filho.

– Quer um cachinho dele? Perguntou a enfermeira.
Sally abanou a cabeça afirmativamente.

A enfermeira cortou o cabelo e colocou-o num saco de plástico, entregando-o a Sally.

– Foi idéia do Jimmy doar o seu corpo à Universidade porque assim talvez pudesse ajudar outra pessoa, disse Sally. No início eu disse que não, mas o Jimmy respondeu:
– Mãe, eu não vou necessitar do meu corpo depois de morrer. Talvez possa ajudar outro menino a ficar mais um dia com a sua mãe.

Ela continuou:
– O meu Jimmy tinha um coração de ouro. Estava sempre a pensar nos outros. Sempre disposto a ajudar, se pudesse.

Depois de aí ter passado a maior parte dos últimos seis meses, Sally saiu do “Hospital Children’s Mercy” pela última vez.
Colocou o saco com as coisas do seu filho no banco do carro ao lado dela.
A viagem para casa foi muito difícil.
Foi ainda mais difícil entrar na casa vazia.

Levou o saco com as coisas do Jimmy, incluindo o cabelo, para o quarto do seu filho.
Começou a colocar os carros e as outras coisas no quarto exatamente nos locais onde ele sempre os teve.
Deitou-se na cama dele, agarrou a almofada e chorou até que adormeceu.

Era quase meia-noite quando acordou e ao lado dela estava uma carta.

A carta dizia:
-Querida Mãe,
Sei que vais ter muitas saudades minhas; mas não penses que me vou esquecer de ti, ou que vou deixar de te amar só porque não estou por perto para dizer:”AMO-TE”.
Eu vou sempre amar-te cada vez mais, Mãe, por cada dia que passe.
Um dia vamos estar juntos de novo. Mas até chegar esse dia, se quiseres adotar um menino para não ficares tão sozinha, por mim está bem.
Ele pode ficar com o meu quarto e as minhas coisas para brincar. Mas se preferires uma menina, ela talvez não vá gostar das mesmas coisas que nós, rapazes, gostamos.
Vais ter que comprar bonecas e outras coisas que as  meninas gostam, tu sabes.
Não fiques triste a pensar em mim. Este lugar é mesmo fantástico!
Os avós vieram me receber assim que eu cheguei para me mostrar tudo, mas vai demorar muito tempo para eu poder ver tudo.
Os Anjos são mesmo lindos! Adoro vê-los a voar!
E sabes uma coisa?…
O Jesus não parece nada como se vê nas fotos, embora quando o vi o tenha conhecido logo.
Ele levou-me a visitar Deus!
E sabes uma coisa?…
Sentei-me no colo d’Ele e falei com Ele, como se eu fosse uma pessoa importante.. Foi quando lhe disse que queria escrever-te esta carta, para te dizer adeus e tudo mais.
Mas eu já sabia que não era permitido.
Mas sabes uma coisa Mãe?….
Deus entregou-me papel e a sua caneta pessoal para eu poder escrever-te esta carta.
Acho que Gabriel é o anjo que te vai entregar a carta.
Deus disse para eu responder a uma das perguntas que tu Lhe fizeste,
“Aonde estava Ele quando eu mais precisava?”…
Deus disse que estava no mesmo sítio, tal e qual, quando o filho dele,
Jesus, foi crucificado. Ele estava presente, tal e qual como está com todos os filhos dele.
Mãe, só tu é que consegues ver o que eu escrevi, mais ninguém.
As outras pessoas veem este papel em branco.
É mesmo maravilhoso não é!?…
Eu tenho que dar a caneta de volta a Deus para ele poder continuar a escrever no seu Livro da Vida.
Esta noite vou jantar na mesma mesa com Jesus.
Tenho a certeza que a comida vai ser boa.
Estava quase a esquecer-me: já não tenho dores, o câncer já se foi embora.
Ainda bem, porque já não podia mais e Deus também não podia ver-me assim.
Foi quando ele enviou o Anjo da Misericórdia para me vir buscar.
O anjo disse que eu era uma encomenda especial! O que dizes a isto?…
Assinado com Amor de Deus, Jesus e de Mim.

(vamos ver se Satanás consegue parar esta carta.)
Tira 60 segundos e reenvia-a.

Dentro de uma hora voçê irá sentir o espírito de Deus a entrar na tua vida.

Deixa Ele fazer o que Ele gosta, quando  tu não estás a fazer nada Ele está.

Reencaminha este mail com o título:
“This is beautiful! Try not to cry.”
(Isto é lindo! Tenta não chorar.)

Envia para algumas pessoas em dois minutos e vais sentir o Espírito Santo a fazer luz na tua vida dentro de uma hora.

17/08/2012

Pr. Silas Malafaia espera reunir 300 mil pessoas em Manaus


Após percorrer 15 cidades brasileiras, chega a Manaus um dos maiores eventos evangélicos do país: o Vida Vitoriosa para Você. Organizada pelo pastor Silas Malafaia, a atração pretende reunir 300 mil pessoas nos dias 25 e 26 de agosto, a partir das 19h, no Anfiteatro da Praia de Ponta Negra, onde será montado um palco de 800 m² com equipamentos de última geração. A entrada é franca.

A primeira parte da programação conta com a participação de renomados cantores da música gospel, com presença confirmada de Jozyanne, Jotta A, Eyshila, Nani Azevedo, Danielle Cristina, Raquel Mello, Marquinhos Menezes e Lilian, e Dayan de Alencar. Depois é a vez de o pastor Silas assumir o microfone, a fim de levar uma mensagem de fé e ousadia que pode ser aplicada no cotidiano tanto de cristãos como de não cristãos.

O evento tem duração de aproximadamente 2h30 por dia e conta com o apoio das igrejas evangélicas do Amazonas.

17/08/2012

Igreja Universal promove atividades na Fundação Casa de São Vicente


Igreja Universal promove atividades na Fundação Casa de São Vicente Internos da Fundação Casa da cidade de São Vicente, litoral paulista, receberam a visita de voluntários da Igreja Universal do Reino de Deus que realizaram um evento falando sobre os perigos do uso das drogas.

Para dar seu testemunho sobre como conseguiu largar a vida do tráfico, Cristina, ex-traficante, falou sobre sua vida no crime, um longo período de 20 anos de sofrimento. “Passei 20 anos no mundo do crime. Minha mãe foi morta, esquartejada, e eu também já fui interna da Fundação Casa. Só parei de usar as drogas quando vi meu filho indo pelo mesmo caminho. Nessa hora, tive um encontro com Deus e hoje sou liberta”, disse.

Quem também venceu o vício foi Robson de Freitas que esteve presente no dia falando sobre sua libertação, ele só conseguiu se livrar do vício depois de perder muita coisa na vida, inclusive uma das pernas que foi amputada depois de um acidente onde ele estava drogado.

Mas além dessas mensagens os internos puderam participar de um amistoso de futebol, o time das crianças e adolescentes da Fundação Casa jogaram contra o time formado por voluntários da IURD, promovendo um momento de descontração.

Para finalizar as atividades, os evangélicos levaram salgados, bolos e refrigerantes para os internos que ficaram agradecidos, assim como a direção da unidade. A Igreja Universal realiza trabalhos tanto na Fundação Casa como em presídios espalhados por todo Estado de São Paulo.

Fonte: Gospel Prime

17/08/2012

Jogos de azar não são para quem segue a Jesus, ensina Silas Malafaia


Jogos de azar não são para quem segue a Jesus, ensina Silas Malafaia O pastor Silas Malafaia escreveu um artigo em seu site, o Verdade Gospel, ensinando que jogos de azar como bingos, jogo do bicho e até a loteria não são práticas indicadas para servos de Deus.

A coluna foi escrita respondendo uma dúvida de um leitor que questionou: “Pr. Silas, jogar na loteria ou em bingos e cassinos é pecado, mesmo que seja só para diversão?”.

A resposta do líder religioso adverte sobre os jogos legalizados e os não legalizados, dizendo que mesmo tendo moderação a pessoa estará desperdiçando seu dinheiro já que a probabilidade de ganhar é muito baixa. “Jogo de azar não é para quem segue Jesus. Quem joga quer algo fora da normalidade do trabalho e do verdadeiro cristianismo”, diz Malafaia.

Usando a Bíblia para defender que o cristão não pode se deslumbrar pelo enriquecimento fácil, Malafaia cita os versículos de Provérbios 13:11 e Hebreus 13:5 que alertam sobre o trabalho e contra a avareza.

“Apesar das dificuldades financeiras enfrentadas no dia-a-dia, não podemos colocar nossa esperança no dinheiro. Deus é soberano e proverá as necessidades da Igreja por caminhos honestos”, encerra.

Leia:

Longe de ser uma brincadeira inocente, os jogos de azar — legalizados ou não — estão cada vez mais presentes no cotidiano das pessoas. Assim jogar em bingos, sejam eles beneficentes ou não, na loteria, no bicho tem se tornado uma prática comum nos últimos anos, a ponto de tornar-se um vício que domina aqueles que estão fascinados pela ideia de apostar pouco e ganhar muito.

Mas, é importante lembrar que isso é inviável, pois, segundo os matemáticos, a probabilidade é mínima de alguém acertar os números da loto.

Jogo de azar não é para quem segue Jesus. Quem joga quer algo fora da normalidade do trabalho e do verdadeiro cristianismo.

Mesmo jogando com moderação e somente de vez em quando, é um desperdício de dinheiro. Além de tudo isso, as chances de ganhar são mínimas. Na Megassena, por exemplo, o jogador precisa marcar seis números em 60. Segundo cálculos estatísticos, ele teria de jogar 36.045.979.200 vezes para ganhar a bolada.

Um dos principais agentes que conduzem ao vício do jogo é a crise financeira. Com o alto índice de desemprego no país e a dificuldade de viver com os baixos salários, pessoas apelam para os jogos na esperança de ganhar um dinheirinho extra. Muitos se iludem com as estratégias de marketing usadas principalmente pelos cassinos para atrair o jogador: “Arrisque todo dinheiro que puder!”.

As Sagradas Escrituras, porém, encorajam-nos a ficarmos longe das tentativas de enriquecimento fácil. Observe o alerta em Provérbios 13.11: A fazenda que procede da vaidade diminuirá, mas quem a ajunta pelo trabalho terá aumento. O texto de Hebreus 13.5 complementa: Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei.

Apesar das dificuldades financeiras enfrentadas no dia-a-dia, não podemos colocar nossa esperança no dinheiro. Deus é soberano e proverá as necessidades da Igreja por caminhos honestos.

É no Senhor que devemos depositar nossa confiança!

SUGESTÕES DE LEITURA:

Provérbios 16.33; 23.5; Eclesiastes 5.10; 1 Timóteo 6.10

Fonte: Gospel Prime

17/08/2012

Infográfico: Maioria dos evangélicos não compartilha sua fé


Infográfico: Maioria dos evangélicos não compartilha sua fé O estudo divulgado recentemente pela missão LifeWay sobre evangelismo e discipulado não foi surpresa para muitos líderes evangélicos.

A LifeWay International é ligada à convenção batista e possui um departamento de literatura e um instituto de pesquisas.  Seu estudo mais recente aponta que 80% das pessoas que frequentam a igreja uma ou mais vezes por mês acreditam ter a responsabilidade pessoal de compartilhar sua fé. Porém, 61% afirmou não ter conversado com outra pessoa sobre como ser salvo nos últimos seis meses.

Esse levantamento é parte de um projeto da LifeWay Research visando mostrar como está a  maturidade espiritual  dos fiéis e seu compromisso com evangelismo e discipulado. Para os entrevistados, eram apresentados oito “atributos bíblicos” dos cristãos maduros.

Dentre os  oito, “compartilhar sobre Cristo” teve a menor pontuação média entre os participantes que se identificaram como membros de igrejas evangélicas . Cerca de 75% dizem estar satisfeitos com sua capacidade de comunicar o evangelho , enquanto  apenas 12% não se sente confortável em compartilhar sobre sua fé.

Mesmo a grande maioria dizendo acreditar que é seu dever partilhar a sua fé e terem segurança de saber como se faz, somente 25% diz ter falado sobre sua fé uma vez ou duas vezes nos últimos seis meses s, e 14% fizeram isso três vezes ou mais.

A pesquisa também perguntou quantas vezes eles “convidaram uma pessoa descrente para ir a um culto ou algum outro programa em sua igreja?” Quase metade (48%) respondeu: “zero”. Trinta e três por cento disseram ter convidado alguém uma ou duas vezes, e 19% disseram ter feito isso três vezes ou mais nos últimos seis meses.

O pastor Ed Stetzer, presidente da LifeWay Research, afirma:  ”Muitas vezes tenho dito que só os novos convertidos se preocupam realmente em compartilhar sua fé. Na realidade, as pessoas que estão há mais tempo na igreja tendem a não compartilhar sobre Cristo menos que os novos na fé. Enquanto os recém-convertidos acham mais ‘natural’ compartilhar sua nova experiência de vida, os cristãos maduros quando o fazem precisam se programar para isso”.

Ainda segundo Stetzer, “a frequência com que alguém ora pelos seus parentes e amigos que não são cristãos é o melhor indicador da maturidade espiritual”,

Durante o estudo, 21% dos entrevistados dizem oram todos os dias pelos seus conhecidos que não são cristãos. Vinte e seis por cento afirmam orar algumas vezes por semana. Um quinto (20%) diz que raramente ou nunca ora pela conversão de outros.

“Se você tem dificuldade para compartilha sua fé, orar pelos outros é uma ótima maneira de começar. Muitas vezes a importância da oração não é vista apenas nas pessoas que desejamos  alcançar par Cristo. Ela também causa um impacto sobre a vida de quem ora “, conclui Stetzer.

Os demais resultados da pesquisa serão divulgados em breve e vão influenciar o novo material de discipulado que está sendo preparado pela editora Lifeway.

 

fonte: Gospel Prime

 

%d blogueiros gostam disto: