Posts tagged ‘Leitura Biblica’

10/09/2013

Mais da metade dos cristãos não querem seguir todos os ensinamentos da Bíblia


Mais da metade dos cristãos não querem seguir todos os ensinamentos da BíbliaA Sociedade Bíblica Americana e o Instituto de Pesquisas Barna divulgaram no início deste mês como a maioria das pessoas vê a Bíblia. Embora os dados sejam referentes somente aos americanos, o estudo serve como um alerta global para as nações de maioria cristã.

Entre os entrevistados, 66% concordaram que “a Bíblia ensina tudo o que uma pessoa precisa saber para viver uma vida significativa”, mesmo assim, 57% dizem que a leem menos de cinco vezes por ano. E o mais revelador: 58% dos cristãos dizem que não querem seguir todos os “conselhos” da Bíblia.

“Há uma diferença entre acreditar em algo que é benéfico e abrir seu coração, mente e vida para deixar que isso entre”, explica Geof Morin, diretor de comunicação da Sociedade Bíblica Americana. Ele acredita que algumas pessoas “veem a Bíblia como um medicamento”, ou seja, apelam para ela somente quando estão com problemas. Contudo, Morin ressalta que existem motivos para comemorar. Sessenta e um por cento dos adultos gostaria de ler mais a Bíblia. Sua organização está tentando descobrir como facilitar isso.

A Sociedade Bíblica Americana explica que seu maior objetivo é “levar a Palavra de Deus para onde a Bíblia mais carece ser conhecida”, por isso imprime e distribui exemplares em diversas línguas e manda para outros países. Ao mesmo tempo, pretende “convidar milhões de pessoas que estão dentro das igrejas a renovar seu compromisso com a Palavra de Deus”. Junto com o envio de Bíblias no exterior e usando as escrituras para trazer alívio, este objetivo de transformar a cultura constitui declaração da missão da organização.

Ele explica ainda que a grande aposta é como facilitar o acesso digital às Escrituras, seja na tela do computador, do smartphone ou do tablet. Outro levantamento recente mostra que 40% dos americanos leem mais as versões digitais da Bíblia que as impressas. Por isso, a Sociedade Bíblica está se dedicando a criar aplicativos e usar as redes sociais como uma maneira de manter o texto sagrado relevante para a nova geração.

Embora 88% dos lares possuam mais de um exemplar da Bíblia, em apenas 13% ela é lida diariamente.  Somente 43% das pessoas dizem que ler a Bíblia as fazem sentir “mais perto de Deus”; 34% dizem que isso as faz “sentir em paz”. O livro de Salmos (16%) é apontado como a leitura predileta.

Mesmo assim, uma comparação com levantamentos similares feitos nos dois últimos anos, mostra que existem motivos para preocupação. Um quinto (21%) da população acredita que a Bíblia é a Palavra de Deus e a leem pelo menos quatro vezes por semana. Um número crescente (10% em 2011, 17% este ano), acredita a Bíblia é “apenas mais um livro de ensinamentos escritos por homens”. Por outro lado, há aqueles que dizem que a Bíblia tem alguma verdade, mas raramente a leem diminuiu (26% em 2012, 23% este ano).

Sessenta por cento dos entrevistados dizem estar familiarizados com os relatos bíblicos, enquanto 6% dizem não saber “quase nada” sobre seus ensinamentos. Entre os evangélicos, 12% dizem sentirem-se “confusos” quando a leem, enquanto 23% dos católicos dizem não entenderem o que leem.

Em uma época onde o casamento homossexual e o aborto tornaram-se questões amplamente identificadas com a política, apenas 17% dos cristãos adultos dizem “estar interessados nos ensinamentos da Bíblia sobre esses assuntos”. Apenas 31% dizem que isso influencia suas escolhas na hora de votar.

Curiosamente, 77% das pessoas dizem que a moralidade no país está decaindo. Trinta por cento dos entrevistados dizem que a mídia (TVs, jornais, filmes, livros) é a maior responsável por isso. Mais da metade (56 %) acreditam que a Bíblia tem pouca influência na sociedade atual, e apenas 13% acreditam que essa influência é “demasiada”. O porta-voz da Sociedade Bíblica afirma: “O que talvez muitas pessoas deixam de reconhecer é que a maneira mais fácil de a Bíblia influenciar a sociedade é primeiramente deixar que suas palavras influenciem nossas próprias decisões.”

“Se mais pessoas lerem a Bíblia de uma forma consistente e usá-la como um roteiro para suas vidas, acho que o mundo seria um pouco mais brilhante”, disse o porta-voz. Com informações American Bible e Christian Post.

04/05/2012

Brasileiro recria Bíblia em quadrinhos ao estilo de HQs de super-heróis


O pernambucano Sérgio Cariello lançará esta semana no Brasil a adaptação da Bíblia em histórias de quadrinhos. Sérgio, que vive nos Estados Unidos desde 1985  e desenha para editoras como Marvel e DC, grandes nomes na indústria dos quadrinhos, recriou as histórias do livro sagrado na obra “Bíblia em Ação”.

A volumosa HQ (752 páginas), publicada nos EUA em 2010 e com mais de 350 mil exemplares vendidos, segundo o desenhista, usa o estilo visual e narrativo dos gibis de super-heróis para contar a história da humanidade, a partir de textos bíblicos.

“A ‘Bíblia em Ação’ entretém, mostra a ação como uma HQ normal faria”, diz Sérgio Cariello que começou a desenhar ainda na infância, no boletim da Igreja Presbiteriana que frequentava no Recife.

Tendo desenhado personagens célebres como Batman, Wolverine e o Cavaleiro Solitário (“Lone Ranger”, pelo qual foi indicado ao prêmio Eisner, o Oscar das HQs, em 2007), o brasileiro diz ter levado para sua adaptação bíblica o “dinamismo no jeito de desenhar, nos ângulos”.

“Ilustrei Jesus de forma mais rude, mais apto para as tarefas do dia a dia, como ser carpinteiro. Ele tem as mãos grossas, músculos, parece mais um herói do que uma figura angelical, delicada”, afirmou o artista.

Cariello lembra que não faltam boas histórias de heroísmo e personagens com poderes sobrenaturais na bíblia e que, com certa licença poética, é possível fazer paralelos com ícones das HQs. “O Sansão, por exemplo, está mais para o Wolverine, porque pecou, errou. Mas foi usado por Deus de uma maneira bem significante”.

Seu livro, porém, não tem a violência ou a sexualidade das HQs e é “para a família”.

Cariello autografa a “Bíblia em Ação” neste sábado, 5, às 17h, na Feira Literária Internacional Cristã (Flic) e dará aulas em São Paulo no dia 4; e no Rio no dia 6, na Impacto Quadrinhos.

Fonte: Folha

19/12/2011

Cristãos leem a Bíblia em 80 horas ininterruptas em maratona


Cristãos leem a Bíblia em 80 horas ininterruptas em maratona

Cristãos de Fernandópolis, em São Paulo, fizeram uma grande homenagem à Bíblia no último final de semana. Cerca de 100 pessoas se uniram para a leitura completa do Livro Sagrado, que durou 80 horas. Eles se revezaram de 2 em 2 horas, não importava se era dia, noite ou até de madrugada.

Este foi o segundo ano que a igreja Presbiteriana realiza esta maratona, com o objetivo de promover a intimidade dos cristãos com a Palavra de Deus.

A data do evento foi escolhida devido ao “Dia da Bíblia”, comemorado no segundo domingo de dezembro.

Dia da Bíblia

O Dia da Bíblia foi criado em 1549, na Grã-Bretanha pelo Bispo Cranmer, que incluiu a data no livro de orações do Rei Eduardo VI.

Os brasileiros passaram a celebrar este dia em 1850, quando os primeiros missionários evangélicos chegaram da Europa e EUA. Porém, a primeira manifestação pública aconteceu quando foi fundada a Sociedade Bíblica do Brasil, em 1948, no Monumento do Ipiranga, em São Paulo.

Desde dezembro de 2001, a Lei Federal 10.335 instituiu a celebração do Dia da Bíblia em todo o território nacional, o que facilitou as manifestações públicas de fé neste dia para os fiéis, que passaram a realizar cultos, carreatas e shows especiais para celebrar.

Esta importante data para os religiosos vem ganhando cada vez mais importância e reconhecimento.
Fonte: The Christian Post/Folha Gospel

19/04/2011

Grupo de leitura bíblica


Grupo de leitura bíblica Há dois anos, professores universitários da Faculdade Padrão, em Goiânia (GO), formaram um grupo de leitura da Bíblia. Os encontros acontecem uma vez por semana (às segundas-feiras) em uma sala do próprio campus.

A sessão de leitura dura em média 45 minutos e qualquer aluno, docente ou funcionário pode participar.

O grupo já leu até agora cinco livros do Novo Testamento.

A leitura é feita versículo por versículo e inclui comentários e esclarecimentos sobre as passagens bíblicas. O encontro sempre termina com um momento de oração.

“Não somos de uma denominação cristã específica. O grupo é aberto a pessoas de qualquer credo religioso. Para participar, basta levar sua Bíblia ou Novo Testamento. E, caso não tenha, sempre temos material bíblico para emprestar”, convida o professor Orley José, um dos idealizadores do grupo.

Fonte: SBB

14/04/2011

Sociedade Bíblica lança a Bíblia da Mamãe


Sucesso nos Estados Unidos, chega ao Brasil a Bíblia da Mamãe. Aguardado com grande expectativa, este lançamento da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) é indicado para presentear mães e futuras mães de todas as idades, especialmente em datas comemorativas como o Dia das Mães e aniversários. Os recursos contidos na publicação ajudam a levá-las até a presença de Deus, onde encontrarão sabedoria e inspiração para poder desempenhar o seu papel materno, auxiliando e orientando seus filhos a partir dos sólidos princípios e valores bíblicos.

Com texto bíblico na tradução de Almeida Revista e Atualizada, a Bíblia da Mamãe é uma tradução da Mom’s Bible, publicada em 2010 pela editora Thomas Nelson. Os estudos e notas foram escritos por Bobbie Wolgemuth. Esposa, mãe e avó, a autora dirige grupos de estudo bíblico voltados especialmente para mães.

A Bíblia da Mamãe possui uma série de recursos, entre os quais quadros de estudos divididos em oito temas, com destaque para o intitulado “Perguntas de Criança”. Nessa seção, há 97 perguntas usualmente feitas pelos filhos, desde a tenra idade até a adolescência. A seleção dos conhecidos “por quês?”, que acompanham todo o desenvolvimento da criança até a fase adulta, são extremamente úteis para guiar as mães, à luz da Bíblia, no relacionamento com seus filhos.

A obra reúne, ainda, notas e referências cruzadas, introduções aos livros da Bíblia, índice de assuntos, leitura para dias especiais, textos famosos da Bíblia, como encontrar ajuda na Bíblia e o que a Bíblia diz sobre o perdão de Deus.

Outro diferencial da publicação é sua capa rosa decorada com textura na cor branca. Vem embalada em caixa de presente diferenciada, cuja edição é limitada.

Recursos:

Texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada, 2ª edição
Notas e referências cruzadas
Introduções aos livros da Bíblia

Recursos (quadros de estudo) divididos em:
 Nosso Deus é…: destaca alguns pontos para a leitora conhecer Deus, que é Pai, Filho e Espírito Santo.
 Crescendo em…: aborda atitudes diárias das pessoas.
 Caráter divino: para fortalecimento do caráter divino e desenvolvimento de um coração em Cristo.
 Passando adiante: um olhar bíblico sobre o que é digno e importante de ser transmitido aos filhos.
 Mães da Bíblia: histórias de mães que são verdadeiros modelos a serem seguidos.
 Maravilhoso conselheiro: artigos escritos para ajudar a descobrir questões que devem ser abordadas de modo a libertar a mulher para ser aquilo que Deus espera.
 Reflexões: textos curtos ligados a passagens específicas da Bíblia, que oferecem uma saudável perspectiva bíblica para meditação e orientação quanto ao papel de mãe.
 Perguntas de criança: respostas úteis à luz da Bíblia para responder aos principais questionamentos da criança.
· Índice de assuntos
· Leitura para dias especiais
· Textos famosos da Bíblia
· Como encontrar ajuda na Bíblia
· O que a Bíblia diz sobre o perdão de Deus

Fonte: SBB

13/04/2011

Mãe tenta circuncidar bebê de três meses depois de ler a Bíblia


Mãe tenta circuncidar bebê de três meses depois de ler a Bíblia

Em 24 de outubro do ano passado a norte-americana Keemonta Peterson, de 29 anos, resolveu circuncidar seu filho de três meses depois de ler a Bíblia e assistir a vídeos sobre o tema.

A mulher que mora na cidade de Portland, no estado de Oregon (EUA), percebeu que a “cirurgia” tinha fracassado e resolveu chamar a polícia. Keemonta, que é mãe de quatro filhos, foi presa e só saiu da cadeia na semana passada após a Justiça diminuir de US$ 550 mil para US$ 500 o valor de sua fiança.

Fonte: Gospel Prime/ G1

22/02/2011

Justin Bieber mostra em filme seu lado cristão com orações, Bíblia e graças a Deus


 

O cantor Justin Bieber, 16 anos, uma das grandes sensações da música internacional, lançará no Brasil pela Paramount Filmes um documentário intitulado “Justin Bieber: Never Say Never”

O cantor Justin Bieber, 16 anos, uma das grandes sensações da música internacional, lançará no Brasil pela Paramount Filmes um documentário intitulado “Justin Bieber: Never Say Never”. No filme, Bieber é apresentado orando e dando graças antes dos shows e das refeições, além de outras expressões de sua fé cristã. Há ainda um depoimento de sua mãe Pattie Mallette, no qual ela fala como a fé ajudou a estabilizar a sua vida como mãe solteira de um adolescente.

 

O documentário vem acompanhado de “guia de recursos espirituais” para aqueles que estão interessados. O guia inclui versículos bíblicos relacionados ao filme que pode ser usado em pequenos grupos. “O filme é uma oportunidade para ensinar nossas crianças sobre o poder da esperança, a oração, fé e família”, diz o guia.

Em uma entrevista em novembro à Associated Press, o cantor contou como a fé cristã o manteve com os pés no chão convivendo em Hollywood. “Sou cristão, acredito em Deus, eu creio que Jesus morreu numa cruz por meus pecados. Eu acredito que tenho um relacionamento e eu sou capaz de falar com ele e realmente, Ele é a razão que estou aqui, então eu definitivamente tenho que lembrar sempre disso”, afirmou.

Um dos pontos que chama a atenção é o depoimento da mãe do cantor que revela como conheceu Cristo. Pattie Mallette foi abusada sexualmente quando criança e cresceu em um lar desfeito. Em sua adolescência, começou a abusar do álcool e drogas e, pouco depois, fugiu de casa. Ela também tentou o suicídio e estava internada em um hospital psiquiátrico quando um homem veio dizer-lhe sobre o amor de Deus e ajudou-a a recebê-Lo em seu coração.

“Eu nunca fui casada. Eu vim para o Senhor, quando eu tinha 17 anos, mas logo após aceitar a Cristo, eu voltei a fazer minhas próprias decisões e fiquei grávida “, revelou. “Percebendo que eu tinha feito, voltei a Deus de todo coração, implorando-lhe que me perdoe. É realmente um incrível testemunho da misericórdia de Deus e da graça. E o amor genuíno de pessoas na igreja que me incentivaram “. A mãe da popstar também compartilhou que seu filho tinha feito a sua própria decisão de fé, quando ele tinha uns cinco ou seis anos de idade. “Eu disse a ele que foi uma decisão dele. Ele não poderia fazer isso por causa da mamãe “, ela lembrou. “Tem que ser por causa do seu próprio coração. E ele ficava me dizendo que ele entendeu. E quando ele tinha oito ou nove anos, queria ser batizado. Então, eu deixei. ”

Fonte: Jornal Mundo Gospel

%d blogueiros gostam disto: