Pastora agredida no Rio comemora alta com almoço de Ação de Graças


Pastora agredida no Rio comemora alta com almoço de Ação de GraçasA pastora americana Reneé Murdoch, da Igreja Luz das Nações, no Rio de Janeiro, quase morreu após ser agredida pelo morador de rua Alexandre Luis de Oliveira Francesco, na orla da Barra da Tijuca, mês passado.

Segundo Ruy Monteiro, neurocirurgião que a operou, mesmo com a complexidade das cirurgias e a gravidade dos ferimentos que sofreu, a pastora teve uma grande e rápida melhora. Para os médicos, as chances de sequelas após a cirurgia que recolocou o osso da cabeça, eram de 30%.

“Hoje, ela apresenta um pequeno déficit de memória e uma dificuldade na fala, mas tem grandes chances de recuperação”, comemora Monteiro.

Reneá recebeu alta do Hospital Copa D’or, em Copacabana, nesta quinta-feira (22). Ela celebrou com almoço de Dia de Ação de Graças, informou seu marido, o pastor Philip Murdoch.

“Hoje é Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos, que é uma data tão especial quanto o Natal, então, vamos preparar um almoço com amigos e familiares. Estou feliz por minha mulher estar viva. Se você orou, se você torceu, obrigado”, agradeceu.

Desde que deixou a unidade semi-intensiva do Copa D’or e foi transferida para o quarto, ela já mostrava melhora no seu quadro e começado a falar pequenas frases.

Durante entrevista coletiva desta manhã, Reneé mostrou algumas dificuldades na fala, mas agradeceu o apoio dos brasileiros. “Vocês são maravilhosos, só posso falar um pouquinho, queria agradecer vocês, Brasil, pelas orações, muito obrigada, amém”, disse.

Vários sites do segmento gospel divulgaram o caso e havia várias correntes de oração, e o caso teve grande repercussão nas redes sociais.

O neurologista Bernardo Liberato, que coordena a Unidade Semi Intensiva do hospital, a recuperação de Reneé aconteceu bem mais rápido do que a equipe médica esperava. Segundo Ele lembra que a agressão afetou a região do cérebro que afeta as funções vitais do ser humano, como dormir, acordar e respirar. Quando ela chegou ao hospital, no último dia 26, o lado esquerdo do seu corpo estava paralisado.

Membros da igreja Luz das Nações fizeram uma surpresa na porta do hospital. “Ela é uma mulher muito forte, mas muito doce”, declarou a amiga Andrea Lima.

Fonte: Gospel Prime

Anúncios

Escreva Aqui seu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: