Posts tagged ‘Serviço Social’

02/02/2019

Porta-voz dos Bombeiros elogia israelenses e desmente comandante que criticara ajuda em Brumadinho


Tenente Pedro Aihara

O tenente-coronel Eduardo Ângelo deu uma declaração polêmica ao jornal Folha de São Paulo dizendo que os equipamentos trazidos Exército israelense para os resgates em Brumadinho (MG) “não são efetivos para esse tipo de desastre”.

Mas o porta-voz dos Bombeiros em Brumadinho, tenente Pedro Aihara, desmentiu essas declarações e elogiou a eficiência dos israelenses que chegaram ao Brasil no domingo (27) em uma comitiva de 132 pessoas.

“A informação de que esses equipamentos não seriam efetivos é extremamente equivocada. Estive com o coronel Ângelo, que é responsável pelas operações. Ele informou que cooperação tem sido extremamente efetiva. Então, a gente já está trabalhando com ele no local”, declarou o porta-voz.

Os israelenses e os Bombeiros estão trabalhando em conjunto e o equipamento de scanner de calor está sendo usando em locais com maior potencialidade de retornos. “Isso porque é nessa área que estima-se as pessoas sob maior profundidade. Portanto, será benéfico para nossas atuações”, disse Aihara ao jornal O Estado de Minas.

Além do scanner de calor, trazido pelos israelenses para encontrar vítimas, os soldados trouxeram também outros equipamentos tecnológicos para atuarem no resgate. “Entre elas estão dispositivos de localização celular, construção de estruturas destinadas ao trabalho na água e técnicas adicionais de busca”, explicou a porta-voz de Israel para a América Latina, Paula Frenkel, em entrevista ao Metrópoles.

Fonte: Gospel Prime.

01/02/2019

Vídeo da Barragem de Brumadinho Rompendo


Veja:

30/01/2019

MOTIVO DE ESPERANÇA – SEMINÁRIOS NA GUIANA, AMÉRICA DO SUL


No início deste ano, World MAP foi privilegiada pela primeira vez para conduzir seminários quatro pastores na Guiana, uma pequena nação do sudeste da Venezuela.

Na equipe comigo eram Jorge Lara (Media e Coordenador Seminário) e nossa belos hotéis, Pastores Ravindra e Michelle, que ministraram na Guiana por décadas.

A Guiana é de língua Inglês, com uma história longa e variada como uma nação colonizada. A população é principalmente Indo-Guiana (40%) e afro-guianense (30%), descendentes dos trabalhadores das plantações da Índia e da África. Os ameríndios representam apenas 10% da população.

Guiana tem a quarta maior taxa de suicídio no mundo, um fato surpreendente, considerando a população total é de apenas 750.000 pessoas (provavelmente uma ligação espiritual ao Jonestown cult assassinato-suicídio em massa em 1978). indústria pequena e uma escassez de postos de trabalho também contribuem para a sensação geral de desesperança. Há abuso de drogas e substância pesada.

É claro agora por que o Senhor falou para mim em oração pré-seminário sobre dar a razão pastores de esperança!

SERVIÇO DE ALEGRIA NA

Fomos recebidos com grande amor em cada seminário. prontidão ansiosos os pastores para receber a Palavra de Deus era evidente, como foi sua abertura para o trabalho do Espírito Santo.

Poucos pastores tiveram treinamento formal Bíblia, e muitos participaram populares ministério “eventos” ocidentais. Então, eles estavam com fome para mais sólida, ensino linha-upon-line e prático ajuda ministério.

Os pastores estavam ansiosos para aprender, tomando notas e fazendo grandes perguntas. Tivemos muitos encontros maravilhosos, conversas, momentos de oração, amizades e muito fecundo ministério durante o nosso tempo na Guiana.

Nesta viagem memorável, viajamos por ônibus, avião, táxi, van, barco e ferry para as quatro seminários realizados em Demerara, Linden, Essequibo e Berbice.


Por favor, desfrutar de alguns pequenos excertos do diário de viagem Mundial MAP Guiana:

Demerara

“Tivemos um bom primeiro dia com os pastores. Para o jantar, o grupo dos homens da igreja nos trouxe “caldo de peixe” e ficou a comunhão conosco. O que um grande momento! …

“Tivemos um tempo forte neste seminário. Eu ensinei sobre o Reino de Deus, a Igreja e fazer discípulos. Senti-me levou a concluir com um ensinamento sobre a unção do Espírito Santo. Foi um poderoso tempo com um forte movimento do Espírito Santo …

“Muitos, muitos pastores expressa como abençoado e tocou eram pelo seminário. Deus é bom e faz com que esses tempos tão fecunda. ”

LINDEN

“Este seminário vai extremamente bem. Deus deu favor e os pastores estão absorvendo cada palavra. Estamos nos divertindo muito juntos. Eles são realmente um grupo maravilhoso …”

Essequibo

“Pelo menos 10 grupos religiosos diferentes estão em atendimento. Temos uma honra especial, como 15 índios nativos viajaram longas horas (até dias) das selvas circundantes para se juntar com a gente …

“Quando terminei o ensino sobre o Reino, houve uma poderosa resposta pelos pastores, comprometendo-se a ser Unido pastores e fazer maneira a obra de Deus de Deus …

“Nós tivemos um tempo fabuloso aqui. A resposta dos pastores para o trabalho da Palavra e do Espírito era profundo …

“Depois de voltar para Demerara, que foram servidos Iguana para o jantar. Foi Boney e não muito carne, com a pele sobre ele em um tipo de ensopado. Eu tinha um segundo ajudando!”

Berbice

“Palavra é mais sobre os seminários mapa do mundo aqui na Guiana e pastores estão chamando de todo como eles tentam entrar neste seminário final. Estou animado para estar com os pastores para os próximos dias …

“Tivemos um acabamento forte hoje. Senti uma sensação especial da presença do Espírito em direção ao final da mensagem. Nós começou a invocar o nome do Senhor – e Ele realmente mudou! Os pastores estão com fome para o ensino e excepcionalmente sensível ao Espírito …”


UMA PALAVRA FINAL

Sou muito grato ao Senhor por todos que ajudaram a fazer os seminários da Guiana possível. A maioria dos pastores Guiana trabalhar em empregos regulares, e só recebem uma média de $ 200 por mês. Eles fazem tanto com tão pouco.

Por causa de sua generosidade e amor por eles, muitos pastores (que de outra forma não teria sido capaz de atender) receberam ministério de mudança de vida. Eu gostaria que você pudesse testemunhar o quanto os seminários e própria sua Cajado significa para cada um deles.

Embora esperamos voltar, por favor, continue comigo para realizar-se em oração que o Senhor já começou na Guiana, para a glória de Jesus Cristo!

 

 

 

 

 

pelo Dr. Frank Parrish

30/01/2019

Igrejas se mobilizam para ajudar vítimas da tragédia em Brumadinho


As igrejas evangélicas de Brumadinho estão completamente envolvidas com a tragédia que se abateu sobre a cidade, atingindo famílias e membros das igrejas, provocando perdas materiais e de vidas humanas.

A cidade com cerca de 40 mil pessoas passa pelo pior momento de sua história de apenas 80 anos.

“Estamos estupefatos com tudo o que aconteceu. Mais uma vez uma tragédia nas nossas Minas Gerais”, desabafou o pastor Marcio dos Santos, diretor-executivo da Convenção Batista Mineira que está à frente do plano de ação para ajudar as vítimas e os familiares atingidos pelo rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, na última sexta-feira (25).

O pastor Márcio esteve ao lado do governador de Minas, Romeu Zema, na recepção aos soldados do Exército de Israel que, por sua experiência e expertise em grandes desastres, chegou em Minas ontem para dar apoio às autoridades brasileiras que trabalham na cidade.

“O apoio das igrejas tem sido amplo, além de ações sociais com arrecadações de roupas, remédios e água, há um grande envolvimento de apoio espiritual, com visitas a casas e orações”, destacou a presidente do Conselho de Pastores Evangélicos de Brumadinho, a pastora Maria da Conceição Lima dos Santos.

“Nosso sentimento é de profunda de tristeza. Estamos orando em todo o tempo oferecendo apoio e sustentação espiritual para as vítimas”, disse a presidente do COPEB, que é pastora da Igreja do Evangelho Quadrangular, em entrevista exclusiva ao site cristão Guia me.

De acordo com as pastora Conceição, 12 igrejas estão envolvidas com apoio às vítimas, entre as quais, a Quadrangular, a Assembleia de Deus, a Batista Ebenézer e a Primeira Batista de Brumadinho.

“Estamos de plantão para visitas e oração. Estamos unidos em força e unidade, buscando os princípios, cumprindo a Palavra de Deus do verdadeiro amor de Jesus”, disse.

Uma das ações que a Primeira Igreja Batista de Brumadinho está realizando é o suporte aos socorristas e voluntários envolvidos com os resgates.

“Nós estamos instalando máquinas para lavar as fardas dos que estão trabalhando”, disse o seminarista Aquarius Campos, que está coordenando as ações. Segundo ele, este mesmo suporte será oferecido aos soldados do IDF (Forças de Defesa de Israel), que chegaram a Minas para dar suporte às vítimas. “A ideia é lavar, passar e embalar as fardas para entregar aos que estão trabalhando”, disse.

O diretor-executivo da Convenção Batista Mineira disse que doações como roupas, alimentos e água já não são mais necessárias, agora a ajuda deve ser com relação às moradias das vítimas.  Para isso, ele pediu que todos os batistas se mobilizem com a finalidade de levantar recursos para reconstruir as casas destruídas.

Membros da igreja Batista, Laura e Abel perderam tudo. “Ouvi um barulho de árvores batendo, a menina estava nos fundos da casa e começou a gritar. Saí para fora e o barro já estava em nossa casa”, conta Abel, um morador sobrevivente, mas que perdeu tudo.

O pastor Marcio conta que em Mariana a  Convenção Batista teve o mesmo envolvimento. “Nós que tivemos muito próximos em Mariana apoiando as famílias, inclusive até hoje mantemos base naquela cidade”.

Ele disse que em Brumadinho é hora de oferecer outro tipo de ajuda também. “Precisamos reconstruir as casas destas pessoas que perderam tudo, como a Laura e o Abel que são membros da igreja”.

Ele disse que a Convenção Batista está comprometida com esse tipo de ação. “Precisamos fazer a diferença na vida dessas pessoas e mostrar Jesus de forma prática”, disse o pastor Marcio.

Auxiliar do pastor João Luiz, da Primeira Igreja Batista em Brumadinho, Aquarius disse ainda que a igreja vai receber um ônibus equipado para ajudar em ações de saúde, com equipes de voluntários que darão suporte às pessoas. Entre os voluntários está uma missionária da cidade de Barra Longa, que atuou diretamente na tragédia ocorrida em Mariana. “Ela tem experiência”, disse Aquarius.

Ele explicou ainda que foi criado um fundo, por meio da Convenção Batista Mineira, para custear as ações de socorro e apoio às vítimas. “O gerenciamento será feito pela Convenção e o direcionamento das necessidades apontado pela igreja local”, explicou.

Oração

A dor e o sofrimento das famílias têm sido imensos. Nesta segunda-feira (28), o pastor João Luiz realizou o culto fúnebre de um homem, vítima do rompimento da barragem, ex-membro da igreja que foi batizado por ele. Caberá ao pastor também centralizar a ajuda enviada pela Convenção à cidade.

Muitas orações têm sido feitas pelas vítimas. Para Ronaldo Adriano da Silva, que cuida da Comunicação da Igreja Ebenézer, presidida pelo pastor José Ricardo Santana, “no momento, o que mais precisamos é de oração e cremos que Deus nos consola e nos sustenta”.

A presidente do COPEB também fala que o maior apoio agora não são alimentos ou outros donativos, mas o suporte espiritual.

“As igrejas têm suas equipes, que estão sendo direcionadas aos lares e às famílias para dar suporte espiritual e oração. Estamos em plantão, em alerta em todo momento, prontos para as convocações feitas pelos irmãos. Estamos fazendo tudo conforme está em nossa possibilidade e habilidade para fazer”.

A pastora disse esperar que essa tragédia possa ser ponto de maior unidade entre as igrejas, como acontecia na igreja primitiva, onde tudo era compartilhado.

“Que Deus abençoe a todos os pastores de cada igreja, a cada denominação, a cada membro e nós que estamos sofrendo as consequências dessa grande tragédia e provação que atingiu a todos nós, que com ela possamos aprender a sermos um”, disse a pastora Conceição.

Fonte: Guia-me

30/01/2019

Igreja que não evangeliza está doente, diz Hernandes Dias Lopes


Durante o programa “Sala de Prosa”, o pastor Hernandes Dias Lopes alertou sobre a necessidade de evangelização por parte das igrejas. “Igreja que não evangeliza está doente”, disse.

“Evangelizar é quando a igreja tira o foco dela mesma para servir a Deus, levando o Evangelho a quem carece da graça para ser salvo”, explicou. “E nós temos muitas motivações para evangelizar”, continuou.

Entre elas citou que Deus usa a igreja para esse propósito. “O governo não vai evangelizar, a ONU não vai evangelizar”, resumiu. Logo, esse é o papel da igreja e dos cristãos.

“Se eu não fizer, quem vai fazer?”, lança a questão. “A Bíblia diz que Deus vai cobrar o sangue da nossa mão, daquele ímpio que morreu sem ouvir a Palavra”, pontuou.

“As igrejas que mais sabem, são as que menos fazem”

Segundo o pastor, hoje em dia tem muita igreja que se preocupa em realizar congresso, conferência, seminário, simpósio e que “atravessa o Atlântico pra isso, mas não atravessa a rua pra falar de Jesus”, observou.

Assista!

12/01/2016

Faleceu o Pr. Gilberto Malafaia, pai do Pr. Silas Malafaia


Pr. Gilberto e irmã Albertina completariam em 2015 quase sete décadas de casamento

Pr. Gilberto e irmã Albertina completariam em 2015 quase sete décadas de casamento

Faleceu na madrugada desta terça-feira (12), aos 95 anos de idade, o pastor Gilberto Malafaia, fundador da Igreja Assembleia de Deus em Jacarepaguá (IADJ). O velório será hoje partir às 19h, no templo da IADJ, localizado na Rua André Rocha, 890, Taquara (RJ).

O culto fúnebre está marcado para esta quarta-feira (13), a partir das 9h e o sepultamento será às 11h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap.

Breve histórico

Gilberto Gonçalves Malafaia nasceu em 10 de janeiro de 1921 na cidade de Castro Alves, Bahia. Mudou-se para o Rio de Janeiro onde serviu a Marinha do Brasil por 25 anos. Formou-se em Pedagogia tornando-se um exímio educador.

Fundador da Igreja Assembleia de Deus em Jacarepaguá seu ministério foi marcado pelo amor as almas perdidas, submissão a Palavra de Deus e excelência no Ensino Bíblico.

Era casado com a professora Albertina Malafaia há sessenta e sete anos e deixa seis filhos, 18 netos e 14 bisnetos.

Fonte: Biografia Pastor Gilberto Malafaia    

19/12/2015

Tradutores de Bíblia estão sendo presos e mortos em países muçulmanos, afirma ONG


Tradutores da Bíblia também tem sido submetidos a uma intensa perseguição em algumas partes do mundo,

Tradutores da Bíblia também tem sido submetidos a uma intensa perseguição em algumas partes do mundo,

Tradutores da Bíblia também tem sido submetidos a uma intensa perseguição em algumas partes do mundo, segundo revelou a Wycliffe Associates, organização que promove a tradução das Escrituras Saradas em diversas línguas.

Ao iniciar novos projetos de tradução de Bíblias este ano, muitos dos tradutores da organização enfrentaram duros desafios, particularmente em países predominantemente muçulmanos.

Na Índia, o grupo relatou que um tradutor foi arrancado de sua casa durante a madrugada e levou 17 tiros. Na mesma semana, 16 casos de tradutores presos e torturados foram registrados.

Outros tradutores têm enfrentado situações inexplicáveis. O líder de uma oficina de tradução no Sudeste Asiático perdeu a voz misteriosamente, enquanto um número significativo de participantes da oficina ficou doente. Um jovem tradutor do mesmo grupo também morreu enquanto cochilava durante o workshop.

De acordo com Bruce Smith, presidente da Wycliffe, o que os tradutores estão vivendo é uma parte esperada da guerra espiritual. Por outro lado, ele expressou alegria pelo fato de o grupo ter lançado 203 projetos de tradução em todo o mundo, dentro de um ano.

“Eu estava empolgado para testemunhar a Deus em um trabalho como este. Estávamos frustrados diante das nossas próprias forças. Mas quando oramos, quando reconhecemos o poder de Deus, Deus abre as portas”, disse Smith.

Atualmente, a organização está envolvida em um grande esforço chamado “Visão 2025”, um plano para ter a Bíblia traduzida em todas as línguas do mundo até 2025.

19/12/2015

Pastor canadense é condenado à prisão perpétua na Coreia do Norte


Pastor canadense é condenado à prisão perpétua na Coreia do Norte

Pastor canadense é condenado à prisão perpétua na Coreia do Norte

Um pastor canadense acusado de atividades subversivas foi condenado nesta quarta-feira na Coreia do Norte à prisão perpétua com trabalhos forçados, o último de uma série de missionários estrangeiros detidos por se intrometer nos assuntos do país, segundo autoridades.

Hyeon Soo Lim, nascido na Coreia do Sul, atuava em Toronto como pastor da Igreja Presbiteriana Coreana da Luz.

“O acusado Lim reconheceu todas as acusações apresentadas contra ele, entre elas a difamação viciosa de nosso sistema e de nossa suprema dignidade, assim como conspirar para derrubar o nosso Estado”, indicou a agência oficial norte-coreana, KCNA.

Segundo a agência, o promotor havia pedido à Suprema Corte que pronunciasse a pena de morte, alegando que os crimes do pastor mereciam “a punição mais severa”. Finalmente, o tribunal rejeitou sua recomendação.

Lim foi detido pelas autoridades norte-coreanas em janeiro depois de chegar da China. Segundo sua igreja em Toronto, estava no país em missão humanitária e já o havia visitado em várias ocasiões para trabalhar em orfanatos e residências de idosos.

Em agosto, a Coreia do Norte publicou um vídeo no qual Lim aparecia em uma missa na igreja Pongsu de Pyongyang confessando seus crimes diante de uma pequena congregação na qual também havia estrangeiros. “Cometi o pior crime de todos, insultar e difamar a dignidade e a dirigência da república”, dizia Lim no vídeo.

Os cidadãos estrangeiros detidos na Coreia do Norte são obrigados, em geral, a confessar publicamente seus crimes, seguindo um roteiro muito elaborado, para obter eventualmente sua liberdade.

“O julgamento demonstrou novamente o destino miserável que pessoas como Lim aguardam, seguidores dos regimes americano e sul-coreano, que sem cessar tentam aniquilar nosso sistema socialista e difamam a suprema dignidade de nossa república sagrada”, acrescentou a agência KCNA.

A condenação de Lim também ocorre depois do fracasso de incomuns negociações de alto nível entre as duas Coreias, que tinham por objetivo melhorar a relação bilateral.

Desconfiança com religiosos

O regime comunista de Pyongyang encara com muita desconfiança os missionários estrangeiros, embora autorize alguns a trabalhar em missões humanitárias.

Nos últimos anos vários religiosos cristãos foram detidos, em sua maioria americanos de origem coreana. Alguns puderam retornar, graças à intervenção de políticos americanos de primeiro nível.

A liberdade religiosa está contemplada na Constituição norte-coreana, mas na prática é inexistente. As atividades religiosas estão estritamente reguladas e limitadas a organizações reconhecidas pelo governo.

Os religiosos estrangeiros detidos na Coreia do Norte se expõem a elevadas penas de prisão, ou podem servir também de moeda de troca para obter concessões ou a visita de algum importante representante estrangeiro.

Assim, em novembro de 2014, Kenneth Bae, um cidadão americano de origem coreana, assim como Lim, foi libertado depois de ser condenado a 15 anos de trabalhos forçados.

Este missionário evangélico foi condenado por conspirar contra o regime norte-coreano. Foi libertado junto a outro americano ao término de uma missão secreta efetuada em Pyongyang pelo chefe da inteligência americana, James Clapper.

Um missionário sul-coreano detido na Coreia do Norte em outubro de 2013, Kim Jeong-Wook, cumpre atualmente uma condenação de prisão perpétua a trabalhos forçados.

Fonte: AFP

07/12/2015

Homem doente é acolhido por uma cristã norte-coreana e recebe a cura de Deus


coreia do norteShelter é uma norte-coreana conhecida por este nome em inglês, porque a tradução da palavra shelter é ‘abrigo’ ou ‘refúgio’. Os irmãos que são acolhidos por ela em sua casa na China dizem que ela transmite segurança até mesmo para aqueles que parecem estar no final de suas vidas.

“Eu estava tão doente, e realmente achei que morreria. Quando pensei que minha história estava no fim, entreguei minha vida a Cristo, mas tive uma surpresa: Jesus me curou. Eu sinto que estou vivendo um tempo extra agora, mesmo sem merecer, e não vou desperdiçar um momento sequer”, conta um dos acolhidos.

“Ela mora na cidade, e na frente de sua casa há pessoas vagando pelas ruas, procurando um lugar para dormir. Ela oferece não só esse lugar para passarem a noite, mas também algum alimento e, o principal, o amor”, revela um visitante da Portas Abertas que conheceu a cristã.

O curioso, segundo o visitante, é que essas pessoas podem seguir em frente, mas decidem voltar para saber por que Shelter oferece sua casa sem cobrar estadia. “É nessa hora que eu compartilho com eles sobre a Bíblia e a mensagem de salvação e muitos se convertem”, conta a cristã. Ela desabafa sobre o desgaste desse trabalho, mas garante que vale a pena. “Às vezes, eu fico muito cansada, mas eu dobro meus joelhos e Deus renova as minhas forças.”

Há treze anos, a Coreia do Norte está em primeiro lugar na Classificação da Perseguição Religiosa. A situação no país é uma das mais hostis ao evangelho, e é o lugar onde servir a Jesus tem custado a vida de muitos cristãos.

Motivos de oração

– Ore por Shelter, para que ela continue realizando a obra de Deus com a mesma força.
– Clame a Deus pelos cristãos perseguidos na Coreia do Norte; para que continuem perseverantes e testemunhando de Jesus a outras pessoas.
– Ore para que a Portas Abertas possa continuar encorajando e servindo aos cristãos nessas regiões.

07/12/2015

Crianças órfãs, de famílias cristãs, são encontradas na Nigéria


Crianças órfãs, de famílias cristãs, são encontradas na NigériaCrianças órfãs da Nigéria, que sofreram com os conflitos entre cristãos e muçulmanos, são encontradas pela equipe da Portas Abertas e recebem ajuda. As crianças eram de famílias cristãs e moravam na cidade de Yola, capital do estado de Adamawa, onde houve um grande ataque e milhares de cristãos morreram.

“Eu vi meu pai sendo baleado e queria ficar com ele, mas ele dizia para eu correr com a multidão, que Deus cuidaria de mim. Eu pensei que minha mãe e meus irmãos estavam no meio daquelas pessoas, então eu corria e procurava por eles. Mas eu estava sozinha, perdi minha família e fui levada para um campo de refugiados”, conta Zira, uma das crianças.

A menina contou para um dos analistas de perseguição que, muitas vezes, eles iam dormir sem comida e que nem sempre havia esteiras para passar a noite, então eles dormiam no chão. “Todos ali tinham perdido seus pais e irmãos para o Boko Haram e estávamos na mesma situação”, diz a menina.

Além de Zira, há outras 15 crianças sendo cuidadas pela Portas Abertas, recebendo alimentos e outros suprimentos, além de bastante amor e atenção. “Nós estamos aqui na Nigéria ajudando órfãos deslocados e muitas viúvas. Temos igrejas tanto na Nigéria como em Camarões, assim podemos prestar também o trabalho espiritual e cuidar do lado emocional desses cristãos que enfrentaram tantas perdas. Eles vão ficar bem, porque Jesus está com eles”, conclui o analista.

%d blogueiros gostam disto: