Posts tagged ‘Itália’

21/09/2012

Sangue de santo volta a se liquefazer “misteriosamente” na Itália


Sangue de santo volta a se liquefazer “misteriosamente” na ItáliaNesta quarta-feira (19) o sangue de São Genaro voltou a se liquefazer juntando milhares de pessoas na cidade de Nápoles, na Itália. Duas pequenas ampolas com o sangue do santo católico foram carregadas pelo cardeal Crescenzio Sepe enquanto os fiéis tentavam tocá-las.

O fato é considerado um verdadeiro milagre, um fato que acontece apenas três vezes por ano: 19 setembro, dia de São Genaro; no primeiro final de semana de maio e em 16 de dezembro.

As datas representam dias memoráveis para os católicos, o primeiro é o dia da morte do religioso, São Genaro foi decapitado no dia 19 de setembro de 305. Não há motivos para que o “milagre” do sangue se liquefazer em maio, mas em 16 de dezembro o fenômeno acontece para lembrar da erupção do vulcão Vesúvio em 1631. O vulcão só se acalmou depois que os fiéis rezaram ao santo.

No restante do ano o sangue fica em estado sólido, levantando a dúvida sobre a veracidade desse milagre na comunidade científica que acredita que as ampolas tenham elementos que transformem o líquido contido nelas em sólidos e depois em líquido novamente.

A astrofísica italiana Margarita Hack é uma das cientistas que não acreditam nesse milagre e há alguns anos tentou explicar o que acontece com o sangue de São Genaro: “Trata-se simplesmente de um composto químico feito a base de ferro, preparado na Idade Média, e que se mantém sólido se não for mexido e assume estado líquido quando agitado”.

Com informações Terra

26/05/2011

Bispos da Itália defendem apoio para vítimas de pedofilia


O secretário-geral da CEI (Conferência Episcopal Italiana), monsenhor Mariano Crociata, ressaltou hoje a necessidade de oferecer suporte às vítimas de pedofilia.

“Que as vítimas sejam prontamente ajudadas e escutadas, e o responsável pelos abusos possa ser afastado e perseguido”, disse o religioso, em entrevista sobre a 63ª Assembleia Geral da CEI.

Ele apresentou as diretrizes formuladas por um grupo de especialistas que trabalha há cerca de um ano para estabelecer medidas contra abusos sexuais.

Segundo Crociata, o “responsável” por reportar as denúncias “é sempre o bispo diocesano, que age prontamente na comunicação constante com a Congregação para a Doutrina da Fé”.

O secretário-geral, no entanto, negou que haja divergências entre a posição da CEI e a de outras Conferências Episcopais, como a alemã e a britânica.

De acordo com ele, há apenas diferenças no modo como cada entidade enfrenta as situações, pois as Conferências Episcopais são “organismos pastorais de coordenação entre os bispos, e não instituições autoritárias sobre os bispos”.

“Por exemplo, a Conferência Episcopal francesa não instituiu nenhuma comissão contra os abusos, referindo-se diretamente à Congregação para a Doutrina da Fé”, explicou.

Ontem o presidente da CEI, cardeal Angelo Bagnasco, repudiou os crimes de pedofilia, definindo-os como “uma infame emergência que ainda não foi superada, que causa danos incalculáveis aos jovens e às suas famílias, aos quais não paramos de apresentar a nossa dor e nossa incondicional solidariedade”.

Fonte: Folha Online

12/04/2011

Evangélicos ajudam refugiados africanos na Itália


Evangélicos ajudam refugiados africanos na ItáliaA Aliança Evangélica da Itália lançou um projeto de apoio aos imigrantes que se reuniram na ilha de Lampedusa e outro em um campo de refugiados de Mineo, na Sicília.

A ilha de Lampedusa fica a cerca de 75 milhas da costa da Tunísia e é um ponto de chegada comum para os imigrantes do norte Africano que esperam entrar na Europa. A ilha luta para lidar com o fluxo de migrantes do norte de África que fogem da agitação na região.
Muitos dos 15 mil imigrantes chegaram à tália nos últimos meses foram realocados, mas existem cerca de 6 mil ainda na pequena ilha, muitos deles da tunisianos.

Equipes de voluntários foram enviadas pela Aliança Evangélica para trabalhar ao lado de autoridades locais para facilitar o relacionamento entre a comunidade de refugiados e a população.

Os voluntários também irão distribuir Bíblias e literatura evangélica e testemunhar para os refugiados do amor de Cristo. “Estima-se que mais de 50 mil migrantes virão ao litoral da Itália. Esse é um desafio e uma oportunidade”.

A aliança disse que vai incentivar o esforço conjunto na prestação de ajuda humanitária “na esperança de que Deus vai abrir novas oportunidades Evangelho. Pedimos as orações e cooperação da comunidade evangélica internacional”.


Fonte: Christian Today

21/01/2011

Ações missionárias contra o ocultismo na Itália


Ações missionárias contra o ocultismo na Itália

O ocultismo está cada vez mais presente na Itália, antes conhecida pelo seu tradicionalismo católico. Preocupados com esta realidade, o casal missionário pastor Fernando e Ione Pasi tem se colocado sempre na presença de Deus a fim de levar o Evangelho de Jesus a todos os povos, já que o país abriga pessoas das mais diversas nacionalidades.

Uma das evidências do distanciamento da sociedade italiana do cristianismo ocorre no final do ano, quando são cada vez mais raros nas vitrines das lojas os artigos natalinos que remetem à presença de Jesus Cristo.

Se não bastasse o papai Noel, agora as “bonecas-bruxas” substituíram o verdadeiro sentido do Natal. Isso porque todo o dia 6 de janeiro o país celebra o “Dia das Bruxas-Boas”. Segundo o pastor Fernando Pasi, é a chamada epifania. Ele clama pela misericórdia do Senhor para o povo italiano.

Mas, como bem diz a Palavra de Deus em Tiago 5.6, ”A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” E muitas pessoas na Itália estão ouvindo do grande amor de Jesus. “Grupos de etnias diferentes têm nos visitado, assistido, e até participado, dos cultos. Temos urgência em fazer conhecido o nosso verdadeiro Deus e Salvador – Jesus Cristo”, diz o pastor.

Os missionários, que se encontram em Milão, contam com as orações dos crentes brasileiros e sua fidelidade no compromisso com Deus pela evangelização do mundo


Fonte: JMM

%d blogueiros gostam disto: