Posts tagged ‘atletas de cristo’

04/10/2015

Cristão, Adriano Martins é o único brasileiro no UFC 192


adriano-martins-320x172.O UFC desembarca ontem (03/10) em Houston, Texas, e traz na luta principal a disputa do cinturão meio-pesado (até 93kg) entre o americano Daniel Cormier e o sueco Alexander Gustafsson.

Ainda no card principal, temos outras lutas interessantes, como o retorno de Rashad Evans contra Ryan Bader e a luta entre os pequeninos (pesos mosca) Joseph Benavidez e Ali Bagautinov.

Mas é no undercard que temos o único brasileiro deste UFC 192, o amazonense Adriano Martins, que enfrenta o estreante russo Islam Makhachev.

Cristão, Adriano demostrou sua fé em seu Twitter durante o mês que antecedeu a luta, quando os lutadores intensificam o corte de peso, uma das mais duras fases do treinamento. “Deus é fiel” é uma declaração recorrente do atleta, que sempre comemora suas vitórias com o dedo em riste apontado para o Céu, em referência a Deus.

No Instagram do lutador, em sua descrição, o seguinte trecho de Isaías (capítulo 40, versículo 31): “Mas os que esperam no Senhor renovam suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.”

O UFC 192 será transmitido no Brasil pelo Canal Combate, a partir das 19h30 (horário de Brasília).

Fonte: Gospel Prime

06/12/2012

STJD absolve time de futebol por uso de camisetas com dizeres religiosos


STJD absolve time de futebol por uso de camisetas com dizeres religiososO Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou na última sexta-feira (30) o time da Chapecoense que foi acusado de violar as regras internacionais do futebol. A ação foi movida porque os jogadores da reserva vestiram uma camisa com dizeres religiosos durante a partida que os levaria da Série C para a B do Campeonato Brasileiro.

A suposta violação foi cometida durante o jogo do dia 8 de novembro quando o time catarinense enfrentou o Luverdense na semifinal da Série C, na camiseta que os jogadores usaram para comemorar no final do jogo estava escrito “Deus é fiel, Série B 2013″ na frente e nas costas “Jesus ♥ Você”.

A International Football Association Board proíbe que os atletas exibam qualquer mensagem de cunho religioso dentro dos campos e por isso o time Chapecoense acabou sendo levado à justiça.

O advogado do clube defendeu dizendo que a atitude partiu dos jogadores e que portanto o time deveria ser absolvido. “A equipe da Chapecoense não era mandante e teve apenas uma ação para comemorar a conquista. Por ser um fato atípico e não ser o clube o responsável pela partida, a defesa vem pedir a absolvição do clube”.

O relator do processo Lucas Rocha acredita que de fato o regulamento foi ferido, mas que não houve gravidade no ato. O auditor Márcio Amaral acredita que os jogadores se afobaram e que de não fato não foi uma infração cometida pelo clube.

A decisão final do STJD absolveu a Chapecoense.

 

As informações são Justiça Desportiva UOL.

11/10/2012

Léo Moura comanda ‘turma da fé’ no Flamengo e afasta jovens jogadores das noitadas


Convertido e membro da Igreja Batista, desde o início deste ano, o lateral direito Léo Moura vem minimizando os tradicionais efeitos da “boleiragem” entre os jovens do elenco e comanda a “turma da fé”, que trocou as tradicionais noitadas pelas igrejas.

Líder natural e referência para os demais jogadores, após quase sete anos de clube e mais de 400 jogos com a camisa rubro-negra, Léo comanda rodas de orações nas concentrações e tenta orientar os companheiros que acabam de chegar ao mundo do futebol profissional.

Além do lateral, os atacante Negueba e Nixon, os volantes Muralha e Luiz Antônio e o meia Mattheus e o jovem goleiro reserva César já trilham o mesmo caminho da fé.

“Estamos sempre conversando nos horários livres e eu já comentei algumas vezes nessas resenhas sobre a minha experiência com Deus, como isso tem me feito bem. Muitos que ouvem acabam se interessando e querendo participar também”, explicou Léo Moura, destacando ainda que não pressiona ninguém a participar.

“Não é nada que eu fique forçando para acontecer. Ocorre com naturalidade, talvez por eles verem em mim um exemplo positivo.  A gente fica feliz quando consegue que alguém se interesse porque é um caminho bom, que ajuda a ter uma vida de paz e harmonia e evita que as pessoas façam algumas escolhas que podem acabar trazendo problemas para elas no futuro. Eles estão começando agora e precisam se afastar de muitas coisas que desvirtuam por aí nesse mundo”, explicou Léo, que em outras épocas era conhecido pelas amizades com jogadores rotulados como “baladeiros”.

Atualmente, a única balada de Léo Moura é na Igreja Batista Central da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Quando muito, o lateral frequenta casas de shows para assistir a apresentações de Thalles Roberto, cantor gospel de sucesso e seu amigo particular.

Diante de um assunto sempre polêmico com a religião entre jogadores, Léo faz questão de ressaltar que as escolhas não interferem no ambiente do grupo dentro de vestiários e hotéis.

“Alguns no time são evangélicos, mas outros têm religião diferente e a gente respeita isso acima de tudo. Como falei, como cristão, quando aparece uma oportunidade coerente, a gente procura falar de Deus. Mas as pessoas têm livre arbítrio e direito de escolher o caminho que elas querem seguir. Somos um grupo e temos sempre que ter o bom senso de respeitar as individualidades e o espaço de cada um”, disse o capitão da equipe.

Desafio com Adriano

E apesar da facilidade em levar os mais jovens para a sua igreja, Léo Moura ainda tem um grave problema no grupo. Mesmo sendo um dos atletas mais próximos ao ‘Imperador Adriano’, o lateral ainda não conseguiu levar o atacante para seu “Império” da fé, ou simplesmente tirá-lo do caminho de baladas e problemas.

“Estamos sempre tentando ajudar o Adriano, que é um dos caras mais queridos do grupo. Ele também precisa mostrar que quer se recuperar. Vamos tentar fazer com que ele volte a ser aquele grande jogador”, disse durante a última semana, após mais um polêmica de indisciplina envolvendo o camisa 10.

Fonte: UOL

05/10/2012

“Ser cristão no Uzbequistão não é nada fácil”, diz Rivaldo


“Ser cristão no Uzbequistão não é nada fácil”, diz RivaldoO jogador Rivaldo concedeu uma entrevista para o site do Portas Abertas lembrando do tempo em que esteve jogando pelo Bunyodkor, time de Uzbequistão, o 9º país de maior perseguição contra cristãos.

Na entrevista ele relembra os momentos que passou naquele país e como percebeu que falar de Jesus publicamente era proibido. “Teve um episódio, em que ganhamos a copa do Uzbequistão e usei uma camisa com os dizeres ‘Jesus number 1′ (Jesus, número 1) quando vi no site, eles haviam apagado o nome “Jesus” e falaram que não poderia mais fazer aquilo”.

Assim que se mudou para Uzbequistão, Rivaldo que é cristão tentou fazer alguns cultos em casa, mas acabou sentindo no coração o desejo de frequentar uma igreja local. Na entrevista ele relata que não só ele como outros jogadores brasileiros também passaram a congregar com cristãos uzbequistaneses.

Foi com este contato que ele pode perceber como é difícil ser cristão em um país de maioria muçulmana. “Ser cristão no Uzbequistão não é nada fácil, para mim não foi tão difícil por ser uma pessoa conhecida, mas para eles, é duro”, diz.

Leia a entrevista na íntegra:

Rivaldo, você tem conhecimento sobre a perseguição e intolerância religiosas?
Com certeza.

Você já ouviu falar da Portas Abertas durante suas passagens por diversos países, principalmente no período que morou no UZBEQUISTÃO jogando pela Bunyodkor? O que conheceu da Portas Abertas nestes locais?
 Tive conhecimento pela internet. Foi pelo site da Portas Abertas que fiquei sabendo que o Uzbequistão era o 9º país mais perseguido do mundo.

O que conheceu da igreja no UZBEQUISTÃO, pois o país ocupa o 9º lugar na Classificação de Países por Perseguição? Teve contato com os cristãos locais?
Quando cheguei lá, comecamos a fazer culto em casa, mas, senti em meu coração que deveria participar de uma igreja local, que eu deveria ser testemunha de Jesus aos uzbeques, e foi o que fiz, eu e todos os brasileiros começamos a participar de uma igreja local. Foi um tempo maravilhoso!

Você já foi proibido de expressar sua fé publicamente?
Fui, e no Uzbequistão, mesmo. Teve um episódio, em que ganhamos a copa do Uzbequistão e usei uma camisa com os dizeres “Jesus number 1” (Jesus, número 1) quando vi no site, eles haviam apagado o nome “Jesus” e falaram que não poderia mais fazer aquilo, mas continuei fazendo. Não por palavras mas por atitudes.

O que sentiu por ser cristão em um país de maioria muçulmana? Teria algum testemunho relacionado à restrição religiosa para compartilhar?
Ser cristão no Uzbequistão não é nada fácil, para mim não foi tão difícil por ser uma pessoa conhecida, mas para eles, é duro. Sei que Jesus nos levou até lá para sermos luz, testemunhas vivas. O mais emocionante foi ter convivido com cristãos locais. Ver a alegria deles por estarmos lá… A esperança de que Jesus não tinha se esquecido deles.

O que você acredita ser a maior necessidade para a minoria cristã no Uzbequistão?
Liberdade de expressar sua fé. Liberdade de ouvir um louvor. Liberdade de ler a palavra de Deus.

Você já tentou aproximação para falar do amor de Deus para jogadores de outras religiões? Qual foram as reações?
Respeito muito as pessoas, não sou aquela pessoa de impor a minha opinião. Falo de Jesus através das minhas atitudes, e da minha maneira de ser. E sei que muitos deles foram impactados.

Em quais situações você acha que se deve abrir mão de professar publicamente sua fé?
Tenho certeza de que em nenhum momento. Nunca negarei a Jesus. É por Ele e para Ele que vivo.

Fonte: Gospel prime

28/08/2012

Jornal afirma que Kaká tem sido humilhado pelo técnico do Real Madrid


Jornal afirma que Kaká tem sido humilhado pelo técnico do Real Madrid O jornal El País publicou no último sábado (25) que Kaká tem sido humilhado pelo técnico do Real Madrid, José Mourinho, e que este teria afirmado que deseja que o brasileiro saia da Europa para jogar “no terceiro mundo do futebol”.

Mas o brasileiro, como cristão, tem evitado bater de frente com o técnico do time. Mesmo com tantas provocações ele sorri para a equipe e finge que nada está acontecendo. A atitude de Kaká chegou a ganhar um apelido dos outros jogadores: “la sonrisa Profident”, o que no Brasil seria o termo “sorriso Colgate”.

Ao que parece Kaká sorri quando é deixado de lado nos jogos, quando é chamado nos últimos minutos das partidas e até mesmo quando não é convocado. A seus colegas próximos o ex-presbítero da Igreja Renascer teria dito que Mourinho é “uma má pessoa”, mas mesmo assim continua evitando desentendimento.

A publicação espanhola garante que Kaká chegou a pedir para voltar para o Milan, mas a resposta do treinador foi negativa. Mourinho só pretende permitir que o brasileiro seja comprado por um time do Brasil ou pelos Estados Unidos.

“Ele só quer que eu vá para o terceiro mundo do futebol”, lamentou Kaká que teria seu salário reduzido. Desde que foi comprado pelo time espanhol o jogador perdeu em muito sua qualidade, gerando prejuízo ao time que pagou 65 milhões de euros por ele.

Fonte: Gospel Prime

25/08/2012

Câmara de Jacareí veta lei que criava Corrida Atletas de Jesus


A Corrida Atletas de Jesus tinha por objetivo reunir, indistintamente da igreja a qual pertençam, atletas que reconhecem Jesus Cristo como filho de Deus.

Os vereadores da Câmara Municipal de Jacareí (SP) decidiram manter o veto total, aposto pelo Executivo aos autógrafos da Lei nº 5.681/2012, de autoria do presidente do Legislativo, vereador Itamar Alves (PDT), que institui no município a Corrida Atletas de Jesus.

Por 12 votos a um, os vereadores acataram a justificativa de veto da prefeitura, que alega razões impeditivas para a sanção da lei. De acordo com a administração municipal, a proposta é inconstitucional.

A Corrida Atletas de Jesus tinha por objetivo reunir, indistintamente da igreja a qual pertençam, atletas que reconhecem Jesus Cristo como filho de Deus, promovendo a integração entre as organizações cristãs, tendo como alvo, os esportistas de diversas classes sociais e grupos étnicos.

Fonte: Nossa Jacareí

11/08/2012

Igreja intercede e boxeadora é medalha de ouro nas Olimpíadas


Igreja intercede e boxeadora é medalha de ouro nas Olimpíadas A pugilista irlandesa Katie Taylor ficou com a medalha de ouro no boxe feminino de 60 kg dos Jogos Olímpicos em Londres. Tetracampeã mundial da categoria, ela garantiu o primeiro ouro olímpico para a Irlanda. Em segundo ficou a russa Sofya Ochigava e a medalha de bronze foi conquistada pela brasileira Adriana Araújo e por Mavzuna Chorieva, do Tajiquistão.

Além da medalha, Taylor se orgulhosa também de sua fé cristã. “Estou aqui por causa da graça de Deus”, disse ela aos jornalistas após a vitória contra a russa. “Obrigado Jesus”, acrescentou Taylor, que aproveita cada momento microfone para falar de sua fé.

Ela entra para história por que esta foi a estreia do esporte numa Olimpíada. Aos 26 anos de idade, ela conta que pratica boxe desde a infância. Também criança começou a frequentar uma congregação pentecostal em Dublin, ligada à Assembleia de Deus. Kimberley, cunhada de Katie, é a líder de adoração da igreja, que reúne cerca de 750 pessoas todo domingo.

Em Bray, cidade natal de Taylor, cerca de 10.000 fãs acompanharam a luta em um telão. Mais de 200 membros da igreja assistiram, torceram e oraram por Taylor na igreja durante a final.

“Katie Taylor levantou o espírito da nação”, disse o presidente da Irlanda, Michael D. Higgins. A família Taylor esteve na igreja antes da lutadora partir para Londres. O pastor Sean Mullarkey conta que a congregação intercedeu e abençoou a vida dela e da família.  “Ela lutou o bom combate de várias maneiras”, afirma, dizendo que sempre acreditou que Deus iria usar Katie como “um instrumento de esperança e boas novas”, numa Irlanda que vive uma forte recessão. E isso se tornou realidade, pois a vitória de Taylor parece ter um efeito explosivo sobre o público.

Um repórter da rádio RTE conta que, nas ruas do país, os homens choravam em casa, os motoristas tocavam as buzinas dos carros de Dublin e vizinhos gritavam de alegria. Alguns locais de trabalho fecharam mais cedo. A cidade de Dublin “parou” para a luta.

O pastor Mullarkey comemora de maneira especial. ”Foi um dia fantástico para a igreja”, disse ele ao site Charisma. ”Em um dia nós saímos da obscuridade e agora somos uma igreja de quem todo mundo na Irlanda já ouviu falar.”

Porém, a vida de Katie Taylor não é feita só de holofotes.  Ela treina seis horas por dia e chegou a lutar com pugilistas homens para se aperfeiçoar. Mas ela conta que não dispensa um período de oração diário e que no seu local de treinamento há um versículo escrito na parede: “Ele prepara minhas mãos para a batalha.”  [Salmo 144]

08/08/2012

Conheça alguns atletas cristãos que estão em Londres para as Olimpíadas de 2012


O ministério Atletas de Cristo divulgou em seu site a lista de esportistas cristãos brasileiros que estão em Londres para competir nas Olimpíadas 2012.

Nessa lista formada por oito atletas há jogadores de vôlei, basquete, tênis de mesa, futebol, futebol feminino e lutadora de taekwondo. O grupo pequeno conta com a oração de todos os cristãos, não só para que tenham êxito em suas atividades esportivas, mas para que consigam evangelizar.

O Atletas de Cristo é um movimento interdenominacional que une desportistas de todas as modalidades que tem como objetivo alcançar o mundo através dos esportes. Para pedir oração e apresentar os cristãos que estão na Inglaterra para competir, o ministério elaborou um hotsite com os detalhes pessoas de cada um desses atletas.

Entre os cristãos da seleção de vôlei podemos citar Leandro Vissotto, de 28 anos, e Serginho, 37, dois grandes atletas que integram a equipe brasileira. Enquanto Leandro faz sua estreia nos Jogos Olímpicos, Serginho participa de sua terceira Olimpíada.

Com apenas 28 anos Natália Falagna vai entrar no tatame olímpico pela terceira vez para tentar a medalha de ouro no Taekwondo. Em 2004 ela esteve em Atenas e conseguiu o 4º, já em 2008, em Pequim, a jovem conseguiu a medalha de bronze.

No basquete também há dois atletas cristãos, Nenê Hilário, 30 anos, e Tiago Splitter, 27, os dois estão estreando suas carreiras olímpicas em Londres, uma conquista pra lá de importante para esses competidores que treinam até conseguir se destacar entre tantos outros atletas.

No tênis de mesa temos Hugo Hoyama que já é veterano nos Jogos Olímpicos, ele participa das Olimpíadas desde 92, sendo esta a sua sexta participação. Apesar de nunca ter conquistado uma medalha olímpica ele tem em sua carreira diversos prêmios como o Ouro conquistado em 2011 nos jogos Pan Americanos que aconteceram no México.

O goleiro Gabriel faz sua estreia nas Olimpíadas 2012 para defender o time brasileiro de futebol. Preste a completar 20 anos o jovem foi escolhido pelo técnico Mano Menezes para vestir a camisa nº1 e participar dessas competições tão importantes.

30/04/2012

SBB e organizações cristãs apresentam os planos para o movimento Joga Limpo


No dia 24 de abril a Sociedade Bíblica do Brasil reuniu em São Paulo atletas, igrejas e organizações cristãs no evento “Movimento Joga Limpo Brasil” que tem como objetivo treinas esses interessados para evangelizar durante a Copa 2014 e Olimpíadas 2016 que acontecerão no Brasil.
Cerca de 230 pessoas estiveram Espaço Cultural Presbiteriano de Pinheiros para assistirem a apresentação das principais estratégias que serão usadas para a Bíblia esteja em evidência durante essas competições esportivas.
O diretor-executivo da SBB, Rudi Zimmer fez uma reflexão com o tema “Esportes: oportunidades para a difusão da mensagem bíblica” e comentou sobre a visão que levou o apóstolo Paulo a anunciar o evangelho em Corinto durante os Jogos Ístmicos. “A linguagem esportiva presta-se muito bem para articular a mensagem cristã. Nos tempos bíblicos, havia uma grande variedade de esportes e o apóstolo Paulo utilizou esses elementos para fazer associações com a fé cristã”, disse ele.
Falando sobre as estratégias que poderão ser usadas nesses eventos para evangelização, o secretário de Comunicação e Ação Social da Sociedade Bíblica, Erní Seibert, ressaltou que os atletas, igrejas e organizações terão atuação livre, isso é, quem quiser fazer parte de mobilização poderá definir seus projetos e objetivos.
“Atletas, organizações e igrejas que aderirem ao movimento terão atuação livre. Vamos partir da união de todos para, juntos, virar este jogo”, concluiu Seibert diante de representantes dos Atletas de Cristo, Coalização Brasileira de Espores, AMME Evangelizar e Renas (Rede Evangélica Nacional de Ação Social).
Essas organizações cristãs fazem parte do Comitê Gestor do JLB, e aproveitaram o evento para mostrar suas estratégias e seus focos de atuação para estes dois eventos mundiais que serão sediados em nosso país.
Lembrando da Copa do Mundo de 1950, ex-jogador de basquete Fernando Camargo, vice-presidente da Coalizão Brasileira de Esportes, destacou a importância do Joga Limpo ao comparar essa Copa do Mundo a ser realizada em 2014 dizendo que a Igreja Brasileira precisa aproveitar o momento para levar a mensagem do Evangelho.
O fundador da AMME Evangelizar, José Bernardo, falou que sua organização está produzindo um filme para combater a violência nos espaços esportivos. A Renas por sua vez falou sobre o projeto para mobilizar a sociedade contra a exploração sexual de crianças e adolescentes, a psicóloga Débora Fahur falou sobre esse plano chamado de “Bola na Rede” que vai ser estendido para as 12 capitais que receberão os jogos da Copa de 2014.

Fonte:

%d blogueiros gostam disto: