Posts tagged ‘ter’

04/12/2012

Cidades na Europa rejeita cristãos, o evangelho de Jesus e é “invadida por demônios”


Em alguns lugares da Europa os cristãos são rejeitados e consequentemente o evangelho de Salvação é repudiado, haja visto é um ritual a adoração a uma “deusa pagã” europeia estar sendo resgatado nos últimos anos e nesse ano com força total. Trata-se de um tradição que cultua “demônios” que na cultura os ajuda a ter proteção. -Confira, entenda e ore por missões…

Uma antiga tradição de ofertar a uma “deusa pagã” Europeia (o Perchten) é considerado nocivo e perigoso para a alma cristã parece estar de volta com toda força. Numa Europa que cada vez mais rejeita o cristianismo, o festival esta sendo feita com mais enfase este ano nas ruas de Salzburg (Suíça) e Tirol (Áustria).

 As máscaras com traços diabólicos são usados em procissões e festas nas regiões montanhosas da Áustria e Suíça. Isso faz parte dos costumes tradicionais de Natal nestas regiões europeia, que segundo tradição é para assustar os espíritos que o inverno traz.

Até o século 16 a tradição de ofertar a “deusa pagã” tinha duas versões uma delas era harmoniosas e bondosa (Schöne Perchten), enquanto que a outra era feia e escuro (Finster Perchten). Enquanto a primeira versão era comemorada com enfeites de fitas, correntes de ouro, folhagens e flores, a outra era com garras, presas, chifres, peles de animais e foi a que ficou nos costumes até hoje.

Diz a tradição que homens usando “Perchten escuro” deve visitar as casas fazendo barulho para afugentar os maus espíritos. Pessoas receber uma mistura de carbonato de sódio e de farinha de milho, alimento, que representa a força de regeneração de vida após a morte.

Este é o ressurgimento do paganismo europeu. Centenas de pessoas vestidas como demônios, cobertas da cabeça aos pés com peles de animais e máscaras de madeira, ficando com a aparência de de um culto a adoração ao diabo do que como é a pretensão deles afastar espíritos malignos. Durante o festival, adultos e crianças corriam pelas ruas da cidade, que em muitos casos assustam as crianças um pouco mais crescidas, enquanto as crianças pequenas vão se acostumando com o ambiente macabro e com certeza quando crescerem acharão tudo normal.

A explicação para este festival nestas regiões da Europa é para tentar resgatar este ritual a esta “deusa pagã” que começou por volta do ano 500 anos. Naquela época, os agricultores faziam esses ritos pagãos para afugentar os “fantasmas do inverno” e ajudar a trazer uma colheita proveitosa. Eles pensavam que ao trabalharem com máscaras assustadoras conseguiriam espantar os espíritos do inverno. Cientes que as vestimentas que usavam era alusivas ao “demônio” que por sua vez acreditavam que estas figuraças demoníacas assustariam os fantasmas que prejudicavam a produção das colheitas.

Veja um vídeo postado em 2011,onde mostra um pouco do festival e podemos ver claramente a condição a qual são levadas as crianças a aceitarem estes rituais como sendo normais e benéficos para suas vidas

Fonte: Inforgospel

03/12/2012

Seita peruana vive como nos tempos de Cristo e é investigada por tráfico


Marcha para Jesus no Haiti terá propósito humanitárioUma reportagem especial do programa Fantástico mostrou neste domingo (2) uma seita peruana que tem se espalhado pelo Brasil e outros países da América Latina, mas que tem preocupado a Polícia Federal brasileira por supostamente ter alguns membros que estão participando do plantio de coca.

Os membros da Associação Evangélica da Missão Israelita no Novo Pacto Universal (AEMINPU) vivem como na época de Jesus, adotando o mesmo estilo de vestimenta e alguns costumes daquele tempo, por este motivo eles são chamados de israelitas.

Mas não há ligações nem entre o judaísmo, nem às igrejas protestantes, mesmo tendo o nome de “evangélicos” já que eles acreditam que Jesus já voltou e que é o peruano Ezequiel Jonas Molina, filho de Ezequiel Gamonal o fundador da seita.

A reportagem da Globo conta que nos últimos 15 anos mais de 6 mil peruanos saíram dos Andes para viverem na sela amazônica na fronteira com o Brasil. O número crescente de moradores nessa área é o que preocupa as autoridades brasileiras que já apreendeu 1,8 toneladas de cocaína que seria consumida por brasileiros.

Ao questionar os líderes da seita sobre o possível envolvimento dos membros com o plantio da coca, o Fantástico teve a informação de que podem ser israelitas apenas na aparência, mas que a seita não concorda com este tipo de atitude.

01/12/2012

Vitória em Cristo deste sábado vai revelar denúncias graves


Vitória em Cristo do próximo sábado vai revelar denúncias gravesO programa Vitória em Cristo deste sábado, 1º de dezembro, mostrará o pastor Silas Malafaia denunciando um suposto esquema articulado por dirigentes do PT que estão tentando manchar sua imagem.

No final de outubro, depois de ter se manifestado a respeito das eleições municipais paulistas, Malafaia foi informados por pessoas de sua confiança a respeito deste plano.

De acordo com os informantes, o objetivo do plano é denegrir um dos líderes religiosos mais influentes do país e assim calar o pastor.

Assim que soube, Malafaia veio a público mostrar sua indignação escrevendo uma carta contando o que chegou aos seus ouvidos dizendo que naquela mesma semana de outubro foi chamado para apresentar alguns relatórios para um órgão federal.

“Eu já sei a razão disso! É para ver se encontram alguma falha, por menor que seja, a fim de produzirem uma notícia de impacto para me denegrir”, afirmou o líder da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo.

Todo este caso será esclarecido no programa que é transmitido às 9h pela Rede TV! e às 12h pela Band.

Fonte: Gospel Prime

28/11/2012

Pai fala de Deus ao filho viciado e ele começa frequentar Igreja Evangélica e se torna vereador


O agora irmão Waldiney testemunha da sua transformação de vida após tomar a decisão de falar com Deus e expressar a vontade de mudar de vida. Começou então a frequentar um igreja evangélica e foi totalmente restaurado pelo Senhor e hoje é vereador eleito em MG.- Confira e comente…

“Eu não me amava. Esqueci do mundo e de mim”. A declaração é do vereador eleito em Montes Claros (MG) pelo PHS, Waldiney da Silva, de 34 anos. O irmão Waldiney, como é conhecido, falou ao G1 sobre os 10 anos em que foi dependente químico. Ele começou a consumir drogas aos 15 anos de idade, passou por quatro centros de recuperação e chegou a morar na rua durante um mês.

Waldiney chegou a ter uma overdose e sofreu uma parada cardíaca. A última vez que consumiu drogas foi em 2004. “Foi quando tudo começou na minha vida. Eu falei com Deus que eu iria mudar”, conta.

Ele começou a frequentar uma igreja evangélica e sentiu que sua vida começou a ser transformada.”Troquei a minha família e meus sonhos sonhos pela droga. Fui morar nas ruas, não por falta de casa ou comida, mas porque eu não não gostava de mim”, revela. O vereador eleito conta que o pai foi um dos responsáveis por fazê-lo largar o vício. “Ele falava comigo: “Deus vai te dar força, você vai sair dessa’. Ele me ajudou muito”.

O Irmão Waldiney se casou e começou a trabalhar com propaganda volante pelas ruas de Montes Claros, foi quando passou a ser conhecido e a conhecer a realidade dos bairros carentes da maior cidade do Norte de Minas.

Ao receber um convite do presidente do Partido Humanista da Solidariedade (PHS), resolveu concorrer ao cargo de vereador. Um dos motivos, segundo ele, foi a vontade de criar um centro de recuperação para dependentes químicos. “Tem muita gente precisando de oportunidade para mudar de vida. Qualquer ser humano pode dar a volta por cima”, destaca.

Fonte: Infor gospel

24/11/2012

Livro de Edir Macedo faz sucesso na América Latina


Livro de Edir Macedo faz sucesso na América LatinaO bispo Edir Macedo esteve nos últimos dias lançando sua autobiografia “Nada a Perder” na Argentina e na Colômbia repetindo o sucesso de vendas que a obra tem feito no Brasil.

No sábado (17) o fundador da Igreja Universal do Reino de Deus atraiu mais de 45 mil pessoas até a livraria El Ateneu Grand Esplendid onde esteve autografando alguns exemplares e divulgado o lançamento.

Naquele dia foram vendidos 56.300 exemplares do primeiro livro de uma trilogia que narra as principais etapas da vida do religioso que hoje coordena uma das maiores igrejas do mundo.

No dia 20 foi a vez do público colombiano ter este contato direto com Edir Macedo que também autografou alguns exemplares para os fiéis que lotaram a Livraria Nacional, localizada na capital Bogotá.

Na Colômbia foram vendidos 16.200 exemplares do livro em apenas quatro horas, a livraria ficou pequena diante de 15 mil fiéis que queriam conhecer a história do bispo e vê-lo pessoalmente.

Nos dois países o lançamento do livro, que traduzido para o espanhol ganhou o nome de “Nada que perder”, chamou a atenção da imprensa que esteve acompanhando e noticiando a passagem do religioso brasileiro por estes países.

O livro também será lançado na Venezuela e no México.

As informações são do Arca Universal.

24/11/2012

Permanecendo Firme Através da Tempestade


Paul no VO.jpgSegundo o livro Operation World (Operação Mundial), pela primeira vez foi documentado que há uma “igreja adoradora” em cada país geopolítico do mundo. Essa foi a primeira informação compartilhada pelo correspondente canadense Paul Estabrooks no culto de abertura do Congresso Vamos Orar Juntos, da Portas Abertas.

Estabrooks é autor de diversos livros e é responsável, também, pelo conteúdo do treinamento Permanecendo Firme Através da Tempestade (PFAT). Esse treinamento é aplicado apenas nos projetos de campo da Portas Abertas, ou seja, em países onde ficam as bases de apoio que formam a linha de frente do trabalho de fortalecimento dos cristãos que sofrem perseguição, lugares onde há severa punição para aqueles que decidem seguir o Senhor Jesus.

Como parte da programação do Congresso, essa é a primeira vez que esse conteúdo é divulgado no Brasil. Já nos primeiros slides da apresentação de Estabrooks há uma afirmação muito interessante: “Os cristãos são como sachês de chá. É preciso colocá-los na água quente para saber o quanto eles são fortes!” Ele contou que aprendeu essa verdade com irmãos da Igreja perseguida.

Durante a manhã de hoje (23), o correspondente ministrou aos participantes do Vamos Orar Juntos duas partes do treinamento. Inicialmente, afirmou: “Há dois lados da vida cristã: o sofrimento e a glória. Quando nós participamos do sofrimento de Jesus, podemos ter certeza que também participaremos da sua glória.”

Para Estabrooks, “sofrimento, na vontade de Deus, tem significado e propósito: tornar o cristão alguém segundo a imagem de seu filho, Jesus”. Ele continuou: “Se não vale a pena morrer por Cristo, não vale a pena viver!”

Então, recontou a história que alguns irmãos na América Latina lhe falaram. Nessa região há diversos países em que a violência fala mais alto que a tolerância religiosa e o respeito aos direitos humanos. O tempo todo, cristãos enfrentam risco de morte. Acordam de manhã, beliscam a si mesmo e, ao perceberem que ainda estão vivos, glorificam ao Senhor por mais um dia em que podem servi-Lo e adorá-Lo na Terra. “Já estamos mortos em Cristo, só nos resta servimos ao Senhor dia após dia”, disseram eles a Estabrooks.

Paul acrescentou: “Às vezes as tempestades da vida vêm para nos mostrar que Deus está no controle. Ele não nos garante conforto, mas dá a certeza que a tempestade, um dia, vai acabar!”

*Congresso Vamos Orar Juntos

Fonte: Portas Abertas

17/10/2012

Paróquias de SP oferecem voluntários para ouvir desabafos


Paróquias de SP oferecem voluntários para ouvir desabafosImplantado em 2003 pelo padre Deolino Pedro Baldissera, da paróquia Nossa Senhora Aparecida de Moema, zona sul de capital paulista, o projeto desabafo já chegou a outras 14 paróquias da cidade de São Paulo, ouvindo fiéis e não fiéis que desejam desabafar.

Em uma sala da igreja fica um voluntário disposto a ouvir o que a outra pessoa tem para falar. Durante a sessão, a pessoa não recebe conselhos e nem recebe penitências, apenas pode colocar os problemas para fora e assim aliviar um pouco a tensão do dia a dia.

O serviço é gratuito e o sigilo é garantido. “Apenas oferecemos tempo, atenção e paciência. O objetivo não é ser um tratamento psicológico, mas um serviço de desabafo”, conta o padre à Folha de SP.

Além das 15 paróquias da capital que oferecem este serviço, moradores da cidade de Santo André e de Santos também podem ter seus problemas ouvidos. Hoje o Grupo de Apoio do Serviço de Escuta já conta com 150 voluntários interessados em ouvir a população.

Não há restrições para ter acesso a este serviço, pessoas de todas as classes sociais e credos podem participar dessa ação social.

Fonte: Gospel Prime

10/10/2012

Menina acusada de blasfêmia, no Paquistão, enfrenta novos processos legais


Menina acusada de blasfêmia, no Paquistão, enfrenta novos processos legaisEncaminhada para o tribunal juvenil, Rimsha ainda corre o risco de ser condenada a sete anos de prisão. O caso atraiu a atenção de órgãos da imprensa internacional por se tratar de uma menina portadora de Síndrome de Down que, possivelmente, foi acusada sob provas falsas, de blasfemar contra o Alcorão

A menina cristã Rimsha Masih, portadora de Síndrome de Down, passou o sábado, 6 de outubro, escondida, em meio a temores de que ela enfrentaria anos de prisão no Paquistão por “blasfêmia contra o Islã”, depois de testemunhas a terem exonerado, segundo expectadores do julgamento relataram.

Khalid Shahzad, diretor do Centro para Crianças Especiais Dorothea, da cidade de Lahore, disse à agência de notícias BosNewsLife que está preocupado com a situação de Rimsha, de 14 anos de idade.

“Três testemunhas que depuseram contra [o líder muçulmano] Hafiz Muhammed Khalid Chishti, afirmando que ele plantou provas para acusar a menina de blasfêmia e expulsar os cristãos do bairro, já retiraram o seu testemunho”, disse Shahzad, que acompanhou de perto o caso.

Chishti afirmou que a jovem cristã, detida em 16 de agosto, havia queimado páginas que continham versos do Alcorão, considerado um livro sagrado pelos muçulmanos.

Na semana passada, a BosNewsLife informou que um relatório interino da polícia considerou a moça “inocente” de blasfêmia, baseado em depoimentos de testemunhas.

Rimsha foi libertada, em setembro, sob fiança de um milhão de rúpias paquistanesas (equivalente a 10.600 dólares americanos), mas “se o caso contra Chishti for julgado improcedente por falta de provas, é possível que o processo contra a cristã avance”, explicou Shahzad.

Presa por quanto tempo?

“Um caso de blasfêmia poderia resultar na prisão de Rimsha por muitos anos”, alertou Khalid Shahzad. Desde que foi encaminhada para o tribunal juvenil, Masih enfrenta uma pena máxima de sete anos de prisão.

Se ela tivesse sido julgada como adulta, ela poderia ter sido condenada à prisão perpétua ou até mesmo enfrentar a pena de morte.

Houve relatos de que ela e sua família já haviam fugido para a Noruega. O Ministério de Relações Exteriores e autoridades de imigração, porém, não confirmaram essa informação.

A garota deixou claro que prefere permanecer no seu país, mas ativistas de direitos cristãos dizem que seria perigoso. “Mesmo que Rimsha não enfrente julgamento, ela nunca será capaz de retornar ao bairro onde morava”, acrescentou Farrukh H. Saif, diretor-executivo do grupo de direitos humanos World Vision In Progress, baseado no Paquistão.

Rimsha é inocente

Khalid Shahzad, cujo trabalho inclui uma escola para crianças com problemas mentais e um banco de alimentos para cerca de 200 viúvas cristãs, está convencido da inocência de Rimsha.

“Se Chishti não for punido por acusar falsamente uma menina com deficiência mental e menor de idade, este caso vai reforçar o clima crescente de impunidade com consequências graves a longo prazo, para a comunidade cristã”, alertou.

Os cristãos representam menos de cinco por cento da população de maioria muçulmana do Paquistão, de 180 milhões de pessoas, segundo várias estimativas.

Grupos da Igreja afirmam que cristãos têm sido cada vez mais alvo de militantes e seus apoiadores. Autoridades da União Europeia manifestaram preocupação com a situação e pediram ao Paquistão para combater as controversas leis de blasfêmia no país e aliviar as tensões.

Fonte: Portas Abertas

04/10/2012

Yousef Nadarkhani ainda corre perigo de morte


Yousef Nadarkhani ainda corre perigo de morte

O pastor Yousef Nadarkhani ainda corre risco de morte, segundo declarou uma fonte oficial do ministério Portas Abertas. A pessoa que não foi identificada por motivos de segurança garante que o pastor tem sido vigiado pelo governo iraniano e que o caso continua aberto na justiça.

“Infelizmente ainda existe a possibilidade de o pastor Yousef ser preso e até morto”, disse a fonte.

Além do crime de apostasia que fez com que ele ficasse mais de três anos na prisão, Nadarkhani ainda é acusado de ter convertido alguns muçulmanos, crimes ainda não julgados pela justiça local.

Enquanto goza da sua liberdade, o pastor iraniano segue medidas impostas pelo governo e está proibido de deixar o país. O pedido do Portas Abertas é que as orações em favor dele e de sua família continuem.

Fonte: gospel Prime

%d blogueiros gostam disto: