Archive for setembro 10th, 2013

10/09/2013

Universidade da Bíblia oferece cursos a distância com preços promocionais


Universidade da Bíblia oferece cursos a distância com preços promocionais Quem busca conhecer mais sobre a Bíblia e fazer cursos relacionados a teologia e ensino da Palavra de Deus pode contar com a Universidade da Bíblia para ter acesso a materiais exclusivos desenvolvidos com muita qualidade e fácil absorção. O melhor de tudo é que os cursos são online e você poderá acessar as aulas de acordo com os seus horários, o que é a melhor parte dessa modalidade do ensino a distância.

A Universidade da Bíblia está com uma promoção para quem pretende se aprofundar nos estudos teológicos, oferecendo um “pacotão” com todos os produtos, isso é, cursos e DVDs de todo o seu catálogo. Para se ter uma ideia, entre os itens oferecidos pela instituição de ensino temos o “Memo Bible 3000®”, que é um Curso de Memorização Bíblica. Com ele você aprender a guardar versículos palavra por palavra, capítulos, todos os Salmos, a vida de Jesus e muito mais.

Essa lista de materiais exclusivos com preços promocionais também inclui kits de estudo como o “Kit Arsenal Teológico”, que é tido como a maior ferramenta de estudos cristãos e teológicos da atualidade. Para quem precisa de uma Bíblia em áudio é possível encontrar o “Kit Bíblias em Áudio” contendo áudios em português, inglês e espanhol.

A Universidade da Bíblia também oferece curso de hebraico com auxílio de um áudio para que você aprenda a ler, escrever e falar a língua dos hebreus. Sendo este apenas um dos cursos específicos para quem quer aprimorar seus conhecimentos e desenvolver seu ministério.

Há também o “Kit Ilustrações, Esboços e Sermões + Kit Curso Pregador”, “Kit Bíblia para Celular”, “Kit Mega Bíblias do Mundo Inteiro” e muitos outros que te auxiliarão a compreender mais sobre Deus, os personagens da Bíblia e a história do cristianismo.

Para conhecer mais sobre a Universidade da Bíblia e aproveitar essa promoção acesse o site: acesse: universidadedabiblia.com.br.

10/09/2013

Não adianta dar o dízimo e viver no pecado, diz Edir Macedo


edir-macedo religiãoO canal TV Universal postou no Youtube um pequeno trecho de uma pregação do bispo Edir Macedo onde ele explica a diferença entre pecar e viver no pecado. O fundador da Igreja Universal do Reino de Deus lembra que todos nós pecamos, mas que é necessário escolher o arrependimento.

Para conseguir deixar uma vida de pecado é preciso ter um coração totalmente entregue a Deus, esse seria o conselho dado pelo líder religioso. “Errar, todos erramos. Falhar, todos falhamos. Pecar, todos pecamos. Uns mais, outros menos e aquele que diz que não tem pecado é mentiroso”, disse.

“Porém há uma grande diferença entre você pecar e aquele outro viver no pecado”, afirma Macedo se referindo ao arrependimento. O ensinamento é que quando a pessoa percebe que errou, ela precisa decidir por abandonar o pecado, uma escolha de obedecer a Palavra de Deus
“A pessoa errou, falhou, pecou, caiu, mais há chance dela se levantar, se erguer e deixar o pecado para trás. Deus perdoa aquele que confessa [os pecados]“, diz.

Na pregação, Macedo ainda afirma que quem opta em viver no pecado será julgado por isso. “Aquele que se mantém no pecado não adianta vir para a igreja, não adianta dar ofertas, não adianta nada, se morrer irá para o inferno”, afirmou.

 

 

 

 

 

10/09/2013

Congresso Internacional de Missões 2013 deve atrair 100 mil pessoas


Congresso Internacional de Missões 2013 deve atrair 100 mil pessoas A Comunidade Evangélica Flordelis organiza anualmente o Congresso Internacional de Missões que acontece na cidade de São Gonçalo (RJ). A edição de 2013 foi agendada para acontecer entre os dias 13 e 20 de novembro tendo 20 preletores confirmados e mais de 30 cantores evangélicos.

O tema do congresso deste ano será “Desperta Igreja! Jesus está voltando!”, e além do caráter evangelístico o evento tem também como objetivo mostrar os projetos sociais mantidos pela igreja que é liderada pelos pastores Anderson do Carmo e Flordelis.

Pais de 55 filhos, o casal fundou em 2009 o Instituto Flordelis que hoje presta atendimento para 228 crianças e adolescentes que vivem em comunidades carentes. Outro projeto liderado pelos pastores é um centro de recuperação para menores dependentes químicos, ressocializando crianças e adolescentes que foram vítimas do tráfico de drogas.

A expectativa é que durante esses sete dias de evento mais de 100 mil pessoas passem pela sede da comunidade Evangélica Flordelis, chamada de Cidade do Fogo. A entrada é gratuita.

Serviço:

CIM – Congresso Internacional de Missões
Evento Gratuito
Data: 13 a 20/11/2013
Local: Cidade do Fogo- Comunidade Evangélica Flordelis
Rua Guilherme Santos Andrade, 1001 – Mutondo. São Gonçalo/RJ

10/09/2013

Pastor Álvaro Sanches assume a tesouraria da CGADB


 

Pastor Álvaro Sanches assume a tesouraria da CGADBNa 6º Assembleia Geral Extraordinária (AGE), que aconteceu na segunda-feira passada (2) em São Paulo, os pastores e obreiros decidiram pela expulsão do pastor Ivan Bastos que era o 1º Tesoureiro da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) e, em seguida, votaram em um novo nome para o cargo.

A eleição começou por volta das 14h e a contagem de votos se deu às 16h, a apuração revelou que com 1.936 votos o pastor Álvaro Sanches assumiu a posição que antes era de Ivan Bastos.

Com o resultado das eleições, o pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente da CGADB, anunciou o novo 1º Tesoureiro aos presentes e também já anunciou que agora ele estará exercendo a função.

Vale lembrar que a expulsão de Ivan Bastos se deu por conta de um processo disciplinar movido contra ele e contra outros três pastores: Samuel Câmara, Jônatas Câmara e Sóstenes Apolos (já falecido). Eles foram acusados de tumultuar a AGE de 2012 que aconteceu em Maceió. O processo disciplinar resolveu expulsar todos os quatro pastores da convenção.

10/09/2013

Mais da metade dos cristãos não querem seguir todos os ensinamentos da Bíblia


Mais da metade dos cristãos não querem seguir todos os ensinamentos da BíbliaA Sociedade Bíblica Americana e o Instituto de Pesquisas Barna divulgaram no início deste mês como a maioria das pessoas vê a Bíblia. Embora os dados sejam referentes somente aos americanos, o estudo serve como um alerta global para as nações de maioria cristã.

Entre os entrevistados, 66% concordaram que “a Bíblia ensina tudo o que uma pessoa precisa saber para viver uma vida significativa”, mesmo assim, 57% dizem que a leem menos de cinco vezes por ano. E o mais revelador: 58% dos cristãos dizem que não querem seguir todos os “conselhos” da Bíblia.

“Há uma diferença entre acreditar em algo que é benéfico e abrir seu coração, mente e vida para deixar que isso entre”, explica Geof Morin, diretor de comunicação da Sociedade Bíblica Americana. Ele acredita que algumas pessoas “veem a Bíblia como um medicamento”, ou seja, apelam para ela somente quando estão com problemas. Contudo, Morin ressalta que existem motivos para comemorar. Sessenta e um por cento dos adultos gostaria de ler mais a Bíblia. Sua organização está tentando descobrir como facilitar isso.

A Sociedade Bíblica Americana explica que seu maior objetivo é “levar a Palavra de Deus para onde a Bíblia mais carece ser conhecida”, por isso imprime e distribui exemplares em diversas línguas e manda para outros países. Ao mesmo tempo, pretende “convidar milhões de pessoas que estão dentro das igrejas a renovar seu compromisso com a Palavra de Deus”. Junto com o envio de Bíblias no exterior e usando as escrituras para trazer alívio, este objetivo de transformar a cultura constitui declaração da missão da organização.

Ele explica ainda que a grande aposta é como facilitar o acesso digital às Escrituras, seja na tela do computador, do smartphone ou do tablet. Outro levantamento recente mostra que 40% dos americanos leem mais as versões digitais da Bíblia que as impressas. Por isso, a Sociedade Bíblica está se dedicando a criar aplicativos e usar as redes sociais como uma maneira de manter o texto sagrado relevante para a nova geração.

Embora 88% dos lares possuam mais de um exemplar da Bíblia, em apenas 13% ela é lida diariamente.  Somente 43% das pessoas dizem que ler a Bíblia as fazem sentir “mais perto de Deus”; 34% dizem que isso as faz “sentir em paz”. O livro de Salmos (16%) é apontado como a leitura predileta.

Mesmo assim, uma comparação com levantamentos similares feitos nos dois últimos anos, mostra que existem motivos para preocupação. Um quinto (21%) da população acredita que a Bíblia é a Palavra de Deus e a leem pelo menos quatro vezes por semana. Um número crescente (10% em 2011, 17% este ano), acredita a Bíblia é “apenas mais um livro de ensinamentos escritos por homens”. Por outro lado, há aqueles que dizem que a Bíblia tem alguma verdade, mas raramente a leem diminuiu (26% em 2012, 23% este ano).

Sessenta por cento dos entrevistados dizem estar familiarizados com os relatos bíblicos, enquanto 6% dizem não saber “quase nada” sobre seus ensinamentos. Entre os evangélicos, 12% dizem sentirem-se “confusos” quando a leem, enquanto 23% dos católicos dizem não entenderem o que leem.

Em uma época onde o casamento homossexual e o aborto tornaram-se questões amplamente identificadas com a política, apenas 17% dos cristãos adultos dizem “estar interessados nos ensinamentos da Bíblia sobre esses assuntos”. Apenas 31% dizem que isso influencia suas escolhas na hora de votar.

Curiosamente, 77% das pessoas dizem que a moralidade no país está decaindo. Trinta por cento dos entrevistados dizem que a mídia (TVs, jornais, filmes, livros) é a maior responsável por isso. Mais da metade (56 %) acreditam que a Bíblia tem pouca influência na sociedade atual, e apenas 13% acreditam que essa influência é “demasiada”. O porta-voz da Sociedade Bíblica afirma: “O que talvez muitas pessoas deixam de reconhecer é que a maneira mais fácil de a Bíblia influenciar a sociedade é primeiramente deixar que suas palavras influenciem nossas próprias decisões.”

“Se mais pessoas lerem a Bíblia de uma forma consistente e usá-la como um roteiro para suas vidas, acho que o mundo seria um pouco mais brilhante”, disse o porta-voz. Com informações American Bible e Christian Post.

10/09/2013

O pastor e deputado federal Marco Feliciano fala sobre sua pretensão em ser presidente


pastor-marco-felicianoO apresentador leu a seguinte frase escrita pelo político brasileiro: “Eu sonho em um dia ver o povo brasileiro assistindo a voz do Brasil e o presidente cumprimentar o povo com a paz do Senhor Jesus”.

O religioso respondeu que lançou essa ideia com a esperança do país mudar e de ter representantes mais justos. “Nós já tivemos na última eleição uma candidata evangélica [à presidência], que foi a Marina. Embora eu tenha divergências com ela em algumas questões ideológicas. Não veja ela como uma pura evangélica. Ou seja, alguém que defende de fato seus princípios. Mas já começou a aparecer”.

E completou: “Se algum partido me desse essa legenda, eu entraria nesse barco. Porque eu acredito que é possível. […] Isso é promessa bíblica! Bendita é a nação cujo Deus é o Senhor”.

A primeira questão discutida na atração foi como conciliar a política e o evangelho/ministério. O parlamentar respondeu: “Eu sempre fui hiperativo. Eu nunca fui muito normal. Aliás, Deus tem dificuldade de usar gente normal. Quanto mais louco, mais atrevido, esse parece fazer parte do métier que Deus gosta de usar. Eu sempre me desdobrei em várias coisas. Hoje eu sou pastor de Igreja, sou conferencista, sou deputado federal, eu tenho um programa de televisão, escrevo livros, faço shows cantando, porque sou cantor também. E ainda sou pai de família. […] A pessoa tem que ter determinação. Deus deu ao ser humano capacidade e força de vontade”.

E continuou: “Quando você tem convicção de que aquilo que você está fazendo é certo, vai ajudar o futuro e vai ajudar o ser humano, você dá conta! […] Ainda novinho nasceu a chama, a centelha da política. E olha que eu preguei contra a política a vida inteira. De repente, eu encontrei na política uma ferramenta que Deus poderia usar para ajudar a mudar conceitos e valores. Me entreguei a política”.

O evangélico falou que foi utilizado para esconder problemas no país e mostrou que está fortalecido, sendo, pela primeira vez, uma unanimidade no mundo gospel. “É possível ser pastor e estar cheio do Espírito Santo”.

Sobre as manifestações, que ocorreram em junho deste ano (2013), exclamou: “Acredito que tive até uma parcela de cooperação em tudo isso […] Tudo era uma mera maquiação”. Ele falou que Dilma tem um grande abacaxi nas mãos, porque o Parlamento aprovou muitas reinvindicações, mas não há dinheiro para atender todas as demandas da sociedade. “A linha que separa a democracia e a anarquia é muito tênue”, afirmou em outro trecho. Feliciano comentou sobre a Copa do Mundo e outros eventos que o Brasil irá sediar.

O religioso falou sobre as distorções da grande mídia para os projetos em que ele está envolvido. Ele chama isso de ‘desonestidade intelectual’. Os jornalistas nacionais, segundo Feliciano, são militantes da causa gay. Ele falou de todas as hostilidades pelas quais vem passando, como grupos LGBT que subiram no seu carro e mostraram o corpo nu para suas duas filhas. “Antes da liberdade sexual, o ser humano precisa de liberdade de consciência”, refletiu.

Segundo ele, há uma ditadura homossexual. “É sabido que a comunidade homossexual é uma comunidade que sofre muito. Eles sofrem preconceito sim. Mas, hoje, o preconceito é maior entre eles do que do lado de fora. Hoje todo mundo tem medo até de expor seu pensamento. Mas nem todos os direitos que eles conseguiram, são a cura da sua angústia. Não estou falando de cura da sua homossexualidade. Porque não tem cura. Porque isso é um fenômeno de comportamento. Mas a angústia interior. […] Eles [comunidade LGBT] buscam algo que não encontram nunca”.

Feliciano contou que já trabalhou na lavoura, como engraxate e depois atuou como vendedor de picolé. “Não tenho vergonha do meu passado. Pelo contrário, meu passado deu alicerce pro homem que sou hoje. Passo isso para minhas famílias”. O atual parlamentar discorreu sobre a importância de Ouriel de Jesus, que o consagrou pastor nos Estados Unidos (EUA).

Sobre o canal online Porta dos Fundos e o vídeo “Oh, meu Deus”, o deputado falou: “Esperei pra ver se tinha um humor inteligente. Geralmente, faz o humor com crítica, mas não tinha. Puro vandalismo! Para pegar a fé cristã das pessoas e jogar no lixo”.

Durante a entrevista, o pastor corrige o apresentador dizendo que seu nome não é Marcos, e sim Marco Feliciano. “É um só”, brincou ele. Assista a conversa abaixo.

10/09/2013

Padre e mais seis pessoas são presos acusados de desviar R$ 18 milhões de ONG


Padre e mais seis pessoas são presos acusados de desviar R$ 18 milhões de ONG

Padre e mais seis pessoas são presos acusados de desviar R$ 18 milhões de ONG

As prisões foram, foram executadas em uma investigação batizada por  “Alvo da Operação Pronto Emprego”, pela PF.

Com origem na Igreja Católica, a ONG era inicialmente denominada “Centro Arquidiocesano do Trabalhador”, segundo o Estadão, e seu envolvimento no desvio de verbas destinadas ao auxilio de trabalhadores causou “surpresa” na Arquidiocese de São Paulo, que divulgou nota comentando o caso, afirmando que “deseja que se faça plena luz sobre todos os fatos e que as responsabilidades sejam assumidas por quem as deve assumir”.

– O Ceat nasceu na Arquidiocese de São Paulo como ‘Centro Arquidiocesano do Trabalhador’, em dezembro de 2012. Mas há vários anos transformou-se numa Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, passando a se chamar ‘Centro de Atendimento ao Trabalhador’, com personalidade jurídica, vida, gestão e responsabilidades de gestão próprias. Depois disso, a Arquidiocese de São Paulo deixou de ter qualquer responsabilidade administrativo-financeira sobre a entidade – afirmou a Arquidiocese.

A Cúria afirmou também que não tomará nenhuma providência com relação à prisão do sacerdote católico no caso. O padre preso pela Polícia Federal é diretor administrativo da ONG e foi preso na terça feira (03) sob suspeita de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e peculato.

– Do ponto de vista civil, padre Lício deverá responder por si, inclusive com amplo direito à defesa. Do ponto de vista canônico, ele pertence à Diocese de São Miguel Paulista – ressaltou a Arquidiocese, por meio de sua assessoria de imprensa.

Com informações: Gospel +/ O Globo

10/09/2013

Assembleia de Deus investe dízimos na construção de casas para membros sem moradia


casa-para-membros-ad-100x70Fábio Mendonça é o pastor da Assembleia de Deus Ministério Lagoinha, em Araruama, Rio de Janeiro. Quando não está cuidando do seu rebanho, ele é sargento da Polícia Militar da 25ª CIA, em Cabo Frio.

Sua igreja tem cerca de 200 membros e tem chamado atenção por fazer um investimento surpreendente: usar dízimos e ofertas para construir casas para os membros em condições de vulnerabilidade social. Além disso,a igreja possui duas vans que transportam os membros que moram em lugares como Regamé, Km 30, Rio do Limão e Fazendinha.

Andréa Silva Rocha, que recebeu uma das casas comemora: “Fui amparada na hora que mais precisei, hoje tenho a segurança de um lar”.

O pastor Fábio Mendonça diz que em seu trabalho na Polícia Militar ele adquiriu experiência na área de projetos. Percebendo a necessidade de outros irmãos carentes, decidiu ajudar a cavar a fundação das casas.

Ele conta que a igreja no princípio se assustou com a ideia, mas logo começou a participar ativamente. O critério para a entrega é “o grau de dificuldades das pessoas”, explica.

Foram construídas quatro casas onde os dízimos e ofertas custearam a obra. Além do pastor, três pedreiros ajudam nas construções trabalhando voluntariamente durante os finais de semana. No momento, estão sendo construídas quatro quitinetes, que devem ficar prontas até o dia 12 de outubro.

As primeiras beneficiadas deverão ser as duas senhoras que hoje estão alojadas na igreja, uma delas dorme no gabinete pastoral e a outra na “salinha das crianças”.  O pastor diz que não pede dinheiro, mas tem conseguido pagar as contas. “Acredito que quando o trabalho é direito, o Espírito Santo se encarrega de mover o coração das pessoas ao desejo de ofertar. E assim foi: um membro doou mil tijolos, outro duas pias…”, conta.

Mas a iniciativa não é isenta de criticas “Alguns pastores me perguntaram se eu não estava “arrumando” muito trabalho. Se Deus pensasse no trabalho que o ser humano dá a Ele em relação à desobediência a seus princípios, não teria feito o mundo. Tudo que fazemos na vida pode nos gerar problemas, você não compra um carro, por exemplo, pensando que o pneu pode furar um dia, mas no benefício que você vai ter com o veículo”, desabafa.

Por fim, ele deixa um “recado” para os líderes evangélicos: “As igrejas devem ficar mais atentas à necessidade do povo. Sejam elas materiais ou espirituais. Há igrejas em que a maioria dos membros não possui necessidades financeiras, mas sempre há os que precisam de ajuda espiritual e aqueles que precisam de ajuda material”. Com informações de O Cidadão RJ.

Veja o Vídeo:

%d blogueiros gostam disto: