Archive for outubro 1st, 2013

01/10/2013

SBB promove encontro de pessoas com deficiência visual


SBB BibliaEm sua sétima edição, evento acontece em 5 de outubro, no Centro de Eventos de Barueri-Museu da Bíblia (SP), com o tema “Ser Cidadão”.

A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) promove, em 5 de outubro, às 8 horas, o VII Encontro de Pessoas com Deficiência Visual de São Paulo, realizado tradicionalmente no Centro de Eventos de Barueri (SP), onde está localizado o Museu da Bíblia (MuBi). Com o tema “Ser Cidadão”, o evento visa despertar a pessoa com deficiência visual para a conquista de seus direitos, valorizando o que já foi conquistado nesta histórica luta e mostrando o que ainda pode ser feito para que esse público seja incluído na sociedade, em consonância com a Bíblia Sagrada.

“A cidadania só pode ser alcançada com inclusão e acessibilidade. A Bíblia em Braile, desde seu lançamento, há mais de 10 anos, tem sido responsável por muitas conquistas nestes campos: além de estimular o aprendizado em braile, a obra tem sido protagonista em casos de superação ao oferecer o contato com a Palavra de Deus”, afirma o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert. Por meio do programa A Bíblia para Pessoas com Deficiência Visual, a SBB distribui gratuitamente a Bíblia Sagrada em braile a mais de 2,5 mil pessoas cadastradas.

Biblia abertaO encontro no MuBi oferecerá uma programação cultural e interativa, focada na disseminação das Sagradas Escrituras. Entre os destaques, está a exibição do vídeo sobre o programa A Bíblia para Pessoa com Deficiência, a palestra “A SBB servindo pessoas com deficiência”, a cargo de Erní Seibert, apresentação musical e a encenação teatral “História da pessoa com deficiência visual no mundo”, com o grupo Nós na Mala. Também ocorrerá a premiação do V Concurso Literário de Contos e Poesias, cujo tema abordou “A importância do nascimento de Jesus nos dias atuais”. O evento contará com audiodescrição realizada por Lívia Motta, especialista na área.

Entre as organizações de apoio ao deficiente visual convidadas para esta edição, estão Dorina Nowill, Laramara, Cadevi, Adeva, URDV e Instituto de Cegos Padre Chico. A SBB disponibilizará transporte gratuito para o local a partir da estação do Metrô Santa Cruz (em frente ao Colégio Arquidiocesano), às 7h15, e da estação de trem de Barueri, às 8 horas. Os telefones para confirmação de presença são (11) 3474-5733, (11) 3474-5842 e 0800-727-8888 (SBB).

Confira a programação completa

08h00 – Cadastramento e café da manhã
08h30 – Abertura e boas-vindas
09h00 – Apresentação musical
09h30 – Palestra “A SBB servindo pessoas com deficiência” – Erní Walter Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB
10h00 – Vídeo “Nascimento de Jesus” (com audiodescrição)
11h00 – Peça teatral “História da pessoa com deficiência visual no mundo” (audiodescritiva), com o Grupo “Nós na mala”
12h00 – Premiação do Concurso Literário
12h30 – Encerramento

A SBB e a Bíblia em Braile

A Sociedade Bíblica do Brasil é uma organização sem fins lucrativos, de natureza filantrópica, assistencial, educativa e cultural. Sua finalidade é traduzir, produzir e distribuir a Bíblia Sagrada, um verdadeiro manual para a vida, que promove o desenvolvimento espiritual, cultural e social do ser humano, provocando, assim, a transformação daquele que com ela entra em contato. Para cumprir a missão de distribuir, de forma relevante, a Bíblia a todas as pessoas, desenvolve programas de assistência social e espiritual em todo o País. Fundada em 1948, construiu sua trajetória com base na missão de “promover a difusão da Bíblia e sua mensagem como instrumento de transformação e desenvolvimento integral do ser humano”.

Composta por 38 volumes, a Bíblia completa em braile é produzida pela SBB, na Imprensa Braile, integrada à Gráfica da Bíblia – localizada na Sede Nacional da entidade, também no município de Barueri. Com texto bíblico na Nova Tradução na Linguagem de Hoje, uma tradução que adota estrutura gramatical e linguagem mais próximas da falada pelo brasileiro, foi idealizada com o objetivo de ser mais acessível à maioria das pessoas com deficiência visual, alfabetizadas em braile.

Os volumes da Bíblia em Braile são fornecidos gratuitamente pela SBB aos deficientes visuais cadastrados no programa A Bíblia para Pessoas com Deficiência Visual. Os inscritos no programa recebem um volume da publicação a cada trimestre. Ao ampliar a oferta de literatura bíblica em formato adequado para esse público, o programa tem contribuído no processo de inclusão social, desenvolvimento cultural, amparo espiritual e na reabilitação das pessoas com deficiência visual. No site www.sbb.org.br, há uma seção para o cadastramento. Informações podem ser obtidas também pelos telefones 0800-727-8888 e (11) 3474-5733.

Devido ao alto custo da publicação, para alcançar a totalidade desta população a SBB tem empreendido grande esforço no sentido de que a Bíblia em Braile esteja disponível em todas as bibliotecas públicas do País. A Bíblia em Braile completa custa R$ 1.400,00 (encadernação espiral) ou R$ 2.800,00 (com capa dura).

VII Encontro de Pessoas com Deficiência Visual

Data: 5 de outubro de 2013 – sábado

Horário: das 8h00 às 12h30

Local: Centro de Eventos de Barueri / Museu da Bíblia (MuBi)

Av. Pastor Sebastião Davino dos Reis, 672 – V. Porto, Barueri – SP

Inscrições: (11) 3474-5733, (11) 3474-5842 e 0800 -727 -8888

Fonte: Sociedade Bíblica do Brasil

01/10/2013

Eutanásia é realizada em paciente, após fracasso de mudança de sexo


Imagem: DivulgaçãoUm cidadão belga de 44 anos optou pela eutanásia no domingo (29) depois de passar por várias operações para mudança de sexo – de mulher para homem, com as quais não ficou satisfeito, a informação foi divulgada nesta terça-feira (1º) pela imprensa belga.

O fato aconteceu após a reabertura do debate da lei belga sobre a eutanásia, que permite aos médicos aplicá-la a doentes que solicitem e sofram com doenças incuráveis que ocasionam “sofrimentos físicos ou psíquicos constantes e insuportáveis”.

Sofrimento

Vários meios de comunicação belgas publicaram nesta terça-feira o caso de Nathan Fleming, um cidadão que nasceu mulher há 44 anos no município de Hamme e que decidiu solicitar o suicídio assistido no domingo passado após três intervenções para mudança de sexo que não cumpriram suas expectativas.

O médico que supervisionou a eutanásia, o doutor Wim Distlemans da universidade bruxelense VUB, afirmou que se tratava “de um caso claro de sofrimento psíquico insuportável”, por isso que em sua opinião foram cumpridas as condições legais para aplicar o suicídio assistido, em declarações ao jornal Het Laatste Nieuws.

Nathan, cujo nome de nascimento era Nancy, era a única menina da família, pois seus pais já tinham três meninos, e por isso ela se considerava “a menina que ninguém queria”, segundo declarou ao jornal, 24 horas antes de sua morte. Já com 42 anos, Nancy pôde cumprir “seu verdadeiro sonho” e se submeter a um tratamento hormonal, seguido posteriormente de uma mastectomia e finalmente da implantação de um pênis, embora nenhuma destas operações “tenha cumprido com seus desejos”, acrescentou a publicação.

Eutanásia legalizada

A eutanásia foi descriminalizada na Bélgica desde 2002, e em dezembro de 2012 o Parlamento belga começou a discutir uma possível reforma legislativa para ampliar o suicídio assistido aos menores e às pessoas que sofrem doenças mentais degenerativas, como o mal de Alzheimer. A lei sobre a eutanásia prevê que um segundo médico deve ser consultado antes da prática de qualquer eutanásia, e inclusive, exige que haja uma terceira opinião para os pacientes que não sofrem de doença terminal.

O número das eutanásias praticadas na Bélgica alcançou um recorde histórico em 2012, com um total de 1.432 casos, 25% a mais que no ano precedente, segundo dados da Comissão Federal de Controle e de Avaliação da Eutanásia. Além da Bélgica, o ato na Europa está legalizado na Holanda, Luxemburgo e Suíça.

 

Com informação O Dia.

01/10/2013

Ex-homossexual alerta para os estímulos da propaganda gay


Ex-homossexual alerta para os estímulos da propaganda gay O ativista Julio Severo entrevistou Saulo Navarro, um ex-homossexual que alerta a sociedade sobre a propaganda gay que tem conseguido influenciar toda uma geração ensinando o homossexualismo tendo a mídia e outros órgãos, como o Conselho Federal de Psicologia (CFP) a seu favor.

Saulo viveu a prática homossexual por 12 anos, mas acredita que suas escolhas foram frutos de abusos sexuais sofridos na infância e na adolescência. Ele só conseguiu largar a prática depois de se converter e fazer terapia.

“Após 12 anos de prática homossexual percebi que as instabilidades do meio gay estavam me levando a um estado emocional deplorável. Recebi um convite de um amigo para ir numa reunião da igreja em que participava. Aceitei Jesus como meu único Senhor e Salvador e passei a segui-lo”, disse.

Mas só a conversão não foi suficiente para que ele deixasse de sentir atração sexual por homens. “Em um determinado momento precisei da ajuda de uma psicóloga que tratou as consequências dos abusos que sofri durante minha vida, inclusive o abuso sexual sofrido por uma namorada”.

Saulo Navarro entende que, enquanto ele e muitos outros aprenderam a homossexualidade através dos abusos sofridos, a geração atual tem sido ensina pela mídia, passando a enxergar o homossexualismo e o bissexualismo como uma prática aceitável e praticável.

Para ele essa “geração tolerância” tem aprendido que tudo é permitido, sem se importar com as consequências desses atos. Hoje Saulo é procurado por alguns adolescentes que lhe dizem: “Saulo, sua história de vida é marcada por traumas e abusos. Eu não tenho nada disto do que você fala e escreve, estou na homossexualidade porque gosto e não vejo problema algum. Entendo que Deus é amor e que Ele não condena o meu amor por uma pessoa do mesmo sexo.”

Esses pensamentos foram criados pela propaganda gay, como explica Navarro. “A propaganda gay e a mídia têm estimulado uma geração inteira para que pratiquem não só a homossexualidade como a bissexualidade também. Esta geração não passou por abusos sexuais e traumas. Sofrem estímulos e manipulações há anos”, alerta.

Para ele é importante deixar claro para os mais jovens que esses novos valores que estão sendo transmitidos pela mídia fazem parte de “ideologias gays, de gênero, feministas e outras” que tem como único objetivo “destruir as famílias que possuem valores principalmente cristãos”.

A entrevista tratou de temas atuais como a discussão sobre o Projeto de Lei 122, o casamento entre pessoas do mesmo sexo e a forma como as igrejas devem lidar com a militância gay que tem pressionado os cristãos, principalmente os evangélicos.

“A militância gay é cruel e sem escrúpulos. A igreja não deve ser ingênua a ponto de desconsiderar este fato. A igreja deve ser firme em seu posicionamento e estar sempre contrária a esta agenda gay e se preciso for se defender juridicamente dos ataques da militância gay”, aconselha.

01/10/2013

Quem crê em Deus também pode ficar depressivo, diz Silas Malafaia


Quem crê em Deus também pode ficar depressivo, diz Silas MalafaiaO pastor Silas Malafaia escreveu em sua coluna “Pastor Silas Responde”, no site VERDADE GOSPEL, que um cristão pode sim ter depressão. A doença tem atingido cada vez mais pessoas nas últimas décadas e não faz distinção de idade, classe social, sexo ou religião.

“A depressão é um problema endógeno (bioquímico e emocional) que altera a forma como a pessoa enxerga a si própria e os outros, interpreta a realidade e manifesta suas emoções”, explica o pastor que é formado em psicologia.

Na explicação de Silas Malafaia a depressão é um problema bioquímico e emocional que pode ser causado por diversas situações. Os sintomas principais são o humor rebaixado, angústia, tristeza, sensação de vazio e a redução da capacidade de sentir satisfação.

“Assim, alguém em estado depressivo normalmente não tem vontade de fazer nada e pode ver-se dominado por desânimo, apatia, desesperança, sentimentos de perda e fracasso, falta de energia ou impaciência para realizar até as tarefas mais simples, como tomar banho, ver televisão ou comunicar-se com alguém”, diz.

Na visão do pastor uma pessoa que crê em Deus pode sim ficar deprimida e esse estado pode até mesmo prejudicar sua fé. “A pessoa deprimida fica triste e apática, e pode deixar de orar, de ler a Bíblia, de ir à igreja, e até ser levada a pensar que Deus a abandonou.”

Malafaia adverte para os religiosos que têm mania de espiritualizar tudo e, sem saber as causas da depressão, acabam dizendo que a doença é obra satânica. “Sendo o homem é uma unidade psicossomática, tem um corpo, uma alma e um espírito, que estão intrinsecamente interligados. Por isso, doenças emocionais e espirituais podem acarretar enfermidades físicas, e vice-versa.”

“Nem toda enfermidade mental ou emocional é causada por culpa ou por espíritos malignos. É preciso investigar cada caso, para averiguar a causa do problema e buscar o tratamento mais adequado”, ensina o pastor.

Como psicólogo, Silas Malafaia indica que as pessoas depressivas precisam procurar ajuda de médicos psiquiatras e também de terapeutas para poder se recuperar. “Quanto antes ela identificar o problema e buscar uma solução, mais rápido será a saída do túnel escuro da depressão.”

01/10/2013

Israel se prepara para iminente “Grande Terremoto”


Israel se prepara para iminente “Grande Terremoto” Após um estudo de três anos, realizado pelo Serviço Geológico de Israel, constatou que a Cidade Velha seria a região mais atingida caso ocorresse um forte terremoto em Jerusalém, pois foi construída sobre camadas de escombros, não sobre a rocha original. Amos Bein, diretor do centro, explicou que os pesquisadores usaram a tecnologia mais moderna existente para varrer a topografia de Jerusalém, analisando sua geologia, tipos de solos e o verdadeiro labirinto subterrâneo existente sob a Cidade Velha.

Obviamente, um sismo também causaria abalos políticos, pois está no centro do conflito entre israelenses e palestinos. Segundo o relatório, o principal ponto da devastação seria justamente o Monte do Templo, onde estão a mesquita de Al Aqsa e o Domo da Rocha.

O doutor Bein tem exortado os administradores da cidade há anos para identificar e reforçar as estruturas fracas. Ele explica que existem registros de apenas meia dúzia de grandes terremotos atingindo a cidade nos últimos mil anos. Os arqueólogos têm encontrado evidências disso.

O último grande sismo na área foi em 1927, com magnitude 6,3 perto de Jericó, cerca de 15 quilômetros a leste de Jerusalém. Curiosamente, foi o responsável por rachaduras no sudoeste da parede exterior da mesquita Al Aqsa e também na Igreja do Santo Sepulcro, construída em torno do local onde acredita-se que Jesus foi crucificado.

Para esses cientistas israelenses, outro grande terremoto deve atingir a Terra Santa nas próximas décadas. Este ano já ocorreram dois, mas de pouca intensidade. O principal motivo é que a cidade de Jerusalém fica no caminho do Grande Fenda do Vale, que se estende por 3.000 quilômetros, indo da Síria a Moçambique.

O Mar Morto na verdade é um lago situado no vale do rio Jordão por onde passa a “falha transformante do Mar Morto” que une a placa geológica da Arábia com a placa Africana. Essa falha passa pelo o vale do Armagedom e pelas muitas das colinas de Jerusalém, como o monte das Oliveiras.

O doutor Shmulik Marco, do Departamento de Geofísica e Ciências Planetárias da Universidade de Tel Aviv publicou em 2007 um estudo onde que a tradição judaica estava correta ao falar sobre um terremoto que partiria o Monte das Oliveiras literalmente ao meio.

Cerca de 70 km ao norte do Mar Morto, existe outra linha longitudinal de uma falha que corta o território israelense entre o porto de Haifa com as cidades de Jenin e Nablus, na Cisjordânia antes de chegar ao rio Jordão.

Em entrevista recente, o Dr. Ephraim Laor, do Comitê de Coordenação Nacional de Preparação para Terremotos, tem se dedicado a preparar os cidadãos de Israel para um grande terremoto que pode atingir o país nos próximos anos.

Em análises das lâminas de sedimentos preservadas pela hipersalinidade do Mar Morto, é possível detectar que ocorreu um grande terremoto por volta do ano 30, o que coincide com a cronologia bíblica.

Ao falar sobre sinais do fim do mundo, a Bíblia fala de terremoto(s) dividindo os montes de Jerusalém e de mudanças dramáticas nas condições de vida em Israel. A maioria dos teólogos apontam para as promessas da vinda do Messias em Zacarias 14:3-5, Mateus 24 e Atos 1:9-12, que ocorreriam da maneira como a ciência agora está comprovando. Com informações Science Daily, Jerusalém Post, Israel National News, ICR e NBC News.

%d blogueiros gostam disto: