Posts tagged ‘pró-aborto’

02/04/2011

Câmara aprova projeto de lei para eliminar incentivos fiscais para o aborto nos EUA


Câmara aprova projeto de lei para eliminar incentivos fiscais para o aborto nos EUAA medida HR 1232 foi aprovada em uma votação do partido, 22-14, nesta quinta-feira (31). E agora o projeto segue para a Câmara dos Representantes dos EUA.
“Esta lei irá garantir que não só o financiamento do aborto seja removido, mas que os créditos fiscais ao abrigo Obamacare e os incentivos fiscais na lei atual não criem um incentivo do governo para pagar abortos”, comentou o Presidente do Conselho da Família, Tony Perkins.

Segundo o projeto, os contribuintes seriam impedidos de deduzir o custo de um aborto dos seus rendimentos tributáveis e eles não seriam autorizados a usar créditos fiscais para pagar planos de saúde que cobrem o procedimento.

As mulheres também seriam impedidas de usar o dinheiro livre de impostos da poupança na área de saúde responsável por abortos.

A medida é um projeto de lei do “Não financiamento e contribuição para a Lei do Aborto”, que foi patrocinado pelo deputado Chris Smith e Dan Lipinski, em um esforço para impedir eficazmente o financiamento federal do aborto.

Os republicanos continuam convencidos de que o dinheiro dos impostos não vai subsidiar os abortos na nova lei de saúde.

Desde a proposta e a aprovação do presidente Barack Obama a reforma de saúde, grupos pró-vida e os conservadores têm estado na linha de batalha, lutando contra o aborto subsidiado pelo governo.

“Os americanos não deveriam ser obrigados a pagar por abortos, especialmente num momento em que nosso país está enfrentando uma crise econômica provocada por uma falha em parar os gastos fora-de-controle, em Washington”, Perkins argumentou.

“Agora é a hora do Congresso finalmente restaurar a neutralidade do governo para a questão do financiamento do aborto e também a aplicação dos princípios da Emenda Hyde às leis de nossos impostos”, completa.

Perkins salientou que o financiamento para a Lei do Aborto vem da conta dos associados e ele quer garantir que os contribuintes não estarão gastando “a estimativa de US $ 72.000 milhões nos próximos nove anos” para pagar a cobertura do aborto dos outros.

Fonte: Christian Post /  CPAD News

29/03/2011

Mais de 130 mil protestaram contra aborto na Espanha


 Mais de 130 mil protestaram contra aborto na Espanha Mais de 130 mil pessoas se manifestaram no centro de Madrid, Espanha , no sábado (26), contra leis que tornam o aborto mais fácil.

Os manifestantes marcharam sob o lema “Sim à Vida”, e pediram a “abolição de todas as leis de aborto e à retirada de todas as disposições que tornam mais fácil a eutanásia e a manipulação de embriões humanos”, segundo o manifesto lido durante o protesto.

A marcha aconteceu no Dia Internacional para a Vida, um evento anual em 25 de março.

Recentemente, na Espanha, uma nova lei entrou em vigor, que permite o aborto nas primeiras 14 semanas de gravidez. O país também legalizou o aborto até a 22 ª semana de gravidez nos casos de estupro, de anormalidade fetal ou quando a saúde física ou mental da mãe está em risco.

Além disso, não há prazo para o aborto nos casos em que o feto sofre de uma doença grave ou incurável, certificada por uma junta médica.

“Nós queremos dizer sim à vida, dizer sim para o nascimento de um filho. Pretendemos celebrar a vida”, disse Ana Maria Llera de la Torre, da Associação Adevida-Jaén.

A Associação busca oferecer soluções para as pessoas que têm dificuldade de dar à luz e educar uma criança por causa de circunstâncias pessoais.

“A solução não é o aborto”, disse Torre.

Gador Joya, porta-voz da Derecho de Vivir (Direito à vida) da Associação, disse sábado, “ninguém lhes deu (políticos) poder para legislar sobre a vida e a morte das pessoas.”

Joya conclamou o povo a exigir dos legisladores a restauração do direito à vida no ordenamento jurídico local.

Ele também observou que “os pró-vida não estão em silêncio e continuam a tomar as ruas para dizer ‘Sim à vida’, especialmente agora que o Governo tem leis que violam a vida humana nos seus pontos mais vulneráveis”.

Pastor da sub-comissão da família e da campanha a defesa da vida anunciou uma mensagem de esperança cristã, dizendo que “há sempre uma razão para viver.”

“Há uma razão para viver, porque Ele nos deu um amor maior que nós mesmos, que nos permite construir a nossa história pessoal”, disseram  pastores da comissão da família e da defesa da vida.

As manifestações aconteceram em Madrid, capital da Espanha, assim como em mais de 80 cidades do país. Protestos também ocorreram em outras partes da Europa e América Latina.

Em outubro de 2009, cerca de um milhão de pessoas em toda a Espanha participaram de um evento anti-aborto.


Fonte: Christian Post

 

17/02/2011

Site LifeSiteNews é processado por padre


Site LifeSiteNews é processado por padre O site LifeSiteNews do Canadá foi processado pelo padre católico Raymond Gravel em U$ 500 mil dólares. O padre, que é o sacerdote Quebec e ex-deputado do Parlamento do Canadá, acusa o site de difamação.

De acordo com o site durante sua carreira política, ele foi classificado como pró-aborto. “Ele também criticou várias vezes publicamente os ensinamentos da Igreja sobre a homossexualidade e o aborto”.

Em sua página inicial o site apresenta um texto do co-fundador e editor-chefe, John-Henry Westen e do co-Fundador e diretor executivo, Steve Jalsevac explicando a situação.

Segundo os co-fundadores é difícil para LifeSiteNews se manter à tona financeiramente, mesmo nos melhores dos tempos. “Mas com a desaceleração da economia, tornou-se mais difícil”.

Os dois fazem um apelo aos leitores. “A única maneira de resistir a este ataque é com a sua ajuda. Estamos confiantes sobre a veracidade e o profissionalismo de nossa reportagem sobre este assunto e estamos determinados a lutar e vencer contra essa ação injusta. Você vai se juntar a nós?”.

Para entender o caso e doar clique aqui

Fonte: LifeSiteNews /  CPAD News

%d blogueiros gostam disto: