Posts tagged ‘Cristãos’

12/01/2016

Faleceu o Pr. Gilberto Malafaia, pai do Pr. Silas Malafaia


Pr. Gilberto e irmã Albertina completariam em 2015 quase sete décadas de casamento

Pr. Gilberto e irmã Albertina completariam em 2015 quase sete décadas de casamento

Faleceu na madrugada desta terça-feira (12), aos 95 anos de idade, o pastor Gilberto Malafaia, fundador da Igreja Assembleia de Deus em Jacarepaguá (IADJ). O velório será hoje partir às 19h, no templo da IADJ, localizado na Rua André Rocha, 890, Taquara (RJ).

O culto fúnebre está marcado para esta quarta-feira (13), a partir das 9h e o sepultamento será às 11h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap.

Breve histórico

Gilberto Gonçalves Malafaia nasceu em 10 de janeiro de 1921 na cidade de Castro Alves, Bahia. Mudou-se para o Rio de Janeiro onde serviu a Marinha do Brasil por 25 anos. Formou-se em Pedagogia tornando-se um exímio educador.

Fundador da Igreja Assembleia de Deus em Jacarepaguá seu ministério foi marcado pelo amor as almas perdidas, submissão a Palavra de Deus e excelência no Ensino Bíblico.

Era casado com a professora Albertina Malafaia há sessenta e sete anos e deixa seis filhos, 18 netos e 14 bisnetos.

Fonte: Biografia Pastor Gilberto Malafaia    

11/01/2016

Mulher é esfaqueada enquanto lia a Bíblia no ES


solange-teixeiraUm crime terrível assustou os moradores da zona rural de Presidente Kennedy (ES) na madrugada da última quarta-feira (6). Um lavrador de 46 anos foi até a casa de sua irmã e a esfaqueou.

O curioso é que a mulher de 34 anos foi obrigada pelo irmão a ler a Bíblia enquanto ele a golpeou com uma faca. O crime aconteceu por volta das 3h30 segundo as testemunhas, ao que parece o homem chegou afirmando que alguém havia entrado em sua casa e pedindo para que as pessoas chamassem a polícia.

O acusado é Sebastião Teixeira, familiares garantem que ele estava com confusão mental, porém sóbrio. Ele estava com uma faca na cintura, o que leva a crer que ele já tinha a intenção de machucar alguém.

Solange Teixeira foi golpeada no peito e chegou a ser socorrida pelos vizinhos que a levaram ao Pronto Atendimento do município. Pela gravidade do ferimento, ela foi transferida para a Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim, onde permanece internada em estado grave.

A mãe dos envolvidos presenciou o crime e está em estado de choque. Sebastião foi preso e encaminhado para a delegacia de Itapemirim, onde será autuado em flagrante por tentativa de homicídio. Com informações Folha Vitória

11/01/2016

Pastor canadense preso na Coreia do Norte cava buracos o dia todo


Hyeon-Soo-Lim_3217604bO pastor canadense de 60 anos condenado na Coreia do Norte à prisão perpétua com trabalhos forçados afirma em uma entrevista à rede de televisão CNN que todos os dias cava buracos em uma prisão na qual é o único recluso.

O pastor Hyeon Soo Lim, de 60 anos, afirmou que custou a se adaptar a esta nova vida após sua condenação no mês passado por tentativa de derrubar o regime.

“Nunca fui operário, então no início estes trabalhos eram duros”, explicou Lim em uma entrevista gravada em um hotel de Pyongyang.

Vestido com um traje cinza de presidiário marcado com a matrícula “036”, Hyeon Soo Lim, com a cabeça raspada, chegou ao quarto conduzido energicamente ao seu assento por dois militares norte-coreanos de gestualidade mecânica.

Os dois guardas deixaram o quarto. Lim, que nasceu na Coreia do Sul, mas fala e entende inglês, explicou que pediram que desse a entrevista em coreano, o que o levava a pensar que seria estreitamente vigiado.

Lim foi detido em janeiro de 2015 pelas autoridades norte-coreanas depois de entrar no país a partir da China. Os fatos concretos que sustentaram a acusação nunca foram esclarecidos.

Segundo a Igreja presbiteriana coreana da Luz de Toronto, onde atuava, Lim estava realizando uma missão puramente humanitária na Coreia do Norte. Estava acostumado às viagens no país, onde agia principalmente em orfanatos.

Pyongyang afirmou que Lim havia reconhecido todas as acusações que pesavam contra ele, incluindo ter “difamado abominavelmente” o sistema e o líder norte-coreano.

Na entrevista da CNN, Lim explicou que é obrigado a trabalhar oito horas diárias, seis dias por semana, e que seu trabalho consiste em cavar buracos em uma horta.

Afirma que recebe tratamento médico, três refeições diárias, e que espera obter a bíblia que pediu.

“Todos os dias oro pelo país e pelo povo, oro para que o Norte e o Sul se reunifiquem, para que uma situação como a minha não aconteça mais”, declara.

Ao fim da entrevista, que durou cerca de uma hora, os guardas foram buscar o preso.

Pyongyang encara missionários estrangeiros com grande suspeita, embora permita algumas atividades humanitárias.

O Canadá condenou no mês passado a pena “excessivamente severa” pronunciada contra seu cidadão.

Certo número de religiosos cristãos, em sua maioria americanos de origem coreana, foram detidos na Coreia do Norte. Alguns puderam retornar ao seu país após a intervenção de políticos americanos de alto escalão.

Fonte: AFP via Aleteia

11/01/2016

Ator que interpretou Bozo será diretor de programa evangélico na TV


O ator que interpretou Bozo, um dos palhaços mais famosos do Brasil e grande sucesso dos anos 80, está voltando a atuar na TV em um papel completamente diferente. Arlindo Barreto será diretor de externas do programa evangélico “Jovens de Fé”, da Rede Massa, afiliada do SBT no Paraná.

Imagem redimensionadaA atração, que ainda não tem previsão de estreia, será apresentada por Deia Benoliel e terá direção geral de Henrique Rebelo, ex-diretor do programa “Fantástico”, da TV Globo.

Em 2016, a história de Arlindo Barreto será contada nos cinemas em um filme biográfico. O longa “O Rei das Manhãs” será protagonizado pelo ator Vladimir Brichta, contando a trajetória de Barreto até se tornar o palhaço mais famoso do Brasil, além de seu envolvimento com as drogas depois do estrelato.

Ao lado de Brichta, a atriz Emanuelle Araújo dará vida a Gretchen, com quem Arlindo viveu um romance na década de 80.

Fonte: Guia-me

03/11/2014

Teólogo critica silêncio da Igreja frente ao massacre de cristãos


Portas Abertas agradecimentos

Silencio dos Cristãos

Acredita-se que mais de cem milhões de cristãos enfrentam perseguições diariamente em todo o mundo por causa da sua fé em Jesus Cristo. Todos os anos, igrejas se reúnem para lembrar disso em novembro. Promovido pela Aliança Evangélica Mundial (AEM), o Dia Internacional de Oração pela Igreja Perseguida ocorrerá neste domingo (2), embora alguns países optaram por lembrar da data no dia 9.

“Apelamos aos cristãos de todo o mundo que apoiem os irmãos perseguidos, orando por eles e ajudando-os no que for possível, tal como ensina a Escritura”, pede Godfrey Yogarajah, diretor executivo da Comissão para a Liberdade Religiosa da AEM.

Nos últimos meses, o mundo vem testemunhando milhares de cristãos no Iraque e na Síria serem perseguidos e mortos. Muitos foram crucificados ou decapitados. Os que sobreviveram foram obrigados a fugir. Mas a perseguição não se restringe ao Oriente Médio. Em pelo menos 80 nações há registros de algum tipo de perseguição.

O tema deste ano é “Não Fique em Silêncio”.  O Dr. Geoff Tunnicliffe, secretário-geral da AEM lembra que é importante todos se unirem no clamor “Pois, se um membro sofre, todos os outros sofrem, 1 Coríntios 12:26.”

A organização do evento acredita que mais de meio milhão de igrejas se juntarão para intercessão no dia Internacional de oração pela Igreja Perseguida. No início de 2014 foi divulgado uma triste estatística: o número de cristãos mortos por causa de sua fé dobrou em 2013, se comparado com o ano anterior.

A expectativa é que os números deste ano sejam maiores ainda.  Os grupos muçulmanos radicais são as principais fontes de martírio em pelo menos metade dos países com registros de perseguição.

Teólogo critica silêncio

Mesmo com essa iniciativa, o encontro “Em Defesa dos Cristãos”, realizado recentemente foi marcado por declarações fortes sobre a atitude da maioria das igrejas. Eric Metaxas, teólogo e escritor, criticou o silêncio da Igreja frente ao massacre de cristãos no Oriente Médio. Ele comparou a atitude da maior parte das lideranças cristãs com o silêncio dos cristãos no tempo da Alemanha nazista.

Metaxas escreveu uma biografia de Dietrich Bonhoeffer, influente pastor e teólogo que sempre criticou a perseguição aos judeus e morreu nas mãos dos nazistas. Eric lembrou uma frase de Bonhoeffer: “O silêncio diante do mal é o próprio mal”.

“Se você não falar nada quando há perseguição aos cristãos… se você se cala, está fazendo parte desse mal. Quando os cristãos mantêm suas bocas fechadas, como temos feito normalmente enquanto ocorre essa terrível perseguição no mundo todo, Deus não nos vê como inocentes”, enfatizou. Com informações Christian Post e World EA

16/07/2012

Cristãos e muçulmanos se unem para proteger igrejas


 Cristãos e muçulmanos se unem para proteger igrejasDepois do ataque contra duas igrejas no norte do país, muçulmanos prometem se unir aos cristãos para proteger suas igrejas na província Nordeste do país.

A atitude vem contradizer a opinião de analistas políticos, que acreditavam que os ataques tinham o objetivo de incentivar a violência entre cristãos e muçulmanos.

A polícia ainda investiga o incidente.

Muitos culpam o grupo al-Shabab pelo ataque. Al-Shabab (os jovens, em árabe) é um grupo militante da Somália ligado à rede terrorista al-Qaeda. Uma das justificativas é que Garissa, cidade em que ocorreu o atentado, fica a apenas 200 quilômetros  da fronteira entre o Quênia e a Somália.

No ataque, 17 pessoas foram mortas e mais de 40 foram feridas.

Fonte: Christian Broadcasting Network com tradução Portas Abertas Brasil

11/05/2011

Governo acusa igreja de tentar transformar a Malásia em país cristão


Governo acusa igreja de tentar transformar a Malásia em país cristão Alegações de que os líderes da igreja estão conspirando para tornar o cristianismo a religião oficial na Malásia, estão alimentando as tensões religiosas no país de maioria muçulmana.

A acusação foi feita em dois blogs que foram citados em uma reportagem de primeira página no Utusan Malásia, um jornal que pertence ao partido no poder.

O jornal afirmou que os líderes cristãos jantaram com o ministro Penang Lim Guan Eng e discutiram uma maneira de tornar o cristianismo a religião oficial da Malásia.

O partido de Ação Democrática da Malásia negou as acusações e apresentou uma queixa contra o jornal junto a polícia. “Nós nunca pedimos para a Malásia para se tornar um estado cristão, hindu ou budista”.

O jantar foi organizado pela Aliança Cristã Evangélica Nacional, Dia Mundial de Oração, Sociedade de pastores no mercado de Penang Penang.

Os organizadores insistem que as únicas questões discutidas durante o jantar foram relacionadas à corrupção e suborno no mercado e não tinha nada a ver com a posição do cristianismo, na Malásia.

“A comunidade cristã em Penang é perturbada pelas reivindicações abusivas e sem apoio”, disseram eles, de acordo com o jornal The Star.

Uma investigação policial sobre as reivindicações está em curso. O ministro Datuk Seri Hishammuddin Hussein disse que a investigação se concentrará em esclarecer se havia “alguma verdade na matéria do jornal e se o ele teve um papel no jogo dessas questões”.

As relações entre a população permanecem instáveis na Malásia, que tem maioria muçulmana. Os cristãos representam 10% da população.


Fonte: Christian Post

10/05/2011

Continua tensa a relação entre cristãos e muçulmanos


Continua tensa a relação entre cristãos e muçulmanos Continuam os protestos contra os incêndios em igrejas no centro do Cairo, após o final de semana de confrontos. Os cristãos coptas estão recolhendo os pedaços depois os confrontos em que duas igrejas foram incendiadas e 12 pessoas mortas.

No sábado à noite, grupos muçulmanos atacaram e incendiaram a igreja de Mar Mina, em Imbaba, por acreditarem que os cristãos mantinham presa ali uma ex-muçulmana que teria mudado de credo para se casar com um jovem cristão. O confronto sangrento deixou pelo menos 12 mortos e 232 feridos, de acordo com números divulgados pelo Ministério da Saúde do Egito.

A mulher teria aparecido em uma televisão cristã para desmentir as acusações.

Grupos de cristãos e muçulmanos atiraram bombas e pedras uns nos outros nas ruas.  Casas e lojas também foram alvejadas. A polícia conseguiu colocar a situação sob controle depois de usar gás lacrimogêneo para dispersar a multidão.

Os líderes da igreja conduziram orações e declararam três dias de luto.

Centenas de cristãos se reuniram em frente ao prédio da televisão estatal no centro do Cairo, pedindo a demissão do principal líder militar do Egito, o Marechal de Campo Mohamed Hussein Tantawi, e acusando o Exército de não protegê-los.

O governo adotou uma postura mais rígida em resposta à violência, com as 190 pessoas detidas e se comprometeu a pagar uma indenização às famílias dos mortos e feridos na violência.

Autoridades prometem aumentar segurança de igrejas

Em entrevista à televisão, o governador da província de Giza, que inclui setores da Grande Cairo e onde está localizado o bairro de Imbaba, Ali Abdel Rahman, disse que o Exército e a polícia conseguiram acalmar a região.

O confronto, segundo agências de notícias internacionais, representa um novo desafio para os generais que governam o país desde a saída do poder do presidente Hosni Mubarak, em decorrência de intensos protestos.

O ministro da Justiça, Mohamed el-Guindy, prometeu que o governo vai aumentar a segurança nos locais de culto e endurecer as leis que criminalizam ataque a locais de adoração.

Periodicamente há incidentes armados entre cristãos e muçulmanos no Egito por motivos religiosos, especialmente no sul do país.

Fonte: Christian Post / Missão Portas Abertas

19/04/2011

Famoso ateu americano afirma ser melhor cristão do que muitos cristãos


Ateus são melhores Cristãos do que os Cristãos são hoje? O famoso comediante e ator Inglês Ricky Gervais gosta de pensar assim.

Enviando uma mensagem de férias para a Páscoa, intitulada “Por que eu sou um bom Cristão” no The Wall Street Journal, Gervais, um ateu professo, revelou que ele é um “bom Cristão” em comparação a um monte de Cristãos.

Para provar isso, ele descreveu os Dez Mandamentos e analisou ​​como ele se sairia para cada lei. Dando-se um 10 de 10 – passando todas as acusações de assassinato, idolatria e blasfêmia – Gervais considerou sua pontuação perfeita “não é mau para um ateu.”

O objetivo da sua mensagem, no entanto, não foi focado em sua dita “bondade,” mas sim à falta de bondade dos Cristãos de hoje.

“Não é que eu não acredito que os ensinamentos de Jesus não fariam deste um mundo melhor se eles fossem seguidos,” afirmou o ator de 49 anos de idade. “Somente que elas raramente são seguidas.”

Concordando com as palavras de Gandhi – “Eu gosto do seu Cristo, eu não gosto de seus Cristãos” – Gervais admitiu que ele também tinha essa opinião sobre o Cristianismo, mesmo quando ele costumava acreditar em Deus quando era criança.

“Jesus era um homem. Sua mensagem foi geralmente de perdão e bondade. Essas são virtudes maravilhosas, mas eu tenho visto elas rejeitadas por muitos dos chamados tementes a Deus quando lhes convém.”

“Eles fazem seleção do seu ‘livro de regras” basicamente,” acrescentou. “Eu tenho visto tanta crueldade e preconceito realizado em nome do Cristianismo (e muitas outras religiões para que o assunto) que me faz pensar que tem havido uma demasiada leitura seletiva e reinterpretação das doutrinas.”

Pregando o que parecia ser uma mensagem clara para os Cristãos de hoje, Gervais ecoou as palavras de Gandhi: “Seus Cristãos são tão diferentes de seu Cristo.”

Dr. Robert Johnston, professor de teologia e cultura do Seminário Teológico Fuller respondeu à mensagem de Gervais, afirmando que, infelizmente, ele estava correto.

“Muitos não-Cristãos em sua conduta são pessoas melhores do que os Cristãos,” disse Johnston ao The Christian Post. “[Mas] talvez, mas eu tenho certeza que ele sabe disso, optou Ricky por ser redutor ao definir o Cristianismo como uma ética, em vez de um relacionamento com Deus que inclui ética, mas é muito mais vasto e mais amplo do que isso.”

“Tendo dito isso,” continuou ele, “precisamos com James, afirmar com Ricky que a fé sem obras é morta na medida em que somos culpados de sua avaliação sobre nós. Se à medida em que ele está certo, que ele é uma pessoa melhor em como ele vive no seio da comunidade humana, então para que aqueles que vão em nome de Jesus, é um chamado para que se arrependam e sigam a Jesus.”

De acordo com o ponto de Gervais, que parte da mensagem de Jesus sobre a bondade e o perdão, o professor afirmou: “Se no mundo em que vivemos, os Cristãos estão cada vez mais sendo percebidos como cruel, impiedosos, intolerantes e legalistas, e à medida em que isso é verdade, não conseguimos ser seguidores de Jesus.”

“Ricky Gervais, provavelmente, tem uma verdade que eu e você não quer reconhecer.”

Abordar a questão de por que os Cristãos estiveram cada vez mais se afastando da imagem de Cristo como Gervais destacou, o professor da Fuller declarou: “Os Cristãos sempre continuaram a ser os pecadores. Somos um povo novo e ainda esperamos a nossa redenção final, e isso não é uma questão nova.”

“Eu acho que, infelizmente, ao que a cultura já não reflete o nosso entendimento ou uma compreensão particular dos valores Cristãos, pensamos que é nossa obrigação forçar todos a concordarem com a nossa posição.”

“Jesus não fez isso. Nem os escritores do Novo Testamento,” salientou Johnston. “E assim a tarefa é reconhecer que vivemos em um contexto pluralista, [e] a tarefa para nós é de sermos modelo de caminho de Jesus e proclamar a verdade, beleza e bondade que Jesus encarnou e ensinou.”

Mas, anunciar é algo diferente do que tentar legislar ou procurar impor os nossos padrões aos outros, ele observou.

Então é correto que Gervais e muitos outros como ele julguem os Cristãos e aqueles que professam seguir a Cristo?

Johnston respondeu: “Eu acho que os Cristãos têm, infelizmente, se posicionado muitas vezes como juiz de outras pessoas e suas ações. Estamos simplesmente recebendo aquilo que temos dado.”

“Nesse sentido, o artigo de Ricky obviamente significou ser provocativo e escrito por um humorista, é no entanto a ocasião para os Cristãos a dizer ‘Sinto muito que temos mostrado um modelo de um legalismo ao invés de mostrar-lhe o poder autoritário do amor de Jesus.”

“Se o nosso Evangelho é ouvido como julgador, intolerante e excludente, então temos um problema e o dedo precisa ser apontado para trás de nós,” enfatizou Johnson ao CP.

Não querendo julgar as crenças de Gervais e sua pontuação de 10 dos 10 mandamentos, o professor da Fuller, no entanto, mencionou que talvez o ator Inglês também gosta de ler as bem-aventuranças, na qual Jesus radicalizou o significado dos Dez Mandamentos,” em uma forma que traz humildade para todos nós.”

“Ele pode querer repensar alguns de seus pontos ganhos,” divulgou Johnston.

“Mas eu não estou no negócio de julgar Ricky … Eu acho que nós precisamos ter um espírito generoso e na medida em que ele está está chamando todos nós a levar mais a sério a expressão externa de nossa fé.”

“Seu desafio pode ser uma boa lembrança … um sermão para entrar em lugares surpreendentes.”

Considerando Gervais, talvez como porta-voz do próprio Deus, Johnston disse ao CP como Deus às vezes usou os incrédulos ​​para repreender o Seu povo e levou-o de volta ao seu propósito.

Aconselhando todos os crentes “a serem extravagantes na graça” ao proclamar a verdade de Deus, Johnston explicou como os Cristãos poderiam apropriadamente equilibrar a verdade e a graça.

“Quando você se comunica com seus filhos, você precisa ser honesto e franco sobre o que é esperado. E você precisa ser extravagante em colocá-los dentro do contexto de seu amor e graça, aceitação e boa vontade. As crianças sabem quando você faz isso, e quando você não faz.”

“é evidente e ao grau que você simplesmente torna-se mais preocupado com a verdade, você perde a sua capacidade de ser ouvido. E o que é verdadeiro em relação aos nossos filhos é verdadeiro em relação à nossa conversa com os outros também,” disse ele.

“Ainda que discordemos em muito, ele só pode estar no contexto de extravagância radical e aceitação pessoal, se estamos a ser como Cristo.”

Sejam as observações de Gervais completamente válidas ou não, ironicamente, ele e muitos outros continuam a recordar os Cristãos como o Cristianismo realmente deve se parecer.

Talvez assim como o ator declarou em sua mensagem de férias da Páscoa,” talvez todos nós devemos voltar para o básico para saber onde tudo ficou confuso.”

Fonte: The Christian Post

06/04/2011

Cristãos trabalham para ajudar Haiti


Cristãos trabalham para ajudar HaitiDesde a última quarta-feira no Haiti, o Representante de Missões Mundiais em Minas Gerais, Pr. Alexandre Peixoto, tem várias reuniões agendadas com irmãos em Cristo dos Estados Unidos, que atenderam ao chamado para se unirem aos batistas brasileiros no apoio às ações de construção de um novo Haiti. O trabalho será feito em conjunto com a igreja haitiana.
O objetivo desta viagem, segundo o Pr. Alexandre, é formar um grupo para construção de templos, clínicas e escolas, tudo ligado às igrejas. “Peço aos amados irmãos que me incluam em suas orações, pedindo ao Pai que me conceda êxito nos propósitos que são Dele.

Fonte: JMM

%d blogueiros gostam disto: