Posts tagged ‘Serviço Cristão’

12/01/2016

Boas novas da China para os cristãos


Boas novas da China para os cristãos

“Eu sou um seguidor de Cristo e vivo na região sul da China continental. Durante anos, sempre que me deparo com os irmãos estrangeiros, eles me perguntam as mesmas coisas: ‘Você tem uma Bíblia em casa?’ ou ‘As pessoas podem falar de Jesus publicamente na China?’ ou ainda ‘Como você faz para comprar materiais cristãos em seu país?’ É interessante como as pessoas se enganam em relação ao cristianismo aqui na China”, afirma o cristão.

“Honestamente, a primeira vez que ouvi essas perguntas cheguei a rir em meu coração. Mas depois, pensando bem, me dei conta da falta de informação que há entre os próprios cristãos, por isso, estou escrevendo estas palavras, para tornar pública a nossa realidade. Em primeiro lugar, eu realmente não sei se pela lei podemos ter Bíblias em casa, mas nós temos e ninguém nos incomoda. A maioria dos cristãos chineses tem mais de uma cópia da Bíblia e versões diferentes dela. Eu mesmo tenho sete, sendo duas delas de estudo. Temos várias livrarias públicas que vendem por aqui”, explica ele.

“Queridos irmãos que vivem em todas as partes do mundo, a China tem registrado uma transformação tremenda. Há muitas boas notícias econômicas e políticas, na cultura e na religião. Embora haja algumas restrições sobre o cristianismo, nós acompanhamos seu progresso em nosso país e, de 30 anos para cá, vimos muitas diferenças. Como eu gostaria de ter a oportunidade de mostrar mais aos irmãos, para que todos pudessem ver as maravilhas de Jesus Cristo aqui na China e quão grande é o nosso Deus nessa terra. Vamos juntos agradecer a Deus, pois ele tem cuidado de nós”, finaliza o cristão.

12/01/2016

Faleceu o Pr. Gilberto Malafaia, pai do Pr. Silas Malafaia


Pr. Gilberto e irmã Albertina completariam em 2015 quase sete décadas de casamento

Pr. Gilberto e irmã Albertina completariam em 2015 quase sete décadas de casamento

Faleceu na madrugada desta terça-feira (12), aos 95 anos de idade, o pastor Gilberto Malafaia, fundador da Igreja Assembleia de Deus em Jacarepaguá (IADJ). O velório será hoje partir às 19h, no templo da IADJ, localizado na Rua André Rocha, 890, Taquara (RJ).

O culto fúnebre está marcado para esta quarta-feira (13), a partir das 9h e o sepultamento será às 11h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap.

Breve histórico

Gilberto Gonçalves Malafaia nasceu em 10 de janeiro de 1921 na cidade de Castro Alves, Bahia. Mudou-se para o Rio de Janeiro onde serviu a Marinha do Brasil por 25 anos. Formou-se em Pedagogia tornando-se um exímio educador.

Fundador da Igreja Assembleia de Deus em Jacarepaguá seu ministério foi marcado pelo amor as almas perdidas, submissão a Palavra de Deus e excelência no Ensino Bíblico.

Era casado com a professora Albertina Malafaia há sessenta e sete anos e deixa seis filhos, 18 netos e 14 bisnetos.

Fonte: Biografia Pastor Gilberto Malafaia    

11/01/2016

Ator que interpretou Bozo será diretor de programa evangélico na TV


O ator que interpretou Bozo, um dos palhaços mais famosos do Brasil e grande sucesso dos anos 80, está voltando a atuar na TV em um papel completamente diferente. Arlindo Barreto será diretor de externas do programa evangélico “Jovens de Fé”, da Rede Massa, afiliada do SBT no Paraná.

Imagem redimensionadaA atração, que ainda não tem previsão de estreia, será apresentada por Deia Benoliel e terá direção geral de Henrique Rebelo, ex-diretor do programa “Fantástico”, da TV Globo.

Em 2016, a história de Arlindo Barreto será contada nos cinemas em um filme biográfico. O longa “O Rei das Manhãs” será protagonizado pelo ator Vladimir Brichta, contando a trajetória de Barreto até se tornar o palhaço mais famoso do Brasil, além de seu envolvimento com as drogas depois do estrelato.

Ao lado de Brichta, a atriz Emanuelle Araújo dará vida a Gretchen, com quem Arlindo viveu um romance na década de 80.

Fonte: Guia-me

26/12/2015

Vídeo contra o casamento gay viraliza nas redes sociais


yago-martinsEm pouco mais de um mês, um vídeo de 12 minutos passou dos três milhões de visualizações no Facebook apenas na página que foi originalmente publicado. Como é comum, foi repostado por várias outras pessoas e possui versões para outras redes sociais. Sendo assim é difícil calcular seu alcance total.

O que chama mais atenção é que, ao contrário do que normalmente acontece com vídeos ‘virais’, não é curto nem possui um tom cômico. Trata-se de uma avaliação consistente sobre a origem do conceito de casamento e como a união consensual afetiva de pessoas do mesmo não pode ser chamada assim.

O jovem pastor batista Yago Martins, que é escritor e diretor da Academia de Formação em Missões Urbanas, contrasta as imposições “politicamente corretas” de nossos dias com o ensinamento bíblico sobre o assunto.

Inicia falando que os conceitos de casamento e família são anteriores ao Estado. Logo, o governo não pode mudar esse conceito. “O casamento gay não existe…. casamento vem de acasalamento, traz a ideia de união reprodutiva”, enfatiza.

Rebatendo alguns argumentos comuns dos movimentos LGBT no país, usa argumentos etimológicos, históricos e sociológicos para mostrar a incoerência de se usar o termo “casamento” para falar das uniões gays.

Procura mostrar que “a família sempre foi percebida como um ato heterossexual, casamento não foi definido pelo Estado, foi percebido… Havia família quando não havia Estado”.

O pastor Martins contribui para a discussão do tema que tem ganhado cada vez mais espaço na sociedade brasileira. Ao mesmo tempo desafia a igreja para aprofundar a reflexão e sem precisar recorrer a ofensas ou debates tantas vezes infrutíferos.

“Se o mundo vai piorar, que nós sejamos [igreja] aqueles poucos que vão contra o caminho daqueles que destroem instituições milenares”, desafia.

Assista:

19/12/2015

Tradutores de Bíblia estão sendo presos e mortos em países muçulmanos, afirma ONG


Tradutores da Bíblia também tem sido submetidos a uma intensa perseguição em algumas partes do mundo,

Tradutores da Bíblia também tem sido submetidos a uma intensa perseguição em algumas partes do mundo,

Tradutores da Bíblia também tem sido submetidos a uma intensa perseguição em algumas partes do mundo, segundo revelou a Wycliffe Associates, organização que promove a tradução das Escrituras Saradas em diversas línguas.

Ao iniciar novos projetos de tradução de Bíblias este ano, muitos dos tradutores da organização enfrentaram duros desafios, particularmente em países predominantemente muçulmanos.

Na Índia, o grupo relatou que um tradutor foi arrancado de sua casa durante a madrugada e levou 17 tiros. Na mesma semana, 16 casos de tradutores presos e torturados foram registrados.

Outros tradutores têm enfrentado situações inexplicáveis. O líder de uma oficina de tradução no Sudeste Asiático perdeu a voz misteriosamente, enquanto um número significativo de participantes da oficina ficou doente. Um jovem tradutor do mesmo grupo também morreu enquanto cochilava durante o workshop.

De acordo com Bruce Smith, presidente da Wycliffe, o que os tradutores estão vivendo é uma parte esperada da guerra espiritual. Por outro lado, ele expressou alegria pelo fato de o grupo ter lançado 203 projetos de tradução em todo o mundo, dentro de um ano.

“Eu estava empolgado para testemunhar a Deus em um trabalho como este. Estávamos frustrados diante das nossas próprias forças. Mas quando oramos, quando reconhecemos o poder de Deus, Deus abre as portas”, disse Smith.

Atualmente, a organização está envolvida em um grande esforço chamado “Visão 2025”, um plano para ter a Bíblia traduzida em todas as línguas do mundo até 2025.

19/12/2015

Pastor canadense é condenado à prisão perpétua na Coreia do Norte


Pastor canadense é condenado à prisão perpétua na Coreia do Norte

Pastor canadense é condenado à prisão perpétua na Coreia do Norte

Um pastor canadense acusado de atividades subversivas foi condenado nesta quarta-feira na Coreia do Norte à prisão perpétua com trabalhos forçados, o último de uma série de missionários estrangeiros detidos por se intrometer nos assuntos do país, segundo autoridades.

Hyeon Soo Lim, nascido na Coreia do Sul, atuava em Toronto como pastor da Igreja Presbiteriana Coreana da Luz.

“O acusado Lim reconheceu todas as acusações apresentadas contra ele, entre elas a difamação viciosa de nosso sistema e de nossa suprema dignidade, assim como conspirar para derrubar o nosso Estado”, indicou a agência oficial norte-coreana, KCNA.

Segundo a agência, o promotor havia pedido à Suprema Corte que pronunciasse a pena de morte, alegando que os crimes do pastor mereciam “a punição mais severa”. Finalmente, o tribunal rejeitou sua recomendação.

Lim foi detido pelas autoridades norte-coreanas em janeiro depois de chegar da China. Segundo sua igreja em Toronto, estava no país em missão humanitária e já o havia visitado em várias ocasiões para trabalhar em orfanatos e residências de idosos.

Em agosto, a Coreia do Norte publicou um vídeo no qual Lim aparecia em uma missa na igreja Pongsu de Pyongyang confessando seus crimes diante de uma pequena congregação na qual também havia estrangeiros. “Cometi o pior crime de todos, insultar e difamar a dignidade e a dirigência da república”, dizia Lim no vídeo.

Os cidadãos estrangeiros detidos na Coreia do Norte são obrigados, em geral, a confessar publicamente seus crimes, seguindo um roteiro muito elaborado, para obter eventualmente sua liberdade.

“O julgamento demonstrou novamente o destino miserável que pessoas como Lim aguardam, seguidores dos regimes americano e sul-coreano, que sem cessar tentam aniquilar nosso sistema socialista e difamam a suprema dignidade de nossa república sagrada”, acrescentou a agência KCNA.

A condenação de Lim também ocorre depois do fracasso de incomuns negociações de alto nível entre as duas Coreias, que tinham por objetivo melhorar a relação bilateral.

Desconfiança com religiosos

O regime comunista de Pyongyang encara com muita desconfiança os missionários estrangeiros, embora autorize alguns a trabalhar em missões humanitárias.

Nos últimos anos vários religiosos cristãos foram detidos, em sua maioria americanos de origem coreana. Alguns puderam retornar, graças à intervenção de políticos americanos de primeiro nível.

A liberdade religiosa está contemplada na Constituição norte-coreana, mas na prática é inexistente. As atividades religiosas estão estritamente reguladas e limitadas a organizações reconhecidas pelo governo.

Os religiosos estrangeiros detidos na Coreia do Norte se expõem a elevadas penas de prisão, ou podem servir também de moeda de troca para obter concessões ou a visita de algum importante representante estrangeiro.

Assim, em novembro de 2014, Kenneth Bae, um cidadão americano de origem coreana, assim como Lim, foi libertado depois de ser condenado a 15 anos de trabalhos forçados.

Este missionário evangélico foi condenado por conspirar contra o regime norte-coreano. Foi libertado junto a outro americano ao término de uma missão secreta efetuada em Pyongyang pelo chefe da inteligência americana, James Clapper.

Um missionário sul-coreano detido na Coreia do Norte em outubro de 2013, Kim Jeong-Wook, cumpre atualmente uma condenação de prisão perpétua a trabalhos forçados.

Fonte: AFP

07/12/2015

Homem doente é acolhido por uma cristã norte-coreana e recebe a cura de Deus


coreia do norteShelter é uma norte-coreana conhecida por este nome em inglês, porque a tradução da palavra shelter é ‘abrigo’ ou ‘refúgio’. Os irmãos que são acolhidos por ela em sua casa na China dizem que ela transmite segurança até mesmo para aqueles que parecem estar no final de suas vidas.

“Eu estava tão doente, e realmente achei que morreria. Quando pensei que minha história estava no fim, entreguei minha vida a Cristo, mas tive uma surpresa: Jesus me curou. Eu sinto que estou vivendo um tempo extra agora, mesmo sem merecer, e não vou desperdiçar um momento sequer”, conta um dos acolhidos.

“Ela mora na cidade, e na frente de sua casa há pessoas vagando pelas ruas, procurando um lugar para dormir. Ela oferece não só esse lugar para passarem a noite, mas também algum alimento e, o principal, o amor”, revela um visitante da Portas Abertas que conheceu a cristã.

O curioso, segundo o visitante, é que essas pessoas podem seguir em frente, mas decidem voltar para saber por que Shelter oferece sua casa sem cobrar estadia. “É nessa hora que eu compartilho com eles sobre a Bíblia e a mensagem de salvação e muitos se convertem”, conta a cristã. Ela desabafa sobre o desgaste desse trabalho, mas garante que vale a pena. “Às vezes, eu fico muito cansada, mas eu dobro meus joelhos e Deus renova as minhas forças.”

Há treze anos, a Coreia do Norte está em primeiro lugar na Classificação da Perseguição Religiosa. A situação no país é uma das mais hostis ao evangelho, e é o lugar onde servir a Jesus tem custado a vida de muitos cristãos.

Motivos de oração

– Ore por Shelter, para que ela continue realizando a obra de Deus com a mesma força.
– Clame a Deus pelos cristãos perseguidos na Coreia do Norte; para que continuem perseverantes e testemunhando de Jesus a outras pessoas.
– Ore para que a Portas Abertas possa continuar encorajando e servindo aos cristãos nessas regiões.

07/12/2015

Crianças órfãs, de famílias cristãs, são encontradas na Nigéria


Crianças órfãs, de famílias cristãs, são encontradas na NigériaCrianças órfãs da Nigéria, que sofreram com os conflitos entre cristãos e muçulmanos, são encontradas pela equipe da Portas Abertas e recebem ajuda. As crianças eram de famílias cristãs e moravam na cidade de Yola, capital do estado de Adamawa, onde houve um grande ataque e milhares de cristãos morreram.

“Eu vi meu pai sendo baleado e queria ficar com ele, mas ele dizia para eu correr com a multidão, que Deus cuidaria de mim. Eu pensei que minha mãe e meus irmãos estavam no meio daquelas pessoas, então eu corria e procurava por eles. Mas eu estava sozinha, perdi minha família e fui levada para um campo de refugiados”, conta Zira, uma das crianças.

A menina contou para um dos analistas de perseguição que, muitas vezes, eles iam dormir sem comida e que nem sempre havia esteiras para passar a noite, então eles dormiam no chão. “Todos ali tinham perdido seus pais e irmãos para o Boko Haram e estávamos na mesma situação”, diz a menina.

Além de Zira, há outras 15 crianças sendo cuidadas pela Portas Abertas, recebendo alimentos e outros suprimentos, além de bastante amor e atenção. “Nós estamos aqui na Nigéria ajudando órfãos deslocados e muitas viúvas. Temos igrejas tanto na Nigéria como em Camarões, assim podemos prestar também o trabalho espiritual e cuidar do lado emocional desses cristãos que enfrentaram tantas perdas. Eles vão ficar bem, porque Jesus está com eles”, conclui o analista.

29/10/2015

Templo de igreja luterana é demolido no Sudão e ameaças à liberdade religiosa aumentam no país


Templo de igreja luterana é demolido no Sudão e ameaças à liberdade religiosa aumentam no país

A polícia da cidade de Omdurman (Sudão) demoliu o prédio da Igreja Evangélica Luterana local e agora, há temores crescentes de cristãos locais, depois que mais esta igreja foi destruída. A igreja estava perto de uma mesquita, que se manteve intacta. A construção de novas igrejas no Sudão é proibida e a polícia usou desta justificativa “legal” para demolir o edifício.

Segundo a agência ‘Christian Solidarity Worldwide’, “A destruição da Igreja Evangélica Luterana de Omdurman é um desenvolvimento alarmante que ocorre em meio a relatos de que outros templos cristãos foram destruídos no Sudão, na última quinzena”.

“Estes incidentes são parte das restrições sistemáticas do governo sobre os direitos e liberdades das minorias religiosas do Sudão, que tem como alvo principal, a fé cristã. De particular interesse é o fato de a igreja luterana de Omdurman estar situada a alguns metros de uma mesquita, que tem autorização para permanecer em pé, com destaque para a discriminação no processo de seleção de projetos de redesenvolvimento”, acrescentou.

“A congregação da Igreja Evangélica Luterana não só perdeu o seu lugar de reuniões / cultos, mas também enfrenta deslocamento permanente, desde que o governo deixou de permitir a construção de novas igrejas. A CSW apela ao Governo do Sudão para respeitar o direito constitucionalmente garantido de liberdade religiosa, tanto na lei como na prática, e para que cesse a destruição ilegal dos lugares de culto cristãos”.

O governo do Sudão tem intimidado a construção de edifícios da igrejas, invadido livrarias cristãs, prendendo e expulsando os cristãos estrangeiros, desde o Sudão do Sul se separou em 2011.

O templo da Igreja Pentecostal do Sudão em Cartum (capital do Sudão), que também abrigou o Centro Cristão da cidade, foi trancada no ano passado.

O Sudão é considerado pelos Estados Unidos um “País de Preocupação Específica” e está em sexto lugar na Missão Portas Abertas Internacional, na lista de países que sofrem com a perseguição religiosa, atualizada recentemente.

28/10/2015

Projeto regulamenta a capelania em todo Brasil


capelaniaO deputado federal Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ) apresentou um projeto de lei para regulamentar a prestação de assistência religiosa em unidades prisionais. Ao justificar a proposta, o parlamentar destacou que não há nenhuma lei ou órgão que determine o direito penitenciário em relação a assistência religiosa.

Cavalcante lembrou que a Constituição de 1988 assegura a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva, e que a Lei n° 9982/2000, garante a prestação de assistência religiosa nas entidades hospitalares públicas e privadas, bem como nos estabelecimentos prisionais civis e militares. Mas destaca que é importante ter normas que garantam esse serviço aos presos em todo o país.

“Este projeto tem 31 artigos visando estabelecer essas diretrizes gerais, capazes de salvaguardar a plena manifestação da liberdade religiosa nos cárceres brasileiros”, disse o deputado.

Segundo Cavalcante, há vários pontos de divergência estadual que envolvem o trabalho do capelão, entre eles a questão do número máximo de agentes religiosos que podem se cadastrar em cada unidade prisional.“

O coerente é levar em consideração a quantidade de detidos que já optou por ser atendido por determinado segmento religioso, o quantitativo da população carcerária em geral e a necessidade de particularizar a assistência prestada. Nossa proposta, ainda, encontra amparo na conjugação das normas estaduais e na perspectiva de implantar uma capelania cada vez mais abrangente”, explica.

O Projeto de Lei n° 2979/15 foi inspirado no livro Deus na prisão: uma análise jurídica, sociológica e teológica da capelania prisional, publicado em 2013 pela Editora Betel. A obra foi escrita Antônio Carlos da Rosa Silva Junior, que é Bacharel em Direito, Especialista em Ciências Penais e Mestre e Doutorando em Ciência da Religião, o primeiro e os dois últimos junto à Universidade Federal de Juiz de Fora. “Antônio Carlos é o ‘autor intelectual’ deste projeto”, afirmou Sóstenes. Confira a íntegra do projeto aqui.

Fonte: CPADNEWS

%d blogueiros gostam disto: