Posts tagged ‘Apocalipse’

14/11/2012

“Igreja brasileira se tornou rica, mas sem visão”, afirma estudioso


“Igreja brasileira se tornou rica, mas sem visão”, afirma estudiosoCom a experiência que acumulou ao longo de décadas divulgando o trabalho missionário transcultural no Brasil e no mundo, o missiólogo e estudioso de missões, David Botelho faz um novo apelo à igreja brasileira.

“Em 20 anos a igreja quase quadruplicou em tamanho, prosperou em finanças, junto com o Brasil que se tornou a sexta economia mundial, será a quinta até o final do ano que vem e a quarta em 2020”, lembra ele em uma carta aberta divulgada pela missão Horizontes América Latina, a qual ele lidera.

Porém, o crescimento da igreja no país não o anima. Afinal, o Brasil era apontado como um dos “celeiros missionários” da igreja mundial. Pelo contrário, na avaliação de David e da Missão Horizonte, as missões parecem estar regredindo no país.

Ele aponta um estudo feito com o foco na realidade da igreja no Brasil nos próximos anos e revela: “Em 2005 fizemos um planejamento estratégico de 10 anos para avaliar a igreja brasileira em 2015… Para isto usamos os fatos listados que afetaria na conclusão”.

Os fatores apontados por ele são:

• Vida Espiritual
• Discipulado
• Denominacionalismo
• Visão Missionária
• Economia Brasileira
• Renda per Capita e Distribuição de Renda
• Indústria
• Relações Internacionais do Brasil
• Inclusão Digital

O resultado foi uma situação bem familiar para quem conhece o livro de Apocalipse. Para o líder missionário, a situação do Brasil hoje poderia ser comparada à Igreja de Laodiceia.

“Estima-se que 1/4 da população brasileira é evangélica e é superficial na vida cristã, a igreja se tornou rica e abastada, mas sem visão. A mídia evangélica tem influenciado com a teologia da prosperidade, formando uma mentalidade materialista e mundanista, aumentando a estrutura de poder das denominações. O discipulado é fraco e não atende a todas as necessidades da igreja, que tornou-se intelectualizada voltada para os seus próprios interesses. A falta de espiritualidade resultou no desinteresse e falta compromisso com missões. Os missionários têm sido negligenciados em todas as áreas de apoio”, enfatiza o relatório da missão.

As críticas de Botelho são conhecidas. Diversas vezes ele já falou sobre isso em congressos e encontros que debateram missões. Ele ressalta que, em 2012, a igreja ainda ignora a sua responsabilidade de envio, sustento e cuidado missionário.

“Há uma diminuição considerável pela procura de treinamento missionário por duas razões: a zona de conforto e a falta de sustento. O treinamento tornou-se a curto prazo e com procura por cursos a distância. Esta situação tem limitado o número de candidatos e obreiros de base nas agências missionárias causando um aumento no custo de formação. Há menor busca por especialização, literaturas bíblicas e cursos de missões, afetando o ministério de mobilização e investimento missionário”.

Isso tudo colabora para que o país envie proporcionalmente menos missionários do que 20 anos atrás. Uma situação que inspira uma mudança drástica.

Por fim, a carta enviada pelo líder de missões traz uma reflexão em forma de ilustração:

“Imagine se contratássemos um auditor de planejamento para analisar e dar seu parecer sobre a igreja para onde ela deveria ir, a fim de cumprir o seu propósito máximo. Ele faria algumas perguntas com o objetivo de chegar a uma conclusão. Sua primeira pergunta talvez fosse: Qual é a tarefa principal da igreja?

Responderíamos que é tornar Cristo conhecido por toda criatura, em todo o mundo.
Em seguida perguntaria com quem a igreja conta atualmente?

Responderíamos que a igreja possui mais de 800 milhões de cristãos verdadeiros. Ele ficaria surpreso!

A terceira pergunta seria: Quais são os recursos com os quais contamos hoje?

Responderíamos que mais de 50% dos cristãos no mundo são classificados como ricos e que somente 13% são verdadeiramente pobres. Temos todas as estratégias e os melhores treinamentos para evangelizar todos os povos, tribos, e nações. Temos métodos de tradução da bíblia para as línguas que nada têm do livro sagrado e condições de terminar a tarefa em nossa geração. Sua admiração seria ainda maior.

Uma última pergunta: Vocês sabem onde se encontram as pessoas não seguidoras de Cristo, alvos da pregação?

Orgulhosos, responderíamos com riquezas de detalhes que a maioria delas, ou 95% dos menos alcançados da terra, está concentrada numa região do mundo que denominamos Janela 10-40. Lá estão aproximadamente 2.3 bilhões de pessoas que chamamos de os menos alcançados, pelo evangelho, da terra.

Nosso interlocutor a essa altura estaria em êxtase com grande admiração pelo conhecimento demonstrado, recursos financeiro e pessoal que possuímos. E sua conclusão seria: Vocês não são sérios naquilo que creem e fazem”.

Fonte: Gospel Prime

24/05/2011

Harold Camping não Compareceu ao Trabalho na Segunda-feira de Manhã


Pregador do apocalipse Harold Camping não apareceu em seu escritório da Family Radio em Oakland, Califórnia, segunda-feira de manhã apesar dos comentários no domingo de que ele viria a trabalhar e dar uma declaração pública sobre a sua previsão errada da data do fim do mundo.

Empregados da Family Radio que trabalharam na segunda-feira disseram ao repórter do The Christian Post no local, que Camping ainda estava em sua casa em Alameda e eles não tinham certeza se o presidente da entidade viria hoje.

Um trabalhador na organização sem fins lucrativos da 501 c (3), no entanto, disse ao jornal The Christian Post, que eles esperavam que Camping fosse responder a sua fracassada Previsão do 21 de Maio em uma transmissão de TV e rádio às 17:30h da tarde, hora local. Eles acrescentaram que não tem certeza se Camping apareceria depois ou não.

Camping indicou para pelo menos dois jornais de domingo que ele iria responder publicamente a sua pregação apocalíptica errada na segunda-feira.

Falando ao San Francisco Chronicle domingo, Camping, disse que ficou “perplexo,” que sua previsão de 21 de maio de arrebatamento não ocorreu, acrescentando que ele iria falar mais sobre o assunto quando retornasse ao trabalho, segunda-feira.

“Eu estarei de volta ao trabalho segunda-feira e vou dizer mais,” disse o radialista cristão de 89 anos, ao Chronicle.

Falando em pessoa ao International Business Times domingo, Camping também disse que ele faria uma declaração pública na segunda à noite.

“Dê-me um dia, sem entrevistas hoje. Sinto muito. Você sabe que este é um grande negócio, grande negócio, e eu tenho que viver com isso e eu tenho que pensar nisso. Assim, nenhuma entrevista,” disse Camping, visto a partir da porta de sua casa na Alameda em um vídeo pela IBTimes.

Sem a câmera, a família do presidente Rádio IBTimes disse que a sua estação de rádio vai continuar a “operar normalmente.”

Para a maioria dos cerca de 300 funcionários na Family Radio, as últimas palavras que ouviram de Camping foi de sua carta de despedida intitulada, “Ocupe até que eu volte!” citando Lucas 19:13.

“Assim como o apóstolo Paulo embarcou em um navio para continuar a sua missão, nós na Family Radio estamos “ocupando até o dia final’ – ‘O dia glorioso” quando o Senhor tomar os seus eleitos para estar com Ele,” escreveu Camping na carta.

“Então, eu me despeço, você pode continuar com firmeza para ficar conosco para anunciar o Evangelho através da Family Radio e que possamos todos ser desafiados e encorajados pela Palavra de Deus, como lemos em Judas 1:21: “Mantenham-se no amor de Deus, procurando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.”

Fonte: The Christian Post

21/05/2011

O Porta-voz da Family Radio: Arrebatamento em de 21 de maio é Garantido


Anthony Hernandez, um orador frequente no programa Echoes (Eco) da Family Radio, ensina sobre temas como “ser advertido de coisas ainda não vistas” e “O tempo está próximo.” Como muitos dos seguidores de Harold Camping, ele está se preparando e preparando a outros para o 21 de maio, o dia em que Camping diz que vai marcar a segunda vinda de Cristo.

Apesar das escrituras, tais como aqueles em Mateus 24:36, que diz: “Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai,” Hernández insistiu que os Cristãos podem saber a data do dia do julgamento com estudo da Bíblia e orientação do Espírito Santo.

“é uma desculpa conveniente se você acabou de ler `Ninguém sabe o dia nem a hora` e em outros lugares onde ele diz: `Ele está vindo como um ladrão na noite,” [e dizer] ‘OK, tudo bem, eu não tenho que olhar para isso,’” disse Hernandez.

Em vez disso, ele disse que o que as escrituras estão realmente dizendo é que ninguém sabe a hora a menos que o Espírito Santo revele a ele ou ela.

“Em Coríntios, Deus elabora mais profundamente dizendo, comparando coisas espirituais com coisas espirituais, sim, é [o conhecimento do fim dos tempos], para o filho de Deus, mas é para Deus, o Espírito Santo, em Seu tempo, a escolha de começar a revelar essas coisas e a maneira que é revelada é através de Sua palavra,” disse Hernández ao The Christian Post.

Peça Online: Guia de Bolso do Apocalipse

Respostas bíblicas, tais como as de Mateus e Atos são realmente um “teste,” acrescentou, e os verdadeiros filhos de Deus devem sentir-se compelidos a buscar a verdade sobre o fim dos tempos.

No entanto, os teólogos estudados não estão comprando esse argumento.

Dr. R. Albert Mohler, Jr., presidente do Seminário Teológico Batista do Sul, em Louisville, Kentucky, escreveu terça-feira que a profecia de Camping parece rotular apenas a si mesmo e aqueles que afirmam os seus ensinamentos como verdadeiros crentes.

Camping, 89, disse sobre o arrebatamento de 11 de maio em entrevista à revista Nova York, “A Bíblia tem todas as palavras na língua original – foi escrita por Deus. Aliás, nenhuma Igreja acredita nisso, eles não seguram a Bíblia com o grande respeito que deveria.”

Ele passou a dizer: “Quando chegarmos a 21 de maio no calendário em qualquer cidade ou país do mundo, e o relógio – isto é baseado em outros versículos da Bíblia – marcar 6 horas da tarde, vai haver este terremoto tremendo que vai fazer o último terremoto no Japão parecer nada em comparação. E o mundo inteiro será avisado de que o Dia do Julgamento já começou.”

Camping considera ainda que o mundo será completamente destruído em 21 de outubro.

Mohler observou que os Cristãos têm o direito de buscar o retorno de Cristo. No entanto, ele disse que eles “não devem desenhar uma linha na história e fixar uma data.”

“Devemos cuidar dos negócios do pai, compartilhar o Evangelho e viver vidas cristãs fiéis,” disse Mohler, um batista do sul e evangélico influente.

De acordo com Hernandez, a Family Radio está fielmente compartilhando o Evangelho no exterior e em todos os 50 estados antes de sábado. O Projeto Caravan da Family Radio empregou quatro ônibus para difundir o Evangelho por todos os Estados Unidos até sexta-feira. O Projeto Jonah (Jonas) está enviando voluntários ao redor do mundo para testemunhar às pessoas sobre a segunda vinda de Cristo em locais “difíceis de alcançar.”

Hernandez disse sobre os esforços de evangelização Family Radio, “eu olho para isto da mesma maneira que Deus enviou Jonas para o povo de Nínive. Ele disse, ‘vá a Nínive, diga em 40 dias, eles vão ser destruídos.”

A única diferença entre a mensagem de Jonas e Camping, Hernandez disse, é “enquanto que Ele não destruiu aquela cidade. Esta é a garantia de que Ele vai destruir o mundo.”

Jason Boyett, o autor cristão dos livros Guia de Bolso do Apocalipse e O Me of Little Faith (Minha Pouca Fé), advertiu que a pregação do Evangelho voltando-se para a profecia de Camping irá inevitavelmente criar verdadeiras vítimas.

Boyett escreveu no The Washington Post, na página da fé, “a fé de Camping irá sobreviver à decepção iminente, assim como seu império da rádio e ministério. Ele dará desculpas e marcará uma outra data. Eu não me preocupo com ele; eu me preocupo com seus seguidores e suas famílias.”

Boyett compartilhou sua experiência como um aluno do oitavo ano que experimentou a previsão de Edgar C. Whisenant de que 1988 seria o ano do arrebatamento. Seu pastor – e consequentemente ele próprio – levaram a sério a previsão.

“Quando Jesus não voltou em 1988, fiquei aliviado, mas eu também perdi um pedaço da minha fé. Acreditar tornou-se mais difícil para mim,” compartilhou ele.

Camping também fez uma previsão do dia do julgamento anteriormente, dizendo que havia uma probabilidade muito alta de que o mundo fosse acabar em 1994. Apesar da previsão falha, ainda muitos venderam suas casas, deixaram seus empregos e gastaram suas economias em antecipação ao dia 21 de maio de 2011.

A NPR relatou recentemente que um dos seguidores de Camping, Adrienne Martins, de 27 anos e seu marido, Joel, largaram seus empregos e se mudaram para uma casa alugada em Orlando, onde eles distribuíram panfletos. O casal disse ao programa da rádio que eles estão gastando as últimas de suas economias, porque não veem uma necessidade de segurar mais um dólar.

“Nós orçamos tudo para que, em 21 de maio, nada seja deixado,” disse Adrienne.

Hernandez disse que muitos de seus amigos também estão deixando suas posses terrenas a tempo para o 21 de maio.

“Na minha opinião isso é uma coisa boa,” comentou. “Estou de acordo. Eu acredito com todo meu coração que este é o fim e eu não vejo nada de errado com isso.”

Embora ele esteja de acordo com a profecia de sábado, Hernandez optou por usar suas horas de férias, em vez de deixar o emprego. Além disso, ele e sua mulher continuam a pagar suas contas.

Ainda que sua esposa seja favorável à profecia, ela não está “de acordo cem por cento,” disse Hernandez.

Por causa da dúvida de sua esposa, ele disse: “Eu respeito totalmente alguém que tenha dificuldade de entender isso ou têm dúvidas.” Ele acrescentou: “O meu incentivo é orar por sabedoria e buscar a palavra de Deus.”

Fonte: The Christian Post

13/04/2011

Americano vende produtos de sobrevivência para o Apocalipse


As piscinas são uma forma de sobreviver às temperaturas altíssimas do Arizona, que chegou a um pico inédito de calor. Mas a piscina de Dennis McClung, no subúrbio de Phoenix conhecido como Mesa, foi transformada em um refúgio de sobrevivência de uma espécie inteiramente diferente.

McClung instalou um jardim subterrâneo em sua piscina junto com um áquario de peixes e um galinheiro. O esterco da galinha alimenta as tilápias, que nadam na água que é bombeada para as plantas de amora-preta, tomate cereja e pimentão. O ecossistema é projetado para alimentar sua família com viagens mínimas ao supermercado.

Mas o desejo de McClung de se tornar autossuficiente não termina aí. Um quarto de sua modesta casa térrea foi transformado em uma instalação de armazenamento, no caso de algo terrível acontecer no mundo exterior. Ele tem roupas contra radiação, baterias, cândida para desinfectar a água, suprimentos médicos, máscaras de gás e um contador Geiger, bem como de alimentos secos.

McClung, casado e com dois filhos pequenos, não sabe exatamente para que está se preparando, mas estar pronto para o inesperado tornou-se uma parte essencial de sua vida.

Origem

Tudo começou em 1999, quando muitos previam consequências terríveis à chegada do ano 2000 para os computadores em todo o mundo. McClung, que trabalhava na loja de utilidades Home Depot na época, viu em primeira mão o esgotamento dos estoques de geradores, lanternas, lonas e outros materiais e prometeu estar preparado para lucrar na próxima vez que algo semelhante ocorresse.

E esse momento pode ser agora, com a aproximação de 2012, McClung e sua esposa, Danielle, passaram a vender equipamentos de sobrevivência em seu site, o 2012Supplies.com, para aqueles que acreditam que o mundo vai acabar em 12 de dezembro de 2012 – 12/12/12.

McClung disse que não decidiu o que fazer com o nome de seu site caso, com toda a probabilidade, 2013 chegue sem que nada apocalítico aconteça.

Ele já está planejando seu próximo projeto de melhoria em sua casa, que envolve painéis solares no telhado e um sistema que captação da água da chuva e reciclagem da água do chuveiro para regar árvores de fruto. Ele espera concluir o projeto até o fim do próximo ano. “Espero que 2013 chegue e todos riam de mim”, disse ele.”Isso seria fantástico”.

Fonte: IG

19/03/2011

Apocalipse a venda: Produtos sobre o fim do mundo e a volta de Cristo fazem sucesso de vendas


Uma pessoa bem sucedida geralmente é alguém que vê uma oportunidade onde os outros vêem uma crise. Então, quem se atreveria a capitalizar com o iminente fim do mundo? Poderíamos chamá-los de “vendedores do Armagedon”. Existem dezenas de pregadores cristãos que vêem nas manchetes de hoje uma sinalização que o mundo se aproxima do seu último dia.

Alguns deles parecem passar o dia todo lendo reportagens em busca dos acontecimentos que, para eles,  se alinham com as profecias bíblicas. O desastre natural no Japão na semana passada é um bom exemplo disso. Outras catástrofes naturais, bem como agitação política dos países do Oriente Médio, a subida dos preços do petróleo e  as guerras civis, parecem ser seus assuntos prediletos. Nestes últimos meses parece que lugares como Egito, Líbia, Coreia do Norte e Arábia Saudita tem lhes oferecido material de sobra.

Os primeiros meses de 2011 está marcando a alta do mercado para os especialistas em prever o final dos tempos. RaptureReady.com [Pronto pro Arrebatamento] é um site que tenta prever quanto tempo nos resta até  a volta de Cristo.  O mês passado registrou um recorde no número de acessos. A editora evangélica Tyndale House começou a preparar o relançamento de sua série de maior sucesso, a versão romanceada de Apocalipse: “Deixados para Trás”. Seus 16 volumes apresentam uma minuciosa descrição de como seria o fim do mundo. Traduzida para diversas línguas, já vendeu mais de 65 milhões de cópias e inspirou três longa-metragens e dois jogos de vídeo game.

David Endrody, vice-presidente de vendas da Tyndale, explica que em breve sairão edições com novas capas, que usarão as notícias recentes. “Nós mudamos a contracapa para traçar um paralelo com eventos atuais”, esclarece Cheryl Kerwin, gerente de marketing da editora.  ”Também atualizamos nosso livro ‘À Beira do Apocalipse. O começo do fimpara refletir melhor o que está acontecendo no mundo de hoje”.

Tim LaHaye, autor da vários livros sobre o assunto, inclusive da série Deixados para Trás, explica que: “A Bíblia diz em Mateus 24 que um dos sinais dos últimos dias – entre as dores de parto – é o aumento da frequência e da intensidade dos tremores de terra”. Ele acredita ainda que está ajudando a esclarecer seus leitores, oferecendo respostas às dúvidas mais comuns.

Parece estar havendo uma explosão nas vendas de títulos sobre o assunto. É isso que ocorre, por exemplo, com Joel Rosenberg, que tornou-se um autor de sucesso depois de publicar The Twelft Iman [O 12° Imã], que narra de forma romanceada o cumprimento das profecias sobre a destruição de Israel.

A conferência ”Epicentro”, idealizada por Joel e que será realizada em Jerusalém dentro de dois meses já está totalmente esgotada. Esse tipo de “fervor apocalíptico” não era visto entre os pastores americanos desde os ataques de 11 de setembro de 2001. Dez anos atrás, alguns deles sugeriram que o evento era um precursor do retorno de Jesus à terra, que marcaria o fim do mundo. É bom lembrar que na virada do milênio passado, muitos diziam que o fator determinante seria o caos da tecnologia por causa do chamado “bug do milênio”.  Surgiram então livros, vídeos e diversas conferências para tratar dessas profecias, que não se cumpriram.

A aparente onipresença da internet também tem contribuído para a disseminação de pregadores e profetas que tem como obsessão explicar quando e como o fim virá.  Daniel Wojcik, professor da Universidade do Oregon é um pesquisador do assunto. Ele escreveu The End of the World As We Know It: Faith, Fatalism, and Apocalypse in America [O fim do mundo que conhecemos: fé, fatalismo e o Apocalipse na América] e explica que as crenças populares sobre o final dos tempos sempre habitaram o imaginário popular.

Ele destaca o discurso do “profeta” Harold Camping , que previu e tem anunciado em outdoors pelos Estados Unidos que em 21 de maio de 2011, os cristãos serão levados para o céu e o mundo será destruído cinco meses depois. Mas Camping parece que não pretende lucrar com suas previsões, pois todo o material disponível em seu site pode ser baixado gratuitamente.

O sucesso de tudo que se refere a profecias sobre o fim não é exatamente um novidade. Outros tipos de profetas também ficaram famosos com esse tipo de previsão, como Nostradamus. Seus escritos enigmáticos são vendidos até hoje e eventualmente citados em meio a grandes crises mundiais.

John Hagee, pastor da mega igreja Cornerstone em San Antonio, Texas, usa seus sites para promover suas idéias e passou recentemente a oferecer um DVD chamado “Armagedon financeiro” por US $ 12 e está vendendo ingressos  para um seminário profético por US $ 10. Em uma de suas newsletters mais recentes ele escreve: ”Preparem-se! O planeta Terra está prestes a tornar-se o parque de diversão do Anticristo e da sua Nova Ordem Mundial. A igreja será arrebatada antes do Anticristo aparecer. Acredito que ele poderá se levantar na Europa a qualquer momento. Igreja, ore e prepare-se para subir”.

Embora a maioria desses pregadores utiliza como base de seus argumentos livros da Bíblia como Apocalipse e os profetas Isaías e Daniel, um grande  segmento dos cristãos salienta que o próprio Jesus advertiu que ninguém poderia saber quando o fim do mundo vai acontecer.

Mas existem até índices  como o do site RaptureReady.com, cujo “Arrebatamentômetro” mede 45 itens proféticos em escalas de 1 a 5. Desde a presença de “falsos cristos”, até a incidência de enchentes e terremotos, passando por crises financeiras, cada elemento é medido. O último índice divulgado (14/03/11) é de 180, não muito longe do recorde histórico de 182 (em 24/09/01). Segundo o site, o arrebatamento chegar quando o total for igual a 225.

Todd Strandberg fundou o site 24 anos atrás, quando os computadores tinham telas verde e a velocidade dos modens chegava apenas a 1200 baud. Em sua análise mais recente, ele afirma: “Nunca vi uma época em que tantas manchetes parecem ter sido arrancadas das páginas da Bíblia.”

Fonte: Pavablog

12/02/2011

Pastores lançam livro com descrições épicas das profecias de João em Apocalipse


Pastores lançam livro com descrições épicas das profecias de João em Apocalipse

Mudanças, avanços da tecnologia e muitas expectativas. Novos conflitos, catástrofes, enfim qual é a explicação para todos esses fenômenos?

Tim Lahaye e Craig Parsahall apresentam histórias emocionantes e descrições fortes em “ À beira do Apocalipse”. Fatos corriqueiros, do dia-a-dia tornam-se grandes eventos para a história escrita no último livro da Biblia.

Lahaye é pastor , autor de uma série de obras ficcionistas, fundador e presidente de um grupo religioso de difusão de valores Cristãos e do PreTrib (centro de Pesquisas Pré-Tribulacionistas).

Parsahall é vice-presidente sênior e conselheiro geral da National Religious Broadcasters e autor de sete romances de suspense campeões de venda.

Os autores trazem descrições corriqueiras, onde as pessoas podem ser surpreendidas num momento de lazer com a família. De repente, ao final do espetáculo, ouve-se um estrondo e o pânico instala-se por todos os cantos da cidade. Quem saía do espetáculo, não conseguia compreender o que acontecia nas ruas.

Taxi, ônibus e automóveis não paravam. Inicia-se uma série de acidentes, confusões no trânsito de Nova York. O caos era instalado pela cidade.

Alguns usavam seus celulares atônitos, desesperados. Outros queriam ter mais informações e o desespero tomava conta das pessoas que desejavam chegar logo a um local seguro.

Essa é uma das várias descrições feitas por Parshall e Lahaye para descrever um pouco o “princípio das dores” , conforme escrito por João no livro das revelações. Se vai acontecer ou não, não sabemos, pois segundo os estudiosos, o apóstolo o escreveu em linguagem simbólica e dá margem a diversas interpretações pelos diversos segmentos cristãos.

Com certeza os dois autores escreveriam uma excelente ficção sobre as últimas tempestades no hemisfério sul, especialmente os fenômenos causados pelas fortes tempestades que causaram profundas marcas na Região Serrana do Rio de Janeiro, Venezuela, Colombia e Austrália.

Afinal, será que as chuvas e esse desequilíbrio do planeta são os sinais do começo do fim? Vale a pena ler os capítulos de “À beira do apocalipse”.

Fonte: Livros Só Mudam Pessoas

%d blogueiros gostam disto: