Posts tagged ‘Dinheiro e Fé’

03/09/2013

CGADB realiza AGE e desliga pastor Ivan Bastos


CGADB realiza AGE e desliga pastor Ivan BastosA Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) reuniu nesta segunda-feira (2) ministros, pastores e obreiros para a VI AGE (Assembleia Geral Extraordinária) para votar sobre o relatório do Conselho de Ética e Disciplina que pedia o desligamento do 1º Tesoureiro, o pastor Ivan Bastos.

O encontrou aconteceu na sede da igreja Assembleia de Deus do Belenzinho, em São Paulo, e teve 2.638 participantes, destes 2.504 votaram pelo desligamento e apenas 134 membros foram contra a retirada de Ivan Bastos do cargo.

Assim como os pastores Samuel Câmara, Jônatas Câmara e Sóstenes Apolos (já falecido), Ivan Bastos foi condenado por ter tumultuado a AGE que aconteceu em 2012 em Maceió. Por conta disso, todos os pastores citados estão desligados da convenção.

Por ser membro eleito da Mesa Diretora, Bastos só poderia ser desligado mediante a uma votação dos integrantes da CGADB em uma Assembleia Geral. Por este motivo ele foi o último dos pastores acusados a ser julgado.

O pastor José Wellington Bezerra da Costa anunciou em seguida que o pastor Álvaro Alen Sanches, que atuava como 2º Tesoureiro, será empossado como 1º Tesoureiro, ocupando assim o cargo que ficou vago.

O site da CPAD (Casa Publicadora das Assembleias de Deus) noticiou que a decisão da Justiça de Manaus foi derrubada pelo Desembargador Paulo Cesar Caminha e Lima, liberando a CGADB a realizar a reunião e assim votar no processo disciplinar.

Os pastores envolvidos haviam conseguido uma liminar na Justiça que impedia a realização da AGE estabelecendo uma multa em caso de desobediência. Há outras decisões judiciais com multas contra a CGADB, incluindo termos que pedem a reintegração dos pastores expulsos.

Fonte: Gospel Prime

20/03/2012

Contradição: Enquanto Cristãos estão sendo mortos por causa do Evangelho de Cristo “pastores brigam por dinheiro”.


É triste ver no Brasil onde temos liberdade religiosa para levar Jesus Cristo ao que ainda não o conhece, ao invés disto  vemos pastores brigando por causa do dinheiro, será que estes homens acha que o povo de Deus não pensa não raciocina. Será que Valdomiro Santiago esta incomodado tanto os “Bispos,” Que esta saindo da sua posição de acusado para acusador. Perder renda, membros e pastores e bispos esta levando o “Bispo” ao desespero.

É isto que percebemos…

Oremos para que isto não faça que muitos fracos na fé se esfriem.

02/06/2011

André Valadão nega que tenha pedido dinheiro ao Ministério da Cultura


O cantor André Valadão explica por meio de um comunicado em seu site que as notícias que circularam pela internet na última semana alegando que o cantor estaria pedindo mais de R$1 milhão de reais para o Ministério da Cultura não são verídicas.

De acordo com a assessoria de André Valadão, quem pediu créditos da Lei Rouanet para o Ministério da Cultura foram organizadores de um show que teria, entre outras participações, a presença do cantor.

“No projeto apresentado ao MinC pela M&A Produções consta também que André Valadão seria apenas 1 (um) dos 30 artistas contratados para fazerem 30 shows no estado de Goiás e Distrito Federal,” diz trecho do texto.

Leia na íntegra:

“O cantor e pastor André Valadão tomou conhecimento de texto difamatório circulando na Internet e publicado em um site falando sobre o possível recebimento de uma quantia em dinheiro por meio do Ministério da Cultura (MinC).

Ao acionar profissionais especialistas sobre esta questão, André Valadão foi informado que uma produtora nomeada M&A Produções, do estado de Goiás, criou em 2010 um projeto com o nome “André Valadão Turnê 2011” e que ele teria sido aprovado pelo MinC para participar da Lei Rouanet. “Vi o projeto e fui informado que este tipo de documento pode ser elaborado mesmo sem minha autorização formal, a partir de uma abertura da própria Lei Rouanet. Soube que é comum produtoras criarem projetos, tentam aprová-los no MinC e depois buscam o ‘favorecido’ para negociar a realização dele”, conta.

A Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313, de 23 de dezembro de 1991), conhecida como Lei Rouanet foi criada com o objetivo de instituir políticas públicas dentro do Programa Nacional de Apoio à Cultura que geralmente apóia diversos tipos de manifestação cultural no Brasil desde então. Quando um projeto é aprovado pela Lei Rouanet o MinC autoriza que Pessoas Físicas ou Jurídicas possam contribuir com aquele valor em projetos culturais com dedução em seu Imposto de Renda.

Isso quer dizer que quando alguém tem um projeto agraciado pela Lei Rouanet vários procedimentos são cautelosamente analisados pelo MinC. Um deles é que o valor liberado pelo MinC para investimento de terceiros deve cumprir a tabela de planejamento dos recursos financeiros. A captação de recursos para a realização do projeto aprovado pela Lei Rouanet só pode começar após a aprovação do projeto e também a publicação dele no Diário Oficial da União.

No processo de captação de recursos com Pessoa Física ou Jurídica o pagamento dos valores que serão deduzidos do imposto de renda deles como investimento cultural (patrocínio) só poderá ser efetuado diretamente para os fornecedores e funções descritos detalhadamente no projeto, existe contabilidade certa para cada detalhe. Diferente do que se pensa, o valor proposto não é entregue nas mãos de quem teve o projeto aprovado pela Lei Rouanet. “Pelo que entendemos quando pesquisamos o assunto, a aprovação do projeto é uma das etapas, mas o trabalho seguinte que seria conseguir investidores é ainda mais trabalhoso”.

No caso específico noticiado por um site sobre André Valadão ter sido agraciado pela Lei Rouanet no valor de R$ 1.091.240,00 (hum milhão, noventa e um mil e duzentos e quarenta reais), teria sido aprovado então para a M&A Produções e não para André Valadão como descrito. “Outro ponto importante que minha equipe averiguou é que este projeto que leva meu nome foi aprovado em fevereiro de 2011 e até o momento não fui procurado por esta produtora. Mas vimos no MinC que o projeto está na situação de ‘pendência’ porque falta algum documento. Ele não foi publicado no Diário Oficial da União, então isso quer dizer que não houve captação de recursos”.

No projeto apresentado ao MinC pela M&A Produções consta também que André Valadão seria apenas 1 (um) dos 30 artistas contratados para fazerem 30 shows no estado de Goiás e Distrito Federal, ou seja, do valor aprovado R$ 1.091.240,00, André Valadão teoricamente receberia um cachê no valor de R$ 10mil assim como os outros 29 artistas. Quando se apresenta um projeto ao MinC ele pode ter qualquer nome, tanto, que pode ser alterado a qualquer momento do processo. “Fomos orientados de que é possível solicitar à produtora que retire meu nome do projeto e pretendemos fazer isso e já estamos tomando as medidas cabíveis”, destaca.

O Ministério André Valadão achou por bem esclarecer o que é a Lei Rouanet, como funciona e informar que não são verdadeiras as afirmações levantadas contra ele de que haveria recebido do Ministério da Cultura o valor de R$ 1.091.240,00. “As pessoas precisam conhecer a Lei Rouanet e perceber que este incentivo fiscal pode ser utilizado por qualquer projeto cultural no Brasil. Apesar deste projeto não ter sido entregue por mim, acredito que sim, nós como crentes devemos utilizar dos recursos disponíveis para propagar o Evangelho. Várias manifestações culturais como shows, peças de teatro e filmes vem sendo rodados com incentivo fiscal e não edificam. Por que nós crentes não podemos utilizar da Lei e agir dentro dela?”.”

Fonte: Gospel Prime /Texto extraído de andrevaladao.com

05/03/2011

Igreja americana anuncia corte de salário


 Igreja americana anuncia corte de salário A Igreja Batista New Birth Missionary, conduzida pelo Bispo Eddie Long, anunciou, que irá cortar pessoal e reduzir salários dos empregados.

A megaigreja de Lithonia, Georgia, disse que os cortes serão em resposta à desaceleração econômica. “Como numerosas outras Igrejas e organizações de caridade pela Georgia e o resto do país, a New Birth e sua comunidade de fé tem sido impactada pela desaceleração na economia,” disse a Igreja, de acordo com o The Atlanta Journal-Constitution. 

Os dois empregados de tempo integral estão sendo demitidos e os salários irão diminuir em 10%. A New Birth também experimentará um ajuste de trabalho semanal de quatro horas diárias, ao invés de cinco.

O anúncio da Igreja não deixou claro se o salário de Long irá também ser afetado. Ela observou que a compensação do pastor está determinado por um conselho independente, e o conselho das CPAs da New Birth e os consultores fiscais, “tudo em conformidade com os regulamentos do IRS,” como relatado pelo jornal.

O anúncio vem meses depois que investigação na despesa do seu ministério, juntamente com outros cinco, foi concluída. A New Birth foi um dos quatro ministérios que não cooperaram com a investigação, liderada pelo Senador Charles Grassley, membro do ranking do Comitê de Finanças.

Nenhuma penalidade foi entregue. Uma revisão das práticas dos funcionários da Igreja dos ministérios populares de mídia foi lançada, mas com pequena cooperação da New Birth, os funcionários de Grassley foi forçado a obter informação através de registros públicos e terceiros. E pouco pôde ser confirmado sobre o salário atual e despesas de Long.

Enquanto a desaceleração econômica forçou muitas Igrejas e organizações religiosas a fazerem cortes, uma recente pesquisa encontrou que megaigrejas (com atendimento de 2 mil ou mais) tem se saído bem.

A Leadership Network relatou ano passado que somente 4% das megaigrejas cortaram salários em 2010.

Também foi encontrado que os custos dos funcionários estavam na média entre 40% e 50% do orçamento de muitas Igrejas. A típica megaigreja – pelo menos entre aquelas que foram pesquisadas – teve um total de mais de $5 milhões e mais de 50 funcionários em tempo integral.

Fonte: Christian Post / Redação CPAD News

05/03/2011

Televangelista americano faz oração “poderosa” que cancela dívidas, mas fiel tem que dar oferta para recebê-la


eter Popoff, televangelista famoso nos Estados Unidos está lançando uma nova “onda”: Se a pessoa fazer uma doação ao seu programa ele vai liberar o “poder” de livramento de dívidas apenas com oração.

Para receber essa oração o telespectador faz sua doação e recebe um kit de cancelamento de dívidas. “Estou dizendo a você que Deus ensina na Sua palavra que Ele quer cancelar, apagar, remover e destruir a sua dívida”, diz Popoff em um comercial na TV.

Popoff é alemão e ganhou destaque conduzindo uma cruzada nos Estados Unidos que combina espiritualidade e superação de vícios. Sua mansão em Upland (Califórnia) custa 4,5 milhões de dólares e ele também possuí outros imóveis.

Para Ole Anthony, presidente da Trinity Foundation, entidade que fiscaliza líderes religiosos, principalmente os televangelistas, o pastor Popoff é um enganador. “Ele é, fundamentalmente, um enganador. O cancelamento sobrenatural de dívidas é uma bobagem, sem qualquer embasamento bíblico”, disse.

Fonte: Gospel Prime

 

%d blogueiros gostam disto: