Posts tagged ‘novela’

02/10/2013

Autor de novela teme retaliação de evangélicos


novela amor a vidaO autor da novela “Amor à Vida”, Walcyr Carrasco, entregou um capítulo da novela e pediu toda cautela durante a gravação de uma cena que envolve evangélicos.

Nas imagens, as recepcionistas Maristela (Vera Mancini) e Verônica (Miriam Lins) vão até o bar de Denizard (Fulvio Stefanini) com dois missionários para falar sobre o novo templo que abrirá na região e aproveitam para oferecer uma bíblia à família.

Antes de detalhar a cena, Carrasco pediu que não houvesse alteração em seu texto: “Nesta cena eu não gostaria que fosse trocada nem uma palavra, não fosse criada nenhuma piada, nada. Estamos lidando com um tema sensível, que são os evangélicos. O texto foi pensado com todo o cuidado para evitar desgastes com a comunidade evangélica.”

Globo pode desistir de mocinha evangélica em novela

Depois de muitos esperarem pela conversão de Valdirene, personagem de Tatá Werneck (foto) em “Amor a Vida”, autor da trama cogita esquecer a história de mocinha evangélica.

A “piradinha” de “Amor à Vida”, novela das 21h da Globo, de Walcyr Carrasco, deve ter a história original modificada só para atender à demanda do público.

A Folha de São Paulo apurou que tanto a Globo como o autor da trama cogitam esquecer essa história de cantora gospel, mocinha evangélica, para apostar mais no deboche de Valdirene e sua mãe, Márcia (Elizabeth Savalla).

“Amor a Vida” chegou a ser chamada de “novela evangélica” pelo fato de ter uma personagem que se converteria e se tornaria uma autêntica evangélica. Enquanto muitos evangélicos assistiam a novela esperando pela conversão de Valdirene, a Globo aproveitou para defender temas polêmicos como homossexualismo e aborto com posicionamentos contrários a fé cristã.

Fonte: Yahoo

04/12/2012


Foi de 28 pontos a média de audiência da novela ‘Salve Jorge’, da Rede Globo, na semana passada na Grande São Paulo, segundo o Ibope. Foi a pior média desde a semana de estreia, no final de outubro.

Em resumo, a novela global não ‘decolou’. E isso é um desastre para a emissora.

Segundo o jornalista Lauro Jardim, em sua coluna no site da Veja, o que tem compensado para a Globo é que as emissoras concorrentes também não emplacaram nada nestas últimas seis semanas.

Fonte: Verdade Gospel

03/11/2012

Evangélicos que criticam “Salve Jorge” autora diz “Não se deve ampliar a voz dos imbecis”


A autora da novela “Salve Jorge” comenta em entrevista a polêmica do boicote dos evangélicos para não assistirem o folhetim, ele se referiu aos que boicotam com uma frase do jornalista Millôr Fernandes que diz: “Não se deve ampliar a voz dos imbecis”. – Confira e comente…

Em entrevista publicada na coluna do “O Globo” da colunista Patricia Kogut enviado por Clara Passia em 26/10, a autora da novela “Salve Jorge” que esta sendo exibida na Globo, se diz contente com os índices de audiência alcançados pelo folhetim e comentou o boicote feito pelos evangélicos.

O blog Exército Universal ligado a IURD começou uma campanha para os evangélicos não assistirem a novela da Globo e que logo se difundiu nas redes sociais um boicote, gerando uma certa polêmica. Em meio a todos os comentários e protestos contra a novela a autora ao ser perguntada sobre esses protestos responde:  “Não vejo protesto de evangélicos, o que vejo são interesses comerciais apelando para o fundamentalismo. E penso que, em casos assim, o pessoal da imprensa deveria seguir o sábio conselho do Millôr Fernandes: “Não se deve ampliar a voz dos imbecis”.

20/10/2012

Pastor acredita que Avenida Brasil traz uma lição à igreja


Pastor acredita que Avenida Brasil traz uma lição à igrejaCom toda a expectativa em relação ao último capítulo da novela Avenida Brasil, que vai ao ar hoje, muito tem se falado dos motivos que fizeram com que ela fosse um dos assuntos mais comentados pelo país nas últimas semanas.

Tradicionalmente, muitos pastores tem o hábito de condenar as novelas e os evangélicos que as assistem. Em Avenida Brasil há, inclusive, uma personagem evangélica que causou revolta entre alguns segmentos por apresentar uma imagem caricata e polêmica dos evangélicos.

Porém, o pastor brasileiro radicado nos Estados Unidos, Hermes Fernandes postou em seu blog, Cristianismo Subversivo, um texto para tentar mostrar à igreja uma lição que pode ser aprendida com a novela.  Reclamando do distanciamento que existe, muitas vezes, entre os relatos feitos nos púlpitos e a realidade de vida dos membros da igreja, Fernandes escreve:

“O que temos a aprender com isso? Muito! Precisamos diminuir a distância entre o púlpito e os bancos. Pastores precisam deixar sua linguagem abstrata, rebuscada, ou recheada de clichês do nosso evangeliquês, e ir ao encontro do homem comum, e suas próprias expressões idiomáticas. O púlpito precisa deixar de ser a vitrina onde expomos nossa erudição, para ser a plataforma de onde anunciamos as boas novas do Reino, ao passo que denunciamos as mazelas da nossa sociedade.

Nossos sermões precisam fisgá-los desde o primeiro minuto, levando-os a refletir, questionar, arrazoar, para então, acolher, crer e praticar. A cada término de culto, deve ficar aquele gostinho de “quero mais”, e os anúncios devem soar como um “a seguir, cenas do próximo capítulo”.

Para o pastor Fernandes, a maioria dos pregadores brasileiros não consegue “prender” os seus ouvintes por muito tempo. Também acredita que mesmo que um sermão conte uma história (no caso, bíblica), é preciso fazer com que as pessoas conectem essa narrativa com sua vida cotidiana. Só assim será possível mostrar a elas o quão atuais são as Escrituras.

Certamente nem todos os pastores concordarão que é possível aprender algo de positivo com uma novela que tem tantos elementos contrários ao que diz as Escrituras, mas é sempre bom estar atento ao que as pessoas que se deseja alcançar estão vendo e ouvindo.

Fonte: Gospel Prime

%d blogueiros gostam disto: