Archive for novembro 14th, 2012

14/11/2012

Portas Abertas visita vítimas do atentado de Kaduna


Emmanuel Danyang_cut.jpgPouco depois de, supostamente, um membro do grupo radical Boko Haram dirigir um carro carregado de explosivos até uma Igreja de Kaduna, na Nigéria, e detonar uma bomba lá, colaboradores da Portas Abertas foram ao local, a fim de falar com testemunhas e incentivar os enlutados e feridos a manterem-se fiéis ao Senhor, mesmo em meio à dor e à perda.

No final de outubro, a congregação estava reunida para um culto de adoração, como fazia todas as manhãs de domingo. Próximo das 8h45, o motorista de um Honda CRV direcionou o veículo para o portão de segurança da igreja. Quando oficiais chegaram até o veículo, o condutor inverteu e, em seguida, acelerou em linha reta através da cerca para dentro do prédio da igreja, detonando a bomba. A explosão abriu um buraco na parede e no telhado do edifício. A imprensa local informou que nove pessoas foram mortas, mas testemunhas indicaram que quatro morreram, enquanto 145 ficaram feridas.

“Eu estava prestes a entoar o coro de uma canção quando ouvimos um golpe estrondoso. O veículo atingiu a parede ao lado do coro, que se quebrou e caiu sobre nós. Quando eu voltei à consciência toda a igreja estava envolta em fumaça. Meu corpo estava em tal estado de choque que eu pensei que o impacto da explosão tinha me matado. Todos choravam muito. Havia vidros quebrados e sangue por toda parte. Eu vi os corpos sem vida e tive de orar, pedir por coragem. Alguns membros do meu coro estavam entre os mortos”, disse Emmanuel Danyang (foto), maestro da igreja.

“Estabeleceu-se uma imensa confusão na igreja. Correndo, impotente, por todas as direções, eu só podia gritar para os céus. A raiva paralisante foi surgindo dentro de mim ao testemunhar o desastre e a agonia no rosto das pessoas”, compartilhou Sansão, outro cristão que viveu essa terrível experiência.

A Portas Abertas visitou vítimas em quatro hospitais diferentes e outras em suas casas. Cecilia Samuel, que perdeu o marido na explosão, disse, pouco depois da alta hospitalar, “Eu sou feliz por estar viva hoje. Meu marido e eu estávamos na área do coro da igreja quando a bomba explodiu. Foi realmente um dia terrível para mim. Eu o vi morrer. Mas agradeço a Deus porque o meu marido morreu nEle, salvo. E eu o encontrarei no céu quando chegar a minha vez também.”

Um tempo precioso foi gasto com as crianças afetadas física e emocionalmente pelo incidente. Quinta-feira, 8 de novembro, aconteceu um funeral coletivo pelo falecimento de quatro pequenos cristãos.

Apesar do ataque, os cultos já foram retomados normalmente. Kazat, um crente que escapou por pouco da morte na explosão declarou: “Nenhum ataques ou bombardeio pode nos impedir de seguir a Jesus. Essas experiências só nos aproximam mais ainda de Deus. Nossos irmãos e irmãs que morreram estão agora com o Senhor, por isso, se morrermos em Cristo somos mais que vencedores.”

Colaboradores da Portas Abertas constataram que este é o sentimento geral entre os cristãos. Todos se declararam preparados para suportar a perseguição por causa de sua fé em Cristo.

Pedidos de oração

• Ore para que o Senhor continue fortalecendo, guiando e protegendo os cristãos no norte da Nigéria.
• Interceda pelo trabalho da Portas Abertas na Nigéria, pelo treinamento de cristãos a estarem preparados e resistirem a perseguição atual com amor, fé e confiança.
• Peça pelos líderes da Igreja em todo norte da Nigéria, que confessaram o quanto é difícil controlar os jovens quando incidentes como estes ocorrem. Ore por parcerias entre a Portas Abertas e as Igrejas, para que a juventude  cristã seja incentivada a responder à perseguição de maneira diferente.
• Muitos cristãos em todo o país têm sido afetados por ataques de perseguição que resultam em traumas sérios. Ore para que o trabalho da Portas Abertas ajude às Igrejas a ministrarem a esperança e a graça do Senhor sobre a vida dos cristãos traumatizados.

Fonte: Portas Abertas

14/11/2012

Guerra civil na Síria: cristãos são alvo de violência


Syrian girl.jpg“De um tempo para cá, certos elementos passaram a atingir os cristãos na Síria. Eu vejo isso como um ponto de mudança no conflito sírio. Porque, até agora, crentes sofreram acidentalmente com a violência, eles não eram o alvo propriamente dito. Mas, de repente, parece que os cristãos tornaram-se um objetivo específico dos ataques”, disse o colaborador da Portas Abertas, em contato com muitos cristãos sírios.

Ele listou alguns dos incidentes ocorridos nas últimas semanas: “A explosão de uma bomba no bairro Jaramana, em Damasco, causou muitas vítimas, a maioria cristãos. Outra bomba foi encontrada antes de explodir, no bairro cristão de Bab Touma, na capital da Síria, ao lado de duas igrejas. Soubemos também de casos de sequestros e assassinatos de crentes”, completou.

Fontes da Portas Abertas na Síria, disseram que, agora, a situação instalou-se por todo o país. Este seria um quadro novo e preocupante no conflito que já acontece há 20 meses. Desde que a crise começou, em março de 2011, mais de 30 mil sírios foram mortos e muitos foram feridos, entre eles vários cristãos. “Nas últimas semanas vimos um aumento repentino de ataques direcionados, especialmente, à minoria cristã no país”, informou o porta-voz da Portas Abertas. Sua afirmação é baseada nos relatos de várias Igrejas.

O ataque à bomba ao bairro de Jaramana, em 29 de outubro, foi diferente dos demais. Até então, o alvo de explosões foram, sobretudo, prédios do governo ou outros locais estratégicos. Em Jaramana, porém, não havia nenhum prédio do governo nas proximidades. “A área onde ocorreu o ataque não tem edifícios com vínculos políticos”, de acordo com uma fonte da Portas Abertas. “Exceto por uma pessoa, todos os mortos e feridos são cristãos: 11 morreram e 69 ficaram feridos, sendo que 20 deles em estado crítico”, relatou.

O porta-voz da Portas Abertas está preocupado, assim como muitos irmãos na Síria também estão. Segundo ele, é impossível afirmar quem são os responsáveis pelos sequestros e atentados. “Mas parece que, entre os combatentes da oposição, há extremistas religiosos que podem, muito bem, tirar proveito da atual situação caótica do país para atacar os cristãos.”

“Tudo isso que está acontecendo é muito triste”, disse ele. “Por outro lado, já era esperado que a situação para os cristãos se tornasse cada vez pior.” O colaborador da Portas Abertas conversou com crentes locais: “Todo o tipo de elementos radicais vindo de países estrangeiros tem espaço na guerra síria. Semana passada, eu vi um vídeo perturbador no YouTube, e que poderia ter sido motivado pela pregação de imãs, carregada de ódio e que, constantemente, incentiva ataques contra cristãos e outros não-muçulmanos.”

O estado de guerra civil no país já levou um fluxo de refugiados para áreas mais seguras na Síria, mas também para os países vizinhos. “Nós não temos o número exato de refugiados cristãos, mas ouvimos que mais irmãos têm saído ou estão dispostos a sair agora”, disse o porta-voz.

O trabalho da Portas Abertas no país também foi afetado pela violência dos ataques: “A distribuição de Bíblias e livros cristãos está se tornando muito difícil e a organização de treinamentos no país é praticamente impossível. Nós apoiamos várias Igrejas no trabalho de assistência aos refugiados na Síria, mas até essa tarefa está se tornando cada vez mais complicada”, narrou nosso colaborador no país.

Pedidos de oração

    • Peça a Deus por força para os líderes e pastores. Eles estão ficando muito cansados. Esforçam-se para dar o seu melhor e encontrar energia para lidar com a situação e as histórias que ouvem diariamente.

    • Ore por segurança e ousadia para os cristãos que vivem na Síria.

    • Clame por paz na região.

Fonte: Portas Abertas

14/11/2012

Igreja libera uso de celulares e redes sociais durante pregação para atrair jovens afastados


Com o número de fiéis diminuindo nas igrejas da Grã-Bretanha, uma congregação no sudoeste da Inglaterra encontrou um novo uso para as mídias sociais na tentativa de atrair mais jovens. A liberação do uso de celulares para os fiéis acessarem as redes sociais para interagir deu certo, a frequência nos cultos dobrou. Confira, assista e comente…

Quando se fala em uso de aparelhos de telefone celular em igrejas e cultos religiosos é expressamente proibido pelos dirigentes das congregações, pois alegam que o uso desses aparelhos distraem os fiéis e os desligam do objetivo principal que é participar integralmente ao culto e ouvir a pregação da Palavra .

Mas os aparelhos de telefone celulares que são usados também para acessar as paginas das redes sociais teve a liberação em uma igreja da Grã-Bretanha, foi uma maneira que o pároco local achou para trazer novamente os fiéis, principalmente os mais jovens que estavam afastados para a igreja. Frequentadores  de cultos vinha diminuindo consideravelmente a cada ano na Inglaterra, segundo informa o líder religioso.

O pároco Andrew Aldem diz que ” os jovens são cada vez mais raros nas igreja do nosso país, por isso usar redes sociais como Twitter, Facebook e You Tube é uma forma de nos envolvermos com esta nova geração.”

Os fiéis interagem no culto postando mensagens de perguntas que muitas vezes não tem oportunidade de faze-la em voz audível, comentam sobre o teor da pregação, etc…. Mas as mensagens são filtradas antes de serem colocadas em telas espalhadas pela igreja. O pároco da congregação é o responsável pelas postagens feitas através das paginas das redes sociais.

A maneira diferenciada de interação dos fiéis com a congregação é realizado uma vez por mês e parece que tem agradado. O uso das redes sociais parece ter dado certo, pois o numero de frequentadores, principalmente jovens, dobrou nos últimos 5 anos.

Veja o video:

14/11/2012

Lydia Moisés assina contrato com a Sony Music


Lydia Moisés assina contrato com a Sony MusicAtravés do Twitter o diretor da Sony Music, Maurício Soares, divulgou nesta terça-feira (13) que a nova contratada da gravadora é Lydia Moisés.

Para marcar o início desta parceria a gravadora estará relançando o CD “Maestro do Céu” que foi lançado em setembro durante a Expocristã. A audição deste álbum aconteceu no final da reunião na sede da gravadora no Rio de Janeiro.

“Veja quem está na @SonyMusicGospel assinando contrato”, escreveu Maurício postando no Twitter uma foto da cantora que em seguida retuitou dizendo: “Glória a Deus”.

“#LydiaMoisesAgoraESonyMusic obrigada @SonyMusicGospel e @mauriciossoares Vamos trabalhar muito para honrar o nosso Deus juntos”, escreveu Lydia em seu microblog.

Como parte de seu trabalho a gravadora já estava decidindo algumas músicas para enviar para as rádios e fazer a divulgação do CD, ainda pelo Twitter o diretor da Sony revelou quais as canções que podem ser usadas nesse processo citando “Milagres Sobrenaturais” e “No Teu Esconderijo”.

Para os próximos dias a gravadora estará divulgando as fotos e o vídeo sobre esta nova contratação.

14/11/2012

“Igreja brasileira se tornou rica, mas sem visão”, afirma estudioso


“Igreja brasileira se tornou rica, mas sem visão”, afirma estudiosoCom a experiência que acumulou ao longo de décadas divulgando o trabalho missionário transcultural no Brasil e no mundo, o missiólogo e estudioso de missões, David Botelho faz um novo apelo à igreja brasileira.

“Em 20 anos a igreja quase quadruplicou em tamanho, prosperou em finanças, junto com o Brasil que se tornou a sexta economia mundial, será a quinta até o final do ano que vem e a quarta em 2020”, lembra ele em uma carta aberta divulgada pela missão Horizontes América Latina, a qual ele lidera.

Porém, o crescimento da igreja no país não o anima. Afinal, o Brasil era apontado como um dos “celeiros missionários” da igreja mundial. Pelo contrário, na avaliação de David e da Missão Horizonte, as missões parecem estar regredindo no país.

Ele aponta um estudo feito com o foco na realidade da igreja no Brasil nos próximos anos e revela: “Em 2005 fizemos um planejamento estratégico de 10 anos para avaliar a igreja brasileira em 2015… Para isto usamos os fatos listados que afetaria na conclusão”.

Os fatores apontados por ele são:

• Vida Espiritual
• Discipulado
• Denominacionalismo
• Visão Missionária
• Economia Brasileira
• Renda per Capita e Distribuição de Renda
• Indústria
• Relações Internacionais do Brasil
• Inclusão Digital

O resultado foi uma situação bem familiar para quem conhece o livro de Apocalipse. Para o líder missionário, a situação do Brasil hoje poderia ser comparada à Igreja de Laodiceia.

“Estima-se que 1/4 da população brasileira é evangélica e é superficial na vida cristã, a igreja se tornou rica e abastada, mas sem visão. A mídia evangélica tem influenciado com a teologia da prosperidade, formando uma mentalidade materialista e mundanista, aumentando a estrutura de poder das denominações. O discipulado é fraco e não atende a todas as necessidades da igreja, que tornou-se intelectualizada voltada para os seus próprios interesses. A falta de espiritualidade resultou no desinteresse e falta compromisso com missões. Os missionários têm sido negligenciados em todas as áreas de apoio”, enfatiza o relatório da missão.

As críticas de Botelho são conhecidas. Diversas vezes ele já falou sobre isso em congressos e encontros que debateram missões. Ele ressalta que, em 2012, a igreja ainda ignora a sua responsabilidade de envio, sustento e cuidado missionário.

“Há uma diminuição considerável pela procura de treinamento missionário por duas razões: a zona de conforto e a falta de sustento. O treinamento tornou-se a curto prazo e com procura por cursos a distância. Esta situação tem limitado o número de candidatos e obreiros de base nas agências missionárias causando um aumento no custo de formação. Há menor busca por especialização, literaturas bíblicas e cursos de missões, afetando o ministério de mobilização e investimento missionário”.

Isso tudo colabora para que o país envie proporcionalmente menos missionários do que 20 anos atrás. Uma situação que inspira uma mudança drástica.

Por fim, a carta enviada pelo líder de missões traz uma reflexão em forma de ilustração:

“Imagine se contratássemos um auditor de planejamento para analisar e dar seu parecer sobre a igreja para onde ela deveria ir, a fim de cumprir o seu propósito máximo. Ele faria algumas perguntas com o objetivo de chegar a uma conclusão. Sua primeira pergunta talvez fosse: Qual é a tarefa principal da igreja?

Responderíamos que é tornar Cristo conhecido por toda criatura, em todo o mundo.
Em seguida perguntaria com quem a igreja conta atualmente?

Responderíamos que a igreja possui mais de 800 milhões de cristãos verdadeiros. Ele ficaria surpreso!

A terceira pergunta seria: Quais são os recursos com os quais contamos hoje?

Responderíamos que mais de 50% dos cristãos no mundo são classificados como ricos e que somente 13% são verdadeiramente pobres. Temos todas as estratégias e os melhores treinamentos para evangelizar todos os povos, tribos, e nações. Temos métodos de tradução da bíblia para as línguas que nada têm do livro sagrado e condições de terminar a tarefa em nossa geração. Sua admiração seria ainda maior.

Uma última pergunta: Vocês sabem onde se encontram as pessoas não seguidoras de Cristo, alvos da pregação?

Orgulhosos, responderíamos com riquezas de detalhes que a maioria delas, ou 95% dos menos alcançados da terra, está concentrada numa região do mundo que denominamos Janela 10-40. Lá estão aproximadamente 2.3 bilhões de pessoas que chamamos de os menos alcançados, pelo evangelho, da terra.

Nosso interlocutor a essa altura estaria em êxtase com grande admiração pelo conhecimento demonstrado, recursos financeiro e pessoal que possuímos. E sua conclusão seria: Vocês não são sérios naquilo que creem e fazem”.

Fonte: Gospel Prime

14/11/2012

Arcebispo católico diz que imprensa “exagera” em casos de pedofilia


Arcebispo católico diz que imprensa “exagera” em casos de pedofiliaO Cardeal George Pell, da Arquidiocese de Sydney, é a autoridade máxima da Igreja Católica na Austrália. Ele deu uma entrevista nesta terça-feira onde defendeu os padres das acusações de abuso sexual a crianças.

George acredita que imprensa está fazendo uma “campanha” contra os católicos no país, divulgando fatos “exagerados”.

Empunhando um volumoso dossiê, o religioso quer ter uma oportunidade de provar que não tentou encobrir casos de pedofilia envolvendo padres australianos.

“A Igreja Católica se esforça para apurar os casos e considera importante a investigação da polícia. Ficará provado que as denúncias são exageradas. Há uma campanha persistente da imprensa para atacar a Igreja nesse caso. Uma pergunta a ser feita é se é positivo para as vítimas esse furor da imprensa. A busca por justiça é um direito de todos. Estou pronto para cooperar totalmente. É uma grande oportunidade de ajudar as vítimas e desfazer exageros, separando fatos da ficção”, declarou.

Sua reação veio após a polícia divulgar denúncias de abuso sexual de menores em uma escola católica em Sydney. Com isso, a premiê australiana Julia Gillard anunciar a formação de uma comissão especial para investigar a pedofilia cometida por religiosos no país.

A principal acusação contra a Igreja Católica em várias partes do mundo é justamente a falta de punição. Os líderes abafam os casos e acabam deixando os abusadores livres da Justiça comum. Um estudo nacional encomendado pela Conferência Americana de Bispos Católicos à Universidade John Jay de Justiça Criminal, nos EUA alguns anos atrás, mostrou que dos 4.392 padres acusados, apenas 14,1% foram denunciados à polícia. O resto das acusações ficou dentro das dioceses, acobertado por líderes como o cardeal Bernard Law. As informações são do portal Terra.

Em março de 2010, o Papa Bento XVI divulgou uma carta pastoral condenando a pedofilia, algo que já era condenada pela doutrina católica. No documento, o Papa, mesmo tendo sido acusado de encobrir vários casos de padres pedófilos no passado, expressou a sua profunda “vergonha” pelos crimes de pedofilia cometidos pelos clérigos católicos, “pediu desculpa às vítimas” e disse ainda “que os culpados devem responder “diante de Deus e dos tribunais””.

Fonte: Gospel Prime

14/11/2012

Templo de Salomão da Igreja Universal já está 40% concluído


Templo de Salomão da Igreja Universal já está 40% concluídoAs obras o Templo de Salomão continuam em velocidade avançada, até o momento 40% de toda a obra já foi concluída, pelo projeto da Igreja Universal do Reino de Deus o megatemplo será inaugurado em 2014.

Para que tudo saia como o combinado, a construtora mantém 1.400 profissionais que se revezam 24 horas por dia, através do site oficial do projeto é possível acompanhar as obras ao vivo através de duas câmeras.

As obras estavam orçadas em R$ 300 milhões, mas com certeza ultrapassará este valor já que no começo de outubro a IURD havia noticiado o investimento de R$250 milhões na obra.

Na última semana o líder da igreja, bispo Edir Macedo, esteve visitando o templo que está localizado na Avenida Celso Garcia, no bairro do Brás, em São Paulo. Acompanhado por outros bispos e por sua família, o religioso pode participar da tomada de decisões referentes a este empreendimento.

O bispo Júlio Freitas da IURD de Portugal também passou pelas obras para gravar um vídeo e mostrar para os fiéis portugueses como está o projeto que tem recebido apoio financeiro das igrejas de todo o mundo. As informações são da Arca Universal.

Fonte: Gospel Prime

14/11/2012

Igreja Batista promove baile para surdos


Igreja Batista promove baile para surdosA Igreja Batista Betânia, do Rio de Janeiro, criou uma forma bem diferente para tratar com os deficientes auditivos que moram na região criando um “Baile para Surdos”.

A responsável pelo projeto foi a sanitarista Aline Albuquerque que falou para a reportagem do jornal Extra, explicando como surgiu a ideia de fazer um baile para pessoas que não podem ouvir, ou que ouvem com dificuldade.

Para jovem que é integrante do Ministério Efratá, é preciso criar um ambiente saudável para que essas pessoas possam se divertir longe do uso de drogas e bebidas.

Para que os participantes pudessem curtir o baile, animado pelo DJ Fagner Henrique, o salão anexo à igreja foi adaptado para que os deficientes pudessem sentir a música. “A ideia é colocar o som no grave para aumentar as ondas de vibração. Eles sentem a vibração, captam o ritmo e dançam”, conta Aline.

O DJ também concedeu entrevista ao Extra dizendo que ficou surpreso com o convite para tocar para pessoas que não ouvem. “Contei para alguns amigos, e eles me perguntaram se faria mímicas. Mas escolhi as músicas que têm mais grave e, quando vi eles dançando, fiquei surpreso”, disse.

Apesar de ser promovido por uma igreja, o baile não era gospel e pessoas de todas as religiões puderam participar.

Fonte: Gospel Prime

%d blogueiros gostam disto: