Archive for novembro 16th, 2012

16/11/2012

Por que orar?


Pergunta: “Por que orar? Qual o sentido em orar se Deus conhece o futuro e já está no controle de todas as coisas? Se não podemos mudar a opinião de Deus, por que devemos orar?”

Resposta: Por que orar? Por que orar se Deus já está no perfeito controle de tudo? Por que orar se Deus sabe o que vamos pedir antes que o façamos?

(1) A oração é uma forma de servirmos a Deus (Lucas 2:36-38). Oramos porque Deus nos ordena que o façamos (Filipenses 4:6-7).

(2) A oração é exemplificada para nós por Cristo e a igreja primitiva (Marcos 1:35; Atos 1:14; 2:42; 3:1; 4:23-31; 6:4; 13:1-3). Se Jesus achava que valia a pena orar, também devemos achar.

(3) Deus determinou a oração como meio para que pudéssemos obter Suas soluções em inúmeras situações:

a) Preparação para grandes decisões (Lucas 6:12-13)
b) Derrubar barreiras demoníacas na vida das pessoas (Mateus 17:14-21)
c) Ajuntamento de obreiros para a colheita espiritual (Lucas 10:2)
d) Obtenção de forças para vencer a tentação (Mateus 26:41)
e) Um meio de fortalecer a outros espiritualmente (Efésios 6:18-19)

(4) Temos a promessa de Deus que nossas orações não são em vão, mesmo se não recebemos especificamente o que pedimos (Mateus 6:6; Romanos 8:26-27).

(5) Ele prometeu que quando pedirmos por coisas que estejam de acordo com Sua vontade, Ele nos dará o que pedirmos (I João 5:14-15).

Às vezes Ele atrasa Sua resposta de acordo com Sua sabedoria e para o nosso benefício. Nestas situações, devemos ser perseverantes e persistentes em oração (Mateus 7:7; Lucas 18:1-8). A oração não deve ser vista como nosso meio de obter que Deus faça nossa vontade na terra, mas como um meio de obter a vontade de Deus feita na terra. A sabedoria de Deus, em muito, excede a nossa.

Em situações para as quais não sabemos especificamente qual a vontade de Deus, a oração é o meio de discerni-la. Se Pedro não tivesse pedido a Jesus para chamá-lo para fora do barco até a água, teria perdido tal experiência (Mateus 14:28-29). Se a mulher síria cuja filha estava influenciada pelo demônio não tivesse orado a Cristo, sua filha não teria sido restabelecida (Marcos 7:26-30). Se o homem cego fora de Jericó não tivesse clamado a Cristo, ele teria continuado cego (Lucas 18:35-43). Deus disse que muitas vezes não recebemos porque não pedimos (Tiago 4:2). Em um sentido, a oração é como compartilhar o evangelho com as pessoas. Não sabemos quem responderá à mensagem do evangelho até que o preguemos. O mesmo ocorre com a oração: nunca veremos os resultados de uma oração respondida até que oremos.

A falta de oração demonstra a falta de fé e a falta de confiança na Palavra de Deus. Nós oramos para demonstrar nossa fé em Deus, que Ele fará assim como prometeu em Sua Palavra, e que abençoará nossas vidas abundantemente mais do que podemos pedir ou esperar (Efésios 3:20). A oração é nosso primeiro meio de ver a obra de Deus na vida de outros. Por ser nosso meio de nos “ligarmos” ao poder de Deus como se nos ligássemos em uma tomada, é nosso meio de derrotar nosso inimigo e seu exército (Satanás e seu exército) que, por nós mesmos, não teríamos forças para vencer. Por isto, que Deus nos encontre sempre perante Seu trono, pois temos um Sumo Sacerdote no céu que pode se identificar com tudo o que passamos (Hebreus 4:15-16). Temos Sua promessa de que “A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” (Tiago 5:16-18). Que Deus possa glorificar Seu nome em nossas vidas conforme creiamos Nele de forma suficiente para que venhamos sempre a Ele em oração.

16/11/2012

Tribunal de Justiça rejeita última ação da Igreja Universal contra a Folha


A 8ª Câmara Cível de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou ontem, por unanimidade, sentença que havia julgado improcedente a ação de indenização movida pela Igreja Universal contra a Folha de São Paulo e o jornalista Fernando de Barros e Silva.

O relator Caetano Lagastra entendeu que não houve abuso na coluna “Fé do bilhão”, de 17 de dezembro de 2007.

A Igreja Universal havia alegado que o texto tinha “cunho tendencioso”. Em sua defesa, a Folha afirmou que ele representava o “exercício da liberdade de expressão do pensamento”. A coluna comentava a reportagem “Universal chega aos 30 anos com império empresarial”, de Elvira Lobato, que receberia o Prêmio Esso de Jornalismo.

A reportagem foi alvo de ações movidas país afora por adeptos da Igreja contra a Folha e a jornalista. A maioria dos processos foi ajuizada em comarcas remotas, forçando o deslocamento de advogados e jornalistas por avião, ônibus, táxi e barco. As ações usavam as mesmas frases.

A tentativa de intimidação foi classificada pelo juiz Edinaldo Muniz dos Santos como “assédio judicial”.

A Igreja ainda entrou diretamente com processos referentes à reportagem, à coluna e ao editorial “Intimidação e má-fé”, de 2008, que questionava a série de ações.

“Espero que o julgamento represente o encerramento do embate judicial que durou quase cinco anos envolvendo a Igreja Universal e a Folha”, declarou a advogada do jornal, Taís Gasparian.

Segundo ela, “nesse período a igreja entrou com três ações, e seus fiéis, com mais de 110, em uma iniciativa que tinha por propósito inibir a publicação de textos jornalísticos. Apesar das dificuldades, acredito que a imprensa tenha saído saído vencedora, já que nenhuma das ações foi julgada procedente”.

Fonte: Folha de São Paulo

16/11/2012

Três Histórias, Um Destino chega a 14 estados


Três Histórias, Um Destino chega a 14 estadosEm apenas 11 dias de estreia o filme “Três Histórias, Um Destino” já foi assistido por mais de 150 mil pessoas, o sucesso de público foi tanto que agora o longa com temática evangélica estará sendo exibido em 14 estados brasileiros.

A estreia do filme baseado no livro homônimo escrito pelo missionário R.R. Soares aconteceu no dia 2 de novembro e se tornou um grande sucesso de audiência logo no primeiro final de semana.

“É o momento do cinema cristão e não podemos deixar passar isso”, diz Ygor Siqueira, diretora da Graça Filmes, empresa que está por trás desse grande lançamento.

A equipe de marketing do longa conta com o apoio dos evangélicos para poder fazer com que o maior número de pessoas tenha contato com a história que tem emocionado milhares de pessoas.

Na trama três situações diferentes acontecem com os personagens principais fazendo com que eles escolham o mesmo destino. O filme é evangelístico e por isso a Graça Filmes insiste na campanha para que cada espectador leve dois amigos, assim a mensagem alcançará cada vez mais pessoas.

Ygor Siqueira também avisa que quanto maior for o número de pessoas que assistirem ao longa, mais tempo ele ficará em cartaz. No site oficial de”Três Histórias, Um Destino” é possível conferir os cinemas nesses 14 estados que estão exibindo o filme.

Acesse e confira: www.treshistoriasumdestino.com.br.

16/11/2012

Magno Malta se pronuncia em favor de missionários presos no Senegal


Magno Malta se pronuncia em favor de missionários presos no Senegal Magno Malta se pronuncia em favor de missionários presos no Senegal

Durante seu discurso no Senado na tarde desta terça-feira (13) o senador Magno Malta falou sobre os missionários presos no Senegal sob acusação de tráfico de crianças, desvio de menores e formação de quadrilha, isso porque os brasileiros José Dilson e Zenaide Moreira Novaes estavam evangelizando crianças muçulmanas.

Malta defende o trabalho dos missionários e entrou em contato com o embaixador do Senegal no Brasil que lhe garantiu que em seu país não há perseguição religiosa, mesmo tendo maioria da população muçulmana.

José Dilson e Zenaide Moreira foram presos na semana passada por trabalharem no projeto Obadias, que tem como objetivo resgatar crianças que vivem nas ruas e compartilhar o evangelho com estas.

Para tentar ajudar os missionários, Magno Malta estará viajando até o país africano na próxima semana acompanhado por uma comitiva parlamentar para pressionar as autoridades e acompanhar de perto este caso.

“Eu conheço esta família”, disse Malta que conhece o pai da missionária Zenaide, que são moradores da cidade de Nova Itapetinga, na Bahia, cidade onde o senador nasceu e cresceu.

Veja o vídeo com a declaração do senador:

16/11/2012

Globo por “aproximação com os evangélicos” se reúne com pastores e líderes


A Rede Globo quer uma “aproximação com os evangélicos”, após o Festival Promessas 2011 e 12, o anúncio que entrará no mundo das feiras com a FeiraGospel em 2013. A emissora promove reunião com pastores e líderes de associações evangélicas para tentar viabilizar agenda de eventos junto com as Igrejas para 2013.

Na segunda-feira última dia 12/11, mais de quinze líderes evangélicos visitaram o Projac para uma reunião com Amauri Soares, diretor de Projetos e Eventos Especiais da Globo.

O tema do encontro foi a maior “Aproximação com os evangélicos. Festival Promessas nos estados”. Segundo o colunista da Veja, Lauro Jardins, as partes vão discutir sobre como viabilizar uma maior aproximação entre a Globo e os evangélicos a partir de 2013.

Estiveram presentes na reunião, o bispo Robson Rodovalho, da Igreja Sara Nossa Terra, Francisco Paixão, presidente da CONCEPAB, Wilton Acosta, presidente da FENASP, apóstolo Edmilson Oliveira, da Igreja Evangélica em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, entre outros líderes da Confederação dos Conselhos de Pastores e Evangélicos do Brasil (CONCEPAB).

Apesar de críticas à emissora por parte de evangélicos, os líderes estão positivos na relação e acreditam que isso possibilitará a maior divulgação do Evangelho.

Para alguns comentaristas da notícia, a iniciativa pode até ser vista como uma oportunidade de ter um programa na maior rede de TV do Brasil.

A evento veio depois de iniciativas da emissora em alcançar a massa evangélica através de eventos.

Em 2011, a Globo, através da sua empresa de entretenimento Geo Eventos, realizou o Festival Promessas, cujo público alvo foi o evangélico.

A empresa também tem planos de lançar uma feiragospel, a “Feira Internacional Cristã”, que rivalizará com a atual ExpoCristã, considerada a maior feira de produtos cristãos na América Latina.

16/11/2012

Igrejas nos EUA unidas ainda ajudam aliviar sofrimento e dor dos afetados pelo furacão “Sandy”


Após o furacão Sandy ter devastados áreas à beira-mar em Nova York e Nova Jersey a duas semanas, as igrejas permanecem juntas no Ground Zero(local da queda das Torres) fornecendo ajuda aos que foram mais afetados pela tempestade. É o mover de Deus no coração da  igreja de Cristo, diz líder de Missões.

Moradores de Staten Island, Nova Iorque, uma das áreas mais atingidas por Sandy, tem visto o corpo de Cristo se unirem durante este tempo de desolação que estão passando, colocando filiação denominacional(placa de Igreja) e perspectivas teológicas de lado para ajudar aqueles que sofrem.

Pastor Daniel Delgado diretor executivo de Missões que esta engajado em ajudar, e diz ser uma testemunha desta unificação da Igreja em prol de ajudar o próximo necessitado, “Estamos aqui na retaguarda para agir desde o dia do desastre da queda nas torres gêmeas em 11 de Setembro.

Delgado arrisca dizer que por causa do furação as vidas perdidas não eram da mesma magnitude de 11 de setembro , pois ocorreu em uma área concentrada. O pastor explica que o desastre  por causa do furacão Sandy na Staten Island em comparação ao restante de Nova York em termos de tamanho é de 50 por cento e proporcionalmente equivale em números ao desastre de setembro.

Ele diz que a mídia de uma forma geral minimizou a proporção dos estragos feitos pelo furacão a Staten Island por isso as Igrejas e  membros foram os primeiros a dar uma mão as vitimas que pediam por ajuda.

O líder de Missões pastor Delgado disse que ficou maravilhado quando viu a unidade do corpo de Cristo desde o primeiro dia do furacão em ajudar os que estavam precisando, é tão somente um mover verdadeiro de Deus nos corações das igrejas.

Muitos outros serviços além da assistência com roupas, agasalhos, água, comida, etc.. vai ser necessário acompanhar estas famílias que perderam suas casas, ente queridos em processos legais para regularizarem a sua situação.

Ainda tem muito a fazer mas, “Temos visto uma onda de compaixão do corpo de Cristo de todo”, disse Delgado.

Fonte: Inforgospel

%d blogueiros gostam disto: