Archive for dezembro 7th, 2015

07/12/2015

Homem doente é acolhido por uma cristã norte-coreana e recebe a cura de Deus


coreia do norteShelter é uma norte-coreana conhecida por este nome em inglês, porque a tradução da palavra shelter é ‘abrigo’ ou ‘refúgio’. Os irmãos que são acolhidos por ela em sua casa na China dizem que ela transmite segurança até mesmo para aqueles que parecem estar no final de suas vidas.

“Eu estava tão doente, e realmente achei que morreria. Quando pensei que minha história estava no fim, entreguei minha vida a Cristo, mas tive uma surpresa: Jesus me curou. Eu sinto que estou vivendo um tempo extra agora, mesmo sem merecer, e não vou desperdiçar um momento sequer”, conta um dos acolhidos.

“Ela mora na cidade, e na frente de sua casa há pessoas vagando pelas ruas, procurando um lugar para dormir. Ela oferece não só esse lugar para passarem a noite, mas também algum alimento e, o principal, o amor”, revela um visitante da Portas Abertas que conheceu a cristã.

O curioso, segundo o visitante, é que essas pessoas podem seguir em frente, mas decidem voltar para saber por que Shelter oferece sua casa sem cobrar estadia. “É nessa hora que eu compartilho com eles sobre a Bíblia e a mensagem de salvação e muitos se convertem”, conta a cristã. Ela desabafa sobre o desgaste desse trabalho, mas garante que vale a pena. “Às vezes, eu fico muito cansada, mas eu dobro meus joelhos e Deus renova as minhas forças.”

Há treze anos, a Coreia do Norte está em primeiro lugar na Classificação da Perseguição Religiosa. A situação no país é uma das mais hostis ao evangelho, e é o lugar onde servir a Jesus tem custado a vida de muitos cristãos.

Motivos de oração

– Ore por Shelter, para que ela continue realizando a obra de Deus com a mesma força.
– Clame a Deus pelos cristãos perseguidos na Coreia do Norte; para que continuem perseverantes e testemunhando de Jesus a outras pessoas.
– Ore para que a Portas Abertas possa continuar encorajando e servindo aos cristãos nessas regiões.

07/12/2015

Cristão demonstra força e ousadia em Mianmar


País continua entre os dez mais violentos para os cristãos na Classificação da Perseguição Religiosa 2015

País continua entre os dez mais violentos para os cristãos na Classificação da Perseguição Religiosa 2015

Amod era um dos membros da comunidade rohingya, um dos povos mais perseguidos ao redor do mundo, por razões religiosas. Eles moram em Mianmar, onde prevalece o budismo. Recentemente tem ocorrido muitos ataques de budistas extremistas contra esse grupo étnico. Mas Amod agora se assume como um legítimo cristão e vive outro nível de perseguição. “Antes eu era perseguido pelos budistas e me refugiava em meu próprio povo, agora que sou um cristão, até mesmo minha família me persegue”, desabafa ele.

E continua: “Os muçulmanos da aldeia queriam me matar e tentaram por diversas vezes. Eles já cercaram a minha casa enquanto eu estava dormindo e atiraram pedras em nosso telhado. Mas eu não posso fingir que sou um muçulmano, como muitos fazem, e ter uma vida em segredo com Cristo. Eu entendo que se eu rejeitar Jesus, ele também me rejeitará no grande dia”. Amod disse que queria ser ousado e dizer a todos que era um seguidor de Cristo, então ele decidiu partir para a Índia. “Eu estou enfrentando muitas situações difíceis por causa da minha fé, mas eu não quero ser um cristão fraco e covarde. Eu quero fazer a minha conversão valer a pena para as pessoas que vivem ao meu redor”.

Hoje ele vive com um pequeno grupo de cristãos num campo de refugiados que fica na periferia de uma pequena cidade indiana. “Deus nunca se atrasa para responder as nossas orações. Ele mandou a equipe da Portas Abertas para nos ajudar, e eles nos auxiliam de todas as formas, mas o que eu considero mais valioso são os estudos bíblicos que recebo”, conta Amod.

O ousado cristão ainda visita a comunidade rohingya para ajudar os cristãos de lá, incentivá-los a frequentar os cultos e orar perseverantemente. “Eu necessito de lições da Bíblia, e eu tenho fome da palavra de Deus porque eu preciso ensinar a minha tribo. Estou muito feliz por ser útil na obra do Senhor. Tenho convicção de que tudo nessa vida passará, até as dores, a perseguição e a fome que enfrentamos, mas a palavra de Deus durará para sempre”, conclui Amod.

Motivos de oração

– Ore para que outras pessoas ouçam de Jesus e se convertam a ele em Mianmar.

– Peça a Deus que pessoas sejam enviadas a ensinar e compartilhar da Bíblia com esses cristãos.

– Agradeça a Deus pois, apesar da perseguição, a igreja em Mianmar continua firme e perseverante.

07/12/2015

Crianças órfãs, de famílias cristãs, são encontradas na Nigéria


Crianças órfãs, de famílias cristãs, são encontradas na NigériaCrianças órfãs da Nigéria, que sofreram com os conflitos entre cristãos e muçulmanos, são encontradas pela equipe da Portas Abertas e recebem ajuda. As crianças eram de famílias cristãs e moravam na cidade de Yola, capital do estado de Adamawa, onde houve um grande ataque e milhares de cristãos morreram.

“Eu vi meu pai sendo baleado e queria ficar com ele, mas ele dizia para eu correr com a multidão, que Deus cuidaria de mim. Eu pensei que minha mãe e meus irmãos estavam no meio daquelas pessoas, então eu corria e procurava por eles. Mas eu estava sozinha, perdi minha família e fui levada para um campo de refugiados”, conta Zira, uma das crianças.

A menina contou para um dos analistas de perseguição que, muitas vezes, eles iam dormir sem comida e que nem sempre havia esteiras para passar a noite, então eles dormiam no chão. “Todos ali tinham perdido seus pais e irmãos para o Boko Haram e estávamos na mesma situação”, diz a menina.

Além de Zira, há outras 15 crianças sendo cuidadas pela Portas Abertas, recebendo alimentos e outros suprimentos, além de bastante amor e atenção. “Nós estamos aqui na Nigéria ajudando órfãos deslocados e muitas viúvas. Temos igrejas tanto na Nigéria como em Camarões, assim podemos prestar também o trabalho espiritual e cuidar do lado emocional desses cristãos que enfrentaram tantas perdas. Eles vão ficar bem, porque Jesus está com eles”, conclui o analista.

%d blogueiros gostam disto: