Posts tagged ‘quarta feira’

29/09/2013

Vaticano sugere à ONU lei contra a perseguição religiosa


Vaticano sugere à ONU lei contra a perseguição religiosa O Vaticano se pronunciou pedindo que a ONU crie uma lei contra a perseguição religiosa. O pedido veio em resposta a uma ação de países muçulmanos que querem uma “lei contra a difamação das religiões”.

O cardeal Peter Kodwo Appiah Turkson, natural de Gana, disse que diante dos últimos acontecimentos é necessário “pedir a adoção de uma lei contra a perseguição de minorias, designadamente cristãos”. Ele se refere ao massacre a cristãos que tem acontecido em diversos países muçulmanos como o Egito, a Síria, o Iraque e outros.

Até o papa Francisco tem mostrado preocupação com a situação das minorias religiosas nesses países, na quarta-feira (25) durante a homília na praça São Pedro ele pediu para que os fiéis rezassem pelos milhares de cristãos perseguidos.

O pedido de uma lei mundial sobre a perseguição religiosa foi feito durante a conferência de imprensa que aconteceu no Vaticano durante esta semana reunindo cardeais da Igreja Católica que se preparam para o 50.º aniversário da encíclica do papa João XXIII.

Além de lembrar sobre a morte de cristãos, Turkson também alertou os presentes sobre a exploração da água na África dizendo que os chineses e outros povos vão até o continente para procurar ouro nos rios deixando-os poluídos.

Outros cardeais comentaram sobre as injustiças sociais do mundo, o fornecimento de armas e a violação dos países ocidentais sobre as regras do “Estado de Direito” se referindo aos regimes autoritários. Com Informações Noticias Ao Minuto.

29/11/2012

Cristãos egípcios/americanos condenados a morte no Egito pelo filme “A inocência dos Muçulmanos”


7 cristãos coptas/americanos envolvidos na produção do filme “A inocência dos Muçulmanos” que ofende Maomé e a religião islâmica são sentenciados a morte por um  tribunal no Cairo/Egito, entre eles o produtor Mark Basseley Yussef que está cumprindo prisão nos EUA.

Um tribunal do Cairo condenou à morte sete cristãos egípcios julgados à revelia, nesta quarta-feira, pela participação em um vídeo anti-islã que foi divulgado na internet em setembro e que provou protestos violentos em vários países muçulmanos.

“As sete pessoas acusadas foram condenadas por insultos à religião islâmica através da participação na produção e distribuição de um filme que insulta o islã e seu profeta”, disse o juiz Saif al-Nasr Soliman. O vídeo de baixo orçamento, produzido de forma privada na Califórnia, denegriu o profeta Maomé e provocou protestos anti-EUA e ataques a embaixadas ocidentais em todo o mundo muçulmano.

As pessoas condenadas incluem o egípcio-americano Nakoula Bassely Nakoula, que está cumprindo um ano de prisão em Los Angeles depois de um tribunal norte-americano tê-lo condenado por violações de liberdade condicional que se originaram de seu papel no filme.

O vídeo de 13 minutos retrata o profeta Maomé como um tolo e um depravado sexual, embora os membros do elenco tenham dito que foram enganados para aparecer em um filme que eles acreditavam ser um drama de aventura chamado “Guerreiro do Deserto”.

A Igreja Copta Ortodoxa do Egito não emitiu um comentário oficial sobre a decisão. “A Igreja denunciou o filme, que não tem nada a ver com ela. Quanto ao caso de hoje, é uma decisão do tribunal e a Igreja não comenta decisões judiciais”, disse uma fonte da Igreja, que pediu para não ser identificada. Os cristãos constituem cerca de 10 por cento das 83 milhões de pessoas do Egito e muitos se queixam de discriminação no trabalho e no tratamento.

Fonte: inforGospel

23/11/2012

Igreja Anglicana se vê em crise após rejeitar mulheres como bispas


O Sínodo Geral rejeitou a ordenação de mulheres como bispas, apesar das sacerdotisas representarem um terço do clero da igreja. O arcebispo de Canterbury, Rowan Williams, disse que a Igreja “perdeu certa credibilidade”.

Em um sinal do aprofundamento da crise na Igreja Anglicana após sua rejeição da nomeação de mulheres como bispas, seu líder espiritual disse na quarta-feira (21) que a Igreja “sem dúvida perdeu certa credibilidade” e tinha “muitas explicações a dar” às pessoas que consideram suas deliberações opacas.

O arcebispo de Canterbury, Rowan Williams, falou após uma reunião de emergência dos bispos, convocada para debater o resultado por pequena margem da votação de terça-feira (20) do Sínodo Geral, que rejeitou a ordenação de mulheres como bispas, apesar das sacerdotisas representarem um terço do clero da Igreja Anglicana. As sacerdotisas ocupam altas posições como cônegas e arquidiáconas, e algumas esperavam garantir a nomeação como bispas em 2014 se a mudança fosse aprovada.

A votação pareceu representar uma rejeição direta aos esforços reformistas de Williams durante seus 10 anos como chefe da Igreja e um enorme revés para uma campanha pela mudança, que tem sido debatida de modo intenso e frequentemente amargo ao longo da última década.

Mais de 70% dos 446 votos do sínodo foram favoráveis à abertura do episcopado da Igreja para as mulheres. Mas os procedimentos de votação do sínodo exigem uma maioria de dois terços em cada uma das três “casas”: bispos, clero e leigos. Apesar dos bispos e o clero terem atendido esse critério, a votação entre os leigos ficou seis votos aquém da maioria de dois terços.

A Igreja Anglicana é considerada uma Igreja estabelecida, o que significa que é reconhecida pela lei como representante da religião oficial, desfruta de privilégios especiais e é apoiada pelas autoridades civis.

Alguns parlamentares sugeriram na quarta-feira que a votação no sínodo criaria uma crise nas relações entre a Igreja e o Estado, já que a rejeição de mulheres como bispas contradiz as leis nacionais de igualdade de gênero. O primeiro-ministro David Cameron, já em atrito com a Igreja em torno dos planos do governo para legalizar o casamento de mesmo sexo no ano que vem, pediu às autoridades da Igreja na quarta-feira para encontrarem uma saída para o impasse.

“Está muito claro que é o momento certo para mulheres serem ordenadas bispas, como já é há muitos anos. Eles precisam seguir em frente com isso e implantar o programa”, ele disse ao Parlamento na quarta-feira. “Mas é preciso respeitar as instituições individuais e a forma como funcionam, e ao mesmo tempo lhes dar uma forte cutucada.”

Falando na quarta-feira sobre o sínodo de modo incomumente ambíguo, Williams declarou: “Nós temos, para colocar de modo bem claro, muitas explicações a dar”.

“Quaisquer que sejam os motivos para a votação de ontem, qualquer que seja o princípio teológico com base no qual as pessoas agiram e falaram, permanece o fato de que grande parte dessa discussão não é inteligível para a sociedade como um todo.”

“Pior do que isso, faz parecer que estamos intencionalmente cegos a algumas das tendências e prioridades da sociedade”, ele disse, parecendo reconhecer as críticas de dentro de suas fileiras de que a Igreja –que já enfrenta um encolhimento das congregações– está perdendo ou já perdeu relevância na sociedade moderna.

“Em consequência de ontem, a Igreja sem dúvida perdeu certa credibilidade em nossa sociedade”, disse.

“A cada dia que fracassamos em resolver esta questão de modo que nos agrade à Igreja Anglicana, é mais um dia em que perdemos credibilidade aos olhos da população.” “Nós não podemos, como eu disse ontem em meus comentários, conviver teologicamente por tempo indeterminado com a anomalia de termos sacerdotisas que não podem ser consideradas bispas.”

O arcebispo deverá se aposentar no mês que vem, após passar grande parte do seu tempo como líder da Igreja da Inglaterra e líder simbólico da Comunhão Anglicana, elaborando acordos complexos visando impedir um cisma entre os reformistas e os tradicionalistas.

“Ontem não produziu nada para reduzir a polarização em nossa Igreja”, disse Williams na quarta-feira.

O arcebispo já tinha reconhecido o fracasso em conseguir uma reconciliação duradoura, mas a votação de terça-feira pareceu lhe roubar uma oportunidade final de salvar algo de seu legado.

“Um dia muito triste”, disse o reverendíssimo Justin Welby, o sucessor recém-nomeado do arcebispo, em uma mensagem pelo Twitter. “Acima de tudo para as sacerdotisas e apoiadores, é preciso cercar todos com oração, amor e cooperação com nosso Deus salvador.”

Tanto Williams quanto Welby apoiam as bispas. A votação de terça-feira deixou Welby na posição de assumir uma Igreja aparentemente incapaz de resolver uma questão que é apenas um dos debates contenciosos ligador a gênero e sexualidade.

Desde que a Igreja Anglicana se separou de Roma sob Henrique 8º há quase 500 anos, apenas homens são nomeados bispos, e o resultado do sínodo de dois dias foi visto por ambos os lados como um divisor de águas na luta maior pelo futuro da Igreja Anglicana.

No encerramento do debate no sínodo, uma importante ministra da Igreja Anglicana, a cônega Rosie Harper, disse que uma rejeição “seria vista inevitavelmente como o ato de uma Igreja moribunda, mais casada ao passado do que comprometida com a esperança pelo futuro”.

Mas em uma entrevista de rádio na quarta-feira, John Sentamu, o arcebispo de York que é o segundo na hierarquia da Igreja, disse que esta permanece “bem” viva.

“Nesta manhã as pessoas estão dizendo que a Igreja cometeu suicídio, que a Igreja está morta”, ele disse ao entrevistador da BBC. “Bem, pessoas mortas não conversam. Nós estamos conversando, nós não cometemos suicídio, nós estamos bem vivos.”

Fonte: The New York Times

20/10/2012

Culto vira caso de polícia em Minas Gerais


Na noite desta quarta-feira (17) a polícia foi chamada durante um culto em uma igreja evangélica no bairro Jardim Glória na cidade de Lavras, em Minas Gerais.

Um morador vizinho ao templo ligou o som em sua casa e posicionou os alto-falantes em direção à igreja que fica em frente, prejudicando a realização do culto.

De acordo com o G1, o mesmo homem já havia sido sentenciado pelo Juizado Especial de Lavras à prestação de serviços comunitários por já ter atrapalhado o culto em outras ocasiões.

Ele alegou aos policiais que se sente incomodado com o som da igreja e por isso tomou a atitude de usar seu próprio sistema de som para “superar” o som do templo religioso.

Os envolvidos foram encaminhados para a delegacia para prestar depoimento e liberados em seguida.

Discussão antiga

A polêmica entre o som produzido pelas igrejas católicas e evangélicas é recorrente.

Em junho deste ano a Câmara Municipal de João Pessoa (PB), discutiu a criação de um Termo de Ajustamento de Conduta para tratar do barulho oriundo de igrejas evangélicas na cidade.

Na reunião estiveram presentes pastores da capital paraibana e representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMAM). A vereadora Eliza Virgínia (PSDB), lembrou que a Igreja tem papel fundamental para a sociedade e enfatizou a importância dos templos como pontos de transformação de vidas.

Ela relatou que as igrejas vem sofrendo com a visita de fiscais do meio-ambiente, que muitas vezes não são amistosas. Ela ressaltou que muitas vezes as igrejas sofrem constrangimento, pois estabelecimentos como bares, shows e carros não tem a mesma intensidade na fiscalização.

Por outro lado, o procurador da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Sudema), André Batista, disse na ocasião que “é favorável à manifestação de cultos religiosos, mas dentro das normas estabelecidas, mesmo porque as pessoas que participam dos eventos também sofrerão com os efeitos desse som acima do permitido”, esclareceu. Ele ressaltou que apesar de serem resguardados pela lei, os cultos evangélicos não podem se opor a outras legislações.

Os pastores presentes frisaram, por sua vez, que o direito à liberdade de culto deve ser respeitado e solicitaram prazos para a adequação dos templos às normas ambientais.

Fonte: Gospel+

21/09/2012

Sangue de santo volta a se liquefazer “misteriosamente” na Itália


Sangue de santo volta a se liquefazer “misteriosamente” na ItáliaNesta quarta-feira (19) o sangue de São Genaro voltou a se liquefazer juntando milhares de pessoas na cidade de Nápoles, na Itália. Duas pequenas ampolas com o sangue do santo católico foram carregadas pelo cardeal Crescenzio Sepe enquanto os fiéis tentavam tocá-las.

O fato é considerado um verdadeiro milagre, um fato que acontece apenas três vezes por ano: 19 setembro, dia de São Genaro; no primeiro final de semana de maio e em 16 de dezembro.

As datas representam dias memoráveis para os católicos, o primeiro é o dia da morte do religioso, São Genaro foi decapitado no dia 19 de setembro de 305. Não há motivos para que o “milagre” do sangue se liquefazer em maio, mas em 16 de dezembro o fenômeno acontece para lembrar da erupção do vulcão Vesúvio em 1631. O vulcão só se acalmou depois que os fiéis rezaram ao santo.

No restante do ano o sangue fica em estado sólido, levantando a dúvida sobre a veracidade desse milagre na comunidade científica que acredita que as ampolas tenham elementos que transformem o líquido contido nelas em sólidos e depois em líquido novamente.

A astrofísica italiana Margarita Hack é uma das cientistas que não acreditam nesse milagre e há alguns anos tentou explicar o que acontece com o sangue de São Genaro: “Trata-se simplesmente de um composto químico feito a base de ferro, preparado na Idade Média, e que se mantém sólido se não for mexido e assume estado líquido quando agitado”.

Com informações Terra

27/08/2012

SBB inaugura Centro de Distribuição em Itapevi


Para agilizar a entrega das Bíblias produzidas pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), a empresa inaugurou na última quarta-feira (22) seu Centro de Distribuição que está localizado na cidade de Itapevi, interior de São Paulo.

O Centro de Distribuição da SBB estará vinculado à Secretaria de Logística, e possibilitará a centralização das funções de recebimento, movimentação, armazenagens, separação de pedidos e expedição em um só local.

Para essa inauguração um culto foi realizado, dedicando a Deus essa parte da empresa que irá auxiliar na expansão da Palavra de Deus. Entre os presentes estava Edgar Carvalho que é secretário de Logística da SBB. “Com a implantação desse novo setor, a organização terá redução no custo de transporte e distribuição, redução dos prazos de entrega, aumento da produtividade e mais qualidade no atendimento às demandas por Bíblias”, afirmou.

O diretor executivo da empresa também esteve em Itapevi para inaugurar o Centro de Distribuição e comentou como esse novo espaço estará diminuindo as dificuldades antes enfrentadas para distribuir o material editado na fábrica da SBB.

“Temos muita dificuldade de levar a mensagem bíblica a todas as partes do País em função de suas dimensões continentais. A centralização do nosso estoque permitirá que as igrejas sejam mais bem servidas. Esse é o nosso objetivo maior”.

O presidente da SBB, Adail Carvalho Sandoval, também concorda que com a inauguração do centro a Causa da Bíblia será ainda mais difundida no país. “Quando inauguramos um espaço como o Centro de Distribuição, estamos permitindo que vidas sejam transformadas pela Palavra de Deus”, disse.

Fonte: Gospel Prime

%d blogueiros gostam disto: