Posts tagged ‘ajuda’

03/02/2019

Mais um pastor de uma megaigreja comete suicídio


Mais um caso de pastor que comete suicídio choca a comunidade cristã. Desta vez, o caso aconteceu com um pastor de uma megaigreja nos Estados Unidos.

Jim Howard, pastor líder do campus Valência, da Real Life Church (RLC), na Califórnia, igreja com mais de 6.000 membros, matou-se fatalmente em casa na quarta-feira depois de uma prolongada batalha contra uma doença mental.

“É com o coração pesado que posso confirmar que sofremos uma perda trágica em nossa equipe da igreja esta semana. Na quarta-feira, 23 de janeiro de 2019, Jim Howard – um pastor amado aqui na RLC tirou a própria vida”, disse Rusty George, pastor líder da Igreja Real Life em um comunicado divulgado no Facebook na última quinta-feira.

“Como todos nós que conhecemos Jim podemos atestar, ele era um homem maravilhoso com um profundo amor por Jesus e uma paixão por compartilhar a graça de Deus com qualquer um que conhecesse. Ele também foi um furacão, sempre procurando novos desafios e oportunidades para ministrar aos outros ”, disse George.

Detetives disseram ao site The Signal que começaram a investigar a morte de uma pessoa que suspeitam ter morrido de um ferimento a bala auto-infligido no quintal de uma casa em Valência na quarta-feira.

Pouco antes das 15h40, os paramédicos do Corpo de Bombeiros do Condado de Los Angeles foram despachados para a casa na North Sunny Creek Drive e a polícia foi chamada para investigar um tiro na cabeça.

Em sua declaração na quinta-feira, George observou que Howard estava lutando contra uma doença mental por um tempo e até havia falado publicamente sobre sua luta contra esta doença. Howard também teria servido na Igreja Real Life por mais de três anos.

“Infelizmente, Jim sofreu em privado com desafios de saúde mental alguns dos quais ele bravamente discutiu em público e estava lutando com algumas questões pessoais nos últimos meses. Esta semana ele tomou a trágica decisão de acabar com sua dor. Ele será profundamente sentido por sua família, amigos, a família RLC e todos aqueles que foram abençoados em conhecê-lo”, disse George.

Ele ainda instou os membros da igreja que estão lutando e precisam de ajuda, para chamar a igreja.

A Fundação Jared Monroe, uma organização sem fins lucrativos da Califórnia dedicada a promover a conscientização, o entendimento e o apoio ao Transtorno Bipolar, também instou aqueles que sofrem com doenças mentais a procurar ajuda.

“Nossas sinceras condolências à família do pastor Jim Howard, amigos e família RLC. Os desafios de saúde mental afetam TODOS. Não sofra sozinho. Estenda a mão se você precisar conversar. Você não precisa sofrer sozinho ”, disse a fundação em um comunicado na sexta-feira.

“Algumas pessoas vão querer falar agora, e o mais incrível é que estamos falando de suicídio, morte por suicídio”, disse Sharon Brubaker, especialista em tratar traumas. “Não é mais um estigma e temos que conversar sobre isso dia após dia.”

Fonte: The Christian Post

02/02/2019

Porta-voz dos Bombeiros elogia israelenses e desmente comandante que criticara ajuda em Brumadinho


Tenente Pedro Aihara

O tenente-coronel Eduardo Ângelo deu uma declaração polêmica ao jornal Folha de São Paulo dizendo que os equipamentos trazidos Exército israelense para os resgates em Brumadinho (MG) “não são efetivos para esse tipo de desastre”.

Mas o porta-voz dos Bombeiros em Brumadinho, tenente Pedro Aihara, desmentiu essas declarações e elogiou a eficiência dos israelenses que chegaram ao Brasil no domingo (27) em uma comitiva de 132 pessoas.

“A informação de que esses equipamentos não seriam efetivos é extremamente equivocada. Estive com o coronel Ângelo, que é responsável pelas operações. Ele informou que cooperação tem sido extremamente efetiva. Então, a gente já está trabalhando com ele no local”, declarou o porta-voz.

Os israelenses e os Bombeiros estão trabalhando em conjunto e o equipamento de scanner de calor está sendo usando em locais com maior potencialidade de retornos. “Isso porque é nessa área que estima-se as pessoas sob maior profundidade. Portanto, será benéfico para nossas atuações”, disse Aihara ao jornal O Estado de Minas.

Além do scanner de calor, trazido pelos israelenses para encontrar vítimas, os soldados trouxeram também outros equipamentos tecnológicos para atuarem no resgate. “Entre elas estão dispositivos de localização celular, construção de estruturas destinadas ao trabalho na água e técnicas adicionais de busca”, explicou a porta-voz de Israel para a América Latina, Paula Frenkel, em entrevista ao Metrópoles.

Fonte: Gospel Prime.

09/06/2011

SOS Japão: você também pode fazer sua doação


SOS Japão: você também pode fazer sua doaçãoApós sofrer  terremoto seguido de um tsunami, o Japão foi destruído fisicamente e ‘quebrou’ financeiramente após o dia 11 de março. A Junta de Missões Mundiais lançou o SOS Japão, na tentativa de recolher donativos e ajudar os desabrigados com a catástrofe natural, na qual causou vazamento das usinas nucleares ativas no país.

Os missionários pedem doações de água mineral, querosene, pacotes de sopa instantânea, leite em pó, fraldas descartáveis, absorventes, lenços umedecidos e outros produtos não perecíveis.

Nem mesmo as igrejas evangélicas instaladas no país resistiram ao tremor de 8,9 graus na escala Richter. Muitos pastores e missionários sofreram com a escassez de alimentos e água, sem falar no medo de contaminação radioativa.

Para doar ligue para             (21) 2122-1910       ou             0800-709-1900      . Acesse também o site www.jmm.org.br

Fonte: Creio

04/06/2011

Comunidade evangélica e Cruz Vermelha se unem no apoio às vítimas da Região Serrana


Comunidade evangélica e Cruz Vermelha se unem no apoio às vítimas da Região SerranaA Comunidade Evangélica Luterana de Nova Friburgo e a Cruz Vermelha juntam esforços na ajuda voluntária às vítimas das chuvas de 12 de janeiro, que provocaram devastação na região, de modo especial nas áreas residenciais de populações carentes.

A urgência do esforço justifica-se por causa da falta de condições dos atingidos de se reerguerem sozinhas. A dificuldade financeira deles é grande. Muitos perderam máquinas e equipamentos, ferramentas essenciais no ganho de seu sustento.  Outros estão na terceira idade e já não têm disposição ou motivação para recomeçar a vida, após uma tragédia dessa proporção.

Além de voluntários, engenheiros e arquitetos são chamados a contribuir na recuperação de residências. Os efeitos dramáticos ainda não superados alcançam parte significativa da mão-de-obra que atua no setor de confecções, atividade industrial forte e uma das mais afetadas na região por causa da destruição de maquinário, matéria prima, perda de pessoas que atuavam como terceirizados, gerando um quadro em que o risco de transferência desse setor da economia para outras cidades se torna real.

A decisão de juntar forças no enfrentamento da situação surgiu da constatação de que passados quatro meses do temporal há obras básicas de acesso, liberação de imóveis e reconstrução, além do simples atendimento básico às vítimas, que ainda demandam esforços. Nesse contexto, o mutirão voluntário se mostra como solução para os que ainda estão desassistidos.

Fonte: ALC

03/06/2011

Hospital cristão ajuda a levar árabes a Cristo


Hospital cristão ajuda a levar árabes a Cristo O Hospital Oasis, nos Emirados Árabes Unidos, é provavelmente mais conhecido por sua influência direta sobre a drástica redução da taxa de mortalidade infantil da nação, que caiu de 5% para menos de 1% nos últimos 50 anos.

O hospital também tem ajudado a reduzir a taxa de mortalidade materna de 35% para quase nada.

O trabalho no Oasis é voltado principalmente para mulheres e crianças e realiza mais de 300 partos por mês. Ao longo dos anos foram mais de 83 mil crianças, e, anualmente, 3.500. O hospital também trata 112 mil pacientes por ano.

Os bebês estão nascendo, os pacientes estão sendo curadas, e, principalmente, o Evangelho está sendo pregado, apesar das dificuldades. As sanções do governo são complicadas, mas não é nenhum segredo que os funcionários são todos crentes.

A nação tem permitido que o Hospital Oasis coloque uma tradução árabe do livro de Lucas, em cada quarto, assim como uma cópia do filme Jesus. Os pacientes são livres para tomar as matérias e investigar as verdades de Cristo.

O hospital tem prosperado na função de levar a cura física e espiritual. O problema, no entanto, para CURE International, é que não há espaço para a expansão. Milhares de pessoas vêm ao Hospital Oasis a cada ano, mas o prédio é bastante antigo e tem um número limitado de quartos.

Para continuar a se expandir e atingir mais pessoas com o amor e a solicitude de Cristo, Oasis Hospital está em processo de construção de um edifício para o próximo ano, quando médicos e os pacientes irão contar com 200 novos leitos.
 

Fonte: Mission Network News

02/06/2011

André Valadão nega que tenha pedido dinheiro ao Ministério da Cultura


O cantor André Valadão explica por meio de um comunicado em seu site que as notícias que circularam pela internet na última semana alegando que o cantor estaria pedindo mais de R$1 milhão de reais para o Ministério da Cultura não são verídicas.

De acordo com a assessoria de André Valadão, quem pediu créditos da Lei Rouanet para o Ministério da Cultura foram organizadores de um show que teria, entre outras participações, a presença do cantor.

“No projeto apresentado ao MinC pela M&A Produções consta também que André Valadão seria apenas 1 (um) dos 30 artistas contratados para fazerem 30 shows no estado de Goiás e Distrito Federal,” diz trecho do texto.

Leia na íntegra:

“O cantor e pastor André Valadão tomou conhecimento de texto difamatório circulando na Internet e publicado em um site falando sobre o possível recebimento de uma quantia em dinheiro por meio do Ministério da Cultura (MinC).

Ao acionar profissionais especialistas sobre esta questão, André Valadão foi informado que uma produtora nomeada M&A Produções, do estado de Goiás, criou em 2010 um projeto com o nome “André Valadão Turnê 2011” e que ele teria sido aprovado pelo MinC para participar da Lei Rouanet. “Vi o projeto e fui informado que este tipo de documento pode ser elaborado mesmo sem minha autorização formal, a partir de uma abertura da própria Lei Rouanet. Soube que é comum produtoras criarem projetos, tentam aprová-los no MinC e depois buscam o ‘favorecido’ para negociar a realização dele”, conta.

A Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313, de 23 de dezembro de 1991), conhecida como Lei Rouanet foi criada com o objetivo de instituir políticas públicas dentro do Programa Nacional de Apoio à Cultura que geralmente apóia diversos tipos de manifestação cultural no Brasil desde então. Quando um projeto é aprovado pela Lei Rouanet o MinC autoriza que Pessoas Físicas ou Jurídicas possam contribuir com aquele valor em projetos culturais com dedução em seu Imposto de Renda.

Isso quer dizer que quando alguém tem um projeto agraciado pela Lei Rouanet vários procedimentos são cautelosamente analisados pelo MinC. Um deles é que o valor liberado pelo MinC para investimento de terceiros deve cumprir a tabela de planejamento dos recursos financeiros. A captação de recursos para a realização do projeto aprovado pela Lei Rouanet só pode começar após a aprovação do projeto e também a publicação dele no Diário Oficial da União.

No processo de captação de recursos com Pessoa Física ou Jurídica o pagamento dos valores que serão deduzidos do imposto de renda deles como investimento cultural (patrocínio) só poderá ser efetuado diretamente para os fornecedores e funções descritos detalhadamente no projeto, existe contabilidade certa para cada detalhe. Diferente do que se pensa, o valor proposto não é entregue nas mãos de quem teve o projeto aprovado pela Lei Rouanet. “Pelo que entendemos quando pesquisamos o assunto, a aprovação do projeto é uma das etapas, mas o trabalho seguinte que seria conseguir investidores é ainda mais trabalhoso”.

No caso específico noticiado por um site sobre André Valadão ter sido agraciado pela Lei Rouanet no valor de R$ 1.091.240,00 (hum milhão, noventa e um mil e duzentos e quarenta reais), teria sido aprovado então para a M&A Produções e não para André Valadão como descrito. “Outro ponto importante que minha equipe averiguou é que este projeto que leva meu nome foi aprovado em fevereiro de 2011 e até o momento não fui procurado por esta produtora. Mas vimos no MinC que o projeto está na situação de ‘pendência’ porque falta algum documento. Ele não foi publicado no Diário Oficial da União, então isso quer dizer que não houve captação de recursos”.

No projeto apresentado ao MinC pela M&A Produções consta também que André Valadão seria apenas 1 (um) dos 30 artistas contratados para fazerem 30 shows no estado de Goiás e Distrito Federal, ou seja, do valor aprovado R$ 1.091.240,00, André Valadão teoricamente receberia um cachê no valor de R$ 10mil assim como os outros 29 artistas. Quando se apresenta um projeto ao MinC ele pode ter qualquer nome, tanto, que pode ser alterado a qualquer momento do processo. “Fomos orientados de que é possível solicitar à produtora que retire meu nome do projeto e pretendemos fazer isso e já estamos tomando as medidas cabíveis”, destaca.

O Ministério André Valadão achou por bem esclarecer o que é a Lei Rouanet, como funciona e informar que não são verdadeiras as afirmações levantadas contra ele de que haveria recebido do Ministério da Cultura o valor de R$ 1.091.240,00. “As pessoas precisam conhecer a Lei Rouanet e perceber que este incentivo fiscal pode ser utilizado por qualquer projeto cultural no Brasil. Apesar deste projeto não ter sido entregue por mim, acredito que sim, nós como crentes devemos utilizar dos recursos disponíveis para propagar o Evangelho. Várias manifestações culturais como shows, peças de teatro e filmes vem sendo rodados com incentivo fiscal e não edificam. Por que nós crentes não podemos utilizar da Lei e agir dentro dela?”.”

Fonte: Gospel Prime /Texto extraído de andrevaladao.com

%d blogueiros gostam disto: