Archive for dezembro, 2012

19/12/2012

Se Jesus fosse vivo seria linchado por palestinos, diz embaixada israelense


Se Jesus fosse vivo seria linchado por palestinos, diz embaixada israelense

Quem acompanha a página da Embaixada de Israel em Dublin leu uma mensagem ácida criticando os palestinos que moram na Cisjordânia. O texto dizia que se Jesus e Maria morassem na cidade de Belém nos dias de hoje eles seriam linchados por serem judeus.

Jesus nasceu em uma parte do estado israelense que hoje pertence aos palestinos. Os judeus da região são hostilizados e por isto alguém da embaixada teria feito a frase que gerou polêmica e muitas críticas.

“Uma reflexão para o Natal… Se Jesus e Maria estivesses vivos hoje, eles seriam, como judeus sem proteção, linchados em Belém por palestinos hostis. Só uma reflexão”, dizia a mensagem que logo foi apagada.

Antes de sumir da página oficial da embaixada no Facebook, o texto ganhou sátiras, uma delas foi uma montagem mostrando Jesus e Maria humilhando uma palestina. A fotomontagem foi feita em cima de uma foto famosa que mostra a mulher que foi expulsa de sua casa por dar lugar a colonos no bairro palestino de Sheik Yarrah, na Jerusalém Oriental.

Outra montagem mostra um diálogo entre Jesus e Maria em hebraico, nele Cristo responde que pior que judeu em Belém, é ser palestino em Hebron. Hebron é a única cidade na Cisjordânia com um assentamento judaico em seu interior. A briga entre famílias palestinas e israelenses duram há anos e tem se intensificado nos últimos dias.

Sobre a mensagem, a embaixada se pronunciou dizendo que o texto foi divulgado sem o consentimento do administrador da página e um pedido de desculpas foi feito para todos os que se sentiram ofendidos.

Fonte: Gospel Prime

Anúncios
19/12/2012

Cláudia Leitte canta música de Thalles Roberto em show


Claudia leite Durante o show que aconteceu no final de novembro na cidade de Araruama (RJ), a cantora Cláudia Leitte cantou uma música do cantor Thalles Roberto e emocionou o público.

A canção escolhida foi “Escrita pelo Dedo de Deus”, uma das mais conhecidas do cantor evangélico. A plateia formada por 50 mil pessoas pode ouvir a letra desta música que fala de mudança de vida.

A notícia foi dada pelo cantor que viu através do Twitter o que uma participante do show de Cláudia Leitte postou, fazendo menção à sua conta no microblog.

Quem também apareceu interpretando uma música do ganhador do Troféu Promessas na categorias de “Melhor Cantor” foi o funkeiro MC Naldo. Um vídeo divulgado pela gravadora Graça Music mostra Naldo dedicando uma parte de seu show para agradecer a Deus através da música “Clareia”.

“Tudo isso aqui é para a honra e glória de Jesus, que eu creio nEle”, disse o funkeiro antes de começar a cantar a música de Thalles.

Convertido em ma igreja evangélica, MC Naldo não pensa em largar sua profissão e não se sente culpado por cantar mensagens de sentido sexual. Em uma reportagem ao jornal O Dia ele chegou a afirmar que a linguagem sensual de suas músicas salva casamentos.

Thalles Roberto já sabe que há cantores seculares que incluíram suas canções no repertório de show, durante sua participação no programa “Encontro do Fátima Bernardes” ele chegou a dizer que “acha o máximo” saber que pessoas que estão em shows não cristãos tenham acesso à mensagem que ele transmite em suas músicas.

Assista:

19/12/2012

Padre anuncia que vai se casar e ter um filho durante celebração em Igreja


Os fiéis da Igreja Católica na cidade de Trapani, na Sicília na Itália foram surpreendidos com o anúncio feito pelo padre local, disse que seria sua última celebração e que ia se casar com a sua companheira que espera um filho. A noticia causou alvoroço na comunidade. Um padre italiano surpreendeu os fiéis durante a missa anunciando seu casamento com sua companheira, que espera um bebê, contou nesta sexta-feira a imprensa italiana. “Esta será a última missa que celebro, me apaixonei por uma mulher e em poucos meses vou ser pai”, disse Vito Lombardo, de 33 anos, pároco da igreja de São Lourenço na cidade de Trapani, na Sicília, segundo a edição local do jornal La Repubblica.

O jornal informa também que o padre e a mulher mantinham uma relação há muito tempo, mas que o religioso decidiu parar de servir à Igreja quando a mulher ficou grávida. Segundo a imprensa local, Vito informou ao Vaticano sobre sua decisão antes de anunciá-la publicamente.

Fonte: Infor Gospel

19/12/2012

Thalles fala sobre sua vida antes de Jesus


“Eu estava em um hotel em Curitiba com um amigo no quarto, a gente estava usando drogas. Ele começou a me agredir com algumas palavras, dizendo que meu objetivo era destruir a vida das pessoas. Ele me ofendeu muito. Naquele momento eu comecei a refletir sobre tudo o que eu estava fazendo”, diz Thalles em entrevista ao G1.

Hoje casado e pai de dois filhos, de três e cinco anos, o cantor e pastor evangélico é o maior sucesso de público gospel brasileiro. Foi o maior vencedor do ‘Troféu Promessas de 2012′ e cantou no festival homônimo, transmitido pela TV Globo no último sábado (15).

Confira a entrevista:

Quando comecei a acompanhar a música gospel, ainda estava no Jota Quest. Ouvia a Ana Paula cantando e me sentia intrigado. Como uma pessoa no começo de sua juventude abria mão disso para viver Deus? Não era o que eu vivia, e isso me deixava confuso. Hoje consigo entender uma pessoa jovem dar sua vida para Deus. O jovem quer curtir, quer balada, quer festa, quer aproveitar sua juventude. Ela gastou a juventude dela falando de Deus. Isso é um exemplo para todos nós.

O que te fez mudar de ideia?

Foi a minha conversão mesmo. A minha aceitação de Jesus como Salvador. Mudei de opinião e comecei a olhar as coisas com a perspectiva de Deus. É muito legal ser um instrumento, andar pelo Brasil falando de Deus. Hoje faço parte desse time.

Metade das atrações do Festival Promessas (Thalles, Diante do Trono e André Valadãox) veio de uma igreja só, a Batista da Lagoinha de Belo Horizonte. É uma igreja milagrosa? Qual é sua história nela?

Ela é muito especial. A música gospel mineira tem uma proporção gigantesca no meio. Tem uma pessoa especial, o pastor Márcio Valadão, pai do André e da Ana Paula. E é “meu pai” também, me ajudou muito no início da carreira – financeiramente, espiritualmente, como amigo, orando por mim, pagando minhas dívidas, minhas contas, me aceitando e deixando participar do culto. Lá é sim um celeiro de talentos.

Quanto tempo você tem de carreira, e quanto na música evangélica?

Eu canto desde cinco anos, estou com 35. Carreira eu considero desde que se começa a levar a música a sério. Aos 15 anos eu decidi não fazer nada além de cantar. Então são 20 anos. Música gospel são três anos. É um tempo curto para esse nível de reconhecimento. Mas eu acredito que é uma coisa de Deus mesmo, ele me separou para fazer isso.

Thalles durante gravação do CD e DVD ‘Uma história escrita pelo dedo de Deus’

Qual a diferença, para você, entre ser músico e ser músico gospel?

A mensagem mesmo. O que o músico secular que falar é da vida dele – amor, namoros, traições, noitadas. A gente fala das nossas experiências com Deus. A alegria que sentimos, a bênção que é você não guiar sua vida, mas deixar Deus dirigir tudo.

No clipe de ‘Deus da minha vida’ você conta uma história sobre iluminação. Como aconteceu?

Eu estava em um hotel em Curitiba com um amigo no quarto, a gente estava usando drogas. Ele começou a me agredir com algumas palavras, dizendo que meu objetivo era destruir a vida das pessoas. Ele me ofendeu muito. Naquele momento eu comecei a refletir sobre tudo o que eu estava fazendo, a maneira que estava conduzindo minha vida, minhas baladas, noitadas, “chapações”. Meu contato com a droga vinha me prejudicando e também às outras pessoas. Decidi voltar para a Casa do Pai. Foi como se a luz de Deus viesse dentro do meu quarto e dissesse: “Meu filho, você esta perdido pra caramba, precisa endireitar seu caminho”.

Era uma viagem de turnê?

Estava em turnê com o Jota Quest.

E como você fez? Anunciou no outro dia que ia sair da turnê?

Comecei a pedir para Deus em orações para mostrar o meu caminho. Eu não tinha como sair, dali eu tirava meu pão, o sustento da minha família. E Deus começou a me levar para o caminho que ele tinha para mim. As coisas começam a acontecer sem que você tenha controle sobre elas. As portas começaram a se abrir. Depois disso eu ainda fiquei dois anos no Jammil e Uma Noites. Depois é que eu realmente decidi sair. Primeiro eu parei de fumar, de usar drogas, de me prostituir. Fui cortando tudo o que me atrapalhava e atrapalhava a vida das pessoas.

Se prostituir em que sentido?

No sentido de pegar todo mundo, pegar mulher casada, ficar com um monte de mulher, fazer suruba, rolava tudo. Aí Deus foi me ensinando que a vida não era assim, eu tinha sido criado para ter uma família, para viver uma vida em paz.

Você já compôs para artistas seculares como Seu Jorge. Pretende continuar fazendo isso?

Não, agora estou 100% com o gospel. A gente fala da nossa verdade, e aquilo não é minha verdade. Eu faço algumas músicas românticas, canto para minha esposa. Talvez no futuro a gente possa gravar um disco de músicas românticas para a família.

Seu show tem presença de black music. Quais são suas influências musicais?

Lionel Ritchie, Stevie Wonder, Michael Jackson, Lenny Kravitz, Dianna Ross. Foram as coisas que eu mais ouvi. Também Mariah Carey, Boyz II Men.

Ainda escuta música secular?

Hoje eu não ouço nem música secular nem gospel. Eu quero tirar a minha essência do coração.

Como você avalia hoje sua experiência no Jota Quest?

Foi muito positivo. Eu sou amigo dos meninos até hoje, a gente conversa sempre. Acho que eu aprendi muito ali. Acho que meu som não tem nada a ver com Jota Quest. Mas aprendi a passar a verdade ali no palco. Ter presença de palco, fazer entrevistas. Foi um tempo de muito aprendizado em todos os aspectos.

Mas voltaria para uma turnê?

Não, em hipótese alguma.

Fonte: G1

19/12/2012

‘Tenho medo da bancada evangélica’, diz repórter do CQC


Mônica Iozzi, integrante do programa ‘CQC’, da Rede Bandeirantes, em entrevista ao programa ‘2 Chopes.Com’, do portal Yahoo!, apresentado por Michel Blanco, declarou temer a bancada evangélica.

Em seu quadro na Band, Mônica entrevista políticos, personalidades e faz críticas debochadas a alguns parlamentares. Um exemplo mais recente foi a tentativa de ridicularizar o posicionamento do pastor Silas Malafaia, após a audiência pública da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, ambas as matérias publicadas no Verdade Gospel.

Questionada sobre qual seria a bancada mais perigosa de Brasilia, a repórter afirma, entre goles de chope: “Eu acho que existem muitas bancadas perigosas ali. As bancadas que eu tenho mais medo são a ruralista e a bancada ‘dita evangélica’. A gente tá voltando no tempo numa série de coisas”.

Mônica ressalta que não são todas as igrejas evangélicas, mas que existem uma série de igrejas que misturam de uma forma ‘gritante’, política com religião: “Que pegam a grana dessas pessoas e alimentam programas que alimentam políticos, que alimentam a bancada”.

A repórter ainda questiona: “Qual é a função da bancada evangélica? A única coisa que os caras sabem dizer é: nós lutamos pela família, pela moral e pelos bons costumes”, disse, completando que só focam em causas específicas como os gays.

Outra questão que incomoda a repórter é que se a bancada evangélica cresce é porque muitas pessoas da população compartilham dos mesmos pensamos. “É assustador!”, declarou.

Fonte: The Christian Post

19/12/2012

lições de vida e de liderança marcaram 4ª Eslavec


Foram quatro dias de estudo da Palavra de Deus e mais de 12 horas de mensagens que promoveram avivamento espiritual, capacitação e instrução para pastores, obreiros e jovens vocacionados. A cada ano a Eslavec se consolida como referência em treinamento de líderes evangélicos no Brasil. Mais de 4 mil pessoas de diversas denominações participaram do evento, que terminou na noite desta sexta-feira (14), em Águas de Lindoia (SP).

Os preletores ministraram lições de vida e de liderança na programação. Primeiro a pregar, o pastor Silmar Coelho baseou sua mensagem na experiência do povo israelita durante o exílio no Egito, registrado em Jeremias 29.4, para ensinar aos participantes a serem produtivos, independente da situação em que se encontrem.

“O segredo nessas situações é continuar vivendo, ir em frente porque a vitoria é de quem não desiste mesmo na adversidade”, disse o pastor sobre o tema ‘Nada dá errado quando Deus está no controle’.

Depois de ministrar sobre avivamento em duas ocasiões, o bispo T.D Jakes trouxe aos líderes e jovens presentes ensinos sobre liderança que podem ser aplicados nas igrejas, nas famílias e nos negócios. Ele falou sobre as características do líder e a influência que ele exerce sobre a vida de seus liderados, usando como exemplo dois grandes líderes da Bíblia: Moisés e Josué.

Noite impactante

O bispo norte-americano T. D. Jakes foi o preletor da noite de encerramento. Mas antes de T. D. Jakes iniciar a sua mensagem, o pastor Silas Malafaia agradeceu pela contribuição que o pregador deu à Igreja brasileira em sua primeira viagem ao país. “Ele veio ao Brasil para nos abençoar. Há centenas de lugares aonde ele poderia ir, mas o Espírito Santo o dirigiu para cá”, disse o pastor Silas a T. D. Jakes, que foi aplaudido de pé pela multidão.

Emocionado, o bispo declarou que estava sem palavras diante da receptividade e calor dos brasileiros. “Cresci em um lugar pequeno no Estado da Virgínia. Quando Deus me chamou para pregar não imaginava que me levaria a tantas partes do mundo. Volto para os Estados Unidos e todas as vezes que encontrar um brasileiro lembrarei do que aconteceu aqui”.

Uma das marcas desta 4ª Eslavec foi o derramamento de uma unção especial sobre a juventude. “O Senhor tem levantado profetas e sacerdotes da próxima geração. Este é o momento da virada, chegou o tempo de vocês, chegou a sua hora”, declarou o bispo contagiando toda a juventude, num momento de total rendição.

Brasileiros de 26 Estados, mais o Distrito Federal, participaram do evento. Outros vieram do Japão, Costa Rica, Argentina, Paraguai, Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Suíça, Portugal e Nepal.

O pastor Yukio Yassaka, da Missão Shekinah, em Chiba, cidade a 30 minutos de Tóquio, no Japão, foi um dos selecionados para participar do evento com hospedagem e alimentação custeadas pela Avec. “É a primeira vez que participo da Eslavec. Saio daqui maravilhado. Nosso objetivo é aplicar o que aprendemos no campo missionário entre os japoneses e os brasileiros”, declarou o pastor.

Pela primeira vez no evento, Rosângela Rodrigues, do Ministério Família de Deus, em de Unaí (MG), elogiou a organização, a qualidade e o propósito do evento. “Todo pastor deveria participar juntamente com a sua liderança porque é um evento que investe no ensino da Palavra de Deus”.

Ocuparam o púlpito da Eslavec os pastores Silas Malafaia, Elizete Malafaia, Walmir Cohen, Silmar Coelho, Coty, Marco Antonio Peixoto e a missionária Edméia Williams. Paralelo ao evento na grande tenda montada na Praça Burle Max, a pastora Elizete Malafaia promoveu dois dias da Conferência de Mulheres Vitoriosas, reunindo cerca de 1.300 mulheres no Hotel Monte Real.

O evento teve ainda muita música gospel com os cantores Nani Azevedo, Eyshila, Jotta A, Rachel Malafaia, Raquel Mello, Danielle Cristina, Jozyanne, Dayan de Alencar, e Marquinhos Menezes e Lilian.

O pastor Silas Malafaia anunciou que a 5ª Eslavec deverá acontecer em Fortaleza, e já convidou o bispo T.D. Jakes para retornar ao país para a programação, que deverá ser em novembro de 2013.

Fonte: Verdade Gospel

18/12/2012

Casamento em Minas Gerais dura Mais segundo IBGE.


casaisEm oito anos, o número de divórcios aumentou em Minas Gerais, mas isso não quer dizer que os mineiros estejam desacreditados com relação ao casamento. Ao contrário, eles estão se casando mais e permanecendo juntos por mais tempo.

Segundo as Estatísticas do Registro Civil do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas ontem, a taxa geral de casamentos desfeitos no Estado passou de 1,4 em cada mil habitantes de 15 anos ou mais de idade, em 2003, para 2,9 em 2011. A pesquisa contempla também informações sobre mortalidade e natalidade.

De acordo com a demógrafa Luciene Longo, do IBGE, o motivo do aumento de divórcios foi uma mudança na legislação, em 2010, desobrigando casais de passarem pelo processo de separação.

Os números de Minas acompanham os nacionais: nunca houve tantos divórcios no país como no ano passado. A taxa geral de 2,6 rompimentos por grupo de mil habitantes foi a maior da série histórica do IBGE, iniciada em 1984. Na “estreia”, foi de 0,5.

Pé no altar

Por outro lado, há mais mineiros se casando. Em 2003, a taxa de nupcialidade legal era de 6,5 casamentos por mil habitantes de 15 anos ou mais de idade. Em 2011, atingiu 7,4, mais que a média nacional, 7,0.

De modo geral, os grupos de idade que mais se casam são os de 20 a 24 anos e 25 a 29 anos.

Considerando todos os casamentos no Estado, 80,6% foram entre pessoas que jamais tinham firmado matrimônio. O percentual é pouco superior ao total do Brasil, 79,7%.

A idade mediana dos solteiros na data do casamento era, no ano passado, 25 anos para mulheres e 28 anos para homens. No país, há diferença de um ano a mais na idade mediana das mulheres, 26 anos.

Mais tempo

As uniões também estão durando mais. O tempo médio transcorrido entre o casamento e o divórcio, em 2003, era 11 anos. Em 2011, foi 15 anos, o mesmo intervalo verificado no Brasil. A idade média na data de sentença do divórcio em Minas foi de 42 anos para homens e 38 para mulheres.

Para a psicóloga e professora da PUC Minas Márcia Stengel, uma das hipóteses para os números otimistas nos “casórios” é que o desejo predominante nos casais ainda é o de ficarem juntos “para sempre”.  “Mas não é o tempo que deve medir o sucesso no casamento, e sim a satisfação de ambas as partes”, ressalta.

É o que esperam Sueli Alves Greco, de 27 anos, e Gustavo Greco Maia, de 28. Eles se casaram em maio, depois de 12 anos de namoro e muito amadurecimento pessoal e profissional.

Agora, são donos de uma empresa de segurança eletrônica e revelam que os valores familiares ajudam a tornar o casamento mais sólido. “Casei para a vida toda e sei que o matrimônio é um constante aprofundamento da relação”, afirma Sueli.

Fonte: Hoje em Dia

14/12/2012

Projeto Cristão transforma “Vinho em Água” para atender bairro carente na Etiópia


 Na passagem bíblica de João 2vs.01 a 11 diz do milagre de Jesus transformando água em vinho, o projeto da Fundação Cristã que trabalha com pessoas necessitadas e uma vinícola da região de Rioja na Espanha está sanando a necessidade de água num bairro da Etiópia, revertendo lucro de venda de vinho em água. – Confira e comente…

Quando o mordomo provou a água transformada em vinho agora, sem saber de onde veio, mas eu sabia que os servos que haviam tirado a água, chamou o noivo, João 2:9. Esta é uma passagem está intimamente relacionado com a iniciativa que a vinícola Bodegas Muga e Fundação Cristã Cuentasueños em vender vinho e os lucros serem revertidos a fornecer água a bairro carente na Etiópia.

Há alguns meses atrás a vinícola Bodegas Muga da região de Rioja na Espanha tomou a iniciativa de produzir um vinho exclusivo chamado “Nova flor”, cujos lucros vão destinados para o fornecimento de água a um dos bairros mais pobres da capital etíope.

O bairro que ira ser destinado, é a Kechene zona 04 , o qual cada pessoa tem disponibilizado apenas 11,5 litros de água por dia para suas necessidades. Esta quantidade não é suficiente e o que agrava mais a situação é que esta água não é potável e com esta falta de acesso a água limpa e com quantidade suficiente, vários tipos de doenças surgem, juntando com a falta de saneamento ocorre muitos casos de cólera, malária e diarreia, que são a principal causa de mortalidade infantil.

Fundação Cristã Cuentasueños  assinou um acordo com a Bodegas Muga adega por que dá um mínimo de 1.800 garrafas de vinho para financiar um projeto de ajuda ao desenvolvimento de projetos para captação de água potável em maior quantidade para atender esta necessidade e amenizar estes casos de doenças que leva a óbito muitas crianças na Etiópia  um dos países mais pobres do mundo. Estas garrafas são comercializados exclusivamente através de um clube chamado Os 300 membros do Clube 300, que vai adquirir um pacote de seis garrafas cada.

O vinho é criado expressamente para o projeto e não pode ser comprado em qualquer outro lugar. Todas as receitas da venda dessas garrafas são usados para financiar o projeto.

Com o dinheiro arrecadado, ajuda a Fundação Africano de Pesquisa Médica construir a infra-estrutura necessária para permitir que moradores Kechene num total de 6500 moradores poderem ter um fornecimento contínuo e suficiente de água potável.

Fonte: Inforgospel

14/12/2012

Pastora agredida no RJ é homenageada pela Câmara dos Vereadores


Pastora agredida no RJ é homenageada pela Câmara dos VereadoresDurante a solenidade do dia 10 de dezembro os vereadores da cidade do Rio de Janeiro prestaram uma homenagem à pastora Reneé Murdoch que foi agredida por um morador de rua na Barra da Tijuca no mês de novembro.

A sessão foi organizada para comemorar do Dia da Bíblia celebrado no segundo domingo do mês, mas ganhou também este apelo emocionado para a missionária americana que ficou hospitalizada na UTI depois da agressão.

Presidida pelo vereador João Mendes de Jesus (PRB), a solenidade contou com a participação de diversos convidados evangélicos, entre eles o pastor Philip Murdoch, esposo de Reneé, que é líder da Igreja Luz das Nações.

Fora ele também estavam presentes o pastor Jorge Cerqueira, presidente da Assembleia de Deus; o pastor Alexandre Gomes de Freitas, do ministério Unção Ágape; o pastor Dirlei Santos, da comunidade evangélica Nação Santa; o pastor Livingston Faria, da Assembléia de Deus de Cabo Frio e o pastor Sérgio Furtado, representante da Sociedade Bíblica.

Já com alta médica, a pastora americana também esteve presente e pode ouvir do presidente da sessão os votos de melhoras. “A recuperação da senhora Reneé Murdoch é motivo de contentamento para todos aqueles que negam a violência e creem na solidariedade e na amizade entre as pessoas. Ainda bem que Deus e os médicos permitiram sua recuperação, bem como sentimos alegria de a pastora poder dar continuidade ao seu trabalho, além de retornar com saúde para os braços de sua família.”

A recuperação de Reneé chamou a atenção de todos os presidentes, nas primeiras semanas seu estado de saúde preocupavam os médicos, mas ao longo dos dias ela foi se recuperando da cirurgia e logo saiu da unidade intensiva de tratamento para uma unidade semi-intensiva e em seguida foi para o quarto. Durante este processo seu esposo chegou a gravar um vídeo onde a pastora aparece agradecendo pelas orações.

14/12/2012

Bíblia em áudio dramatizada pode ser baixada gratuitamente


Bíblia em áudio dramatizada pode ser baixada gratuitamente Bíblia em áudio dramatizada pode ser baixada gratuitamente

A Biblie.is disponibilizou Bíblias em áudio em diversas línguas para serem baixadas gratuitamente. Nós, brasileiros, também ganhamos uma versão dramatizada do Novo Testamento que pode ser adquirida sem custos.

Interessados em poder ouvir a Palavra de Deus podem acessar site www.bible.is/audiodownloader e iniciar o processo escolhendo a versão em português que é a de Almeida Revista e Corrigida Áudio Drama.

Quem indica este download é o blogueiro Julio Severo que adianta: “Você vai ficar maravilhado ouvindo”.

Quem escolher pela “A Bíblia para Todos” estará recebendo um áudio do português de Portugal, por isto preste muita atenção.

“Encorajo fortemente todos a fazer o download do arquivo completo MP3 da versão do Novo Testamento”, disse Julio em seu blog.

Com a praticidade dos aparelhos como smartphones, tablets e mp3 fica bem fácil ouvir a Bíblia em qualquer lugar, independente do horário, sendo esta uma grande estratégia até de evangelismo.

Acesse o site do Bible.is e conheça mais sobre este projeto.

%d blogueiros gostam disto: