Posts tagged ‘padre marcelo’

26/05/2011

Música Católica se inspira no Gospel e ganha mercado


Música Católica se inspira no Gospel e ganha mercado O crescimento da música gospel tem encorajado os católicos a investir na área, enquanto o “boom” das bandas evangélicas começou na década de 90, o movimento católico carismático ganhou fôlego em 2000 com o sucesso de álbuns gravados por padres, como por exemplo, o padre Marcelo Rossi.

Mas hoje esse cenário é divido por bandas e cantores solos que juntos com os sacerdotes da Igreja Apostólica Romana desenham o cenário da música católica colocando vários CDs entre os mais vendidos do Brasil.

Para se ter uma ideia, em 1998 o padre Marcelo Rossi lançava seu primeiro CD, “Músicas para Louvar ao Senhor”, disco que vendeu mais de 3,3 milhões de cópias.

De acordo com a lista da Associação Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD) de 2008 o Padre Fábio de Mello foi o cantor brasileiro que mais vendeu álbuns no Brasil, alcançando o topo do ranking com o CD “Vida”, lançado pela Som Livre.

Outro exemplo do crescimento deste segmento da música são os artistas da Canção Nova, empresa que faz parte do Sistema Canção Nova de Comunicação, que venderam 998.755 CDs e 258.849 DVDs entre 2009 e 2010. Os cantores de maior sucesso desta gravadora são Salette Ferreira, Dunga e Eliana Ribeiro.

Engana-se quem pensa que esses músicos têm objetivos diferentes dos nossos, a música para eles também serve para animar as reuniões, louvar a Deus e também para fazer evangelismo e levar palavras de encorajamento.

Inclusive, é possível encontrar entre esses louvores que fazem sucesso nas missas, muitas canções que também são cantadas nas igrejas evangélicas, letras de grupos como Diante do Trono, Cassiane e Aline Barros já foram até regravadas por representantes da Renovação Carismática, mostrando que a música pode unir esses dois mundos.

Hoje os cantores católicos juntamente com os artistas do gospel são os que mantêm a indústria fonográfica no Brasil em atividade, tanto que gravadoras seculares passaram a contratar artistas dos dois times.

Essas contratações fazem com que muitos desses cantores tenham a oportunidade de participarem juntos de um mesmo evento. Prova disso foi a participação em conjunto da pastora Ludmila Ferber com o Padre Fábio de Mello durante o Programa Domingão do Faustão, da Rede Globo, que foi ao ar no ano passado.

Fonte: Gospel Prime

19/04/2011

Padre Marcelo Rossi solta o verbo


Padre Marcelo Rossi solta o verbo contra a Record e detona Edir MacedoMarcelo Rossi resolveu soltar o verbo após anos de silêncio. O padre concedeu uma entrevista exclusiva nas páginas amarelas da revista “Veja”, que foi distribuída para assinantes na tarde deste domingo (17). O religioso da Igreja Católica contou que, há um ano, sofreu um acidente na esteira ergométrica, se machucou e entrou em estado de “tristeza profunda”. Ele revelou que alguns membros da Igreja Católica sentem dor de cotovelo por ele fazer tanto sucesso.

“Em meados de 2007, decidi reduzir as evangelizações em massa. (…) Passei por um tremendo baque durante a visita de Bento XVI ao Brasil. Eu tinha um sonho na vida: cantar para o papa na minha terra. Nunca escondi isso de ninguém. Mas me colocaram para fazer um espetáculo às 5h40 da manhã (…) Fui vítima de boicote. (…) Eles capricharam na humilhação”, revelou.

Ao ser questionado, Rossi contou que se relaciona bem com alguns evangélicos.

“Eu respeito os que têm uma doutrina, como a Assembléia de Deus. Outros, eu chamo de seita. Seita, para mim, é a Renascer e aquela lá do bispo Edir Macedo. O Gugu, que é meu amigo, certa vez me chamou para ir no programa dele, da Record. Record não dá, né? Deus abençoe o Edir Macedo, mas eu não concordo com nada do que ele prega e veicula”, detonou.

Ainda na entrevista, Rossi também falou sobre o assédio feminino e criticou o Padre Fábio de Mello.

“A batina é a maior identidade sacerdotal. Acho um perigo não usá-la. A batina impõe respeito, é uma proteção – inclusive contra o assédio das mulheres. Você não imagina a quantidade de besteiras que eu ouço. (…) Algumas mulheres conseguem até o número do meu celular. Já alertei o Fábio para que não deixasse de usar a batina. E ele está usando, por acaso? Bem se vê que eu não tenho influência sobre ele”, disse.

Fonte: Aj

%d blogueiros gostam disto: