Posts tagged ‘Pais e Filhos’

16/01/2019

Ensinando os filhos a honra os Pais


29/11/2012

Pastor candidato a Presidência no Equador é acusado de ter espancado seu filho 13 anos – Veja


O candidato indicado para sucessão presidencial no Equador, o pastor evangélico Nelson Zavala Avellan segundo agências tem sobre ele a acusação de agressão a seu filho em 2004, o menino então com 13 anos de idade e mais 16 sentenças cíveis e criminais entre diferentes tribunais. Confira e comente…

O Conselho Eleitoral do Equador aprovou o pedido de candidatura do pastor evangélico Nelson Zavala, inscrito no lugar do ex-presidente Abdalá Bucaram, somando ao todo oito candidatos que disputarão a Presidência nas eleições de fevereiro de 2013.

Zavala é membro da Associação de Pastores Evangélicos do Equador e, de acordo com a imprensa local, ele responde a diversas acusações, entre as quais por maus tratos a seu filho de 13 anos, o qual já deixou incapaz por três dias.

Ao saber da decisão do conselho, o ex-presidente Bucaram, cuja inscrição foi recusada, publicou uma mensagem em sua conta no Twitter atacando o presidente Rafael Correa e o evangélico.

“Deus começou a atuar. Satanás [Rafael] Correa não teve a consciência de desqualificar Zavala, mas desqualificou Abdalá”, disse.

E em matéria do site http://www.srradio.com no encerramento da cerimonia da indicação do pastor evangélico Nelson Zavala Avellan a concorrer a presidência do Equador, foi feito uma oração pela “unidade e respeito para a família.”  e em seguida dada a oportunidade de perguntas aos repórteres que cobriam o ato.

E uma das perguntas que foi feita ao então pastor candidato se referiu a agressão cometida por ele no seu filho de 13 anos, que o deixou o garoto 3 dias incapacitado. O pastor que é membro da Associação de Pastores Evangélicos do Equador, e se intitula, quando tem oportunidade, defensor dos direitos humanos, a liberdade civil, religiosa e das crianças, disse que no tempo certo o seu próprio filho responderá esta pergunta.

Na época da suposta agressão cometida no seu filho o menino Nelson Andres Zavala de 13 anos de idade, a sua mãe Cisneros Marlene Castro pediu proteção a vara da mulher e da família, devido ao ataque brutal e violento cometido pelo pastor.

E ainda segundo a matéria, o pastor candidato afirma ser um exemplo de honestidade, ética, humanidade e conduta exemplar, não só foi acusado de agressão, mas tem 16 sentenças cíveis e criminais entre diferentes tribunais desde 91 em diante.

Você pode ver as sentenças no site http://www.srradio.com, como também conferir a matéria do dia 21/11/12 na integra.-Clique aqui

Fonte: InforGospel

30/05/2011

Estado americano processará pais que não levam os filhos ao médico por crer na “cura pela fé”


Estado americano processará pais que não levam os filhos ao médico por crer na “cura pela fé”

O estado americano de Oregon passará a punir os pais que não quiserem levar os filhos ao médico por crer em “cura pela fé”. Isso se a lei, que foi elaborada pelos parlamentares e já aprovada pelos Senadores, também for aceita pelos deputados.

O projeto de lei pretende invalidar a defesa jurídica de “cura pela fé”, defesa apresentada muitas vezes por pais que se justificam assim para explicar à justiça porque não levaram seus filhos ao médico antes que ele morresse.

Oregon tem cerca de 4 milhões de habitantes, nos últimos anos tem havido muitos casos de morte de crianças por motivo religioso, pois fiéis da seita Seguidores da Igreja de Cristo são orientados por pastores a não levarem seus filhos aos médicos e a hospitais “porque Deus providenciará a cura”.

Com a nova lei, esses religiosos não mais poderão, na Justiça, alegar que recorreram à cura pela fé e, no caso de morte, serão acusados de assassinato.

Esse projeto de lei ocorre no mesmo momento em que a Justiça tenta julgar o casal Timothy e Rebecca Wyland por maus-tratos. Eles se recusaram a levar ao médico sua filha de 18 anos com problema nos olhos. A moça acabou recebendo tratamento em decorrência de uma decisão judicial e assim se livrou de ficar cega.

No cemitério mantido pela seita há um grande número de lápides de crianças, fato que chama muita atenção.

Fonte: Gospel Prime /Paulopes

 

23/03/2011

Pastor preso por repreender filhas, passa a ter problemas mentais após viver em condições subumanas na prisão


O pastor Jeremias Albuquerque Rocha está preso há dez meses no Município de Carauari, no Amazonas, após ser condenado por crime de tortura em maio de 2010. Mas está sendo vítima de maus tratos e vivendo em condições subumanas na cadeia e no hospital segundo a família.

O pai de Jeremias, Raimundo Roberto Rocha, disse que até abril de 2010 seu filho era uma pessoa saudável e ativa como missionário no interior do Amazonas, mas uma vingança acabou condenando seu filho que hoje vive como doente mental.

Tudo começou no início de 2010, quando a filha de Jeremias foi a um posto de saúde em Carauari e quase foi abusada sexualmente por um agente de saúde. “Inconformado, Jeremias foi à delegacia e denunciou o agente, que é irmão de uma conselheira tutelar. Essa mulher, provavelmente, ficou irritada e revidou na mesma moeda com o meu filho,” conta o pai do missionário.

Ainda de acordo com Roberto, depois desse episódio, Jeremias bateu em suas filhas, gêmeas de oito anos, devido o mau comportamento das meninas em sala de aula. De alguma maneira essa conselheira ficou sabendo e denunciou o pastor para as autoridades.

“Ele foi preso por repreender as filhas e agora vive como um doente mental à base de calmantes,” diz o pai. A família de Jeremias denunciou o caso à Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil no Amazonas (OAB-AM).

Epitácio Almeida, presidente da Comissão da OAB-AM, esteve em Caruari no começo deste mês e caracterizou o caso de Jeremias como “lastimável”. O advogado relata que o missionário tem marcas de algemas nos punhos e nos tornozelos e que o rapaz de 26 anos foi obrigado a fazer necessidades fisiológicas algemado.

Epitácio diz que o pastor ficou algemado durante cinco meses e, nesse período, começou a apresentar quadros graves de transtornos mentais.

Três médicos do Hospital Geral de Carauari assinaram um laudo onde informam que Jeremias apresenta distúrbio psiquiátrico grave com depressão profunda, transtorno bipolar e intento suicida, e que deveria ser transferido para o Hospital Psiquiátrico Eduardo Ribeiro, em Manaus.

Porém o juiz da cidade, Jânio Tutomu Takeda, que há 18 anos reside no município, não permitiu a transferência.

Fonte: Gospel Prime / A Crítica

10/03/2011

Igreja celebra a família durante o feriado de Carnaval


A ressignificação do Carnaval é a principal meta da Igreja Fundamentalista Cristo É Vida ao promover o “Celebrando a Vida – É Preciso Ter Cristo”. Com o intuito de reunir famílias e a comunidade religiosa, o evento realizado nos quatro dias de Carnaval, contou com piqueniques, estudos do Evangelho, louvor e adoração, leituras, testemunhos de casais e apresentações artísticas.

Para o pastor José Nogueira, as famílias costumam sofrer e se desestruturarem no período de Carnaval. “Daí porque focamos o nosso encontro na família que é a instituição sagrada. Exaltando-a, estamos exaltando aquilo que Deus fez de sagrado. Procuramos ensinar o inverso do que acontece no Carnaval, restaurando os lares que foram quebrados pela festa”.

Em média 400 pessoas participaram ativamente das atividades do “Celebrando a Vida”, que está em sua 6ª edição, em 2011. “Muitos entendem a seriedade do Mundo”. O pastor conta que os resultados são muitos. “Filhos voltam para a casa e passam a reconhecer o papel da família”, revela.

Um dos temas discutidos foi a importância dos membros no corpo da Igreja, assim como na família, em que cada um tem sua função, como explica o estudante Átila Nogueira, palestrante do evento. “Somos unidos pelo mesmo ideal, livre de qualquer vício. Aqui é um ambiente de reflexão onde estudamos a palavra de Deus”, conta.

Confraternização
Momentos de confraternização também estiveram presentes no “Celebrando a Vida”, como os piqueniques que aconteceram no Sesc Iparana e almoços com famílias e participantes. Além disso, atividades socioesportivas, apresentações de música e de teatro e uma programação para as crianças.

De acordo com o pastor, outros propósitos do encontro são evangelizar parentes, famílias amigas e amigos em geral; glorificar a Deus através da louvação; tornar conhecidos e ensinar os princípios e a palavra de Deus; alcançar o Evangelho de Cristo; e treinar toda a equipe participante.
Fonte: Diario do Nordeste
05/03/2011

Conflito de gerações na era digital e presencial


 Conflito de gerações na era digital e presencialPara eles, a tecnologia e a interação digital são tão comuns quanto escovar os dentes. São os atuais adolescentes, a Geração Z (Z de zapear). Nascidos a partir de 1994, essa geração brincou com modernos jogos eletrônicos e nunca viveu em um mundo sem celulares, emails ou TV a cabo, e vêem surgir uma novidade a cada dia. O ritmo tecnológico é o preferido deles. Aliás, sua personalidade foi formada em uma época de avanços tecnológicos constantes.

O carioca Rafael Sá Martins tem 17 anos e não compreende uma vida longe da comunicação instantânea. Mesmo sendo extremamente comunicativo, é no computador onde se sente mais à vontade. Contraditoriamente, Rafael se comunica tanto que, às vezes, se isola em seu próprio quarto. Na igreja, confessa não ser mais tão assíduo quanto na infância. Mas, garante que não está longe do Senhor. “Estudo muito a Palavra pela própria internet. Às vezes, não consigo ir aos cultos, mas me conecto com o site da igreja e fico atento a tudo, mesmo em casa”, diz o rapaz.

Especialistas informam que por viverem em um mundo sem fronteiras e de tamanha diversidade, como a rede mundial de computadores, a geração Z tende a fugir do conflito. “Não tenho paciência para convencer ninguém da minha opinião. Acredito que somos livres para pensarmos como quisermos. A Bíblia é de fácil acesso a todos. Cabe a cada um estudá-la”, opina o adolescente Rafael, que deveria estar mais atento ao perigo das falsas doutrinas em nossos dias, perigo este alertado pelos apóstolos Paulo e João.

Líder de jovens na Assembleia de Deus em Florianópolis, o pastor Jesiel Paulino detectou que o trabalho a ser feito entre os adolescentes (Geração Z) é o redescobrimento das relações reais. “Esta é uma geração de relações virtuais. A igreja é um grupo social. A maior dificuldade é que a maioria das pessoas enxerga a igreja apenas como uma atividade litúrgica e cúltica, como cantar, orar ou pregar. Por isso, acham que não é tão importante estarem reunidos fisicamente no templo. Mas, a igreja é, antes de tudo, uma organização social, um lugar de encontro de famílias e de interações reais. Jovens e adolescentes precisam interagir e participar de eventos de outros segmentos etários, e também contar com seus pais e avós em seus eventos”, revela o líder, alertando para a necessidade de construção de pontes entre todas as gerações.

Fonte: CPAD News

 

25/02/2011

Caetano Veloso afirma ser burrice as críticas sobre a religião dos filhos


 

Pai protetor, Caetano Veloso, esbraveja – ao seu modo bem particular – quando seus filhos estão ameaçados. Após declarar em entrevista recente ao jornal Folha de S.Paulo que dois de seus filhos são evangélicos e frequentam a Igreja Universal do Bispo Edir Macedo, Caetano disparou: “Ninguém tem que se meter com a espiritualidade dos meus filhos”.
Em entrevista ao Jornal Brasil, Caetano afirmou não saber da reação da opinião pública: ” Eu não vi. E, se alguém protestou por alguma coisa, eu não sei o porquê. Na verdade, eu não declarei nada. Apenas o entrevistador me perguntou: “seus filhos são evangélicos, não é?”, e eu disse: “olha, eu sou ateu, mas meus três filhos são religiosos. O Moreno tem uma religiosidade muito abrangente, sem uma religião específica, mas é muito religioso. E os outros dois são evangélicos.” (Faz longa pausa). Porque ele tinha me perguntado, e eu então dei o panorama assim. Isso é natural, eles têm religião. Eles gostam, eles têm uma vida religiosa. Precisam, gostam disso, como a maioria dos seres humanos. O próprio entrevistador ficou problematizando a questão das igrejas evangélicas, da Universal em particular, e eu respondi de acordo com as perguntas que ele me fez, muito objetivamente. Ninguém tem nada que se meter na vida íntima, espiritual e religiosa dos meus filhos. Isso é burrice. É burrice.”

Fonte:  Jornal do Brasil / Guia Me

 

 

28/01/2011

Mariana Valadão conta testemunho pelo Twitter


mariana valadão1 250x211 Mariana Valadão conta testemunho pelo TwitterA cantora Mariana Valadão contou hoje, em seu Twitter, microblog da grande rede, um drama pessoal vivido recentemente: a dor de ter de acompanhar seu pequeno Tito na UTI por quase uma semana.

Ela relatou que, após o nascimento do filho, dia 11, descobriu, pelos médicos do hospital onde dera à luz, que Tito estava com dificuldades respiratórias. Imediatamente, a equipe médica decidiu por levar o bebê para a UTI, deixando-o em observação. A angústia de Mari e de toda a família começava, pois não sabiam ao certo qual era o problema com Tito. A cada hora, um diagnóstico: pneumonia, sopro no coração… e uma bateria de exames era feita. Foram sete dias de espera e angústia, até que TODOS os exames deram negativo para os problemas levantados.

Para a felicidade dos pais e de todos os familiares, Tito já está em em casa, ganhando carinho e amor de todos os seus!

Foram dias difíceis, parecia que o tempo não passava. Muitas lágrimas… ninguém sabia o que estávamos passando, mas as orações dos amigos e a confiança em Deus nos sustentou. Olhávamos para o nosso filho ali, na UTI, perfeito, e começamos a entender que deveria haver algum propósito para que ele estivesse ali. Além do meu filho, mais 40 crianças estavam internadas. Pudemos falar do amor de Deus para cada pai e mãe que estavam ali e, numa noite, minha irmã (Ana Paula Valadão) conseguiu entrar e orou por cada um deles. Aquele lugar se transformou em um jardim de adoração, aleluia!“, contou.

Já com o pequeno Tito em casa, Mariana postou fotos do filho em seu Twitter e comemora: “Quem é de Deus o maligno não toca. O Tito é um valente, um guerreiro. Sei que ele não é meu, é do SENHOR!”.

Fonte: Gospel Prime

11/01/2011

O que diz a Bíblia a respeito do controle de natalidade? Os cristãos devem fazer o controle de natalidade?


Deus mandou ao homem: “Frutificai e multiplicai-vos” (Gênesis 1:28) e o casamento foi instituído por Deus como um ambiente estável para ter e criar os filhos. Em nossa sociedade, os filhos são freqüentemente considerados como dificuldade e fardo. Atrapalham o desenvolvimento da carreira profissional das pessoas, objetivos financeiros e eles “atrapalham a vida social”. Freqüentemente, o egoísmo é a raiz do uso de contraceptivos.

Gênesis 38 nos fala dos filhos de Judá, Er e Onã. Er se casou com uma mulher chama Tamar, mas ele era mau e o Senhor o matou, deixando Tamar sem marido ou filhos. Tamar foi dada em casamento ao irmão de Er, Onã, de acordo com a lei matrimonial do levirato em Deuteronômio 25:5-6. Onã não desejou dividir sua herança com nenhum filho que pudesse gerar com Tamar no lugar de seu irmão, e então ele praticou a mais antiga forma de controle de natalidade (coito interrompido). Gênesis 38:10 diz: “E o que fazia era mau aos olhos do Senhor, pelo que também o matou.” A motivação de Onã era egoísta: ele usava Tamar para seu próprio prazer, mas se recusava a fazer seu dever “de irmão” de criar uma herança para seu irmão morto. Esta passagem é freqüentemente apontada como evidência de que Deus não aprova o controle de natalidade. Contudo, não foi o ato da contracepção que fez com que o Senhor matasse Onã, mas sim os motivos egoístas por detrás de seu ato.

Estes são alguns versículos que descrevem os filhos pela perspectiva de Deus. Os filhos são um presente de Deus (Gênesis 4:1; Gênesis 33:5). Os filhos são herança do Senhor (Salmos 127:3-5). Os filhos são uma bênção de Deus (Lucas 1:42). Os filhos são a coroa dos velhos (Provérbios 17:6). Deus bendiz a mulher estéril com filhos (Salmos 113:9; Gênesis 21:1-3; 25:21-22; 30:1-2; I Samuel 1:6-8; Lucas 1:7, 24-25). Deus forma os filhos no ventre (Salmos 139:13-16). Deus conhece os filhos antes de seu nascimento (Jeremias 1:5; Gálatas 1:15).

É importante que vejamos os filhos como Deus os vê, não como o mundo nos diz que deveríamos vê-los. A Bíblia não proíbe a contracepção. A contracepção, por definição, é meramente o oposto da concepção. Não é o ato da contracepção em si que é certo ou errado. Como aprendemos de Onã, é a motivação por detrás da contracepção que determina se esta é certa ou errada. Se uma pessoa pratica a contracepção porque quer ter mais para si mesmo, então é errada. Se uma pessoa está praticando a contracepção para temporariamente deixar de ter filhos até que esteja mais madura e mais preparada financeira e espiritualmente, então é talvez aceitável o uso da contracepção por algum tempo. Mais uma vez, tudo é questão da motivação.

A Bíblia sempre apresenta o fato de ter filhos como algo bom. A Bíblia “espera” que um marido e esposa tenham filhos. A incapacidade de ter filhos é sempre apresentada na Escritura como algo mau. Não há ninguém na Bíblia que tenha expressado o desejo de não ter filhos. Nós definitivamente acreditamos que todos os casais (casados) devem procurar ter filhos. Ao mesmo tempo, não cremos que possa ser discutido pela Bíblia que seja explicitamente errado usar o controle de natalidade por algum tempo. Todos os casais devem buscar a vontade do Senhor em relação a quando devem tentar ter filhos, e quantos filhos devem buscar ter.

%d blogueiros gostam disto: