Posts tagged ‘Combate ao Abuso’

01/09/2013

Pastor Marco Feliciano quer vídeo Porta dos Fundos fora do Ar


Pastor Marco Feliciano quer vídeo Porta dos Fundos fora do Ar

Pastor Marco Feliciano quer vídeo Porta dos Fundos fora do Ar

Pastor Marco Feliciano quer vídeo Porta dos Fundos fora do Ar

O Pastor Marco Feliciano usou sua conta no Twitter para iniciar uma campanha contra um vídeo do coletivo de humor Porta dos Fundos.

Publicado nesta segunda (19), o vídeo “Oh, Meu Deus!” mostra a atriz e cantora Clarice Falcão interpretando uma mulher que vai ao ginecologista e lá descobrem uma imagem de Jesus Cristo em sua vagina, o vídeo do Porta dos Fundos já foi visto por mais de 283 mil pessoas.
A descoberta da imagem provoca uma peregrinação para ver as partes íntimas da moça.
Incomodado com o conteúdo do vídeo, Marco Feliciano escreveu no microblog  ”Assim caminha a humanidade… Video podre! Ajudem a denunciar para retira-lo do ar —>
Faça o seu protesto.
Com informações do Uol / via Portal Guiame
26/05/2011

Bispos da Itália defendem apoio para vítimas de pedofilia


O secretário-geral da CEI (Conferência Episcopal Italiana), monsenhor Mariano Crociata, ressaltou hoje a necessidade de oferecer suporte às vítimas de pedofilia.

“Que as vítimas sejam prontamente ajudadas e escutadas, e o responsável pelos abusos possa ser afastado e perseguido”, disse o religioso, em entrevista sobre a 63ª Assembleia Geral da CEI.

Ele apresentou as diretrizes formuladas por um grupo de especialistas que trabalha há cerca de um ano para estabelecer medidas contra abusos sexuais.

Segundo Crociata, o “responsável” por reportar as denúncias “é sempre o bispo diocesano, que age prontamente na comunicação constante com a Congregação para a Doutrina da Fé”.

O secretário-geral, no entanto, negou que haja divergências entre a posição da CEI e a de outras Conferências Episcopais, como a alemã e a britânica.

De acordo com ele, há apenas diferenças no modo como cada entidade enfrenta as situações, pois as Conferências Episcopais são “organismos pastorais de coordenação entre os bispos, e não instituições autoritárias sobre os bispos”.

“Por exemplo, a Conferência Episcopal francesa não instituiu nenhuma comissão contra os abusos, referindo-se diretamente à Congregação para a Doutrina da Fé”, explicou.

Ontem o presidente da CEI, cardeal Angelo Bagnasco, repudiou os crimes de pedofilia, definindo-os como “uma infame emergência que ainda não foi superada, que causa danos incalculáveis aos jovens e às suas famílias, aos quais não paramos de apresentar a nossa dor e nossa incondicional solidariedade”.

Fonte: Folha Online

07/04/2011

Senador Magno Malta quer prisão perpétua para pedófilos


O senador Magno Malta defendeu mudanças na Constituição e no Código Penal, umas dessas alterações sugeridas pelo evangélico seria a possibilidade de prisão perpétua para condenados por crimes contra  a liberdade sexual de crianças e adolescentes. O discurso aconteceu na terça-feira, 5, durante seu pronunciamento no Plenário.

A Constituição Brasileira proíbe a aplicação de penas de caráter perpétuo e inclui tal disposição entre as chamadas cláusulas pétreas, que não podem ser abolidas por meio de emendas. Apenas uma Assembleia Nacional Constituinte poderia mudar a regra. No entanto, há quem entenda ser possível mudar as cláusulas pétreas por meio de plebiscito seguido de emenda, como sugere o senador. Magno Malta informou que levará a questão à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Outra alteração proposta pelo senador se refere ao teste do bafômetro, ele quer alterar a legislação para que o motorista seja obrigado a fazer o teste. A lei permite que o motorista se negue a fazer, garantindo o direito de não produzir prova contra sí.

“As pessoas matam bêbadas no trânsito e infelizmente não são obrigadas nem a fazer o bafômetro. O outro é obrigado a conviver com um tubo na garganta, tetraplégico, em uma cadeira de rodas, usando fraldas, com a família tomando conta. Esse não tem direito a nada, atropelado por um bêbado. Mas o bêbado tem direitos: ele não faz nem o bafômetro’, disse Magno Malta.

O senador também apresentou outras propostas: uma se refere a imagens de câmeras de monitoramento sirvam como flagrante e a outra propõe que atletas famosos sejam proibidos de fazerem comercial de bebida alcoólica.

Fonte: Gospel Prime

23/03/2011

Redes evangélicas lançam campanha contra turismo sexual de crianças


Redes evangélicas lançam campanha contra turismo sexual de crianças Junto com a alegria do futebol, a Copa do Mundo de Futebol em 2014 no Brasil pode trazer mais violência contra crianças e adolescentes. Além do esporte, o turismo sexual é um grande atrativo para quem vem de fora do país. Segundo o Governo Federal, estima-se a vinda de 500 mil turistas na época da Copa, o que corresponde a 10% do total que o país recebe em um ano.
Em um levantamento da Secretaria e Direitos Humanos da Presidência da República, de janeiro a setembro de 2010 foram registradas 698 denúncias de exploração sexual infantil nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 e em João Pessoa (esta cidade foi incluída na pesquisa porque é considerada cidade-dormitório, devido à proximidade com Recife e Natal).
Para denunciar e lutar contra esta realidade, redes e organizações evangélicas iniciam a Campanha de Enfrentamento ao Turismo Sexual da Criança e do Adolescente na Copa 2014. O lançamento oficial será nesta terça-feira, às 18h30, em São Paulo.
Liderada pela Rede Evangélica nacional de Ação Social (RENAS), a campanha já começa, no dia 18 de maio (Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração contra Crianças e Adolescentes) com a Marcha contra a Exploração Sexual da Criança e do Adolescente. O projeto pretende unificar outras campanhas evangélicas já existentes em favor da infância, como: o Mutirão de Oração pelas Crianças em Risco e a Campanha de Vacinação contra os Maus-tratos de Crianças.

A Campanha Copa 2014 tem como slogan “Um gol pelos direitos de crianças e adolescentes: exploração sexual não é um jogo. Denuncie!” e está estruturada em torno de 12 comitês de trabalho, um em cada cidade-sede da Copa do Mundo. Um dos maiores desafios é envolver igrejas locais, escolas, universidades, grupos, redes, ONGS e conselhos de defesa dos direitos da criança e do adolescente, órgãos de comunicação, e organizações governamentais, com o objetivo de desenvolver ações estratégicas de prevenção ao turismo sexual de crianças e adolescentes, para atuar em áreas críticas onde haverá jogos da Copa  em 2014.

Organização promotora: RENAS

Organizações apoiadoras: Associação Educacional Beneficente Vale da Benção, Exército de Salvação, Makanudos de Javeh, Rede Mãos Dadas, Rede FALE, Rede CLAVES e Visão Mundial

Fonte: Assessoria de Imprensa

%d blogueiros gostam disto: