Posts tagged ‘Supremo Tribunal Federal’

03/09/2013

STF suspende sessão da Câmara que manteve mandato de Donadon


STF suspende sessão da Câmara que manteve mandato de Donadon O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu suspender a decisão da Câmara dos Deputados que na última semana votou pela não cassação do deputado Natan Donadon (ex-PMDB-GO), que está preso após ser condenado pelos crimes de peculato e formação de quadrilha.

A decisão foi dada pelo ministro Luís Roberto Barroso diante de um pedido feito pelo líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP). Na decisão o presidente do STF chega a citar a indignação cívica diante da não cassação do parlamentar.

“Pela gravidade moral e institucional de se manterem os efeitos de uma decisão política que (…) chancela a existência de um deputado presidiário (…). A indignação cívica, a perplexidade jurídica, o abalo às instituições e o constrangimento que tal situação gera para os Poderes constituídos legitimam a atuação imediata do Judiciário. Como consequência, suspendo os efeitos da deliberação do Plenário da Câmara”, diz trecho da decisão.

Donadon não teve o mandato cassado por uma diferença de 24 votos, apenas 233 dos deputados votaram pela perda do mandato, contra 131 que pedira a absolvição do parlamentar preso e 41 abstenções. Fora isso, 108 deputados faltaram naquele dia, o que prejudicou a votação.

Jornais e até mesmo alguns deputados chegaram a dizer que a Donadon foi beneficiado por artimanhas políticas realizadas pelas bancadas evangélicas, do PT e PMDB que se articularam para não deixar que ele perdesse o mandato. O presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), determinou o afastamento do deputado preso até que ele seja solto da cadeia, o que deve acontecer em dois anos. Durante esse período ele não deve receber nenhum tipo de benefício, nem o salário ou as taxas de gabinete.

 

Informações da Folha de SP.

27/11/2012

Bispo Rodrigues é condenado a 6 anos e 3 meses pelo STF


Bispo Rodrigues é condenado a 6 anos e 3 meses pelo STFFoi definida nesta segunda-feira (26) a pena do ex-deputado do extinto PL (atual PR) Bispo Rodrigues, que foi julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo do mensalão.

A decisão foi de 6 anos e 3 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O ex-bispo da Igreja Universal do Reino de Deus também terá que pagar uma multa no valor de R$696 mil, o equivalente a 290 dias-multa.

Carlos Alberto Rodrigues Pinto é acusado de ter recebido R$150 mil do chamado “valerioduto”, o dinheiro era oferecido em troca de apoio no Congresso durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Pelo crime de corrupção passiva os ministros do STF julgaram por 3 anos de reclusão mais multa de R$360 mil. Pelo de lavagem de dinheiro a pena foi de 3 anos e 3 meses de reclusão e a multa de R$336 mil.

O advogado de defesa chegou a pedir a redução da pena do bispo Rodrigues por ele ter confessado o recebimento de dinheiro. Mas o relator da ação, o ministro Joaquim Barbosa, indeferiu o pedido.

Rodrigues era um dos braços direito de Edir Macedo, se elegeu como deputado federal em 1999 e foi reeleito em 2004, ano em que perdeu o cargo na igreja.

O nome do ex-bispo foi citado em diversos casos de corrupção, entre eles o Escândalo dos Bingos e a Máfia dos sanguessugas. Em setembro de 2005 ele renunciou ao cargo depois que o mensalão veio à tona.

Fonte: Gospel Prime

24/11/2012

“O que eu dei foi oração”, diz mãe do ministro Joaquim Barbosa


“O que eu dei foi oração”, diz mãe do ministro Joaquim BarbosaEm declaração para a imprensa, Benedita Gomes da Silva, mãe do ministro Joaquim Barbosa, comentou que a única coisa que deu ao filho foi oração e que ele conseguiu chegar à presidência do Supremo Tribunal Federal por conta própria.

“O que eu dei foi oração, ele lutou por conta própria”, disse ela que é evangélica da Assembleia de Deus. Ao lado de parentes e artistas, o ministro Joaquim Barbosa tomou posse do novo cargo nesta quinta-feira (22).

Nascido na cidade de Paracatu, Minas Gerais, em 1954 o ministro se esforçou para conquistar seus sonhos, aos 16 anos ele se mudou para Brasília para morar com uma tia e cursar o ensino médio.

Foi nessa época que ele conseguiu trabalho como compositor gráfico do Senado e mais tarde como oficial do Ministério das Relações Exteriores.

Formado em Direito pela Universidade de Brasília, Joaquim Barbosa é casado com Marileuza Francisco de Andrade com que tem um filho, Felipe, nascido em 1982.

Sempre seguindo carreira pública, Barbosa foi nomeado pelo então presidente Lula em 2003 para o STF. Apenas em 2008 ele conseguiu se tornar ministro efetivo e também vice-presidente da mais alta corte do Brasil.

A posse de Joaquim Barbosa se tornou histórica por ele ser o primeiro homem negro a presidir do Supremo Tribunal Federal.

Fonte: Goepel prime

08/11/2012

Bebê nasce com anencefalia e sobrevive por três anos


Bebê nasce com anencefalia e sobrevive por três anosUma notícia divulgada no jornal britânico Daily Mail relata que um bebê americano conseguiu sobreviver por três anos mesmo tendo anencefalia, diagnóstico que no Brasil pode justificar um aborto.

Nickolas Coke faleceu no dia 31 de outubro, aos três anos de idade. Mesmo tendo apenas o tronco cerebral o bebê surpreendeu os médicos que afirmam que crianças com este problema de má formação morrem poucas horas depois do nascimento.

A avó do menino, Sherri Kohut, garantiu ao jornal local de Colorado que nesse tempo Nickolas nunca precisou da ajuda de aparelhos. “Ele nunca foi ligado a qualquer máquina, tubos, nada”.

A família relata que fez de tudo para a criança, mesmo sabendo que ele era incapaz de pensar e sentir emoções. Nickolas viajou, participou de acampamentos e até conheceu zoológicos.

“Ele era nosso herói. Ele sempre será lembrado”, diz a avó.

O bebê faleceu depois de ter dificuldades respiratórias na manhã do último dia de outubro. Os médicos até tentaram reanimá-lo, mas ele não resistiu.

A Revista Crescer citou o texto do Daily Mail e fez a ressalva de que no Brasil a anencefalia atinge 1 a cada 700 crianças. Pela nova lei brasileira a mãe que receber o diagnóstico médico de que o feto não tem cérebro pode entrar com o pedido de aborto.

As bancadas evangélica e católica do Congresso fizeram diversas críticas a respeito dessa decisão do Supremo Tribunal Federal.

Fonte: gospel prime

09/10/2012

Joaquim Barbosa é filho de uma evangélica


Joaquim Barbosa é filho de uma evangélicaJoaquim Barbosa parece nunca ter se acomodado ao que parecia ser o caminho natural para ele.  O hoje ministro do Supremo Tribunal Federal, aos 58 anos aparece com destaque na mídia em meio ao histórico julgamento do mensalão.

Filho de um pedreiro, cresceu ouvindo que nas festas de aniversário de famílias mais abastadas deveria ficar sempre no fundo do salão. Mas Joaquim, quando criança, preferia não ir às festas a ter de se submeter à humilhação de ficar separado dos colegas.

Dario Alegria, um primo distante de Joaquim, diz que naqueles tempos os garotos negros da cidade eram vítimas de forte preconceito. “Mas o Joaquim quebrou toda essa lógica, ele era diferente, nunca levava desaforo para casa e não aceitava humilhação”, acredita.

O pai de Joaquim morreu há dois anos. Ele atribui muito do seu perfil à influência de Benedita, sua mãe, evangélica da Assembleia de Deus há 45 anos.

Criado em Paracatu, interior de Minas Gerais, desde criança, Joaquim trabalhou com o pai. Por vezes ajudando a fazer tijolo, em outras entregando lenha num caminhão velho da família.

Joaquim Rath, um amigo de infância do ministro, lembra que na casa da família Barbosa não havia sofá, geladeira nem televisão. Só uma mesa com cadeiras. Ele morava com os pais e mais sete irmãos “Mas com o Joaquim não tinha essa história de negro humilde e pobre, e ele não se subordinava aos ricos e brancos”, lembra.

Em 1971, a família foi tentar a vida em Brasília, a 250 quilômetros de Paracatu. Na capital federal, Joaquim se formou em Direito. Depois, foi aprovado no concurso para oficial de chancelaria do Itamaraty e posteriormente em outro, para procurador da República.

Fez doutorado na Sorbonne, em Paris, foi professor visitante na Universidade Colúmbia, em Nova York, e na Universidade da Califórnia. Barbosa fala quatro idiomas além do português: inglês, alemão, italiano e francês.

O tio, José Barbosa, de 78 anos, lembra que o menino tinha alguns hábitos estranhos: lia tudo o que encontrava, escrevia no ar, cantava em outros idiomas e gostava de andar com o peito estufado, imitando gente importante. “Todos viam que o Joaquim seria alguém quando crescesse”, afirma.

O ministro Joaquim é relator do processo do mensalão. Nos últimos dias condenou por crime de corrupção ativa José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares, que formavam a cúpula do Partido dos Trabalhadores (PT). Em novembro vai assumir a presidência do STF.   Na internet já existe uma campanha para que seja presidente da República.

“O ministro incorpora uma espécie de herói do século XXI. Precisávamos de uma pessoa com o perfil dele para romper com os rapapés aristocráticos, pois chegamos ao limite da tolerância com a calhordice no poder”, diz o antropólogo Roberto DaMatta.

Fonte: Gospel Prime

25/06/2011

STF rasgou a Constituição ao permitir união entre gays, diz pastor


também foi notícia no Jornal Nacional. Sob a coordenação do pastor Silas Malafaia, milhares de evangélicos celebraram a paz com louvores a Deus.

A afirmação foi do pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, durante a 19ª edição da Marcha para Jesus, em São Paulo.

O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, afirmou nesta quinta-feira, durante a 19ª edição da Marcha para Jesus, em São Paulo, que o STF (Supremo Tribunal Federal) rasgou a Constituição ao permitir a união entre homossexuais e liberar a Marcha da Maconha.

“Se governador, prefeito e presidente for contra a família, não vai ter o nosso voto. Se amanhã alguém quiser fazer a marcha a favor da pedofilia, vai pode fazer”, disse Malafaia. “Não estamos querendo fundar o Estado evangélico”, reiterou.

Malafaia apoiou o tucano José Serra na campanha presidencial do ano passado.

Milhares de fiéis participam desde as 10h de ontem do evento religioso no centro de São Paulo.

Entre os presentes também estavam o casal fundador da Igreja Renascer em Cristo, Estevam e Sônia Hernandes, e o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ).

“Meu Deus é o dono do ouro e da prata. Enquanto meu Deus age, ninguém pode impedir”, disse a bispa Sônia.

No ano passado, segundo a Polícia Militar, a Marcha reuniu 2 milhões de pessoas. Os organizadores esperavam 5 milhões. Neste ano, eles preferiram não divulgar uma estimativa.

De acordo com a Renascer, 800 caravanas com 35 mil pessoas de outras cidades vieram para o ato.

Houve representantes de outras igrejas como Assembleia de Deus, Bola de Neve, Batista Betel e Sara Nossa Terra.

Marcha para Jesus reúne 5 milhões de fiéis em SP, dizem organizadores

Cerca de 5 milhões de fiéis participam nesta quinta-feira da 19ª edição da Marcha para Jesus, em São Paulo, segundo organizadores do evento.

Open in new windowA Polícia Militar, no entanto, estima cerca de 1 milhão, mas o número corresponde apenas às pessoas concentradas na praça Heróis da FEB (zona norte).

Entre os presentes estão o casal fundador da Igreja Renascer em Cristo, Estevam e Sônia Hernandes, o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) e o pastor Silas Malafaia.

“Meu Deus é o dono do ouro e da prata. Enquanto meu Deus age, ninguém pode impedir”, disse a bispa Sônia.

O evento partiu da praça da Luz (centro) às 10h e percorreu quatro quilômetros até a praça.

A partir das 13h, começaram os atos religiosos e os shows de música gospel. A previsão é que o evento termine por volta das 21h.

No ano passado, segundo a Polícia Militar, a Marcha reuniu 2 milhões de pessoas. Os organizadores esperavam 5 milhões.

De acordo com a Renascer, 800 caravanas com 35 mil pessoas de outras cidades vieram para o ato. Há representantes de outras igrejas como Assembleia de Deus, Bola de Neve, Batista Betel e Sara Nossa Terra.

Marcha reúne 18 mil evangélicos de 400 igrejas em Uberlândia

Cerca de 18 mil pessoas participaram nesta quinta-feira (23) da Marcha Para Jesus 2011, de acordo com dados da Polícia Militar. O evento foi organizado pelo Conselho de Pastores de Uberlândia (Conpas) e contou com a presença de membros de 400 igrejas evangélicas de toda a cidade.

Os fiéis partiram às 9h da manhã do estacionamento do prédio da Prefeitura de Uberlândia, no bairro Santa Mônica, zona leste, e fizeram um percurso de aproximadamente quatro quilômetros até a praça Tubal Vilela, no Centro. Dois trios elétricos e dois trens infantis acompanharam a multidão em marcha até o fim do trajeto. “Saíram da concentração, na praça da prefeitura, aproximadamente 12 mil pessoas. Ao longo do caminho, mais gente foi aderindo”, disse o capitão da PM Osmar Duque, responsável pela equipe de 50 policiais que fizeram a segurança do evento.

Um palco foi montado na praça Tubal Vilela para recepcionar o público, que, ao fim da caminhada, pôde acompanhar os shows de quatro grupos de música gospel.

Marcha para Jesus reúne mais de 130 mil e critica o casamento gay em Teresina

A Marcha para Jesus é um evento internacional e interdenominacional (ou seja, realizada conjuntamente por diversas denominações evangélicas) que ocorre anualmente em milhares de cidades do mundo. No Piauí, é organizada pela aliança evangélica de pastores de Teresina.

Sem fins lucrativos, a caminhada deveria começar às 15h desta quinta-feira (23/06), mas sofreu um pequeno atraso por conta de uma ameaça de chuva. Não choveu forte e o evento seguiu, saindo do balão do bairro São Cristovão, zona Leste de Teresina. É um evento que já faz parte do calendário da cidade.

Os organizadores não gostam de comparações, mas a Marcha para Jesus, que reúne boa parte de seu público com evangélicos, bate de frente, literalmente, com a Caminhada da Fraternidade, feita pela Igreja Católica. Até o caminho é feito no sentido contrário. Enquanto a Caminhada da Fraternidade reuniu, neste ano, cerca de 70 mil pessoas, a Marcha para Jesus, que no ano passado reuniu cerca de 100 mil, este ano atraiu 130 mil, segundo o pastor Marcos Sérgio.

Open in new window

Estimativas da Polícia Militar, no entanto, dizem que estavam cerca de 120 mil, não 130 mil. Vários trios elétricos, com bandas gospel agitaram o evento, que só terminou no Centro da capital, com muita paz, demonstração de saúde e alegria. Autoridades políticas como o casal, deputada estadual Rejane Dias e senador Wellington Dias (ambos PT), participaram da marcha. Segundo o Pastor Marcos Sergio, que é um dos organizadores do evento, a Marcha para Jesus de Teresina superou todas as expectativas. “Esta edição da Marcha para Jesus me surpreendeu, superando o ano passado, e a cada ano a tendência é crescer cada vez mais”, disse o Pastor.

Como a principal bandeira da Marcha para Jesus deste ano é a paz na família, o assunto ‘casamento gay’ não fugiu das discussões. O coordenador da marcha, presidente da Aliança de Pastores de Teresina, José Ribamar, disse que os evangélicos só consideram que uma família é formada por homem com uma mulher. Ele informa que a igreja nunca se manifestou sobre as relações homossexuais.
“Defendemos é o que está na Bíblia”, disse. Mais polêmico, o pastor Oliveira disse que está se criando uma espécie de “ditadura gay”, onde não se pode criticar a conduta dos homossexuais. “Todo mundo pode falar da presidente, pode falar de vocês da imprensa, da igreja, de tudo, menos dos gays, como se todos fossemos proibidos”.

Fonte: Folha Online e 180 Graus

14/05/2011

“Houve um golpe” diz pastor sobre aprovação da união entre pessoas do mesmo sexo


“Houve um golpe” diz pastor sobre aprovação da união entre pessoas do mesmo sexoO pastor Daniel Sampaio da Igreja Batista Central do Barreiro, Belo Horizonte (MG) se manifestou sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal de aprovar a união estável entre pessoas do mesmo sexo.

Sampaio não utilizou os textos bíblicos que falam contra a homoafetividade para defender sua tese, apenas leu o capítulo de Isaias que denuncia que faz das trevas luz e da luz, trevas (Isaias 5:20) e citou o artigo sete Constituição Federal que fala sobre a família.

“Eu queria me manifestar publicamente porque houve um  golpe essa semana, houve uma manipulação da verdade, houve uma atropelo da Constituição,” defendeu o pastor.

Ele explica que o pedido da Defensoria Pública da União só poderia ser atendido pelo STF se antes houvesse uma mudança na Carta Magna que diz que a união estável só reconhecida entre um homem e uma mulher. “Se o guardião da Constituição abre brecha em relação a isso, então qualquer coisa pode ser feito aqui”.

Para o pastor a decisão do STF foi programada pelo Governo Federal. Ele lembra que o censo está sendo divulgado aos poucos e bem na semana da votação foi liberado a informação de que há 60 mil casais homossexuais no Brasil.

De acordo com o pastor esse número parece grande, mas frente aos 200 milhões de habitantes, os 120 mil homossexuais que possuem um relação estável representam apenas 0,6% da população brasileira.

Inconformado o pastor também fala do kit gay distribuído pelo Ministério da Educação (MEC) e convida seus ouvintes a reagirem contra esse golpe.

%d blogueiros gostam disto: