Posts tagged ‘Brasil chora morte de Jose de Alencar’

30/03/2011

Brasil chora morte José Alencar, ex vice presidente evangélico recentemente convertido


José de alencar está sendo velado no Palácio do Planalto e será aberto ao público

José Alencar, ex vice presidente do Brasil durante os oito anos de governo Lula e um dos mais carismáticos políticos da nação, ganhando notoriedade por sua luta por juros mais baixos para a população.

Se hoje ainda há muitas dúvidas sobre qual era religião de José Alencar, as mesmas não parecem mais adiantar muito. O que é fato é a mudança de comportamento do ex vice presidente nos últimos dois anos e meio quando deixou de comparecer as missas da Igreja Católica perto de sua casa e começou a ser frequentemente visto em cultos de algumas igrejas evangélicas, principalmente na Igreja Universal do Reino de Deus onde subiu ao púlpito algumas vezes nesse período.

Em uma de suas mais famosas palestras na Igreja Universal, ganhando a mídia a exatamente um ano, o político subiu ao púlpito para dar seu testemunho para outros empresários. Contou sobre seus problemas e seu câncer que, embora a anos estivesse lhe atormentando, milagrosamente estava começado a regredir após então 12 anos de luta. O tempo da mudança coincidiu exatamente com o período que começou a frequentar a Igreja Universal, mas com suas frequentes internações não conseguiu ter uma frequência de visitas e estabilidade na religião evangélica.

Segundo o Senador Aécio Neves, mineiro como José Alencar, “Deus estava esperando pelo ex vice presidente”. Seu amigo Marcelo Crivella, Bispo licenciado da IURD, falou em carta aberta sobre a trajetória e conversão de José: “Sendo tão rico, de tudo se despoja, para buscar na fé em Deus a salvação da sua alma em Cristo”. Em seu twitter o Pastor Ricardo Gondim filosofou sobre a morte do político: “Passamos, somos uma leve poeira que o vento levanta. Eternizemos os instantes vividos com beleza, doçura e solidariedade”.

José Alencar morreu nesta terça, dia 29 de Março de 2011, aos 79 anos devido ao câncer e falência multipla dos órgãos. Sua luta contra os tumores começou 1997 e durante quase 14 anos teve 17 cirurgias, perdeu um rim, 2/3 do estômago e parte dos intestinos delgado e grosso, mas continuou vivo, lutando e com fé.

Fonte: Gospel+

29/03/2011

Corpo de Alencar vai deixar o hospital às 6h30 da quarta-feira em direção a Brasília


 

Velório está marcado para amanhã no Palácio do Planalto e será aberto ao público

O corpo do ex-vice-presidente José Alencar deve deixar o hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, às 6h30 da quarta-feira (30). Alencar morreu no começo da tarde desta terça-feira (29), vítima de complicações de um câncer. Neste momento, o corpo de Alencar está sendo preparado para deixar o hospital.

Segundo informações do hospital Sírio-Libanês, o corpo de Alencar deve ser levado de São Paulo a Brasília em um avião da FAB (Força Aérea Brasileira). Ainda de acordo com a assessoria do hospital, a família de Alencar continua no prédio do Sírio-Libanês, na região central da capital paulista.

O hospital informou ainda que mais informações sobre o velório devem ser divulgadas, em nota, nas próximas horas.

O velório de Alencar está marcado para a quarta-feira, no Palácio do Planalto. O corpo será recebido às 8h30 na Base Aérea de Brasília com honras militares pelo presidente em exercício, Michel Temer, e pelos presidentes do STF (Supremo Tribunal Federal), da Câmara, Marco Maia, e do Senado, José Sarney.

Da Base Aérea, o corpo será levado em cortejo fúnebre num carro de Bombeiros ao Palácio do Planalto, onde será velado a partir das 10h30. Inicialmente, o velório estará restrito a autoridades, mas, posteriormente, será aberto ao público.

 

O velório ficará aberto da manhã de quarta até a manhã de quinta. O público poderá comparecer ao velório durante toda a quarta e na madrugada de quarta para a quinta.

 

Em seguida, o corpo segue para Belo Horizonte (MG), onde na quinta-feira (31) haverá um segundo velório, que será realizado entre 8h30 e 13h no Palácio da Liberdade, sede do governo de Minas, Estado natal do ex-vice-presidente.

A presidente Dilma Rousseff, que está em Portugal, deve chegar a Brasília no início da noite de amanhã para comparecer ao velório de Alencar. Ela adiantou o retorno dela para o Brasil, inicialmente previsto para a madrugada de quinta.

Alencar, que lutava contra um câncer desde 1997, morreu nesta terça-feira às 14h41. Segundo boletim médico, o ex-vice faleceu em decorrência da doença e “de falência de múltiplos órgãos”.

O ex-vice havia sido internado em “condições críticas” na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na última segunda-feira (28), com um quadro de suboclusão intestinal, ou seja, parte do intestino estava entupido em decorrência do câncer na região.

Fonte: R7

 

29/03/2011

Morre aos 79 anos José Alencar, ex-vice-presidente da República


Ele lutava contra o câncer desde 1997 e voltou a ser internado na última segunda

Morreu às 14h41 nesta terça-feira (29), aos 79 anos, o ex-vice-presidente da República José Alencar, que lutava contra um câncer desde 1997. Segundo boletim médico, divulgado às 15h, o ex-vice faleceu em decorrência da doença e “de falência de múltiplos órgãos”.

Alencar havia sido internado em “condições críticas” na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na última segunda-feira (28), com um quadro de suboclusão intestinal, ou seja, parte do intestino estava entupido em decorrência do câncer na região.

Os médicos, no dia seguinte à internação, afirmaram que Alencar não passava mais por tratamento e estava sendo sedado para não sofrer. Com voz embargada, o médico Raul Cutait disse que Alencar estava “em um momento muito difícil de sua vida”.

As idas e vindas do ex-vice ao Sírio eram constantes. Alencar teve alta hospitalar no último dia 15 de março, quando voltou para sua casa, em São Paulo. O ex-vice havia sido internado no dia 9 de fevereiro com peritonite, inflamação na membrana que reveste a cavidade abdominal. O problema foi causado por uma perfuração no intestino.

Em dezembro do ano passado, o ex-vice-presidente deu entrada no Sírio-Libanês com uma grave hemorragia no intestino. O sangramento, causado por um tumor na região abdominal, foi posteriormente controlado pelos médicos por meio de um procedimento chamado embolização.

O tratamento contra o câncer, doença que ele combatia há mais de uma década, foi retomado em janeiro, após ter sido suspenso devido a seu estado de saúde, considerado delicado.

O ex-vice-presidente passou por diversas cirurgias e sessões de quimioterapia para combater tumores no rim, próstata e abdome, além de se submeter, sem sucesso, a um tratamento experimental fora do país.

Devido à doença, Alencar optou por não concorrer a uma vaga no Senado na eleição de 2010. Ao anunciar a desistência, disse que não seria justo com os eleitores tentar uma nova candidatura.

– Sempre disse que só aceitaria examinar uma candidatura se eu estivesse curado. Eu me sinto curado porque estou muito bem, mas continuo fazendo quimioterapia e não sei se seria honesto colocar o meu nome como candidato fazendo a quimioterapia. E eu não posso parar com a quimioterapia.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff, muito próximos a Alencar, estão em Portugal nesta terça-feira (29).

Homenagem

No dia 25 de janeiro, Alencar recebeu o aval dos médicos para sair do hospital e participar de uma solenidade na sede da Prefeitura de São Paulo. Na ocasião, ele recebeu da presidente Dilma Rousseff uma medalha comemorativa do aniversário da cidade. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também estava presente.

Ao ser condecorado, ele discursou em uma cadeira de rodas e lembrou a luta contra o câncer.

– O período longo em que fiquei ativo me trouxe essa dificuldade de locomoção. Estou fazendo fisioterapia e estou melhorando […] Não posso me queixar, mas tenho de fazer a minha parte. Estou lutando para não morrer e estamos vencendo com a força de Deus. E seja qual for o resultado, será uma vitória nossa.

Natural de Muriaé, na Zona da Mata mineira, José Alencar Gomes da Silva foi viajante comercial, atacadista de cereais, dono de fábrica de macarrão, atacadista de tecidos e industrial do ramo de confecções. Ele completou 79 anos em 17 de outubro do ano passado.

Alencar era casado com Mariza Campos Gomes da Silva e deixa três filhos: Josué Christiano, Maria da Graça e Patrícia.

Polêmica

No ano passado, o ex-vice-presidente se viu em meio a uma polêmica quando a Justiça de Minas determinou que ele reconhecesse a professora aposentada Rosemary de Morais como sua filha. O processo corria na Justiça desde 2000.

Alencar, porém, recorreu e, em entrevista ao programa do Jô Soares, da TV Globo, disse que não iria “ceder a chantagens”.

– Não há uma pessoa que tenha dito que essa mulher foi vista comigo algum dia. Então, como não há nenhum indício, as pessoas pegam por aquilo, ou fazem o DNA ou não fazem. […] Então eu não vou me submeter a uma coisa dessa de forma nenhuma. Do contrário, todo mundo vai chegar e dizer você tem que fazer isso, fazer aquilo, com uma chantagem qualquer. E eu não estou habituado a ceder a chantagens.

Fonte: R7

%d blogueiros gostam disto: