Archive for outubro 11th, 2012

11/10/2012

Começa o 7º Congresso de Escola Dominical no RJ


Começa o 7º Congresso de Escola Dominical no RJ Sob o tema “Santificai-vos na verdade; a tua palavra é a verdade”, baseado em João 17.17, a Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) deu inicio, na noite de ontem (10), a programação do 7º Congresso Nacional de Escola Dominical no Centro de Convenções Riocentro, na zona oeste da capital fluminense; eleito o melhor centro de convenções da América Latina.

Com uma contagem retrospectiva dos congressos anteriores até chegar esta edição, em apresentação de Sky Laser os presentes receberam a chegada do 7º  Congresso.

O culto de abertura foi conduzido pelo pastor Claudionor de Andrade, gerente de Publicações da CPAD. Após a oração inicial dirigida pelo pastor Lucifrancis Barbosa Tavares, presidente da Convenção do Estado do Amapá, a Banda de Música da AD na Ilha da Conceição, Niterói (RJ), liderada pelo pastor Paulo Lopes adorou a Deus com três hinos da Harpa Crista (42 – 46 – 259).

Pastor Kemuel Sotero, membro do Conselho Administrativo da CPAD, fez a leitura bíblica do texto de Mateus 7.24-27, precedida pela apresentação de um louvor a Deus cantado pelo Quarteto Gileade, da CPAD Music.

Entoado o hino de louvor a Deus o pastor José Wellington Bezerra da Costa, líder da CGADB, deu por aberta oficialmente a sétima edição do congresso com uma oração.

“Aleluia de Handel” foi a segunda canção entoada pelo Quarteto Gileade após a abertura oficial. Como parte da programação foi apresentado um vídeo com o tema do congresso. Logo após a adoradora da CPAD Music, Lília Paz, adorou ao Senhor.

“Nosso congresso de Escola Dominical é um dos eventos mais importantes do calendário da CPAD”, disse Ronaldo Rodrigues, diretor-executivo da editora. Na ocasião o diretor fez menção do trabalho do pastor José Wellington à frente da Convenção Geral e prestou ao líder uma homenagem da CPAD pelos seus 50 anos de vida ministerial. A placa comemorativa foi entregue pelas mãos dos pastores Kemuel Sotero e Antonio Gilberto. A líder da Unemad e esposa do pastor José Wellington, irmã Wanda Freire, esteve no evento e acompanhou a homenagem ao marido.

A ministração da Palavra de Deus ficou sob a responsabilidade do pastor José Wellington Bezerra da Costa, que ministrou após três louvores entoados pelo pastor e cantor Victorino Silva, da CPAD Music, e de uma oração feita pelo pastor Demerval Cerqueira.

Na Palavra pregada, o pastor utilizou o texto escolhido como tema, em João 17.17, e disse que o que aprendeu na Escola Dominical foi o que sustentou sua fé  e preparou sua caminhada cristã. O líder da CGADB testemunhou que aceitou Jesus, aos 4 anos, num culto público e foi ainda criança que ingressou na ED. “Hoje, tenho 70 anos como aluno da Escola Dominical. E gostaria que os senhores refletissem no valor e nos resultados da  ED e aproveitem ao máximo a oportunidade de estar neste Congresso”, destacou pastor José Wellington Bezerra da Costa.

Estiveram na abertura o preletor norte-americano Tommy Barnet, líder da AD no Arizona (EUA), os palestrantes nacionais que constam na programação, cantores da CPAD Music e lideranças das ADs em vários estados brasileiros, bem como uma representação do Conselho Administrativo da CPAD. Os pastores presentes foram: Temóteo Ramos, líder da AD em Petrópolis e da Confraderj; Demerval Lopes, 2º vice-presidente do Conselho Administrativo da CPAD, e sua esposa; Israel Ferreira, líder da Adesal e da convenção baiana, e sua esposa; Isaías Coimbra, 1º secretário da CGADB, e esposa; Lucifrancis Barbosa Tavares, líder da AD em Santana, no Amapá, e esposa; Rinaldo da AD em Brasília (DF) e líder da Comadeplan; Joel Holder, líder da AD em Porto Velho e membro do Conselho da Casa; Perci Fontoura da AD em Umuarama (PR) e membro do Conselho Fiscal da CGADB, e esposa; Paulo Lopes, líder da AD na Ilha da Conceição, Niterói (RJ); e Emanuel de Freitas, da AD do Galeão, no Rio de Janeiro (RJ).

Fonte:  CPAD News

11/10/2012

Igreja na Indonésia permanece proibida de cultuar


Igreja na Indonésia permanece proibida de cultuarO representante de uma igreja de Bogor, na Indonésia, cuja congregação foi impedida de realizar atividades cristãs, criticou o governo e agentes da lei por sua lentidão na resolução de casos de intolerância religiosa em todo o país.

Jayadi Damanik, da igreja GKI Yasmin, disse que não há solução duradoura para o impasse em que se encontra a igreja em que congrega, em Java Ocidental, fechada por ordem de autoridades locais. Na foto, ele argumentava com o oficial que fechou a congregação.

Damanik afirmou que tentou se utilizar de ferramentas legais e, fora dos tribunais, o apoio de ativistas de direitos humanos mas, mesmo assim, não conseguiu alcançar avanço no processo. Ele avisou, porém, que os funcionários lhe prometeram uma resolução ainda este ano.

“O governo central, o provincial, diretores gerais e o ministro do Interior relataram que tudo seria resolvido antes mesmo do Natal”, disse Jayadi durante um fórum em Jacarta.

Jayadi relatou que, no tempo que passou em provação, ele ouviu muitas “mentiras” – promessas dos governos central e provinciais, que não se concretizaram. “Por que eles estão fazendo isso aos cristãos da igreja GKI Yasmin? O que eles fizeram de errado para serem tratados dessa maneira? Ninguém pôde me responder”, disse ele.

Ele criticou os agentes da lei e da polícia que não atuaram em proteção à liberdade religiosa. “Se não era possível resolver o problema, então deviam, ao menos, promover a mediação dos conflitos. Se, mesmo assim, não for resolvido, então, levá-lo ao tribunal”, disse. “Muitos relatórios da polícia não foram investigados. Processos judiciais em outros lugares também não correm bem”, acrescentou.

Jayadi Damanik contou ainda que ele e outros irmãos da igreja de Yasmin não desejam que as pessoas que os prejudicaram por intolerância religiosa sejam punidas severamente, mas querem justiça no processo.

O caso atraiu ampla repercussão, especialmente da Suprema Corte, que decidiu pelo encerramento das atividades da igreja, considerando-a ilegal e, depois, ordenou a reabertura. No entanto, as autoridades de Bogor e o governo central se recusaram a cumprir a decisão da corte e não reabriram a congregação.

Fonte: Portas Abertas

11/10/2012

Povos menos atingidos pelo Evangelho ´podem ser seus vizinhos`


Povos menos atingidos pelo Evangelho ´podem ser seus vizinhos`Os Estados Unidos é o país que envia o maio número de missionários, mas um líder da Sociedade Missionária disse que os cristãos “não precisam de um passaporte para alcançar os inalcançáveis”. A mais recente edição da revista “Unfinished” identifica os EUA como um dos campos de maior crescimento em missão no mundo.

Para as igrejas “dispostas a abraçarem um novo pensamento, há oportunidades de divulgação abundantes em sua própria porta”, afirma a sociedade.

O presidente da Sociedade Missionária norte-americana, Dick McClain, disse: “Atos 1:8 nos chama a levar o Evangelho até os confins da terra, embora não negligenciando Jerusalém, o nosso campo de missão em casa”.

“Se você vive em Louisville, Kentucky, Kuala Lumpur ou Malásia, cabe aos discípulos cristãos identificar e alcançar aqueles que tiveram a menor exposição ao Evangelho. Mas as pessoas menos alcançadas podem muito bem ser o seu próximo”, confronta McClain.

O foco da Sociedade Missionária está em alcançar o mundo, os menos atingidos, um grupo tipicamente associado a terras distantes. Mas a Sociedade garante que há também “oportunidades sem precedentes” para ministérios transculturais mais perto de casa.

Eles estão incentivando os cristãos a “pensar as cidades” e “pensar as universidades”.

Nas cidades, especialmente, há um rápido crescimento de misturas étnicas e culturais, bem como pessoas de países menos atingidos que vieram para ficar temporariamente.

Nas universidades, relata a Sociedade, “as pessoas dos países menos atingidos também fazem parte da próxima geração. Eles são alguns dos menos alcançados”.

A última edição do “Unfinished” relata ainda o trabalho de missionários em áreas centrais da cidade e em campus universitários, além de uma igreja em Atlanta com foco em jovens do bairro.

Stan Self, diretor sênior do ministério da igreja para a Sociedade Missionária, disse: “Somente quando os discípulos deixarem a segurança de suas casas para os menos alcançados dos EUA é que a Grande Comissão começará a ser cumprida em casa”.

Fonte: Christian Today

11/10/2012

Religiosos e dissidentes russos são favoritos ao Nobel da Paz


O prêmio Nobel da Paz que é direcionado a pessoas que contribuíram de alguma forma para sociedade, tem como favoritos líderes religiosos e dissidentes russos.

O prêmio Nobel da Paz de 2012 que será anunciado na sexta-feira (12) provavelmente terá como representante um dos líderes religiosos ou dissidentes russos que se empenharam na conciliação entre cristãos e muçulmanos.

O prêmio, que já foi entregue ao pastor batista Martin Luther King, por sua luta contra o racismo, atualmente pode premiar aqueles que trabalham pelo relacionamento pacífico entre religiões.

De acordo com Jan Egeland, ex-subsecretário-geral da ONU e atual diretor da entidade de direitos humanos Human Rights Watch na Europa, conforme a Primavera Árabe se transforma em ‘outono’, o olhar para outros que não sejam os que trabalham pelo diálogo entre as religiões torna-se mais difícil.

“Tenho bastante certeza de que o comitê gostaria de honrar os monumentais eventos no Oriente Médio. Mas, conforme a Primavera Árabe se transforma em ‘outono’, isso está se tornando muito difícil, então a abordagem pode ser olhar para aqueles que trabalham pelo diálogo entre as religiões”, completou Egeland.

Uma das favoritas ao prêmio é freira copta Maggie Gobran, que lidera uma entidade infantil no Cairo, segundo dados da casa de apostas Unibet, a freira aparece com 13% de chances.

Abdul Sattar Edhi, filantropo paquistanês e os líderes religiosos nigerianos John Onaiyekan e Mohamed Sa’ad Abubakar, também são considerados favoritos por terem ajudado a acalmar a violência entre cristãos e muçulmanos no país neste ano.

Os poucos fatos notáveis para a paz mundial no último ano resultou em um número excepcionalmente grande de candidatos citados ao prêmio elevando a possibilidade de uma surpresa.

Caso dissidentes russos sejam escolhidos, o prêmio poderá gerar atritos diplomáticos, já que o presidente do comitê, Thorbjoern Jagland, é também secretário-geral do Conselho da Europa, que promove os direitos humanos, a democracia e o Estado de direito em 47 países membros, inclusive a Rússia.

A lista de possíveis vencedores russos inclui, Svetlana Gannushkina e a ONG da qual ela participa, chamada Memorial e a rádio Ekho Moskvy e seu editor, Alexei Venediktov.

Gene Sharp, dos EUA, professor aposentado de Ciência Política, conhecido por seu trabalho em conflitos não violentos também aparece na lista, além de Sima Samar, médica e política afegã, defensora dos direitos femininos no mundo islâmico.

O comitê recebeu 231 indicações neste ano, incluindo de 43 organizações. A lista geralmente é reduzida de 25 a 35 nomes na primeira reunião do comitê.

O vencedor vai receber 8 milhões de coroas suecas (1,21 milhão de dólares), valor 2 milhões de coroas menor do que no ano passado, já que a crise econômica afetou o espólio do cientista Alfred Nobel.

Fonte: The Christian Post

11/10/2012

Fiel estuprada engravida de líder da Igreja Congregação Cristã no Brasil


Open in new windowUma fiel da Igreja Congregação Cristã no Brasil em Teresina, no Piauí, fez recentemente uma denúncia contra um líder colaborador da igreja que a agrediu e a forçou a ter relacionamento sexual com ele.

A denunciante, que tem filhos e marido, prestou queixa na Delegacia da Mulher nesta terça-feria, afirmando que está grávida do líder religioso.

Segundo ela, o líder parecia estar possuído por demônios e a levou para o banheiro da igreja do bairro Lourival Parente, zona sul de Teresina, para estuprá-la.

De acordo com a delegada, Vilma Alves, a moça teria sido convidada por outras duas mulheres da igreja para ajudar a lidar com o colaborador possuído pelo demônio.

“Lá o líder endiabrado disse que queria ter um filho e bateu na vítima, até que ela acabou cedendo”, disse a delegada.

A denunciante disse que o rapaz a agrediu quando ela se negou a ter relações com ele, apertando seu braço e pescoço e lhe dando um soco.

Ela disse também que depois do incidente, seu marido e seu filho foram constantemente ameaçados pelo líder, enviando até homens armados para a sua casa.

“Minha família está assustada. Meu marido está falando em matar ele se eu não denunciasse”.

Este é o primeiro caso desta natureza em Teresina, segundo a delegada. Ela informou também que o líder já foi intimado a prestar depoimento.

Segundo a vítima, tais acontecimentos têm sido frequentes dentro da igreja e a polícia deve abrir uma investigação.

Fonte: The Christian Post

11/10/2012

Léo Moura comanda ‘turma da fé’ no Flamengo e afasta jovens jogadores das noitadas


Convertido e membro da Igreja Batista, desde o início deste ano, o lateral direito Léo Moura vem minimizando os tradicionais efeitos da “boleiragem” entre os jovens do elenco e comanda a “turma da fé”, que trocou as tradicionais noitadas pelas igrejas.

Líder natural e referência para os demais jogadores, após quase sete anos de clube e mais de 400 jogos com a camisa rubro-negra, Léo comanda rodas de orações nas concentrações e tenta orientar os companheiros que acabam de chegar ao mundo do futebol profissional.

Além do lateral, os atacante Negueba e Nixon, os volantes Muralha e Luiz Antônio e o meia Mattheus e o jovem goleiro reserva César já trilham o mesmo caminho da fé.

“Estamos sempre conversando nos horários livres e eu já comentei algumas vezes nessas resenhas sobre a minha experiência com Deus, como isso tem me feito bem. Muitos que ouvem acabam se interessando e querendo participar também”, explicou Léo Moura, destacando ainda que não pressiona ninguém a participar.

“Não é nada que eu fique forçando para acontecer. Ocorre com naturalidade, talvez por eles verem em mim um exemplo positivo.  A gente fica feliz quando consegue que alguém se interesse porque é um caminho bom, que ajuda a ter uma vida de paz e harmonia e evita que as pessoas façam algumas escolhas que podem acabar trazendo problemas para elas no futuro. Eles estão começando agora e precisam se afastar de muitas coisas que desvirtuam por aí nesse mundo”, explicou Léo, que em outras épocas era conhecido pelas amizades com jogadores rotulados como “baladeiros”.

Atualmente, a única balada de Léo Moura é na Igreja Batista Central da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Quando muito, o lateral frequenta casas de shows para assistir a apresentações de Thalles Roberto, cantor gospel de sucesso e seu amigo particular.

Diante de um assunto sempre polêmico com a religião entre jogadores, Léo faz questão de ressaltar que as escolhas não interferem no ambiente do grupo dentro de vestiários e hotéis.

“Alguns no time são evangélicos, mas outros têm religião diferente e a gente respeita isso acima de tudo. Como falei, como cristão, quando aparece uma oportunidade coerente, a gente procura falar de Deus. Mas as pessoas têm livre arbítrio e direito de escolher o caminho que elas querem seguir. Somos um grupo e temos sempre que ter o bom senso de respeitar as individualidades e o espaço de cada um”, disse o capitão da equipe.

Desafio com Adriano

E apesar da facilidade em levar os mais jovens para a sua igreja, Léo Moura ainda tem um grave problema no grupo. Mesmo sendo um dos atletas mais próximos ao ‘Imperador Adriano’, o lateral ainda não conseguiu levar o atacante para seu “Império” da fé, ou simplesmente tirá-lo do caminho de baladas e problemas.

“Estamos sempre tentando ajudar o Adriano, que é um dos caras mais queridos do grupo. Ele também precisa mostrar que quer se recuperar. Vamos tentar fazer com que ele volte a ser aquele grande jogador”, disse durante a última semana, após mais um polêmica de indisciplina envolvendo o camisa 10.

Fonte: UOL

11/10/2012

Record quer lançar minissérie ‘Salomão’ junto com novo templo da Universal


A primeira, sobre ‘Moisés’, aparece com mais chances de ser produzida pela emissora. E, correndo por fora, uma outra, retratando a história de Salomão, só que nesse caso, muito em função do novo templo que a Igreja Universal irá inaugurar em São Paulo na mesma ocasião. Pode até, em função disso, vir a ter um peso importante no momento da escolha, mas ainda não aparece como favorita.

Antes de tudo, já em avançado estágio de gravações, ‘José – De Escravo a Governador’, com direção de Alexandre Avancini, tem a sua estreia confirmada para o começo de janeiro e deve ficar cerca de três meses no ar.

Fonte: UOL

%d blogueiros gostam disto: