Cristãos condenam violência gerada pelo filme sobre o Islã


Cristãos condenam violência gerada pelo filme sobre o Islã

Diante das notícias de violência contra os consulados americanos no Oriente Médio, a Aliança Evangélica Mundial (World Evangelical Alliance – WEA) divulgou uma nota condenado esses protestos.

O filme anti-islâmico “A Inocência dos muçulmanos” causou grande revolta no Egito, na Líbia, Afeganistão e também o Iêmen onde a embaixada dos Estados Unidos chegou a ser invadida.

“A WEA está convencida de que não pode haver qualquer justificação para tal violência”, disse o comunicado. “Neste caso, custou a vida do pessoal diplomático – e a WEA vê a comunidade diplomática como crucial para a tarefa de construir o entendimento mútuo nas relações internacionais”.

Mas a organização também condenou o filme criado por Sam Bacile um norte-americano com origem israelense que usou o longa para defender sua ideia de que o “Islã é um câncer”. A WEA condenou o filme afirmando que ele é “primitivo”, “difamatório” e “insultante”.

Quem assina o comunicado enviado pela organização foi o secretário-geral, Geoff Tunnicliffe, que disse: “Estamos completamente contra essa prática de insulto e calúnia de outras religiões ou de seus fundadores. Tais declarações inflamatórias invariavelmente levantam suspeitas e confusão”.

No final do texto ele convoca cristãos e muçulmanos a construir mecanismos de co-existência pacífica, evitando assim problemas diplomáticos causados pelas diferenças religiosas.

Com informações CPAD News

Anúncios

Escreva Aqui seu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: