Posts tagged ‘PEDIDO DE ORAÇÃO’

20/10/2012

Missionários em Guiné-Bissau pedem oração por causa de surto de cólera


Missionários em Guiné-Bissau pedem oração por causa de surto de cóleraOs missionários José Roberto e Sônia Santos que estão em Guiné-Bissau pedem oração por suas vidas e também pela comunidade da capital do país que enfrenta um surto de cólera, doença transmitida através da água contaminada que já matou várias pessoas.

Este é o segundo surto da doença em quatro anos, em 2008 mais de 200 pessoas morreram vítimas da cólera. “Precisamos de cobertura de oração por nossa família e pelo povo daqui”, disse o casal.

Missionários da Junta de Missões Mundiais, José e Sônia pedem que os evangélicos se levantem em oração por esta causa. “Por favor, convoque uma rede de intercessão por nossa saúde”.

A cólera é causada por uma bactéria que se aloja no intestino, os sintomas dessa doença são diarreia, dores abdominais e desidratação. Se não for tratada com pressa pode levar o infectado à morte.

O risco da doença é maior em locais como Guiné-Bissau onde a falta de saneamento básico deixa esgotos abertos. As fontes de águas como os rios que recebem águas vindas do esgoto sem nenhum tipo de tratamento também aumentam os perigos da população.

Fonte: JMM.

12/07/2011

Em Israel, Justiça manda amputar menina; mãe queria curá-la com reza


A Justiça de Israel ordenou um hospital a levar adiante a amputação da mão de uma menina de 13 anos contra a vontade da mãe, depois que os médicos afirmaram que sem a intervenção cirúrgica ela morreria.

A menina, cuja identidade não foi revelada, sofre de um tumor maligno e violento e, segundo os médicos, teria uma morte dolorosa se sua mão não fosse amputada.

No entanto, a mãe da paciente, que é religiosa, vetou a operação afirmando que “prefere rezar e jejuar” para curar a filha.

O ministério do Bem Estar Social e o hospital Ichilov, em Tel Aviv, se dirigiram a um tribunal especial que trata de assuntos familiares solicitando que a corte ordenasse a operação, para salvar a vida da criança.

Segundo o juiz Yehoram Shaked, “está claro que não há e não pode haver outra solução exceto aceitar o pedido e que a Corte deve dar prioridade à vida, mesmo se para isso a menina tenha que sacrificar a mão”.

De acordo com o hospital, o tumor, nos ossos da mão, pode provocar o surgimento de metástases no pulmão e as chances de a paciente morrer “são de 100%”.

Os médicos explicaram o prognóstico tanto para a mãe como para a paciente e, segundo o relatório apresentado à Corte, a mãe afirmou que “é melhor que ela morra” porém a menina disse que entende “que não há alternativa” exceto a amputação.

Em sua decisão o juiz afirmou que a mãe continua rejeitando a operação e “acreditando na ajuda de Deus”. Ele disse que a menina, apesar de jovem, entende que “é preciso preferir a vida à morte”.

Esta não é a primeira vez que questões religiosas interferem em decisões médicas em Israel.

A autoridade máxima da pasta da Saúde no governo, o vice-ministro da Saúde Yacov Leizman, do partido ultra-ortodoxo Yahadut Hatorah (Judaísmo da Torah), vem, desde o início de sua gestão, há dois anos, gerando duras criticas de profissionais na área da medicina, pois frequentemente tenta impor princípios da religião em decisões ligadas ao tratamento de pacientes.

Um dos casos ocorreu em 2009, quando o vice-ministro foi pessoalmente ao hospital Shneider da cidade de Petach Tikva, ao leste de Tel Aviv, e tentou interferir no tratamento de uma bebê que sofreu morte cerebral.

Leizman entrou no hospital e ameaçou os médicos de punição caso não dessem tratamento integral à criança, apesar de a lei em Israel estabelecer o tratamento parcial em casos de morte cerebral.

Segundo a crença ortodoxa de Leizman, a morte de uma pessoa só é reconhecida quando o coração para de bater. Ele chegou a ameaçar o hospital de que seria boicotado pela comunidade ultra-ortodoxa se não cumprisse suas ordens.

Na ocasião, a Federação dos Médicos de Israel publicou um manifesto protestando contra a atitude do vice-ministro.

Apesar de ser titular da pasta, Leizman se chama de “vice-ministro” por questões religiosas.

O Yahadut Hatorah não nomeia ministros mas só vice-ministros, pois tem uma visão ambivalente sobre a própria existência do Estado de Israel.

Fonte: Paulo Lopes

13/06/2011

Mãe de Justin Bieber pede oração pelo filho para que ele “mantenha os olhos em Jesus”


Mãe de Justin Bieber pede oração pelo filho para que ele “mantenha os olhos em Jesus”A mãe de Justin Bieber pediu oração pelo seu filho no site do ministério Hollywood Prayer Network (Rede de Oração Para Hollywood) ela pede para que Deus proteja seu filho contra o mal da cultura de Hollywood.

O ministério Hollywood Prayer Network foi criado há 10 anos com o objetivo de orar pelas pessoas que trabalham em toda a indústria de entretenimento de Hollywood.

O pedido da mãe de Justin diz: “Justin tem 17 anos e se tornou um fenômeno global, ainda não entende que a celebridade pode ser mais uma maldição do que uma bênção. Sua mãe pediu para que nós oremos por ambos, para manter seus olhos em Jesus, para tomar decisões sábias e não ser arrastado pela mentalidade perigosa que a fama e a celebridade trazem às pessoas”.

De acordo com a fundadora do site Rede de Oração para Hollywood,  Karen Covell, “tem sido uma batalha espiritual incrível quando se trata de celebridades. Entendemos quão sério é para os jovens que se deparam com as armadilhas das celebridades. Pedimos a Deus para ajudar Justin e outros a manobrarem o poder da celebridade que pode confundir suas mentes ou afastá-los do que é certo.” Covell também diz que muitos cristãos no lugar de orar, se unem para protestar contra Hollywood. “Nos EUA, enquanto Washington é a sede mundial do poder, Hollywood é a sede global da influência. Mas ao invés de reunir em oração, como muitos têm feito por Washington, os Cristãos têm frequentemente se reunido para protestar contra Hollywood.”

Ela acredita que o poder da oração pode mudar o coração das pessoas e assim mudar o conteúdo da indústria de entretenimento, como filmes, música, teatro e etc.

“Devemos amar os nossos semelhantes em nossa indústria e pedir a Deus para tocá-los e movê-los, para que se humilhem diante dele, e para mudar a nós de maneira que nossos corações se aquebrantem por eles. Assim então veremos vidas mudarem.”

Fonte: Gospel Prime

10/02/2011

Ministérios pedem oração pelo Egito


Ministérios pedem oração pelo EgitoContinua a crise política no Egito e organizações cristãs locais e internacionais têm divulgado pedidos de orações. Da Sociedade Bíblica do Egito, por exemplo, vem o pedido de seu secretário-executivo, o irmão Ramez Atallah, para que a paz seja restaurada no Egito e que a Sociedade Bíblica local consiga dar continuidade a seu trabalho, levando os valores bíblicos e o conforto da Palavra de Deus àquela população. Em sua mensagem, o líder cristão dá sua descrição dos “tumultos e das tensões no Egito e em vários outros países desta parte do mundo”.

Segundo ele, no momento, há situações em que segmentos religiosos divergentes estão unidos para superar a crise. “Sem contar com a proteção policial, os cidadãos, tanto os cristãos quanto os muçulmanos, estão se organizando em turnos para proteger seus bairros e bens durante a noite”.

“Apesar do tumulto geral, da incerteza, do medo, da raiva e de muitas outras emoções e situações, nós, enquanto cristãos, de nenhuma forma estamos sendo alvo ou ameaçados.

“Depois que a polícia se ausentou das ruas do Cairo, do fogo ateado às delegacias e da fuga de milhares de prisioneiros, alguns se aproveitaram do caos para saquear e roubar. Sem contar com a proteção policial, os cidadãos, tanto os cristãos quanto os muçulmanos, estão se organizando em turnos para proteger seus bairros e bens durante a noite”.

“Ao anoitecer, quando se aproxima o toque de recolher, barris, sacos e caixotes são posicionados em barricadas. Todos os carros são parados e as pessoas, interrogadas por homens armados com bastões, paus, pistolas e facas… Isso, porém, deu à maioria um sentimento real de segurança e de boa vontade! Mas isso foi ontem. Provavelmente, a situação piore à medida que os civis tomem a lei pelas próprias mãos.

“Expatriados são evacuados. Os bancos e o mercado de ações estão fechados. Os preços começaram a subir. A comida, os remédios e outros suprimentos estão diminuindo, já que muitas fábricas e das empresas estão fechadas após a onda de vandalismo da semana passada e do toque de recolher diário, que se estende das três da tarde às oito horas da manhã. Mesmo enquanto escrevo, estão acontecendo sangrentos confrontos entre civis egípcios na principal rotatória do centro”.

Oração:

a) Orem para que a situação volte ao controle muito rapidamente e com urgência. Há perdas massivas a cada minuto. Hoje, o número oficial de feridos, muitos deles graves é superior a 600 pessoas, com pelo menos oito mortos. O canal de TV oficial anunciou prejuízos financeiros da ordem de 200 bilhões de libras egípcias (USD 36 bilhões) nos últimos oito dias.

b) Orem pelos pobres e miseráveis, os que mais sofrem neste momento.

c) Orem para que os cristãos no Egito (tanto os nativos quanto os expatriados) não fiquem tentados a “correr” quando as coisas ficarem difíceis. Embora muitos estrangeiros estejam sendo obrigados a sair devido a políticas das empresas, nós oramos para que a pouca população cristã do Oriente Médio não diminua ainda mais devido aos atuais acontecimentos.

d) Orem para que a Sociedade Bíblica do Egito pense em formas criativas e adequadas de levar a Palavra de Deus ao povo durante esses tempos difíceis (afinal, grande parte da Escritura foi redigida em contextos de perigo). A Feira do Livro, que estava marcada para 29 janeiro – 8 fevereiro, foi adiada indefinidamente. As mesas de livros (uma extensão das ofertas da Feira do Livro) e os Domingos da Bíblia foram cancelados em todas as igrejas.

e) Orem por sabedoria para que os líderes políticos e do exército saibam controlar a situação sem recorrer a meios brutais.

f) Orem pela futura liderança do país. Há uma profunda preocupação sobre quem vai governar o Egito. A porta será aberta para todas as ideologias políticas e religiosas, inclusive os extremistas e fundamentalistas.

g) Finalmente, por favor, orem por mim, a fim de que me recupere de um problema súbito de coração (arritmia), que me acometeu na última quarta-feira, forçando-me a passar oito dias na Unidade Coronariana. Ontem foi meu primeiro dia em casa.


Fonte: SBB

%d blogueiros gostam disto: