Posts tagged ‘drogas’

18/09/2012

Conferência discutirá o papel da igreja no combate às drogas


Conferência discutirá o papel da igreja no combate às drogas

Avançando na luta contra as drogas, a Junta de Missões Nacionais, em parceria com a Primeira Igreja Batista do Recreio, realiza nos dias 27 a 30 de setembro a primeira Conferência Nacional de Enfrentamento à Dependência Química – Conedq.

Com base no tema “Luz contra as drogas”, a proposta vai discutir medidas de conscientização e prevenção ao uso de entorpecentes e para isso traz a participação de grandes líderes, como Paschoal Piragine, Carlito Paes, Fernando Brandão e Ariovaldo Ramos.

A Conedq conta ainda com períodos de louvor e adoração, sob a condução de nomes como Kleber Lucas, a Banda Alumiar – autora da música oficial da campanha 2012 de Missões Nacionais, o rapper Poçam e o Coral Cristolândia.

Confira os horários
Quinta-feira – 19h30;
Sexta-feira – 19h30;
Sábado – 9h às 12h/ 14h às 17h/ 19h30;
Domingo – 10h às 12h.

O evento acontece na Primeira Igreja Batista do Recreio, localizada à Rua Helena Manela, 101 – Recreio (RJ).

Para participar, basta levar 1kg de alimento não-perecível. Mais informações através do e-mail conedq@igrejadorecreio.org.br


Fonte: Junta de Missões Nacionais

14/09/2012

Família de pastor morto é ameaçada


 Família de pastor morto é ameaçada Além de enfrentar a dor pela morte do diácono da Assembleia de Deus Ministério Palavra da Vida, Alexandro Lima, 37 anos, a família do evangélico está ameaçada de morte pelos traficantes que praticaram o crime, por volta das 6h30 de sábado.

O religioso é uma das vítimas da chacina no Parque de Gericinó. Humilhados, parentes revelam que, desde quando ocorreram as mortes, os traficantes ligam e mandam recados por jovens, com o aviso: “O terror ainda não acabou”.
“Dizem que, se nós não ficarmos calados, vão matar o resto da família. Estamos apavorados”, desabafa a mulher do diácono, X., 36 anos, que mora com seis filhos.

Segundo a viúva — que havia deixado a Rádio Louvor sintonizada para o marido ouvir na caminhada que fazia habitualmente —, assim que soube da morte do diácono, ligou para o celular dele. Um bandido atendeu, negou que soubesse do paradeiro dele e impediu que moradores fossem procurá-lo.

“Pouco depois, liguei novamente e implorei: ‘Você tem pai, você tem mãe, você tem filho, você tem alguém que você ame? Eu te peço, em nome de Jesus, que você devolva o corpo’. O traficante disse que o cadáver estava à beira do rio, onde ele foi encontrado”, detalhou X.

Fonte: Jornal O Dia

 

14/09/2012

‘Peço, em nome de Jesus: devolva o corpo do meu marido’, disse mulher


A esposa do auxiliar de serviços gerais Alexandre Lima, de 37 anos, estava presente, na noite de quarta-feira (12), ao culto do Ministério Palavra de Vida, em Nilópolis, na Baixada Fluminense, quatro dias após o assassinato do marido. O Ministério foi fundado com a ajuda de Alexandre há dois anos. O diácono Alex, como era mais conhecido pelos fiéis, foi morto por traficantes, no sábado (8), quando caminhava no Parque do Gericinó, próximo de casa, também em Nilópolis. De acordo com a esposa, os criminosos não queriam devolver o corpo, até que ela fez um apelo: “Você tem pai, você tem mãe, você tem filho, você tem alguém que você ame? Eu te peço, em nome de Jesus, que você devolva o corpo do meu marido. Em nome de Jesus!”.

A esposa de Alexandre, que prefere não ter o nome revelado, deu entrevista ao site de notícias G1 na pequena casa onde são realizados os cultos, próximo ao bairro Cabral, em Nilópolis. Ela confirmou a versão de que o marido pode ter sido morto por estar com fones de ouvidos e não ter escutado ordens dadas por traficantes da Favela da Chatuba, que fica no município de Mesquita, ao lado de Nilópolis.

Segundo ela, um vizinho presenciou o crime da laje de casa, que tem fundos para o Parque do Gericinó. “O vizinho contou que o Alex estava andando na mata, quando os caras falaram: ‘Para! Para aí! Levanta a blusa! Levanta a blusa!’. Ele não levantou a blusa e mandaram bala nele”, relatou a esposa do diácono, que trabalha como empregada doméstica.

“De repente, uma vizinha veio chamando: ‘Vem aqui, rápido, para não assustar as crianças’. Perguntei: ‘O que houve?’. Ela respondeu: ‘Atiraram no seu marido’. E eu: ‘Não. Meu marido está ali. Acabei de vê-lo pela janela. Vou lá chamar’. Mas ela garantiu: ‘Não! Foi o Alex! Meu cunhado viu tudo lá da laje.’”, recorda a esposa do diácono. Ela conta que, de início, quis ir correndo ver o que tinha acontecido com Alexandre, mas foi contida por um vizinho, que se prontificou a tentar chegar até o local do crime. “Mas meu vizinho contou que os traficantes ameaçaram: ‘Mete o pé! Volta! Quem passar, vou mandar fogo’”, contou a esposa.

Em seguida, a esposa do diácono foi alertada por uma das filhas que os traficantes estavam atendendo o telefone de Alexandre. “Liguei e falei assim: ‘Eu poderia falar com o Alex?’ Responderam: ‘Não tem nenhum Alex aqui’. Eu disse: ‘Vem cá, meu filho: eu já sei do acontecimento. Não me interessa o que fez, ou o que deixou de fazer. Eu quero ir pegar o corpo do meu marido. Você permite que eu entre aí? Nem que eu entre sozinha. Eu quero o corpo do meu marido, por favor, porque eu sou uma pessoa de Deus. Ele também é uma pessoa de Deus e eu preciso enterrá-lo’”, conta ela.

Na primeira ligação, os traficantes disseram que o corpo estava em uma rua próxima à Favela da Chatuba. Mas, mesmo com a ajuda de um mutirão de vizinhos, nada foi encontrado. A esposa de Alexandre insistiu, e na segunda vez, o traficante respondeu: “Olha, você está com muita marra, mas vou falar: está lá no rio”.

Outras mortes

“Fomos ver, e estava no rio, próximo à Chatuba”, recorda a esposa de Alexandre. Ela conta que um primo dela, que é bombeiro, foi quem retirou o corpo de dentro do rio. Alexandre Lima foi um dos oito mortos de um sábado sangrento, quando outros seis jovens, todos moradores de Nilópolis, também foram mortos, após tomarem banho em uma cachoeira próxima à Favela da Chatuba.

Alexandre e a esposa estavam juntos há 20 anos. Conheceram-se em Itaipuaçu, distrito de Maricá mudaram-se para Nilópolis em 1999, onde entraram para a igreja evangélica e se casaram. Criavam, juntos, cinco filhos, um deles adotado. O primeiro filho nascido após se mudarem para Nilópolis faz aniversário neste sábado (15), uma semana após a morte do pai.

Enquanto se esforça para conter as lágrimas, a esposa de Alexandre conclui: “Eu não consegui comer até hoje. Só nesta quarta-feira fui comer um pouquinho. Ele era muito carinhoso, e sempre me esperava para comer. É uma tortura. Ficar dentro de casa também dá um vazio. Tem horas que dá vontade de chamar por ele. Parece que a pessoa está ali”.

Fonte: G1

25/08/2012

Marco Feliciano fala no Jornal Nacional contra proposta de descriminalização do uso de drogas


O deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP), criticou no Jornal Nacional, da Rede Globo, a proposta apresentada na Câmara dos Deputados para uma mudança no tratamento legal dado aos usuários de drogas.

De acordo com a reportagem a proposta, que foi entregue nesta quarta-feira pela Comissão Brasileira sobre Drogas e Democracia (CBDD), visa classificar a posse de entorpecentes para uso pessoal como infração administrativa, alterando a legislação atual, que define que comprar, guardar e transportar droga, mesmo que para consumo pessoal é crime, passível de pena de 5 a 15 anos de prisão.

– Certamente é um caso de saúde pública. Quem pode dar as formas e os meios para esse tratamento é o pessoal da área da saúde, pessoal da área da educação, com a participação também muito importante das iniciativas do campo das religiões – afirmou presidente da CBDD, Paulo Gadelha.

Feliciano, que se posiciona contrário a opinião de Gadelha, afirmou ao jornal que tal proposta é inaceitável.

– É preciso políticas públicas que combatam a criminalidade das drogas e não emancipe os usuários para que possam cometer essas loucuras – afirmou Feliciano sobre a proposta.

Agora o anteprojeto ficará pelo menos 90 dias no site da Câmara dos Deputados, aberto a comentários, críticas e colaborações da sociedade. Depois desse prazo os deputados irão “vislumbrar qual encaminhamento dar a uma proposta dessa natureza”, conforme afirmou o presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-SP).

A reportagem foi destacada no site do deputado, que ressaltou também os elogios feitos por Feliciano à presidente Dilma Rousseff na última quinta feira na tribuna do Plenário. Em seu discurso, Marco Feliciano parabenizou a presidente por sua atuação junto a empresários para fomentar o Programa de Investimentos em Logística do Governo Federal.

Fonte: Gospel+

17/08/2012

Igreja Universal promove atividades na Fundação Casa de São Vicente


Igreja Universal promove atividades na Fundação Casa de São Vicente Internos da Fundação Casa da cidade de São Vicente, litoral paulista, receberam a visita de voluntários da Igreja Universal do Reino de Deus que realizaram um evento falando sobre os perigos do uso das drogas.

Para dar seu testemunho sobre como conseguiu largar a vida do tráfico, Cristina, ex-traficante, falou sobre sua vida no crime, um longo período de 20 anos de sofrimento. “Passei 20 anos no mundo do crime. Minha mãe foi morta, esquartejada, e eu também já fui interna da Fundação Casa. Só parei de usar as drogas quando vi meu filho indo pelo mesmo caminho. Nessa hora, tive um encontro com Deus e hoje sou liberta”, disse.

Quem também venceu o vício foi Robson de Freitas que esteve presente no dia falando sobre sua libertação, ele só conseguiu se livrar do vício depois de perder muita coisa na vida, inclusive uma das pernas que foi amputada depois de um acidente onde ele estava drogado.

Mas além dessas mensagens os internos puderam participar de um amistoso de futebol, o time das crianças e adolescentes da Fundação Casa jogaram contra o time formado por voluntários da IURD, promovendo um momento de descontração.

Para finalizar as atividades, os evangélicos levaram salgados, bolos e refrigerantes para os internos que ficaram agradecidos, assim como a direção da unidade. A Igreja Universal realiza trabalhos tanto na Fundação Casa como em presídios espalhados por todo Estado de São Paulo.

Fonte: Gospel Prime

%d blogueiros gostam disto: