Posts tagged ‘cracolândia’

29/11/2011

Da Cracolândia para o Coral da Cristolândia


Da Cracolândia para o Coral da CristolândiaDependente de LSD e de todo tipo de psicotrópico desde jovem, Ailton da Silva Ferreira, de 52 anos, que já tinha chegado ao crack, considera-se recuperado há dois anos. Francis Almeida, de 36, que foi da maconha à cracolândia em uma década, também conta uma história de final feliz. Hideraldo Pussick Laval, de 34, entrou no vício há três anos, recém-chegado de Guiné-Bissau, e se diz “limpo” há 1 ano e 8 meses.

Os três fazem parte do Coral da Cristolândia, conjunto formado por 200 ex-viciados recolhidos na cracolândia, centro de São Paulo. Sob a batuta do maestro Roberto Minczuk, regente titular da Orquestra Sinfônica Brasileira, eles apresentam amanhã o Coral das Luzes na Praça Princesa Isabel, também no centro.

O programa de recuperação de viciados é uma iniciativa da Primeira Igreja Batista de São Paulo, cujo templo fica na própria praça, a menos de 500 metros da cracolândia. Livres das drogas, Ferreira e seus companheiros se dizem agora “viciados em Jesus”. Eles enchem os pulmões para cantar em altos brados versos como “Senhor, eu sou livre para te adorar”.

Muito agradecido à Igreja, que tem 3 milhões de cristãos no Brasil, Laval diz que, em seu tempo de cracolândia, a Prefeitura não fazia “nada de representativo para recuperar os viciados”. “Passavam expulsando a gente.”

O maestro Minczuk, que é evangélico, acredita que sua participação no concerto “é pequena, em comparação com o resgate de vidas que os voluntários vêm realizando”. “Sou paulistano, moro na Praça Roosevelt, no centro da cidade, e estou muito próximo da realidade dura dos viciados em crack.”

‘Radicais’. Soraya Machado, de 46 anos, coordenadora do projeto, explica que trabalha com um grupo de 14 “radicais”, como são chamados os jovens voluntários de todo o País que vão à cracolândia tentar recuperar viciados. “Primeiro, nós os atraímos para um café da manhã. O alimento é uma ferramenta importante”, diz ela, que estima em 300 o número de ex-viciados que hoje são fiéis da Igreja, 80% deles homens.

Entre o café, a recuperação em clínicas parceiras e reabilitação social dos ex-viciados, o pastor Paulo Eduardo Vieira, de 48 anos, presidente da Igreja, diz que já foi gasto R$ 1 milhão. Não há colaboração de órgãos públicos. “São só donativos de fiéis”, conta.

Saiba Mais:

Missão Cristolândia atua retirando viciados do mundo das drogas

 

Fonte: Estadão/ CPADNews

24/05/2011

Pastores visitam Cristolândia


Pastores visitam Cristolândia Pastores de Recife visitaram a Missão Batista Cristolândia em São Paulo. Jades Júnior, da Igreja Batista Imperial, e Joel Bezerra, da Primeira Igreja Batista do Recife e presidente da Convenção Batista de PE, foram acompanhados pelo coordenador de Missões Nacionais para o Pernambuco, pastor Marcos Azevedo. A visita à Cristolândia paulista coincide com a fase de preparação do Radical Cracolândia em Recife, projeto de evangelização que já tem inscrições abertas no site da JMN.

Assim que chegaram à Missão, no período da manhã, os pastores participaram das primeiras atividades da Cristolândia. Pastor Joel Bezerra pôde levar uma palavra em culto direcionado aos marginalizados, quando dezenas de pessoas foram à frente durante o apelo por um maior relacionamento com Deus, deixando para trás as drogas e a situação degradante em que se encontravam. Em seguida, os pastores ajudaram a servir o café da manhã e aproveitaram para compartilhar a Palavra durante a refeição. Às 12h, outro culto foi iniciado, contando com a participação do pastor Jades Júnior, como o pregador da ocasião.

Os visitantes da Cristolândia também conheceram o trabalho realizado com as crianças que residem na região da cracolândia. Conhecido como Novos Sonhos, o projeto atende menores vulneráveis socialmente por meio de atividades artísticas, esportivas e educacionais. Os pastores ficaram maravilhados com a dedicação das crianças que, naquele momento, participavam das aulas de balé.

Na quinta feira, o grupo seguiu para o Centro de Formação de Vida Cristã, localizado na região de Bauru. Lá, foram apresentados aos mais de 40 internos que estão se dedicando ao aprendizado do evangelho.

De volta à cidade de São Paulo, o grupo caminhou pelas ruas da cracolândia durante a noite. “O que vejo aqui, é um retrato claro do inferno. Nunca imaginei que fosse assim. Sempre via pela televisão, mas confesso que fiquei chocado com o que vi. O que me alegra é ver a missão Batista Cristolândia fazendo a diferença nesse local”, comentou pastor Joel, que parabenizou os missionários e voluntários radicais pela qualidade e dedicação ao trabalho com marginalizados.

Mudar a realidade das cracolândias brasileiras é um grande desafio para os batistas brasileiros. Você pode ajudar a impedir o progresso das trevas, inscrevendo-se para o Radical Recife. Acesse a página do projeto e faça parte da equipe de radicais que levarão esperança aos marginalizados da capital pernambucana.


Fonte: JMN

01/04/2011

Encontro missionário no RJ


Encontro missionário no RJ A Primeira Igreja Batista do Recreio (PIB), no Rio de Janeiro sediou o congresso missionário “Missões Aqui e Agora”, evento que contou com a presença de obreiros de Missões Nacionais.

Entre os momentos que marcaram a programação, destaca-se a participação da Missão Batista Cristolândia, de São Paulo. Pastor Humberto, a esposa missionária Soraya e seus filhos, Gerson e Joana, conduziram os participantes a emocionantes momentos de adoração. O coral da Cristolândia entoou a canção “Nada Além do Sangue”, do cantor Fernandinho, momento quando a igreja foi impactada pelas vidas que, antes, vagavam pelas ruas da cracolândia e, hoje, louvam a Deus em espírito e em verdade.

Em outra ocasião, o ministro de Missões da PIB do Recreio, pastor Franco Albano, conduziu um momento de intercessão, orientando à igreja que reavaliasse seus conceitos em relação aos marginalizados.

O culto também contou com o testemunho da missionária Soraya. Ela lembrou o momento quando Deus o convocou novamente para a obra missionária, tirando-a do conforto de sua vida em Mucuripi e conduzindo-a ao triste cenário da cracolândia. A missionária confessou que, pela idade, não se via mais atuando em Missões Nacionais e, hoje, reconhece a soberania de Deus e as vitórias que vieram por intermédio da obra que lhe fora confiada.

A missionária também lembrou o momento crítico que sofreu a poucos dias, quando, juntamente com a radical Miriam, foi vítima de um acidente na Via Dutra de São Paulo. “O Inimigo está uma fera, mas vamos continuar a avançar!”, disse Soraya, após ter contado a forma miraculosa como Deus agiu o momento em que seu carro estava prensado por duas carretas. O testemunho foi destaque em várias emissoras de televisão.

No fim da noite, pastor Fernando Brandão, diretor executivo da JMN, deixou uma palavra de encorajamento aos congressistas, baseada em João 3:16. Diante do apelo feito aos que ainda não haviam entregado suas vidas a Cristo, muitos ergueram de seus bancos e foram à frente. A mesma palavra também tocou os vocacionados presentes. Emocionados, colocaram suas vidas à disposição de Cristo e seu Reino.

Fonte: JMN

%d blogueiros gostam disto: