Posts tagged ‘amor a Deus’

20/11/2012

Pastor Behnam Irani preso no Irã pode morrer se a situação for ignorada


Pastor Behnam Irani preso no Irã pode morrer se a situação for ignoradaUm grupo vigilante da perseguição cristã começou uma nova campanha prometendo apoio ao pastor em um estado médico crítico e atualmente preso no Irã, bem como muitos outros crentes sofrendo perseguição no mundo.

“Enquanto você lê isso, a saúde do pastor Behnam Irani está em condição crítica e há uma chance muito real de ele morrer na prisão de Ghezel Hesar se ele permanecer em sua situação atual”, explicou Christian Solidarity Worldwide em uma declaração compartilhada ao The Christian Post por Kiri Kankhwende, assessora de imprensa da organização.

O pastor iraniano foi preso em 2011, alegadamente por agir contra os interesses da segurança nacional, apesar dos grupos de vigilância da perseguição terem dito que a razão real foi por pregar o Evangelho e conduzir pessoas à Cristo no grande país islâmico. Ele tem conduzido a Igreja do Irã na cidade de Karaj na província de Alborz, e está atualmente servindo uma sentença de seis anos na prisão de Ghezel Hesar.

Diversos relatórios na condição de Irani na prisão notaram que ele apanhou e está sofrendo de úlcera hemorrágica, mas está tendo tratamento adequado negado. De acordo com as últimas informações da CSW, a condição do pastor de 41 anos está piorando, e ele precisa de ajuda urgente e orações.

“Ele está sangrando severamente das úlceras estomacais e complicações no cólon. Ele mal pode caminhar e tem problemas com sua visão. Os espancamentos brutais que ele recebeu das autoridades prisionais e outros prisioneiros resultaram em ferimentos horríveis, e ele precisa urgentemente de ajuda médica”, dissea CSW.

“Ele pode morrer nos próximos meses se ele não tiver o tratamento que precisar. E ele não deveria estar na prisão em primeiro lugar: ele foi acusado de crimes políticos para cobrir o fato de que ele foi preso porque ele é cristão e um líder de igreja”.

Quanto ao que pode ser feito para ajudar o pastor, pai de dois filhos, e outro cristão preso pelo mundo, a CSW insistiu que “quanto mais alto o barulho das comunidades internacionais, maior é a chance que os prisioneiros possam ser tratados adequadamente de acordo com os padrões internacionais, e mais provável de que os presos injustamente sejam libertados”.

A organização fornece links em seu site para informação de contato para o chefe do Judiciário do Irã e exige o tratamento urgente ao pastor Irani e implora a liberação da prisão.

Fonte: Christian Post

31/10/2012

´Prefiro morrer como cristã do que sair da prisão sendo muçulmana´, diz paquistanesa


´Prefiro morrer como cristã do que sair da prisão sendo muçulmana´, diz paquistanesaCondenada a morte desde 2010, a paquistanesa Asia Bibi continua aguardando a decisão final para saber se será ou não enforcada por cometer o crime de blasfêmia. A cristã de quase 40 anos se envolveu em uma discussão religiosa com mulheres muçulmanas quando saía do trabalho.

Suas colegas tentavam forçá-la a voltar a servir Ala, mas Asia rebateu usando frases que foram entendidas como ofensivas: “Jesus está vivo, mas Maomé morto. O nosso Cristo é o verdadeiro profeta de Deus. Maomé não é real. Jesus morreu na cruz pelos pecados da humanidade, e Maomé, o que fez por vocês?”.

A polícia foi chamada e em 8 de novembro de 2010 Asia Bibi se tornou a primeira mulher a ser condenada à pena de morte por enforcamento no Paquistão, um crime que já condenou 45 pessoas nos últimos anos sendo que 43 destes já foram executados.

Há poucas informações sobre Asia, também chamada de Aasiya Noreen, mas o Portas Abertas relembra que duas pessoas já morreram por tentar defendê-la da morte, entre elas o Salman Taseer, muçulmano liberal, ex-governador da província de Punjab, ele foi assassinado pelo seu guarda pessoal depois que se manifestou em defesa da mulher.

O site do Portas Abertas pede para que os cristãos enxerguem Asia Bibi não como uma mulher condenada, mas como uma esposa, mãe que está proibida de conviver com sua família. “Asia não é apenas uma pobre figura atrás das grades. Ela é uma mulher, uma esposa, uma mãe, uma irmã, e uma filha. A Igreja que ora por ela precisa se lembrar que ela é uma mulher real, e que tudo o que enfrenta no seu cotidiano é real”.

Fonte: Portas Abertas

%d blogueiros gostam disto: