Posts tagged ‘Igreja Universal’

02/12/2010

Grupo Sisterhood da IURD tem o objetivo de resgatar a essência feminina colocada por Deus em cada mulher


Entenda o que é o Sisterhood 250x187 Grupo Sisterhood da IURD tem o objetivo de resgatar a essência feminina colocada por Deus em cada mulherDesde dezembro de 2009, as jovens da Igreja Universal do Reino de Deus, de idade entre 14 e 30 anos, podem se inserir em um grupo chamado Sisterhood. A equipe tem a finalidade de resgatar a essência feminina colocada por Deus em cada mulher.

Apesar do pouco tempo de existência, o grupo já está presente em diversos países, mudando a vida de milhares de jovens. De acordo com a idealizadora do projeto, Cristiane Cardoso, filha do bispo Edir Macedo, a ideia surgiu quando ela estava em trabalho missionário no Texas, buscando inspiração para ajudar o maior número possível de jovens. “Eu percebi que as adolescentes engravidavam muito cedo. Por isso, comecei a fazer reunião com elas, época em que surgiu o Sisterhood. Em princípio, o grupo era para atender somente a necessidade local dos Estados Unidos, mas em 1 mês tivemos tantos testemunhos que chamou a atenção do meu pai. Ele decidiu expandir esse trabalho para os outros países, indicando esposas que teriam o perfil para participar deste projeto, que tem como meta fazer das jovens, mulheres de Deus, e também ganhar almas por meio delas”, explica Cristiane.

Para a participante, Erika Gomez, de 22 anos, a experiência de fazer parte do grupo tem feito com que ela se torne uma pessoa diferente. “Eu não costumava me cuidar fisicamente ou cuidar da minha casa. Agora, isso é um hábito. Eu aprendi que a forma com que eu realizo todos os meus deveres pessoais e as tarefas do lar são um modo de glorificar a Deus. E que devo aplicar isso em todas as áreas da minha vida. Para mim, o Sisterhood é uma oportunidade de aprender e crescer mais espiritualmente e fisicamente”, declara.

Porém, para participar deste seleto grupo, as membros e futuras Pledges – como são chamadas as iniciantes – têm de executar várias tarefas que envolvem atividades beneficentes, como, por exemplo, visitas a asilos, hospitais e presídios; afazeres no próprio lar, como preparo de refeições para família e organização de ambientes; leitura de livros cristãos e mensagens do blog da equipe; até o cuidado com a aparência, promovendo cortes de cabelos e maquiagens. Além disso, elas devem seguir a risca algumas regras estabelecidas pelo “Código Sisterhood”, que são as seguintes: ser atraente no falar e no comportamento; ser discreta na aparência; ser um exemplo positivo dentro de casa; ser corajosa e humilde para aceitar correção e estar disposta a mudar; e construir uma fé sólida em Deus.

As atividades são avaliadas pela responsável de cada estado, chamadas de Big Sisters, que para muitas jovens acabam exercendo o papel de uma verdadeira mãe. “As Big Sister têm que dar uma tarefa pessoal, de acordo com o comportamento da Pledge. Por isso, o número de participantes é limitado”, comenta Cristiane.

Para ser aceita no grupo, a membro da IURD deve estar atenta ao mês do Rush, período em que são agendadas as entrevistas com as Big Sisters para a seleção de novas integrantes. Em 2011, o mês escolhido para a formação de um novo grupo é janeiro, na última semana.

Se você deseja fazer parte deste grupo que tem mudado a vida de milhares de jovens acesse o site www.godllywood.com

Fonte: Arca Universal / Gospel Prime

24/11/2010

Igreja Universal aposta no PRB e ganha força na Câmara


logo universal 250x197 Igreja Universal aposta no PRB e ganha força na CâmaraPresidente do partido é bispo da igreja e membro do Conselho de Bispos, órgão máximo da entidade que dita rumos políticos da sigla.

Quarto deputado federal mais votado do Rio de Janeiro, com 157.580 votos, o presidente do PRB e bispo da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), Vítor Paulo dos Santos, conseguiu, com discrição e o apoio da igreja, eleger nove parlamentares do partido para a Câmara, em comparação a um em 2006. Em parte, a vitória é fruto de uma estratégia adotada em 2009, de reunir no PRB políticos da Universal, antes espalhados por muitos partidos.

Vitor Paulo é o coordenador político da Universal e integrante do seu órgão máximo, o Conselho de Bispos, desde a destituição do ex-deputado federal e ex-bispo Carlos Rodrigues, por envolvimento com o caso Waldomiro Diniz, em 2004. Membro da Universal há 21 anos, ele preside desde junho de 2006 o PRB, braço político da Iurd e sigla do vice-presidente da República, José Alencar.

Na prática, o PRB é controlado pela igreja, embora o assunto seja um tabu e o presidente e seus integrantes neguem e evitem abordar o tema. Foi bom para os dois lados: dos nove deputados eleitos pelo PRB, sete são da Universal – antes a igreja tinha quatro cadeiras na Casa.

A sede operacional do partido no Rio fica na Rede Record, empresa de comunicação da Iurd – embora o endereço registrado oficialmente seja outro. Vitor Paulo disse ao iG, por e-mail, não saber quantos dos deputados eleitos pelo PRB são evangélicos. Além dos sete membros da Universal, um dos eleitos é da Assembleia de Deus.

É o Conselho de Bispos que dá as diretrizes para o partido. Graças aos fiéis da Universal, o PRB multiplicou seus 3.295 filiados, em 2006, para 122 mil filiados no fim de 2008. Para Vitor Paulo, porém, não se pode imputar o crescimento à Universal. Segundo ele, isso se deve à “força da mulher brasileira”, à organização do partido e ao nome do vice-presidente José Alencar, “que estimula, e muito, a filiação”. “Nosso slogan é ‘o partido do Zé Alencar’”, escreveu, no e-mail. “O PRB, como o Brasil, é um partido laico”.

A igreja se manifesta politicamente através do PRB, orientado pelo Conselho de Bispos. Vitor Paulo é fiel ao órgão e tem pouca autonomia, de acordo com duas pessoas próximas. Apesar disso, respondeu com ironia sobre eventual influência do órgão na política da sigla. “Qual Conselho de Bispos? O partido não está ligado a nenhuma instituição religiosa. Repito, o partido é laico.”

Vítor Paulo divide o tempo entre o Rio e Brasília, onde dirigiu a filial da Record, e não gosta de aparecer. Só aceitou conceder entrevista ao iG por e-mail e, em diversas respostas, desvincula a igreja do PRB e evita responder a questionamentos sobre a Universal. Diz responder somente pelo PRB. “Não tenho procuração da Igreja Universal para falar por ela”.

Perda de força

Apesar do crescimento do PRB na eleição, a Universal perdeu força política após o envolvimento de parlamentares em escândalos como o Sanguessuga e o Mensalão. Em 2002, a igreja tinha 22 deputados, em diversos partidos, sob a coordenação política de Carlos Rodrigues. Desarticulada, sem Rodrigues – que renunciou em 2005 – e após uma série de escândalos, emplacou apenas quatro na Câmara em 2006. No Rio, onde foi fundada a Universal, a lista caiu de dez estaduais, em 2002, para dois, em 2010.

Prestigiado junto aos bispos da Universal, Vitor Paulo dos Santos tem rivalidade velada com Marcelo Crivella, senador do partido pelo Rio de Janeiro e sobrinho do fundador e líder máximo da Universal, Edir Macedo.

O presidente do PRB é a voz do Conselho de Bispos, que vê em Crivella, por vezes, independência exagerada devido aos laços de parentesco com Macedo. O conselho, assim, por meio de Vitor Paulo, já desautorizou acordos políticos feitos por Crivella em nome da igreja. Na campanha deste ano, quando Crivella disputava a reeleição, o presidente do PRB pouco se esforçou para ajudar seu congressista e só embarcou nos últimos dias, quando havia risco de perder o mandato. “Isso é uma inverdade. Tenho pelo Senador Crivella grande admiração e respeito. Trabalhamos muito pela sua reeleição. Somos grandes amigos.”

Fonte: Último Segundo

19/11/2010

IURD: O grupo “A Gente da Comunidade” promove ação social e leva fé e esperança à comunidades carentes


IURD O grupo A Gente da Comunidade promove ação social e leva fé e esperança à comunidades carentes 250x175 IURD: O grupo A Gente da Comunidade promove ação social e leva fé e esperança à comunidades carentesO grupo A gente da Comunidade é um programa de apoio às comunidades carentes, formado por voluntários e obreiros da Igreja Universal do Reino de Deus que desenvolvem trabalhos sociais para aliviar o sofrimento daqueles que vivem em situações difíceis, levando sempre a Palavra de Deus. A ação social acontece em todo Brasil e em vários países.

Na capital do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, uma vez por mês, o grupo realiza a “Caravana da Solidariedade”. Recentemente, eles visitaram a Comunidade de Vila Dique (foto ao lado), periferia da cidade. No local, foram distribuídas mais de 400 peças de roupas e calçados aos necessitados e oferecidos gratuitamente os seguintes serviços à comunidade: cortes de cabelo, assistência médica, atendimento jurídico e atividades de recreação para as crianças.

Além das visitas solidárias, o grupo também promove oficinas preparatórias para o mercado de trabalho e oferece aulas de informática, inglês, espanhol, corte e costura, segurança do trabalho, secretariado e artesanato. Ainda, distribuem sopas e agasalhos aos moradores de rua da cidade.

A coordenadora do grupo no estado, pastora Lurdes Valim, tem realizado um trabalho incansável para alcançar o maior número de pessoas nas comunidades carentes e moradores de rua. “Temos procurado fazer a nossa parte na luta contra a exclusão social e com responsabilidade ao longo dos anos. Traçamos metas e objetivos a serem realizados, oferecendo cursos de qualificação profissional e oficinas gratuitas na sede do Grupo, realizando as caravanas e fechando parcerias com associações de bairro, creches, orfanatos e presídios femininos”, diz.

A Caravana também visitou a cidade de Sorocaba, no estado de São Paulo. Os moradores do bairro Habiteto, além dos serviços gratuitos dos profissionais, receberam 60 cestas básicas e aproximadamente 500 litros de leite.

Os voluntários sorocabanos também visitaram o Grupo de Apoio Contra Drogas e Álcool Rumo Certo (GRARC), localizado na zona rural da cidade (foto ao lado), que abriga atualmente 120 homens entre 12 e 60 anos, que recebem tratamento contra a dependência química. Durante a visita, os internos tiveram atividades recreativas, receberam kits de higiene pessoal, roupas, doces e balas e, cerca de 50 deles cortaram o cabelo gratuitamente.

Fonte: Arca Universal

%d blogueiros gostam disto: